Por isso estou escrevendo para você.

26/09/16

| Arquivado em: DIVAGANDO.
imagem: Ariane Reis.
Me decepcionei com a nossa amizade, e isso é tudo o que sinto nesse no momento. Por isso estou escrevendo para você, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha. Totalmente minha, por mais uma vez esperar que alguém tenha as mesmas atitudes que eu teria. A mesma consideração, essa tal coisa chamada empatia que tanto se fala, mas que pouco se vê por ai.

Sei que ando afasta e distante.  Sei também que não sou uma pessoa fácil de lidar e que assim como você, como todo mundo, tenho os meus dias bons e ruins. Nos últimos tempos foram mais dias ruins e sim, você não notou. Aliás, o que mais me magoou em nossa relação foi perceber que ela é uma via de mão única. Que enquanto nos seus piores momentos você sempre pode contar comigo, quando eu estava no fundo do poço você não percebeu, o quanto eu precisava da sua ajuda.

Você que dizia me amar, que dizia se importar comigo nunca percebeu que por traz do meu sorriso tinha uma lágrima escondida. Não percebeu que minha ausência era mais do que uma mera falta de tempo.  Na verdade o que eu mais tinha era tempo, e às vezes ter tempo demais para pensar é perigoso.

Você vai se defender dizendo que eu poderia ter ligado, pedido ajuda e que fui eu que me isolei. Mas tive vergonha. Vergonha de você me julgar. Medo de você achar que estava me fazendo de vitima. Afinal, para você e todo mundo minha vida é perfeita e não tenho motivos para ficar triste e muito menos para querer morrer. Mas eu fico triste com uma frequência que deixaria qualquer um impressionado.

É incrível a capacidade que temos de julgar os outros por aquilo que se publica nas redes sociais, não é mesmo? É incrível o quanto nos deixamos enganar por personagens que nós mesmos criamos, - aquela foto linda. Uma dica: Eu compartilho apenas o melhor da minha vida, os dias menos sombrios.  Pensei que você soubesse disso, e me enganei. Agora vejo você compartilhar coisas sobre o Setembro Amarelo, quando o meu Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto (...), foram totalmente sem cor. Vejo você se preocupar com o fim do relacionamento de uma celebridade quando eu cheguei perto do fim várias vezes ao seu lado...

Peço desculpas antecipadamente, por cancelar algum compromisso que tínhamos. Embora eu agora esteja bem, ainda tenho meus dias ruins. Dias em que estou com medo de sair de casa, dias que fico esperando o pior acontecer. Dias em que a única coisa que me parece segura é dormir. Espero que nunca se sinta assim, invisível para aqueles que você ama como eu me senti para você.

Acho que no final das contas fiz certo em não te pedir ajuda, implicitamente.  Pois é você não entendeu meus sinais.  Mas hoje percebo que você também não entenderia o caos que se passava e às vezes de passa em minha mente. Posso ver você comentando com os outros que só estou querendo chamar a atenção, fazendo pirraça que tudo não passa de frescura da minha parte.

Desculpa se meus problemas são um incomodo para você. De verdade nunca quis que meus medos e paranoias atrapalhassem a nossa relação. Só pensei que pelo tempo que nossa amizade existe, você tivesse percebido o quanto eu finjo bem. Que quando eu digo tudo bem, esse bem às vezes quer dizer, - me ajude estou desmoronando.

Por isso estou escrevendo para você. Para dizer que sinto muito por tudo, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha...

texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


* Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

ps: Essa blogueira aqui está com o E-mail, Twitter, Facebook e Instagram abertos para quem quiser conversar e receber abraços quentinhos. Você não está sozinho ().

Wishliterária – Setembro.

23/09/16


| Arquivado em: LANÇAMENTOS.


Olá pessoas =)

Dá para acreditar que a Bienal já passou? Chega a ser meio assustador o fato de a gente esperar tanto por algo e quando o “grande momento” chega ele passar tão rápido. Eu mostrei as minhas aquisições lá no Instagram e graças a Júpiter esse ano a Bienal foi bem mais tranquila. A única coisa que senti falta, foi não ter encontrado nenhum de vocês por lá =(

Mas como o post de hoje é de lançamentos e esse mês tem muita coisa bacana chegando, chegou a  hora de atualizarmos a nossa  pequena lista de desejados que não para de crescer nunca =D

Confere comigo ai!






Sinopse: Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas. Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado.  Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava.  Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.





Sinopse: Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um dia se tornará essa lenda. Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares solitários. Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor em magia e rebeldia de Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma referência para escritores do gênero como Patrick Rothfuss, Joe Abercrombie e Neil Gaiman.





Sinopse: Uma jovem mulher com uma bicicleta quebrada após desviar de um cão. Um homem que ela poderia facilmente ter deixado passar, sem parar, levando consigo uma vida inteira, uma vida que poderia nunca ter sido dela. Eva Edelstein está no segundo ano do curso de Inglês na Universidade de Cambridge. Ela namora David Katz, estudante e aspirante a ator. A vida de Eva parece bem encaminhada, quando, no campus da universidade, ela conhece acidentalmente Jim Taylor, estudante frustrado de direito. Há três versões, três realidades diferentes para o futuro de Eva e Jim, dos anos 1950 até os dias atuais. Se o nosso futuro é uma encruzilhada, gostaríamos de saber qual caminho seguir? E depois, ficaríamos felizes com a nossa escolha?Três vidas. Três histórias. Três destinos... permeados com traições e ambições, mas também com amor e arte. Três vezes nós explora a ideia de que há momentos em nossas vidas que poderiam ter sido diferentes e como pequenos fatos ou decisões que tomamos podem determinar o rumo da nossa vida para sempre.





