Resenha - O Encontro por Richard Paul Evans.

01/07/2012




O Encontro por Richard Paul Evans.


ISBN: 9788581780085
Editora: Lua de Papel
Ano: 2012
Número de páginas: 240
Classificação: 4 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, Submarino - Compare os Preços



Sinopse: 

Alan Christoffersen é um jovem publicitário bem-sucedido, comanda sua própria empresa, ao lado do sócio, e é loucamente apaixonado por sua esposa, McKale. Sua vida parece perfeita até que ocorre um terrível acidente enquanto ela montava à cavalo. Alan larga tudo para acompanhar o tratamento da esposa, momento em que Kyle, seu sócio, aproveita para roubar todo o dinheiro da empresa. Então McKale morre. Arrasado, sem a mulher que amava e traído pelo sócio ele se vê sufocado naquele lugar. Então sai de casa sem rumo, com uma mochila nas costas, e inicia uma longa caminhada em direção ao sul. Era uma busca por respostas e um tempo para tentar pensar o que fazer. Durante o caminho ele faz descobertas impressionantes sobre seus sentimentos, conhece pessoas incríveis e vislumbra novamente um sentido para a sua vida. Ele encontra dentro dele algo que jamais lhe poderia ser tirado novamente.


Como é difícil descrever em poucas palavras um livro tão terno e tocante. O que aparenta ser uma bela história de amor, se revela uma caminhada em busca da esperança e principalmente de si mesmo. O Encontro foi um livro que me emocionou bastante sem ter precisado levar-me às lágrimas, de uma maneira muito simples e real o autor consegue nos passar a importância dos pequenos e mágicos momentos da vida.

No caso de Alan Christoffersen ele só começa a perceber o tempo que desperdiçou quando é tarde de mais, depois de perder tudo o que tinha. Sua esposa, sua empresa e a uma parte de si mesmo.  Alan agora tem que começar do zero, se reerguer das cinzas encontrando no próprio sofrimento forças para continuar em pé, principalmente para cumprir a promessa que fez a sua amada McKale.

A história é narrada por Alan e cada capítulo começa com uma pequena citação sua escrita em seu diário. Algumas podem até parecer bobas ou sem nexo, mas de certa forma são essas pequenas linhas “escritas” por ele que o aproximam no leitor.  Alan se revela uma pessoa admirável, pois não são todas as pessoas que passam por duras perdas na vida e ainda conseguem juntar os cacos em meio a toda dor seguir em frente.

Durante a sua jornada ele encontra pessoas que deixam nele pequenas centelhas de esperança e fé, ambas que para ele não existiam mais. Ele começa a compreender que a seu sofrimento não é o maior do mundo, e que todo mundo carrega uma marca, uma cicatriz na alma. A longa caminhada que ele começou a percorrer mostra-se tanto espiritual como física, pois a cada nova cidade que Alan passa, ele aprende que Deus sempre tem um propósito maior para nós.

Confesso que fui completamente surpreendida durante a leitura de O Encontro. Pela sinopse já tinha percebido que se tratava de uma história triste, mas eu esperava que, assim como na maioria dos livros do gênero surgisse um novo amor na vida do protagonista e pronto “foi feliz para sempre”. Porém ao contrário do que imaginei o livro nos traz uma história tão humana, cheia obstáculos, superação e paixão que, mesmo a história sendo triste ela me cativou.

Encantei-me pela força de vontade de Alan e a cada capitulo torcia para ele encontrar a paz e a felicidade que tanto seu coração e alma precisam. Mas sua jornada só está começando, e com certeza ele passará por muitas provas de resistência ainda, mas principalmente e especialmente suas maiores provas serão as  espirituais.

O Encontro é um livro que nos faz refletir a importância que damos as coisas materiais e principalmente o tempo que estamos dedicando a elas. Deixa-nos o recado que na vida por mais perfeita que as coisas aparentemente estejam uma simples escolha pode mudar tudo e, pior levar embora tudo o que você mais ama.

A leitura é objetiva de mais para levar o leitor às lágrimas. Richard Paul Evans usa mais de lógica do que emoção para compor a história e seus personagens.  Diferente dos livros que seguem este estilo, O Encontro não apela tanto para o misticismo que envolve o tema espiritualidade, e talvez por esse motivo ele consiga emocionar de uma forma tão sutil o leitor.  As experiências e situações relatadas no livro são tão reais e humanas, que podem acontecer com qualquer pessoa, o que faz com que desperte em nós um carinho especial pelos personagens.

