Meio Mundo por Joe Abercrombie.

27/03/2017

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788580416411
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2017
Número de páginas: 368
Classificação: Ótimo
Sinopse: Mar Despedaçado – Livro 02.

Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem.

Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas. Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo. A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.

Comecei a leitura de Meio Mundo, segundo livro da trilogia Mar Despedaçado do autor Joe Abercrombie, com aquele misto de ansiedade e apreensão. Afinal, nada é mais desanimador do que a famosa e temida “maldição do segundo livro”. Mas, para minha surpresa novamente me vi envolvida pelo sedutor jogo de intrigas e conspirações criado pelo o autor. Até por que desde Meio Rei ficou claro que nessa história quem vence é o mais inteligente e não o mais forte.

Pode conter spoiler do livro anterior, por isso quem não quiser correr o risco pode pular quatro parágrafos agora.

Thorn Bathu pode ser chamada de muitas coisas, menos de mocinha frágil e delicada. E apesar de ter sido criada em uma sociedade regida pelo patriarcado, Thorn sabe que nasceu para lutar e principalmente, que é melhor que do que muitos homens nisso. Após anos treinando para ser uma guerreira do rei, ela vê seus sonhos ruírem quando depois de uma fatalidade é declarada assassina pelo mestre de armas e condenada à morte.

Mas enquanto na cela ela lamenta o seu terrível destino, uma nova oportunidade surgi. Pai Yarvi, ministro de Gettland lhe oferece a liberdade em troca da sua força e lealdade. Yarvi é conhecido por ser ardiloso e inteligente. E embora o ministro não seja um grande guerreiro, muitos sabem que ele é mais perigoso em um jogo de palavras do que segurando uma espada.

A sombra da guerra está cada vez mais próxima de Gettland, e o Rei Supremo e sua ministra estão dispostos a tudo para esmagar o pequeno país. Yarvi então parte a bordo do Vento Sul em uma viagem cheia de perigos cruzando meio mundo em busca de aliados. Thorn que sonhava em ser uma guerreira e ter canções compostas sobre seus corajosos atos, se vê presa em meio a nada ao lado estranhos e de Brand, um jovem com o qual ela tem um passado.

E nessa jornada árdua e cheia de acontecimentos inesperados, Thorn se vê cada vez mais enredada em intrigas políticas que a fazem questionar seu desejo de ser guerreira, ao mesmo tempo em que sem perceber vai sendo moldada para se tornar a arma mais mortal de Yarvi contra os inimigos de Gettland.

Confesso que ao contrário de Meio Rei que me fisgou logo nas primeiras páginas, aqui demorei um pouco mais para me envolver com a história. Achei interessante o autor ter deixado Yarvi o protagonista do primeiro livro em um papel mais "secundário", só que o problema é que a Thorn não é uma personagem “fácil”

O que mais me cativou na leitura do primeiro livro, foi justamente o fato de Joe Abercrombie fugir dos estereótipos com os quais estamos acostumados nos livros de fantasia. E nesse segundo livro o autor nos apresentou uma personagem feminina forte e decidida, mas que em algumas situações consegue ser arrogante e infantil. Algo que me incomodou bastante em vários momentos. E talvez por isso, eu tenha me apegado mais ao Brand do que a Thorn.

Brand é aquele personagem que vai se revelando aos poucos, camada por camada e que apesar do seu jeito mais calado é aquele que presta atenção nos detalhes e sabe a hora certa de agir. Joe Abercrombie trouxe novos e complexos personagens a sua obra, ao mesmo tempo em que antigos conhecidos desempenham mais uma vez um papel importante no desenvolvimento da trama, como a naja da Isrium e o imponente rainha Laithlin.

Yarvi mais uma vez me surpreendeu com sua sagacidade e inteligência. Ele pode até ter perdido o posto de "grande" protagonista da história em Meio Mundo, mas seu papel não ficou nem um pouco menor por isso. Sem sombra de dúvidas ele é a engrenagem mestre dessa obra e não duvido que até o final da trilogia ele esteja dominando todo o mar despedaçado.

