Mentirosos         Para onde Ela foi         A Esperança         A Vida Secreta das Abelhas         Atrás do Espelho

na playlist - Anúna

Olá meus amores, tudo bem? Gostaram da nova cara do blog?
Hoje vamos falar de musica, especialmente do grupo irlandês Anúna. Talvez de todos os grupos, bandas e projetos musicais que eu gosto e escuto, este seja o mais diferente entre todos.
Acredito que a grande maioria das pessoas que jamais tenha ouvido falar dele. Para mim Anúna é uma mágica viagem mística, através da música. As notas têm mistério e magia, que lembram muitas vezes contos de fadas.
Seria muito difícil eu falar do Celtic Woman sem antes falar do Anúna (já estou dando a dica que quem vem por ai). A ligação entre os dois grupos não vem só pelo fato que ambos são irlandeses, mas sim que muitas músicas que o Celtic canta, são do Anúna.
Não espero que vocês se apaixonem como eu me apaixonei, mas que escutem com carinho essa que é um das músicas mais lindas do Anúna em minha opinião. Agora como é de costume, vamos ao breve histórico do grupo.


Anúna é um grupo coral irlandês. Em 1987, o compositor Michael McGlynn, natural de Dublin, República da Irlanda, fundou Um Uaithne, um nome que representa os três tipos antigos da música céltica tais como Suantrai (canção de ninar), Geantrai (canção feliz) e Goltrai (lamento). Um dos objetivos principais do grupo seria explorar e redefinir esse tipo de música como também executar os trabalhos originais de McGlynn e os seus arranjos de música irlandesa medieval e tradicional. O "Um Uaithne" tornou-se Anúna em 1991.
Associou-se com o fenômeno Riverdance, de 1994 até 1996, acompanhando a companhia nas exibições internacionais. Muitos dos cantores que receberam treinamento inicial e repercussão internacional através do Anúna são conhecidos internacionalmente, incluindo, não somente Eimear Quinn (vencedora do Festival Eurovisão da canção, 1996) como também quatro solistas do grupo Celtic Woman: Méav Meav Ni Mhaolchatha, Órla Fallon, Deirdre Shannon e Lynn Hilary.

Os arranjos do coral feitos por McGlynn são escritos de forma a acentuar o som único do Anúna e utilizar a mobilidade do grupo durante exibições ao vivo, já que eles não utilizam nem partitura e nem maestro. A formação do Anúna é de 14 cantores. O coral ganhou o Prêmio Nacional de Entretenimento para Música Clássica em 1994 e foi indicado para o Prêmio Britânico de Música clássica em 2000. Causou o maior impacto nos Estados Unidos onde vários grupos corais executaram as composições de McGlynn devido às gravações do Anúna.
Intimamente associado ao fenômeno da música céltica devido às ligações com Riverdance o Anúna permanece distante de ser classificado como "céltico". O álbum "Sensation" lançado em abril de 2006 é uma coleção eclética de canções em irlandês, inglês, francesa e latim. O coral se apresentou duas vezes no Festival Mundial de Música Sacra no Marrocos e em turnê em mais de 20 países desde 1993. Gravou 10 álbuns e já foi contratado por importantes gravadoras tais como Decca, Universal, Polygram, Philips e Koch International. Em janeiro de 2007 o Anúna filmou uma série de apresentações ao vivo em Cleveland, que serão exibidas em agosto e setembro pelos canais de Tv PBS na América do Norte.

O CD do Anúna "Celtic Origins", na segunda semana após o lançamento, conquistou o primeiro lugar em vendagem em todas as lojas "Borders", em nível nacional, e também a primeira posição na categoria World Music, de acordo com os resultados do Nielsen Soundscan durante há mesma semana. No outono de 2007 o grupo fez uma turnê de dois meses na América do Norte.




Espero que vocês tenham gostado da música, particularmente eu a acho, linda!
Como vocês podem ver, eu estou lendo Pandora da Anne Rice. Quero ver se amanhã eu consigo terminar de ler ele, e começar a reler o Morro dos Ventos Uivantes.
Estou preparando um poste, especial sobre marcadores de páginas e a minha próxima dica de música como eu já adiantei acima vai ser sobre o Celtic Woman, por isso aguardem!
Beijos meus amores!

4 comentários:

  1. *_____*
    Acabei de ficar boba!
    Essa música é LINDA!
    as outras músicas são nesse estilo?
    Me apaixonei *-*
    ótima dica Ane! =*

    ResponderExcluir
  2. Nunca escondi meu fanatismo por Lynn Hilary. Ela é atualmente minha integrante favoritda do Celtic Woman e percebe-se que ela tinha MUITO destaque no Anúna.
    The Wild Song é perfeita!
    Recomendo também a versão deles para Pie Jesu, onde ela é solista.

    ResponderExcluir
  3. Menina, eu nao lembro do blog antes como era, mas sei te dizer que esse layout ficou maravilhoso.
    Esta muito lindo e com uma presença impar.
    Talento é outra coisa neah!

    Os livros da Anne Rice são tudo de perfeito!!!
    Esse ainda não li, entao capricha na resenha e me avisa para eu vir aqui!
    E morro dos ventos uivantes, bem, eu abandonei, alias, nem ou mal comecei, so li a primeira pagina e aff, sonoooo.
    Mas vou consegui le! Tenho certeza... so nao sei quando kkkk.

    Beijinhos e obrigada pelo carinho da visita ao blog retribuindo minha visita anterior.

    Lilia

    ResponderExcluir
  4. Ane...

    vim aqui porque consegui 3 cds deles..
    e o que falar? ontem escutei o dia todo e me APAIXONEI *-* é lindo... intenso e suave... ADOREI!
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir

Olá, leitor! =D
Obrigada pela visita e fique à vontade para ler e comentar! Eu leio cada comentário e respondo a todos na medida do possível.
Não serão aceitos qualquer comentário ofensivo, propagandas ou qualquer outro tipo de spam.
Agradeço sua compreensão!


Boa leitura!