Mostrando postagens com marcador divagando. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador divagando. Mostrar todas as postagens
26/09/2016

Por isso estou escrevendo para você

| Arquivado em: DIVAGANDO.
imagem: Ariane Reis.
Me decepcionei com a nossa amizade, e isso é tudo o que sinto nesse no momento. Por isso estou escrevendo para você, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha. Totalmente minha, por mais uma vez esperar que alguém tenha as mesmas atitudes que eu teria. A mesma consideração, essa tal coisa chamada empatia que tanto se fala, mas que pouco se vê por ai.

Sei que ando afasta e distante.  Sei também que não sou uma pessoa fácil de lidar e que assim como você, como todo mundo, tenho os meus dias bons e ruins. Nos últimos tempos foram mais dias ruins e sim, você não notou. Aliás, o que mais me magoou em nossa relação foi perceber que ela é uma via de mão única. Que enquanto nos seus piores momentos você sempre pode contar comigo, quando eu estava no fundo do poço você não percebeu, o quanto eu precisava da sua ajuda.

Você que dizia me amar, que dizia se importar comigo nunca percebeu que por traz do meu sorriso tinha uma lágrima escondida. Não percebeu que minha ausência era mais do que uma mera falta de tempo.  Na verdade o que eu mais tinha era tempo, e às vezes ter tempo demais para pensar é perigoso.

Você vai se defender dizendo que eu poderia ter ligado, pedido ajuda e que fui eu que me isolei. Mas tive vergonha. Vergonha de você me julgar. Medo de você achar que estava me fazendo de vitima. Afinal, para você e todo mundo minha vida é perfeita e não tenho motivos para ficar triste e muito menos para querer morrer. Mas eu fico triste com uma frequência que deixaria qualquer um impressionado.

É incrível a capacidade que temos de julgar os outros por aquilo que se publica nas redes sociais, não é mesmo? É incrível o quanto nos deixamos enganar por personagens que nós mesmos criamos, - aquela foto linda. Uma dica: Eu compartilho apenas o melhor da minha vida, os dias menos sombrios.  Pensei que você soubesse disso, e me enganei. Agora vejo você compartilhar coisas sobre o Setembro Amarelo, quando o meu Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto (...), foram totalmente sem cor. Vejo você se preocupar com o fim do relacionamento de uma celebridade quando eu cheguei perto do fim várias vezes ao seu lado...

Peço desculpas antecipadamente, por cancelar algum compromisso que tínhamos. Embora eu agora esteja bem, ainda tenho meus dias ruins. Dias em que estou com medo de sair de casa, dias que fico esperando o pior acontecer. Dias em que a única coisa que me parece segura é dormir. Espero que nunca se sinta assim, invisível para aqueles que você ama como eu me senti para você.

Acho que no final das contas fiz certo em não te pedir ajuda, implicitamente.  Pois é você não entendeu meus sinais.  Mas hoje percebo que você também não entenderia o caos que se passava e às vezes se passa em minha mente. Posso ver você comentando com os outros que só estou querendo chamar a atenção, fazendo pirraça que tudo não passa de frescura da minha parte.

Desculpa se meus problemas são um incomodo para você. De verdade nunca quis que meus medos e paranoias atrapalhassem a nossa relação. Só pensei que pelo tempo que nossa amizade existe, você tivesse percebido o quanto eu finjo bem. Que quando eu digo tudo bem, esse bem às vezes quer dizer, - me ajude estou desmoronando.

Por isso estou escrevendo para você. Para dizer que sinto muito por tudo, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha...

texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


* Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

ps: Essa blogueira aqui está com o E-mail, Twitter, Facebook e Instagram abertos para quem quiser conversar e receber abraços quentinhos. Você não está sozinho ().

06/05/2016

Não é tempo que está passando rápido demais

| Arquivado em:

The Magic of Time by Julie de Waroquier
Não é o tempo que está passando rápido demais,
Mas sim somos nós que passamos cada vez mais apressados pela vida.
Que simplesmente estamos nos esquecendo de prestar mais atenção,
Em pequenos detalhes que podem fazer toda diferença em nossos dias.

Que nos acostumamos, a criar muros que nos protegem no lugar de pontes que nos unem...

Quando foi que permitimos perder nossa fé e a esperança em dias melhores?
Ou quando passamos a acreditar que não vale a pena sonhar?
Essa sombra, essa escuridão que estamos carregando em nosso coração é o que nos impede de derrubar os muros.

Que nos aprisionam dentro dessas redomas de vidro cheias de tristeza e desilusões.
Que estão matando aos poucos nossa fé, nossa esperança
e levando junto os nossos sonhos...