A minha única queixa em relação ao livro é a revisão que deixou passar algumas coisinhas, mas fora isso O Encontro é um livro agradável e muito bonito. Ele é aquele típico livro que você começa a ler no finalzinho da tarde e nem vê a hora passar, quando percebe o livro já terminou.

O Encontro é o primeiro livro da série Walk, e deixa muitas perguntas no ar, entre elas; Alan vai conseguir encontrar um novo amor e refazer sua vida? Qual é o verdadeiro sentindo da sua longa caminhada? Será que ele conseguirá fazer as pazes com Deus e consigo mesmo? Teremos que aguardar os próximos capítulos desta pela história para descobrirmos junto com Alan as respostas para estas, e outras perguntas que com certeza apareceram no decorrer do caminho.

Para quem procura uma leitura suave e delicada fica a dica de um livro simples, mas com personagens cativantes e com uma história profunda e emocionante.

Recomendo!



 




ps: O resultado da promoção O Mistério do Chocolate já saiu, confira no próprio rafflecopter (bastar logar nele) . Agradeço a todos que participaram, e aguardem que vem mais promoções por ai!

Comentários via Facebook

11 comentários:

  1. Oi, Ane!
    Acabei de ler O encontro tem alguns dias e também adorei! A leitura é super rápida e eu bem que estava torcendo pro Alan encontrar uma pessoa bacana (queria a garçonete!), mas meio que não aconteceu ainda nesse livro. Enfim, estou louquinha pela sequência!

    ResponderExcluir
  2. Louca pra ler esse livro e agora com a sua resenha mais ainda, ele me conquistou pela capa e como você disse a história parece ser triste.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Esse tipo de história de superação me lembra a de alguns livros cristãos...

    ResponderExcluir
  4. Ane... você apareceu com algo que estava precisando. Uma leitura leve e agradável. Acho que me interessei mais pelo livro *-*

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    blogkimygabrielli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane,
    Adoro vir no seu blog porque sempre descubro coisas novas.
    Vamos a primeira surpresa: esse livro é de uma série? oO
    Nunca imaginei, sabia.
    Pensei que fosse livro filho-único.rs

    E também não imaginava que a historia narrada fosse, assim, tão profunda e humana como você disse.

    Já tinha pensado várias vezes em comprar, porque acho a capa linda, mas sempre deixo para depois.
    O que me desanimou é que ele é uma série. Tô fugindo. Parece que só tem livros em séries, ultimamente.

    E falando da revisão: poxa,incomoda mesmo quando a gente percebe que não tiverem um cuidado maior com o livro.

    Enfim, adorei a resenha. =)

    bjinhuxxx
    Eu li e Divulgo
    http://euliedivulgo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Pois é, tem gente que acaba não conseguindo assistir as séries no computador, por isso quando eu souber onde a série vai passar aqui no Brasil, eu atualizo lá o post.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  7. Oie Ane!
    Já vi uma blogueira elogiar bastante esse livro, dizer que amou e a sinopse parece ser interessante, bem aqueles livros que lembram um pouco Nicholas Sparks... (sei lá).
    Gostei da resenha, tá?!

    Bjs,
    Ariane;)

    ResponderExcluir
  8. uas resenhas são tão boas! Até me arrependi de não ter escolhido esse livro pra resenhar, a história parece ser muito emocionante mesmo e faz tempo que eu não choro durante a leitura rs
    Acho estranho livros assim fazerem parte de uma série, não estou acostumada, acho.


    Beijos,
    whosthanny.com

    ResponderExcluir
  9. Ai, ai, ai, Ane, eu estou em dúvida se pago o boleto em que comprei esse livro por R$10,00, e como eu fico cada vez mais curiosa para ler.. fica difícil. O único problema é que tenho tanta coisa não lida em casa que fico com peso na consciência o.Õ
    Adorei tudo o que você escreveu na resenha, e se o livro é bom, acho que vale até a pena relevar os errinhos ;D

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Já li "A Promessa" que é do mesmo autor e gostei muito. Gosto muito da narrativa dele.
    E acredito que este também é muito bom.
    Amei a resenha. >.<
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane!
    Eu me apaixonei por esse livro, mesmo. Como você disse, o autor usa mais da lógica para mostrar a espiritualidade e isso foi um ponto super positivo, porque sempre que eu pego um livro emotivo demais, acabo com uma ressaca literária daquelas, o que é horrível. .-.
    Eu estou doida para saber como serão os outros livros da série.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por