14/10/2018

SoSeLit #09 – Como me tornei blogueira e o futuro do blog.

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO.

Olá pessoas!

Sei que dei uma sumida geral, mas para quem me acompanha no Twitter sabe que recentemente eu me mudei. Então como vocês podem imaginar, as últimas semanas foram bem tumultuadas e somente agora estou conseguindo sentar com calma na frente do notebook e começar a colocar as coisas aqui no blog em ordem.

E o tema de setembro do SoSeLit (sim, estou bem atrasada), tem tudo a ver com esse momento pelo qual estou passando, até porque o My Dear Library nasceu em um período de grandes e significativas mudanças em minha vida.

imagem: Shutterstock

No final de 2008, minha mãe e eu resolvemos fazer uma grande mudança em nossas vidas. Após quase vinte anos morando em Joinville (SC), nós decidimos nos mudar para São Paulo. Fazia um ano que meu pai tinha se tornado uma estrelinha, e como toda a nossa família mora no interior de São Paulo, achamos que não fazia mais sentido nós duas continuarmos lá “sozinhas”.

Porém, a minha adaptação não foi nenhum pouco fácil, afinal eu tinha passado praticamente a vida toda no mesmo lugar, convivendo com as mesmas pessoas tendo uma rotina definida. Eu passei por um longo período de depressão no qual nem de casa saía. Minha única comunicação com o mundo era a minha mãe e com pessoas que eu mantinha contato pela internet.

E como não vivo sem música, eu tinha o hábito de compartilhar no Twitter as músicas que não saiam da minha playlist. Só que ai essa blogueira que vos escreve, percebeu que ninguém conhecia os grupos, cantores ou projetos pessoais que ela ouvia. Foi aí que ela pensou: “Porque eu não criar um blog para falar sobre as minhas músicas favoritas?”, e assim nasceu o My Dear Library. Por isso, que sempre brinco que a coluna #naplaylist é a mãe do blog, pois foi ela que iniciou tudo isso há quase nove anos. 

O blog me trouxe coisas maravilhosas, entre elas amizades que vou levar comigo para sempre. E por um bom tempo, eu diria por uns sete anos o blog foi uma das prioridades na minha vida. Até que graças a um amigo comecei a perceber que ao invés de ser um hobby, algo que eu mantinha por passatempo o meu foco era tanto em estar presente aqui que acabei ficando ausente de onde eu era realmente necessária, - a vida real

Com isso, vocês devem ter percebido que o número de postagens aqui no blog caiu consideravelmente do meio do ano passado para cá. Por que a partir do momento que me dei conta disso, eu parei de ficar tipo: “Meu Deus, eu preciso ler tantos livros por mês para postar resenhas.” ou “Vou ter que passar o final de semana inteiro preparando posts para o blog.”.  Tanto que esse ano acabei optando por não ter parcerias fixas com nenhuma editora, até porque com toda essa auto análise que fiz comecei a ver que até mesmo ler estava se tornando uma “obrigação” e não algo que eu fazia por que queria.

Foi um período bem crítico mesmo, em que pensei seriamente em parar com o blog e ficar só com o Instagram. Porém, na hora que coloquei tudo na balança e pesei os prós e contras de manter o My Dear Library, o fato de amar escrever falou mais alto. Tanto que no dia que Deus e o Universo me ajudarem a viver só da escrita sem sombra de dúvidas eu vou ser uma das pessoas mais felizes do mundo.  

E é por isso que eu estou aqui ainda, apesar dos meus longos períodos distantes, saber que tenho esse cantinho onde posso compartilhar minhas leituras, músicas favoritas, minhas descobertas e principalmente meus sentimentos me traz um sensação de segurança e conforto muito grande. Sei que ainda falta bastante para eu encontrar um ponto de equilíbrio entre minha vida pessoal, meus projetos e o blog. Eu estou tentando organizar tudo, buscando me cobrar menos, e assim encontrar  uma forma em que eu não me sinta sobrecarregada e nem fique tão ausente daqui. 

É difícil? Sim e muito,  mas eu quis compartilhar isso com vocês para que sem perceber ninguém cometa o mesmo erro que eu. O de usar o blog como um ponto de fuga da vida real. Infelizmente a perda do meu pai, a mudança de estado e as decepções e frustrações que sofri entre 2007 e 2009 contribuíram para que eu me fechasse na minha bolha. Só que aí aquilo que era para ser algo saudável acabou se tornando prejudicial também.  Busquem sempre equilibrar a vida pessoal de vocês com a vida na blogosfera.

E lembrem-se que por mais que às vezes eu suma, quero que vocês tenham isso muito em mente: Eu sempre volto. 

Beijos e até o próximo post!