Pare um segundo,  respire fundo e permita que a vida te abrace,
Deixe toda essa pressa ir embora junto com os cacos da sua redoma.
Estenda a mão para vida, recupere sua fé e esperança perdidas e faça delas a ponte para seus sonhos.

Não corra contra o tempo, mas caminhe ao seu lado  e faça dele um amigo.
Que te ajuda curar as feridas e enxuga suas lágrimas.
Que todos os dias te convida a prestar atenção nos detalhes, no presente que é estar Vivo.
texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

16/11/2015

Palavras

| Arquivado em: DIVAGANDO.

imagem: Tumblr.

Às vezes as palavras me fogem...
deixando mais do que apenas o vazio de uma página em branco.
Elas deixam pensamentos inacabados e planos incompletos.
Uma terrível sensação que estou perdida em uma escuridão sem fim.
... a sensação que estou tão incompleta como as frases que não termino.

Às vezes as palavras surgem tão rápidas e fortes como uma tempestade de verão.
Elas trazem confusão, medo, revolta.
...são vozes,
Minhas várias vozes que parecem renascer de algum lugar.

Minhas palavras querem desafiar o certo, querem discutir o incerto e navegar...
pelas águas tranquilas de poemas e contos de amor.
Elas querem dançar com o vento e criar pontes que me levem até as estrelas.
...e quem sabe assim, devolver um pouco a beleza e leveza ao mundo.

Elas constroem novos mundos,
Elas realizam sonhos,
Elas têm o poder de complicar e simplificar tudo.

Palavras, apenas palavras...

Às vezes me fogem,
Às vezes me arrebatam,
Às vezes me confundem,
Às vezes me despertam.

E mesmo perdida em meu vazio
Sozinha em meus muitos Universos paralelos e particulares.
Tudo o que me resta são elas...
...por que sou feita delas e elas fazem parte de mim.

Palavras, apenas palavras...

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

09/08/2015

O Tempo

| Arquivado em: Divagando.
imagem: Tumblr.
O Tempo me ensinou a deixar as coisas fluírem, a não criar expectativas e nem me preocupar com coisas que não vou conseguir mudar. Ensinou-me que cada pessoa é um enigma, e que para cada resposta certa que eu encontrar, haverá dez erradas. Que é por isso que na vida coisas e pessoas vem e vão. Por que nada é definitivo, - para sempre.

O Tempo me ensinou a ser mais tolerante, ou a ser mais indiferente? Talvez um pouco das duas coisas, ou nenhuma ou nem outra. Só sei que não me importa com tudo mais. Importo-me com o que realmente faz diferença na minha vida, e o resto deixo passar...

O Tempo me ensinou que precisamos viver tudo de forma intensa e plena. São nos momentos de tristeza que aprendemos a ser mais fortes, e nos de felicidade que percebemos o quanto tudo dura tão pouco. Mesmo que esse pouco signifique muito.

O Tempo me mostrou que não preciso carregar o peso do mundo nas costas. Ao contrário, tenho que deixar com que o mundo me carregue. Pois as melhores coisas acontecem quando você não está esperando. Que para me surpreender é preciso estar leve, e para estar leve é preciso deixar: coisas, hábitos, pensamentos, sentimentos e pessoas que não cabem mais. Que não cabem mais em meus sonhos, nos meus objetivos e que não podem mais por algum motivo continuar o caminho comigo.

O Tempo me ensinou a olhar para o nada e vê-lo como uma tela em branco, pronta para receber meus desenhos. E a olhar para uma tela preenchida sem me atentar aos seus defeitos, e sim a toda a beleza que ela contém. Não sei ao certo se tudo que tinha que aprender eu aprendi.

Às vezes sinto que cada amanhecer é um novo aprendizado, um novo exercício de paciência. Respira fundo e conta até dez e sai da cama. 

Sai para o dia, sai para vida. Sai para lutar pelo o que é importante, para sonhar um sono novo. Para chorar e rir intensamente. Para abrir ou fechar portas, e me sentir presa pular a janela e sair ...

Sair para viver!

Para sentir o vento bater na cara, a chuva molhada ou o calor do sol. Sair sem pressa e se maravilhar com o que encontrar no caminho. Não esperar nada, mas receber de bom grado tudo o que a vida pode dar. Por que essa é a maior lição que o tempo nos ensina ...

