Filme – Se eu ficar.

18/09/2014

Bom dia leitores! Tudo bem com vocês?

Semana passada eu fui conferir a adaptação do best-seller da autora Gayle Forman, Se eu Ficar, para os cinemas e desde então não paro de me perguntar: “Estou errada em ter gostado mais do filme do que do livro?”. A verdade leitores é que durante o filme, senti aquilo que não consegui ao ler o livro, - emoção.
Divulgação
Como resenhei o livro a pouquíssimo tempo aqui no blog, acredito que não preciso entrar em detalhes sobre o que se trata a história. Hoje quero apenas compartilhar com vocês as impressões que tive enquanto assistia ao filme, e com isso inevitavelmente eu sei que vou acabar fazendo algumas “pequenas“ comparações entre um e outro. Até mesmo, por que acho que dessa forma vou conseguir expressar melhor a forma como me senti.
Divulgação
Já deu para notar que sou uma apaixonada por música, não é?  Na verdade eu preciso confessar que um dos meus sonhos era ser violinista. Amo música clássica, e ela me faz viajar para um lugar só meu o que em muitos momentos é realmente libertador. E a relação que a Mia (Chloë Grace Moretz) tinha com a música no filme fez com que eu me visse na personagem em muitos momentos.
Divulgação
Ao contrário do livro em que foco é mais o dilema de ir ou ficar da Mia, o filme obviamente dá um destaque maior ao relacionamento entre ela e o Adam (Jamie Blackley). Aqui todas as diferenças que ela menciona existir entre ambos no livro ficam mais evidentes e com isso o romance deles ganha aqueles ares de “fofura”, que em minha opinião faltou no livro.  Ao assistir ao filme toda aquela superficialidade que em incomodou tanto durante a leitura, foi substituída por sentimentos e emoções que em várias situações fizeram com que os meus olhos se enchessem de lágrimas.
Divulgação
Admito que o meu problema ao ler o livro, foi visualizar a situação que estava sendo narrada. Tipo por mais que tentasse, eu não conseguia me sentir envolvida. No filme foi diferente, por que mesmo eu já sabendo a história, algo na expressão dos atores e na atmosfera criada para passar toda a carga dramática que o enredo original possui, meio que me conectou com tudo aquilo que eu estava vendo. 
Divulgação
Entre os flashbacks e o momento atual em que a Mia se encontra no hospital, o filme nos revela como era a família dela e principalmente o peso que a personagem terá que suportar de tudo o que ela perdeu. Cada momento em que os pensamentos da Mia se voltam para o passado, a cada lembrança a dimensão da dor e sofrimento dela se tornavam maiores fazendo com que o meu coração fosse ficando mais apertado.
Divulgação
Eu podia listar várias cenas que me emocionaram e que em meu ponto vista foram importantes no desfecho da história.  Mas, de todas as cenas as protagonizadas por Stacy Keach, avô de Mia, e pela Kim (Liana Liberato), sua melhor amiga foram as que mais me emocionaram. Ok! Teve uma cena com o Adam também que é linda gente! Só de lembrar os meus olhos já ficam cheios de lágrima.


Ficha Técnica.
Se eu ficar.
Título original: If I Stay
Distribuidor WARNER BROS.
Duração: 1h46min
Gênero: Drama
Direção: R.J. Cutler
Roteiro: Shauna Cross
Compositor: Heitor Pereira
Produtora Executiva: Gayle Forman
Elenco: Chloë Grace Moretz (como Mia Hall); Mireille Enos (como Kat Hall); Joshua Leonard (como Denny Hall); Jamie Blackley (como Adam);  Stacy Keach (como Grandpa); Liana Liberato (como Kim Schein); Jakob Davies (como Teddy Hall); Aisha Hinds (como Nurse Ramirez); entre outros.


Sinopse: Mia Hall (Chlöe Grace Moretz) é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva.

Trailer.



A intenção do filme é clara desde o trailer. Fazer com que qualquer um que assista ao filme sai com lágrimas dos olhos ao seu final. Para isso eles usaram uma fórmula infalível, amor e drama adolescente com uma trilhar sonora perfeita de fundo. Se eles erraram em destacar mais o relacionamento da Mia e do Adam, do que a dor dela por ter perdido toda a família no acidente, eu não sei. Só sei que o filme cumpriu bem o seu papel e me fez chorar tudo o que não chorei no livro.

Me julguem se caso eu esteja sendo insensível, ou por ser uma romântica incorrigível. Mas não se esqueçam do que eu comentei logo no inicio do post. Sou apaixonada por música e a adaptação de Se Eu ficar, ao menos para mim é uma belíssima sonata.

Beijos e até o próximo post!

Comentários via Facebook

22 comentários:

  1. Oi Ane, entendo perfeitamente o que você quer dizer sobre gostar mais do filme. Ainda não assisti a esse (nem li o livro), mas já tive casos de amar uma versão ou outra, ainda que geralmente o livro raramente não se sobressaia.
    Concordo com você que o filme parece ter um aspecto bem mais romantico e emocionante, e talvez seja isso que me faz vontade de assistir também ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. O filme e o livro estão sendo muito comentados nos blogs e na internet de modo geral. Tenho então uma grande expectativa quanto aos dois, mas ainda não sei se me interessaria em ler o livro tanto quanto em assistir ao filme.
    Não sei se é uma história tão boa que valha comprar e ler o livro.