A Sociedade Secreta Literária é formada pelos blogs: Barba Literária , Diário de uma Leitora CompulsivaEu Insisto, La Oliphant, LivrosLab, Macchiato, Pétalas de Liberdade, Um metro e meio de Livros e o My Dear Library. A nossa intenção ao criar o grupo é falar de assuntos bons e “ruins”, e que normalmente as pessoas não falam abertamente na blogosfera. 

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Oi Ariane, como vai?
    Eu te entendo totalmente. Estou numa fase assim também. Ás vezes a leitura flui que consigo ler até 3 livros por vez, mas tenho passado muitos dias sem vontade nenhuma de ler, e acho que muito disso é cansaço mesmo. Cansaço das cobranças, dos outros e minha para continuar mantendo o blog sempre em dia. Cuido dele e o faço com amor, pois como você o blog foi criado numa época em que a depressão estava forte e ele me ajudou muito. A partir de 2019 irei diminuir mais ainda o ritmo, por conta do trabalho e também por conta da minha saúde mental. Muita força pra ti e com certeza você irá encontrar o equilíbrio.
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto Ane. Ser blogueira tem as suas delícias e dores e, num todo, é algo muito gratificante. Entretanto, nos últimos anos, meu ritmo caiu bastante por conta do combo trabalho + faculdade e foi onde eu comecei a repensar o que realmente era prioridade na minha vida. Temos que dosar tudo na medida certa para não ficarmos sobrecarregadas e te entendo perfeitamente. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane,
    Eu fazia isso anos atrás. Negava muita coisa, saídas por exemplo, por causa de certa obrigação na internet. E quando abri o blog foi diferente, me ensinou a dosar um pouco. Apesar que eu abri o blog como refúgio e não nego que continua sendo.

    até mais,
    Nana e Leticia - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane.
    Obrigada por compartilhar conosco um pouquinho da sua história.
    Manter um blog não é nada fácil! Tem momentos que é maravilhoso e tem momentos quem nem tanto assim. Mas assim como vc também amo meu cantinho, e mesmo ficando bons dias distantes amo saber que eu tenho ele, aonde eu posso me expressar e falar sobre literatura. Enfim vamos estar sempre por aqui. Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  5. O Minuto de Bobeira fala sobre o meu cotidiano e as vezes, tenho dificuldade em desenvolver alguns assuntos. Imagino quão difícil seja ter um blog literário. Mas você está no caminho certo, é lindo seu trabalho aqui!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane, já estava sentindo sua falta por aqui!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ane.
    Acredito que tudo que se torna obrigação, perde a graça. Por isso só me inscrevo para parcerias que realmente quero e só solicito livro que eu tenho vontade de ler. Acho que quando a gente cria um blog vem aquela expectativa junto de ser tudo perfeito, mas depois de um tempo vemos que só se for algo prazeroso que dá para continuar. Por enquanto ainda não senti que o blog me prende em nada, mas se acontecer vou mudar o ritmo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Adorei seu desabafo.
    Menina, desde que criei o blog eu tenho na cabeça que não vou fazer nada obrigada porque né.. como a Sil disse ali em cima, não tem graça. Essa questão de parceria eu nem me abalo porque eu nunca dependi mesmo de parceria pra poder ler meus livros... Ainda bem que até agora ainda não caiu naquela de obrigação.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Oi Ari, tudo bem? Eu acho que todos nós blogueiros entendemos vc, o blog consome a gente, mas tem que ser algo bom e saudável, nada que nos impeça de viver o real mesmo. Acho que a sua decisão é a mais correta!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane
    Adorei conhecer mais sobre vc e o blog e entendo bem. Mês passado eu fiquei sem escrever no blog e até pensei em parar pq não é facil e exige de nós. Mas depois de ler um livro muito bom eu senti aquela vontade de escrever e voltei e foi ótimo. Desde então voltei a escrever por prazer.

    Beijinhos
    diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Sempre sou a favor de manter o equilíbrio entre a vida real e a da internet. Como eu divido um pouco o trabalho não tenho tantos problemas assim, mas compreendo quando e necessário diminuir o ritmo. Gostei de conhecer a sua história com o blog!

    ResponderExcluir
  12. OI, Ane.
    Acho que isso acontece com todos os blogueiros.
    Sempre tem uma época que postamos mais, postamos menos, lemos mais ou menos.
    Sempre assim.

    Tenha uma ótima noite!

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane,

    Acho que encontrar o equilíbrio entre tudo é o mais difícil.
    Tem momentos que devemos parar e respirar novos ares.
    O importante é não desistir.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  14. Oi Ane! Acho que você está super certa. O blog não tem que ser obrigação, pelo menos no meu caso é mais distração de todo o estresse e correria diária, mas não me privo de outra coisas para ler e blogar. Eu gosto muito do nosso meio, pelos menos as pessoas que fiquei mais próxima com o blog, me são muitos preciosas, e você pode ter certeza que é uma delas. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2018 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in