Que a vida não espera. Ela corre a cada segundo mais rápida, mais leve, mais bela e fluida. Somos nós que ficamos presos no mesmo lugar.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

06/07/2015

Saudades...

| Arquivado em: Divagando.


imagem: Tumblr.
Há dias que me bate um saudosismo... uma saudade absurda de tudo aquilo que vivi. Apego-me em cada momento, em cada lembrança e revivo tudo de novo em meus pensamentos. Todas as risadas que marcaram épocas extraordinárias, e as lágrimas que me ensinaram que coisas ruins acontecem com todo mundo. Foram essas mesmas lágrimas que me ensinaram a ser mais forte.

Sinto saudades do tempo em que tudo era mais leve e andava mais devagar. Das pessoas que por mim passaram, e principalmente daquelas que eu sei que nunca mais vão voltar. Tenho saudades dos minutos perdidos e da ingenuidade de achar que o tempo não cobraria por eles. Às vezes no meio de tudo isso eu paro e me pergunto; Como seria se eu tivesse feito outras escolhas, ido por outros caminhos.

Não que eu seja do tipo de gente que remexe no passado por arrependimento. Mas às vezes olhar para o passado nos ajuda a perceber no que não acertamos. Afinal, errar a gente erra sempre, todos os dias. O problema é descobrir como fazer o certo. Se é que certo ou errado realmente existem.

Sinto saudades do meu tempo de escola. Da faculdade e dos dias chuvosos com livros que nem me recordo direito a história. Tenho saudades da época do riso fácil e dos momentos roubados entre canções e poemas. Saudades de esperar por datas que hoje vem e se vão rápido demais. Saudades de ler no escuro, assistir desenho animado, brincar de boneca e de imaginar como seria o futuro distante.

Eu acolho cada uma dessas sensações, cada segundo, minuto, hora e vivo... 

Guardo todos eles no meu coração. Bons ou não por que cada um faz parte do que fui, sou e serei. Sinto saudades até de coisas que ainda não vivi. Por que cada vez que sonhamos ou desejamos muito algo ou alguma coisa, uma parte de nós viveu aquele momento.

Momentos, lembranças e saudades... nossa vida resumida em poucas palavras. Carregadas de tristezas e felicidades, mas que justamente por isso vale a pena.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

25/06/2015

E se surpreender ...

| Arquivado em: Divagando.

imagem: Tumblr.
Por que será que continuo criando listas que nunca vou cumprir?
Todo o começo de ano é igual com metas e planos anotados em um papel bonito,
Para logo serem esquecidos...

Tudo pode mudar a qualquer momento,
E o que era importante passa a não ser mais
E listas de planos não são um mapa seguro para o futuro
Às vezes temos que caminhar as cegas.

E se surpreender...

Talvez a essa altura do caminho, fosse mais simples escolher entre a direita e esquerda,
Focar no que é preciso e não se deixar levar por sonhos ou divagações
Mas, as amarras que insistem em manter meus pés no chão estão apertadas demais.

É hora de me libertar...

Do que é ridiculamente fácil e seguro,
E correr em direção ao meu próprio destino.

E se surpreender...

As únicas metas que vou cumprir são,
Seguir meus sonhos
Nunca deixar de acreditar
Viver cada dia novo como se ele fosse meu maior presente
Correr cada vez mais rápido na direção que meu coração guiar.

De braços abertos para felicidade,
Livre como um pássaro
Sem amarras que me mantenha presa ao chão,
Nem listas de coisas que não vou cumprir.


Viver é surpreendente...

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

04/05/2015

Simplicidade

| Arquivado em: Divagando.

imagem: Tumblr.
Tenho paixão pela Simplicidade...

Pelo sabor do café com leite de manhã,
Pelo vento das tardes de outono e o amanhecer tímido dos dias de inverno,
A sensação de um trabalho bem feito e o aconchego de chegar em casa depois de um dia cansativo.

Gosto de conversas jogadas foras e risadas descompromissadas,
De dormir sem me preocupar com o despertador,
Gosto de observar o céu noturno e conversas com as estrelas.

De apreciar o silêncio e uma boa música com a mesma intensidade.
E passar longos minutos olhando para nada ...
Refletindo como em um único minuto tudo pode mudar.

Tenho paixão pela Simplicidade...

Dos romances que surgem com uma troca de olhar,
Da tristeza que se vai quando uma lágrima caí,
E da esperança que renasce quando surge o sorriso.

Do tempo que passa e que deixamos passar.
Dos momentos que vem e vão ...
Das lembranças que ficam.

Se pudesse fazer um único pedido,
Pediria mais leveza para vida,
Mais sorrisos e momentos mágicos ...
Pediria mais Simplicidade.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

21/04/2015

Sobre datas, leitores perguntam e divagações...

| Arquivado em: Café Literário.