O único ponto “negativo“ que Meio Mundo tem em minha opinião, é que senti o que o autor se estendeu muito em alguns momentos, em especial na batalha final.  Mas fora esse pequeno detalhe Joe Abercrombie conseguiu manter o ritmo surpreendente da série, me deixando ainda mais curiosa para saber como ela vai terminar. A Meia Guerra se aproxima, e tenho minhas dúvidas se ela será decidida no campo de batalha.

“– Às vezes grandes coisas certas precisam ser costuradas a partir de pequenas coisas erradas.”

Em uma narrativa com diálogos inteligentes, personagens fortes e um toque de romance, Joe Abercombrie faz com o que leitor embarque em uma aventura cheia de reviravoltas políticas e inimigos perigosos. Só não se esqueçam da dica que dei no começo da resenha, aqui nem sempre o mais forte e corajoso vence.

Veja Também:

Comentários via Facebook

24 comentários:

  1. oi Ane, apesar de não ter lido o primeiro livro, nem de ser um gênero que me atraia confesso que os livros de Joe tem me atraido bastante, além de resenhas elogiosas tenho percebido enredos bem elaborados e intrigantes
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane, tudo bem?
    Que bom que, apesar das ressalvas, o livro no geral te agradou.
    É mesmo muito comum que os autores "percam a mão" no segundo volume. :(
    Em Chamas é uma exceção que consigo lembrar: amo forte <3 hahaha!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane! Eu ainda não li o primeiro, mas uma amiga leu e gostou bastante, fico feliz que o livro não caiu na maldição rsrssrrs isso deixa a gente mais animada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Ane. Me pareceu ser uma fantasia majestosa e empolgante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane

    Nem me fale em maldição do segundo livro, se tem uma maldição que existe, é essa! Hahahaha
    Pelo que pude ver, apesar das ressalvas, foi uma leitura que você curtiu.
    Eu não leria apenas pelo fato de não curtir fantasia medieval, na verdade não curto muito fantasia em geral, geralmente não são leituras tão prazerosas pra mim.

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane, sua linda, tudo bem?
    Eu só consegui ler o primeiro volume da série e concordo com você, esse autor é cheio de reviravoltas, tramas de intrigas e com certeza quem vence é o mais esperto. Quero muito continuar a série, mas agora estou concluindo a trilogia da Primeira Lei também do autor que estou adorando. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ane!
    Mirmã, graças a Deus tem tempos que não sou acometida pela maldição do segundo livro. E é bom saber que esse, apesar de alguns detalhes, não caiu nela. Terminei Meio Rei louca pela continuação.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Estou doida para ler essa série logo, todo mundo fala tão bem.
    Sabe que eu não acredito na maldição do segundo livro? Em algumas séries (Divergente, Jogos Vorazes...) o segundo é o meu preferido!
    Gosto do fato de que ele foge dos esteriótipos de fantasia.
    Curiosa!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  9. Conheci essa série brevemente, mas por não ser meu gênero preferido acabei deixando para lá, mas lendo sua resenha fiquei bem animada para me aventurar em uma história diferente. Ótima escrita, sua resenha ficou muito bem desenvolvida!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Taurina! <3
    Eu quero ler este segundo livro. Compreendi perfeitamente suas críticas e acho-as válidas, de antemão. Não sei o que esperar da protagonista, mas saber que ela é imatura já me deixa com um pé atrás.
    Creio que o primeiro livro ainda seja o melhor mesmo se compararmos. Não sei, só lendo para opinar. (Sim, eu sou uma confusão mental.)
    Gostei da resenha.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, Ane.
    Eu tenho Meio Rei aqui na estante, mas ainda não li. Gosto muito desse gênero e gosto do autor fugir do obvio, principalmente nos protagonistas. E histórias onde a inteligencia sobressaem, são as minhas favoritas. Assim que der eu vou ler os dois.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Esse livro já está na minha lista há algum tempo. Amei a capa e o plot parece ser bastante interessante! =D