    Beijos, até mais

    Raíssa Martins - O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  3. Cheguei a comentar na sua resenha sobre o livro que eu queria ver muito esse filme. Sei que geralmente o livro é melhor, mas acho que nesse caso o filme conseguiu sair na frente. Vou assistir, com certeza! Ah, e eu tb sou apaixonada por música. Amo tudo o que é relacionado a ela!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. Você não foi a única pessoa que eu ouvi dizer que preferiu ao filme do que o livro. Vi várias pessoas comentando dessa falta de emoção do livro. Mas, o que eu sei é que mesmo assim quero ver os dois. hahaha

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane, tudo bom?
    Você teve a mesma impressão que eu tive ao ler o livro e assistir ao filme. Eu amei o filme, no entanto o livro não me passou essa emoção. Fiquei apaixonada pelo Adam (podem me chamar de romântica). Eu curti a trilha sonora do filme, como ela se misturou com a história e como ela é importante para os personagens.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ohoooo ela toca violonceloooooo!!!! O irmão do meio do meu violinooooo! kkk
    To louca para ler esse livro e assistir ao filme também!!
    Bjs, se puder comentar nesse post, ajudaria muito
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/09/o-vale-dos-mortos.html
    Nay =D

    ResponderExcluir
  7. Eu quero muito mesmo ver o filme, está na minha lista para ver esse ano, porém ainda não tive a oportunidade de ir ao cinema o assistir :(
    Ótimo post <3
    Beijoos ♡ || Caramelos Encantados

    ResponderExcluir
  8. eu to doida pra ver, mas acredita que aqui só tem legendado? ai ou assisto as cenas ou leio :/ o trailer sempre me arrepia!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ane!
    Estou morrendo de vontade de assistir a esse filme, pretendo ir no máximo semana que vem. *-*
    Adorei a resenha também! Pra falar a verdade, a tua narrativa sobre como se sentiu entre filme x livro se aproximou muito de como me senti em relação a ACEDE. Gostei muito mais do filme do que do livro, e acho que pelos mesmos motivos que você citou. É, de vez em quando precisamos de uma expressão, de um som e de uma ambientação para nos emocionarmos... =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ane!
    Sei como é isso :/ Mas em partes isso é até bom, eu acho. Confesso que meu interesse nesse livro ainda não é lá muito grande (mas quero lê-lo no próximo mês). Entretanto, o filme me desperta muita atenção, acredito que essa semana o assista.

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. oie Ane
    eu estou louca para ler o livro, e conferir o filme depois. Super entendo sua relação de se identificar mais com o filme, e sentir emoção. Eu também tenho isso com algumas adaptações, que foi o caso de Para Sempre.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  12. Anneee eu penso o mesmo que você. Achei que foi pouco conteúdo pra um livro, mas que em contrapartida ficaria perfeito em um livro!! Quero muito ver o filme. E desde o livro o avô é meu personagem favorito!!!!!! <3

    ResponderExcluir
  13. Algumas adaptações nos deixam assim...gostamos mais dos filmes pela sensação que vivemos com mais intensidade, pois estamos visualizando as cenas, e isto é totalmente diferente de imaginar....
    Bjus e bom final de semana,querida!
    Não li o livro, mas pretendo assistir ao filme!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  14. Adorei a postagem. Ainda não vi a adaptação porque quero ler o livro primeiro, e achei curioso saber que o filme emociona mais que o livro. Não é a primeira pessoa que vejo que fala isso. Parece que a adaptação ficou ótima mesmo, adorei o trailer e as fotos. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    quero muito ler o livro e ver o filme.
    beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. As vezes acontece hehehe. É raro mas de vez em quando o filme consegue ser melhor. Não irei assistir o filme, pois ainda não li o livro, mas espero gostar de ambos.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  17. Gostei da dica Ane. Ainda não li o livro, mas estou louca para assistir o filme. É uma pena que ainda não tenha chegado aos cinemas de Taboão da Serra... Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  18. Não se sinta culpada por ter gostado mais do filme do que do livro, Ane. Acho que aconteceu comigo em O Doador de Memórias. HAHA
    Li o livro e estou ansiosa pelo filme, quando assistir terei uma opinião ;)
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. eu ainda não li o livro e muito menos vi o filme. Sinceramente, eu acho que vou gostar mais do filme só porque acho que me vai causar muita mais emoção como aconteceu com o livro e filme Um momento inesquecível
    refugio-acessível.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. AHHHH, eu senti o mesmo ao assistir a adaptação Se Eu Ficar! O Filme, para mim, conseguiu transmitir melhor algumas coisas e assim como você, não vi tanta superficialidade como vi no livro sobre as diferenças entre gostos musicais ou até em algumas cenas, a insensibilidade de Mia para com a morte de seus pais. Amei amei amei a adaptação por vários motivos também, quase todos iguais aos que você listou aqui <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Ane! Eu amei o filme, as expectativas que o livro não supriu, no filme foram superadas, gostei do romance sendo melhor abordado e principalmente do lado musical, o rapaz que faz o Adam canta muito bem.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  22. Ainda não vi o filme, mas já li o livro e gostei muito! Não chorei enquanto lia, mas só de ver o trailer meus olhos marejaram, rsrs.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por