Acredito que depois de certo tempo acabamos por deixar de dar tanta importância a algumas datas "pessoais". O tempo passa tão rápido que todas elas se confundem na correria do dia a dia dando a impressão que comemora-las já não tem mais a mesma “magia” que tinha quando éramos crianças.
imagem: Tumblr
Em maio, mas propriamente dizendo no dia seis é meu aniversário. Sempre pensei que os trinta anos iam demorar para chegar, e que quando ele chegasse teria toda a minha vida definida.  E antes que vocês pensem que essa que vos escreve está passando por uma “crise de idade”, posso garantir a todos que desde o ano passado venho me preparando para os trinta. Desde o ano passado fui colocando na balança tudo que perdi e conquistei, tudo o que sou e um dia fui, tudo que ainda quero ser e ter.

E durante essa minha longa reflexão conclui que sim, que os anos passaram rápido demais. Que desperdicei tempo demais, mas que no geral tenho que agradecer pelo fato de tanta coisa ter dado errada na minha vida. Por que eu não teria os ideais, os sonhos, a maturidade e as esperanças que tenho hoje se não fossem os tropeços que levei na vida. E tudo bem se deixei de gostar um pouco dos meus aniversários depois que meu pai faleceu. Por que sei que onde quer que o seu Luiz esteja, ele sempre vai estar do meu lado nessa “nova fase” da minha vida. Afinal agora vou ser considerada “oficialmente” adulta (?), mesmo que em meu coração eu seja uma eterna criança.

imagem: Tumblr
Maio também é o mês que o My Dear Library faz cinco anos.  E quando penso que tudo isso começou como uma forma de lidar com a minha depressão, e se tornou algo tão especial em minha vida. Quase nem acredito que já se passou tanto tempo assim.  Por esse motivo quero convidar a vocês leitores, para participarem das comemorações dos cinco anos do blog. “Como assim Ane?”.

Bem, de todas as TAGs que circulam ai pela blogosfera sempre estou sendo indicada para a, Conhecendo a Blogueira. Por esse motivo ao invés de volta e meia postar a TAG no blog, pensei que seria mais interessante abrir o espaço para vocês fazerem as suas perguntas, a essa blogueira aqui. Por isso deixem todas as suas perguntas aqui nos comentários do post, que no dia 21 de maio, dia do aniversário do blog vou fazer um post super especial respondendo a todas elas. Vale perguntar sobre o blog e até mesmo sobre a minha vida pessoal, mas claro não vamos ultrapassar os limites da curiosidade, heim =D.

Mesmo, que as datas estejam vindo e indo com uma rapidez assustadora e que algumas tenham “perdido” um pouco de seu encanto. Elas sempre deixam uma lembrança especial. Nem sempre alegre é verdade, porém elas são nossos registros históricos.  É através delas que contamos a nossa jornada, afinal quem nunca começou uma conversa com a celebre frase, - “lembra daquele dia?”.

26/03/2015

De tudo que vivi, quero apenas ...

| Arquivado em: Divagando.

imagem: Tumblr.
Das flores de meu jardim,
Quero a beleza suave que me recorde dos finais de tarde de minha infância.
Das músicas antigas que de tão recentes ainda conheço as letras de cor,
Quero um abraço saudoso da nostalgia.
Dos livros mais antigos de minha coleção,
Quero a importância dos fatos, pois são com eles que construí a minha história.

Das minhas fotos marcadas pelo tempo,
Quero as lembranças de uma época em que tudo era mais simples.
Dos sonhos rosados com algodão doce.
Dos desenhos, séries e filmes que vi,
Quero a inspiração, pois ainda não desisti de ser uma super heroína e princesa.

De todas as minhas recordações,
Quero que elas se transformem em pontes sólidas que liguem o meu,
ontem, hoje e amanhã.

Por que sempre estou cultivando novas flores,
Ouvindo novas músicas,
Lendo novos livros,
Registrando novos momentos,
Vivendo uma nova aventura,
Escrevendo um novo começo...

Por que todas as noites eu ainda tenho sonhos fofos e rosados,
como algodão doce.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

23/02/2015

Reticências ...

| Arquivado em: Divagando.

...
Tudo aquilo que não tem coragem de falar em voz alta,
Mas que mata por dentro.
Toda falta que sente de as vezes ser vista,
As lágrimas que caem de seus olhos são silenciosas.

Sufoca ...

Enquanto sentada em seu mundo vazio,
Observa os fragmentos frágeis e brilhantes de sua alma.
Cada pedaço que se partiu,
Cada sonho,
Cada momento que teve que deixar para trás.
Não há como reconstruir o caos.
...