    http://entremundosliterarios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ane
    Ainda não li nenhum dos dois e quero muito ler. Mas preciso comprar primeiro hahaha.
    Gosto de fugir do normal, daquela coisa óbvia, então tenho certeza que gostarei dessa série.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ane!
    Ainda não nem comecei essa série, mas já gostei. Sou receosa com segundos/sequencias dos livros que começo a gostar. Mas que bom que gostou da leitura!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  15. Tenho muita curiosidade com essa série! Como ando em um clima mais voltado a romances históricos meio que pulei ela, mas resenha após resenha me vejo fascinada por esse universo no qual o mais forte nem sempre vence e me pego desejando ler e conhecer pessoalmente esse mundo e esses personagens.

    Jaci
    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  16. Um dia ainda vou ler esse livro. Mas sempre tem outros lançamentos da arqueiro que me chama atenção. Eu sempre escolho os romances hahhaa
    Você faz as resenhas no tempo que as editoras estimam? É que vi que voce tem muitas parcerias e eu nao to dando conta de fazer as resenhas no tempo que as editoras pedem
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, Ane! Tudo bem?
    Ainda não tive a oportunidade de lê esta saga, mas tenho bastante curiosidade. Lembro bem de como se sentiu fisgada logo nas primeiras páginas do vol.1. Mas que bom que com o tempo a história foi se tornando mais envolvendo. É tão ruim quando percebemos que o autor quis estender algo que poderia ter sido muito mais agradável de ser lido e vivenciado sem os exageros, não é?

    Enfim, quero muito conhecer a escrita desse autor.

    Até mais. https://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oie,
    não conhecia, mas já coloquei na minha lisga de desejados.
    Adorei a premissa

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Canal no youtube

    ResponderExcluir
  19. Que interessante que o segundo livro tem outro personagem como protagonista! Acho que, infelizmente, muitos livros pecam na hora de construir protagonistas femininas fortes, tornando-as muitas vezes personagens irritantes. Mas bom saber que, apesar de tudo, o segundo livro não caiu pra famosa maldição!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Ane!

    Não me lembro de ter lido a resenha do primeiro livro, mas tenho visto o pessol fala muito bem do segundo volume, pela capa acho que eu não compraria, mas gostei do enrendo, fiquei um pouco perdida, ma sua resenha me cativou, fiquei curiosa em relação a escrita dos autor, as tramas, personagens fortes, eu adoro isso, e meio chato quando autor se estende mas ao menos você gostou.

    Beijinhos


    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  21. Oi Ane! Nunca li nada do autor, mas lembro de sua resenha do livro anterior e de como me deixou empolgada. Este aqui eu tive a sensação que não causa o mesmo impacto no leitor, mas ainda assim traz uma história boa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  22. oláá! tudo bem??
    bom, não li o primeiro, então pulei os parágrafos que falou para quem não queria spoiler.. não sei se fiz certo hahah mas eu fiquei interessada! gostei de saber que tem personagens fortes e que ele foge do esteriótipo de livros de fantasia :)
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi, Ane!
    Esses livros estão na minha lista de desejados, quero conhecer a escrita desse autor que para mim é novo, e também porque amo esse gênero de leitura. Pensei que não tinha romance, fiquei feliz em saber que tem, pelo menos um pouco. rs

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Eu gosto muito de histórias que tem o famoso jogo de intrigas, costumo me envolver bastante com esse tipo de trama.
    A Thorn parece ser uma personagem bem girl power! Gostei bastante da maneira com que você a descreveu!
    Se não tivesse tantas séries para terminar, com certeza, iria encarar essa leitura!
    Beijo!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por