Tudo ao seu redor é vazio,
Tudo parece dançar com o silencio.
Enquanto caminha por esse espaço caótico se pergunta, - "qual o limite de arrependimento que um ser humano pode sentir antes de sucumbir a próprio desespero?"

É nesse instante que se dá conta que não sente mais nada ...
Nada que a prenda ao passado.
Nada que a espere no futuro.

Apenas o agora ...

Um de nossos maiores equívocos sempre foi se preocupar demais com o amanhã.
Quando na verdade ele é apenas um segundo.
O que separa seus pensamentos entre o antes e o depois.

Nossa essência é feita de lembranças e esperanças,
Mas precisa do agora para existir.
Somos apenas fragmentos de algo muito maior...

Que caminha no vazio reunindo nossos cacos, sem precisa dizer uma única palavra,
E ao mesmo tempo nos matando por dentro.

É o nosso desejo de acreditar que a Felicidade existe...
Sem  suposições ...
Sem reticências ...
...

imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

29/12/2014

bye, bye 2014

Olá leitores!

Quem diria quem um ano novo estaria batendo em nossas portas tão cedo? Não sei quanto a vocês, mas a rapidez com que os anos vêm passando me assusta às vezes (...). Finais e começos de ano sempre surgem acompanhados de um pouco de nostalgia e de muita esperança. Nostalgia por tudo de bom que vivemos e esperança por todos aqueles sonhos que ainda, queremos realizar.

2014 pode ter sido um ano bom ou não tão bom para algumas pessoas. Por isso independente de como foi o seu ano, que o Ano Novo venha com muita leveza, repleto de bons momentos e sem o excesso de expectativas

Os bons momentos pelos quais passamos nesses 365 dias existem para nos mostrar que por mais difícil que seja uma situação, sempre há um motivo para continuar. E aqueles momentos não tão bons, são aqueles que nos lembram de que a vida é uma aprendizagem constante. Que assim como precisamos dos dias de sol, precisamos também dos dias cinzentos de chuva.

No dia 1 de janeiro, novos 365 se apresentarão para você. Seja livre, seja leve! Traga em seu coração para 2015, apenas a fé  que ele é o seu novo começo. Afinal, sua felicidade só depende de uma única pessoa, - você.

imagem: Ariane Reis.

“A verdadeira complexidade da vida está,
Justamente no fato de ela ser tão simples.
Quando nos damos conta que são as pequenas coisas
Que realmente importam.

Deixamos de sonhar alto e de esperar por um novo dia.
Pois sabemos que o agora é o momento e,
Que possuímos tudo o que precisamos para ser feliz. ”


Obrigada por tudo e a todos que me acompanharam através do blog esse ano. Sou imensamente grata a todos vocês por todo apoio e carinho que recebo! Feliz Ano Novo leitores! Que 2015 venha repleto de inesquecíveis momentos e de muitas realizações!

Beijos;***


Texto por Ariane Reis Copyright Todos os direitos reservados a Ariane Reis.

ps: O blog entra oficialmente de férias hoje.  Mas, lá pela segunda ou terceira semana de janeiro ele volta cheio de novidades para vocês =D.

06/11/2014

Montanha Russa

"Um de nossos maiores erros como humanos, é achar que temos o controle de tudo.
É o acreditar cego que conhecemos bem o outro,
A falsa sensação de segurança que tudo acontece como planejamos.

Gostamos de nos enganar pensando que temos o ‘poder’ em nossas mãos,
Mas, a verdade é que tudo isso não passa de uma amarga ilusão ...
A vida não é uma constante que se guia por métricas e anda em linha reta.
Ela é cheia da reviravoltas e surpresas, que fazem de cada momento único.

Podemos até tentar recriar um fato importante,
Reler o livro querido,
Assistir várias vezes aquele filme emocionante.
Porém, por mais que tentemos aquele momento jamais será o mesmo.

Nessa Montanha Russa de emoções e sensações que é a vida,
A cada instante tudo muda
A cada novo olhar uma cor se revela
A cada respirar mais fundo ela nos convida...
A parar um pouco, e perceber a beleza da simplicidade que nos cerca.

Por mais controle que desejamos ter.
Por mais metas e planos que traçamos.
Por mais dependente que formos de alguém ou algo para alcançar a nossa tão sonhada felicidade.

É nas curvas não planejadas dessa Montanha Russa que se encontram;
Nossos momentos mais incríveis,
Nossas melhores histórias,
Os fatos mais marcantes.

Um de nossos maiores erros como humanos, é achar que temos o controle de tudo...

As curvas nos ensinam de uma maneira nem sempre delicada,
Que a felicidade está acima de nossas metas, expectativas que jogamos nos ombros dos outros e falsas sensações de controle.

Ela sempre dependeu e dependerá de uma única coisa...
Acreditarmos em nós mesmos."

imagem:  Free Imagens | Edição: Ariane Reis.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

03/10/2014

Dizendo Adeus

"Dizer adeus nunca é fácil, não importa as circunstâncias.
Ele é sempre definitivo...
Talvez por isso tenhamos tanta dificuldade de usar essa palavra, - adeus.

Será por esse motivo que somos tão apegados?
Aos sentimentos, pessoas e lembranças que às vezes só nos fazem mal.
Se desfazer de certas coisas é dolorido demais.
Caminhar sem olhar para trás sempre parece impossível...
mas há um momento em que a vida nos pede para dizer adeus.

Existem momentos em que as mudanças gritam que precisam acontecer,
Aquele minuto que tudo anda rápido demais e que o excesso de bagagem atrapalha e inevitavelmente, precisamos dizer adeus.

As pessoas que não significam mais em nada em nossas vidas,
Mas que mantemos pressas a nós, como fantasmas de momentos que não vão mais voltar.
A planos que não se concretizaram,
E sonhos em que o sentido de existirem já se perdeu.
Aos sentimentos que nos mantém parados e cegos em nosso próprio orgulho.

Tudo o que mesmo apertado, surrado e sem importância que ainda guardamos...
precisamos dizer adeus.

Não construímos um futuro, sem deixar o passado em paz.
Não começamos uma frase sem um ponto final.
Não aproveitamos o presente, quando todos os nossos pensamentos estão voltados a tudo aquilo que achamos que perdemos.

O mundo não para, enquanto nos lamentamos.
Ao contrário, tudo continua seguindo seu fluxo,
Tudo continua em movimento.

Por isso temos que andar mais leves,
E guardar conosco apenas aquilo, que um dia realmente fez diferença em nossas vidas.
Pois ela mesma se encarregará de preencher com bons e inesquecíveis momentos,
Os espaços que ao dizer adeus, - deixamos vazios."
imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

11/09/2014

Até as Estrelas


"Queria poder parar o tempo e acabar com os seus medos de ver,

Tudo o que ama e a si mesmo passar tão rápido...
Se transformando em fragmentos, lembranças que mesmo sendo doces machucam.

Queria poder construir uma ponte até as Estrelas
e de lá ...
se  jogar sem medo para a liberdade.

Queria não se sentir tão preso em sua própria rotina.
Nas preocupações que fazem com que o tempo e a vida...
escorram como a areia em suas mãos.

Será que consegue quebrar todas as suas correntes?

Talvez só precise tentar abrir as suas asas e voar o mais alto que puder.
Mais alto do que um dia imaginou chegar ...
mais alto do que seus sonhos alcançam.

E encontrar,
entre  a Lua e as Estrelas, o que deixou que se perdesse de si.
... sua fé.

Seis e cinquenta o despertador chama para mais um dia ...
Não importa o quanto a caminhada seja difícil,
E que por de trás do seu sorriso, esconda as suas lágrimas.

Quando perceber que está apenas em suas mãos transformar seu dia,
Construirá sua ponte até as Estrelas,
e finalmente estará livre...

Você precisa e sempre precisou de muito pouco para,ser feliz."
imagem: Tumbrl


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

04/08/2014

Presente


 "Talvez a razão de grande parte de nossas frustrações e decepções aconteça pelo simples fato de sempre, acreditarmos que a Vida do outro é mais fácil e ‘perfeita ‘do que a nossa.
Desperdiçando assim, o nosso tempo com suposições e ‘achismos’.

Quem sabe se deixarmos de nos preocupar tanto, com o que não temos e valorizarmos tudo o que somos e conquistamos.

Veríamos que...

A Vida não é e não está fácil para ninguém,
Que todos os dias nós recebemos um novo começo,
Uma folha em branco,
Um novo desafio,
Uma nova conquista,
Um Presente.

Só precisamos escolher se vamos aceitá-lo com indiferença e amargura,
ou...Se vamos acolhê-lo com serenidade e doçura."
imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

07/07/2014

Dar um tempo a si mesmo

"Sempre me pego admirando a vida...
A maneira simples como tudo acontece,
O jeito mágico como tudo se molda,
E a rapidez como tudo muda.

Vejo-me parada no meio da rua com o vento frio que chama o inverno embaraçando meu cabelo, mas por um instante a minha única preocupação é admirar o céu.
Um céu que de tão límpido e azul me acalma.

É intrigante perceber que sou um pedaço dessa imensidão chamada Universo.
E decepcionante reconhecer que há muito tempo, não me permito ficar sem fazer nada ...
apenas olhando as estrelas e imaginando a que distancia elas estão de mim.

Talvez o que esteja faltando em minha vida é um pouco de espontaneidade.
Deixar de ser neurótica e de tentar planejar tudo.
Esquecer um pouco o ‘tudo o que eu tenho que fazer’ e aproveitar mais o ‘tudo o que eu quero fazer’.

Sorrir mais com os olhos, já que eles são o espelho da alma.
E enfrentar a mim mesma, quando pelas sombras do dia surgir ...
aquela vontade de desistir.

Desacelerar um pouco e ir contra o ritmo do mundo.
Criar minha própria melodia,
Meus passos,
Dançar do meu jeito.

Respirar mais fundo,
Escolher melhor as palavras,
Rir mais de mim mesma,
Esperar menos dos outros.
Ter fé no impossível, por que isso torna o possível mais fácil e simples...

A vida é realmente surpreendente...
Quando deixamos de ter medo e nos permitimos a acreditar."
imagem: Tumblr.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

05/06/2014

Siga em frente

"Caminhe sem se preocupar com as suas pegadas deixando marcas pelo chão.
Ou se, as gotas da Chuva forte que talvez caia no trajeto, se misture com as suas magoas.
E mesmo que caminhe em plena escuridão, tendo apenas a companhia fria e distante da luz da Lua para te guiar.

Siga em frente...

Caminhe sem se importar com o Vento forte e como a poeira que cega seus olhos.
Mesmo que suas pernas fraquejem em algum obstáculo, marcando seu corpo com cicatrizes.

Siga em frente...

Muitas vezes quando olhar para essas marcas vai se perguntar, se tudo valeu a pena.
E será nesses momentos que o Sol que brilha acima de você, te dará todas as razões para acreditar ...

Acreditar que única coisa que te impede de ser feliz, é seu próprio medo...

De ter fé
De sonhar
De viver

... e você sabe que não precisa ter medo.

Caminhe carregado suas cicatrizes e não se envergonhe de suas lágrimas.
E mesmo que em alguns momentos você queria desistir, sempre haverá um bom motivo para continuar a andar.

Siga em frente ..."

imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

05/05/2014

Uma conversa comigo mesma

Tem dias que por uns breves e sonhadores minutos, eu me imagino voltando ao tempo e dando conselhos a mim mesma. Acredito que se todos nós pudéssemos prever, ou ao menos entrever o que irá acontecer em nossas vidas, tentaríamos mudar uma ou outra coisa.

Mas, se eu pudesse conversar comigo mesma no passado, - algo que eu faço hoje como muita frequência através dos meus textos. O que eu diria?

Talvez eu começasse dizendo para a pequena Ariane, não dar importância para as pessoas que a chamam de gorda e todos os adjetivos não tão legais. Por que no futuro, ela irá emagrecer e o mais importante, que as opiniões dessas pessoas chatas não vão agregar em nada na sua vida.

Falaria para ela ser mais ousada e não desanimar com tanta facilidade sempre que um obstáculo aparecer. Que nenhuma “paixonite” que surgisse nos próximos anos será verdadeira, e que as pessoas muitas vezes mente, fingem e nos enganam. Mas, o que realmente importa é seguir em frente sempre. E de cabeça erguida.

Que infelizmente ela chorará muitas vezes no decorrer dos anos, porém que cada lágrima a deixará mais forte. Para ela aproveitar e guardar cada momento com seu pai, por que eles irão passar rápido demais. E que nenhuma amiga é melhor do que a sua mãe.

Que a vida lhe reserva grandes e assustadoras mudanças, sendo a maior ela mesma. Ia pedir para ela não pensar tanto e não deixar de lado a si mesma por causa dos outros.  Por mais egoísta que isso possa parecer, ela vai descobrir que algumas pessoas são um desperdício precioso de tempo. E para ela ter mais paciência, ser menos ranzinza e teimosa.

Imploraria para ela fazer logo a nossa tatuagem, por que com o passar dos anos ela teria menos coragem. E isso vale para outras coisas como andar de bicicleta, patins e pular de paraquedas. Pediria para ela não analisar tudo, por que isso só da dor de cabeça.

Contaria que ela vai chegar longe muito longe, mas não da forma com ela imagina. Que uma parte dela permanecerá sendo uma criança meiga e risonha, enquanto a outra construirá muros em torno de si. E que muitas pessoas passarão por sua vida sem deixar nada, enquanto outras partirão levando e deixando muito.

Que o silencio muitas vezes vai ser sua música favorita e a solidão sua melhor companhia. E que o papel e a caneta serão sempre uma extensão do seu ser, e que escrever será a melhor forma de ela se entender e se livrar de toda tristeza e mágoa do seu coração.

Diria que ela terá altos e baixos, medos e anseios e que inevitavelmente em alguns momentos ela vai querer desistir. Mas, eu contaria que no futuro ela vai entender que “Deus sempre atende nossas necessidades e não nossas vontades”, e se ela tiver isso em mente por mais difícil que a situação pareça ela será menos dolorosa. E para ela não se importar com os passos incertos e decisões erradas que ela tomar. Que ela não precisa estar certa o tempo todo, e que muitas vezes não saber o que fazer é normal.

Por fim, diria que quando a duvida bater e os dias parecerem sombrios demais para ela continuar, que acima das nuvens sempre existe um céu azul e a luz do sol. Que eu a estarei esperando, e mesmo que a nossa vida não seja perfeita temos infinitas razões para agradecer e sorrir sempre.

"São os obstáculos que nos tornam mais fortes e gratos. São nos dias sombrios que damos importância a luz e é no decorrer dos anos que aprendemos que apesar dos momentos difíceis por quais passamos, sempre haverá os bons momentos que fazem com que a nossa vida se renove e se preencha de fé e esperança.

O importante é nunca deixar de acreditar e sonhar."

imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

14/04/2014

Voe pensamento

" Voe pensamento, voe ...
me deixe aqui em meu mundo vazio,
sobre os fragmentos dos meus dias perfeitos perdidos.

Voe pensamento, voe ...
para que eu possa sentir essa falsa sensação de paz.

Preciso de um toque de leveza em minha vida,
e você anda tornando tudo mais pesado.

Voe pensamento, voe ...
você me faz olhar demais para o passado e sonhar muito com o futuro,
quando tudo o que eu quero é apenas viver o presente.

Voe pensamento, voe ...
leve com você toda essa incerteza, essa tristeza e minhas doces ilusões.

Não preciso de nada disso,
já senti pena o suficiente de mim mesmo.

Voe pensamento, voe ...
cada vez mais rápido,
cada vez mais alto.

Leve para longe
os planos fracassados,
as metas que não cumpri,
os sonhos que não realizei,
os romances avassaladores que não vivi.

Não busco nada de muito certo ou absoluto
apenas a parcela de felicidade que mereço.

Voe pensamento, voe ...
me dê alguns minutos para lidar com o meu caos interno
para que eu possa chorar minha magoas e irar-me com a essa minha situação ridícula.

Voe pensamento, voe ...
só quero fechar meus olhos por um momento,
e me perder em lugar algum.

Voe pensamento, voe ...

Mas volte ...
volte rápido,
volte forte,
volte confiante.

É de uma pequena fração de tempo que necessito,
para despertar de meus loucos devaneios e
abraçar a vida."


imagem: Tumblr


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

12/03/2014

Um Dia


" Um Dia ...

Você simplesmente passa a não se importar...

Com as palavras erradas ditas e com as pessoas que mudam quando lhes convém.
Com tudo que era importante, necessário e indispensável  e que de uma hora para outra perdeu todo o seu significado.

Das vezes que você não admitiu que a culpa era sua.
E com o tempo que você perdeu tentando fazer dar certo e com o vazio que ficou quando você não conseguiu.

Do tempo disperdiçado com as pessoas erradas, quando as certas sempre estiveram ao seu lado.
E das escolhas infelizes que você fez por teimosia e orgulho.
Por ter julgado o caráter pela aparência.
E por achar que precisava ser e agir como todo mundo para ser feliz e bem sucedido.

Um Dia...

Tudo isso perde a importância,
Chegamos a conclusão que passamos tempo demais perseguindo os sonhos alheios. E o que de fato nos completa e faz feliz são coisas pequenas como:

Uma risada descompromissada,
Um olhar de cumplicidade,
O céu azul,
A noite tranquila de sono.

É o simples e delicado toque de simplicidade da Vida...
Que nos faz perceber que tudo o que realmente importa e a felicidade está e sempre esteve ao nosso alcance.

Quando enxergamos essa sutil verdade, as outras coisas deixam de ter importância."

imagem: Tumblr


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


Instagram

© 2010 - 2021 Ariane Gisele Reis | My Dear Library • Divagações, Livros e Música. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in