Sinopse: Wolf By Wolf - Livro 01.
O Eixo ganhou a Segunda Guerra Mundial, e a Alemanha e o Japão estão no comando. Para comemorar a Grande Vitória, todo ano eles organizam o Tour do Eixo: uma corrida de motocicletas através das antigas Europa e Ásia. O vencedor, além de fama e dinheiro, ganha um encontro com o recluso Adolf Hitler durante o Baile da Vitória. Yael é uma adolescente que fugiu de um campo de concentração, e os cinco lobos tatuados em seu braço são um lembrete das pessoas queridas que perdeu. Agora ela faz parte da resistência e tem uma missão: ganhar a corrida e matar Hitler. Mas será que Yael terá o sangue frio necessário para permanecer fiel à missão?

+ Lançamentos

Confesso que olho para os lançamentos desse mês e não sei por qual começaria. Suzy e as Águas-vivas parece ter um enredo *lindo*, mas o meu lado nerd fã de fantasia está simplesmente apaixonada pelo O Feiticeiro de Terramar. Isso sem falar do Ninguém Vira Adulto de Verdade, A Garota Dele da diva Simone Elkeles (). Estou pressentido que organizar as minha meta de leitura esse mês vai ser difícil =D.

Vocês também estão passando por essa mesma dificuldade? Não deixem de compartilhar nos comentários quais desses livros estão na lista de desejados de vocês.

Beijos e um final de semana cheio de ótimas leituras para vocês ;***

Promoção - 5 Anos do Além da Contracapa.

22/09/16

| Arquivado em: PROMOÇÕES

Oie pessoas =)

No aniversário de 5 anos do blog Além da Contracapa quem ganha os presentes são vocês, - os leitores.
Para comemorar essa data tão especial, a Mari e o Ale convidaram vários blogs amigos e também as editoras parceiras para fazer uma super promoção (não deixe de acessar o Além da Contracapa para conferir todos os prêmios).

Veja como é fácil participar e não fique de fora dessa festa!

Blogs Participantes:

Prêmios:
Regulamento:
  A promoção terá início no dia 22 de setembro e término no dia 22 de outubro.
Para participar, basta preencher os formulários abaixo, usando sua conta do Facebook ou seu e-mail, e ter um endereço de entrega no Brasil.
  Todas as entradas são opcionais.
O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais até três dias após o encerramento da promoção, sendo que o sorteado será contatado por e-mail, tendo o prazo de 48 horas para fornecer seus dados e o blog se responsabiliza por confirmar o recebimento das informações.
O primeiro sorteado poderá escolher 6 prêmios entre as 14 opções, o segundo sorteado poderá escolher 5 prêmios entre as 8 opções restantes, e o terceiro sorteado ficará com os 3 prêmios restantes.
O prazo para envio dos prêmios é de 40 dias úteis.

A Equipe do Além da Contracapa se reserva ao direito de dirimir questões não previstas neste regulamento.
a Rafflecopter giveaway

Boa sorte!

#naplaylist – Nostalgia 80’s.

20/09/16

| Arquivado em: MÚSICAS.

Oie pessoas =)

Sabe quando você do nada sente saudades de ouvir uma música? Você fica cantarolando ela por dias, até que finalmente resolve ouvi-la. Mas ai uma música leva a outra e quando você se dá conta está tirando o pó de discografias antigas que há muito tempo não eram ouvidas.
imagem: Shutterstock
Eu senti esse clima nostálgico com algumas músicas da década de oitenta.  Estava morrendo de saudades de ouvir The Smiths, o que obviamente acabou me levando a ouvir The Cure, seguido por Depeche Mode e a criar a playlist desse mês do blog.

Por isso me desculpem a poeira e o cheiro de naftalina, mas o #naplaylist de setembro chega em clima de nostalgia. Com músicas antiguinhas e que ainda continuam fazendo parte do TOP 10 no coração de muita gente ().

Aperta o play ai!

#naplaylist
Essa que vos escreve cresceu ouvindo música dos anos oitenta, inclusive minha mãe tem uns LPs  guardados. E sim, nós temos um aparelho de som daqueles antigos que tocam vinil =D. Acho que dá para entender, por que sou meio vintage não é?

Espero que vocês tenham gostado da playlist desse mês, mesmo com todo o pó e espirros ocasionais para os alérgicos assim como eu (). Essa e outras playlists do blog estão disponíveis lá no Spotify.

Beijos e até o próximo post!

As Letras do Amor por Paula Ottoni.

18/09/16

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788581638430
Editora: Novas Páginas
Ano de Lançamento: 2016
Número de páginas: 224
Classificação: Regular
Sinopse: Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.

Gosto de intercalar livros com uma carga emocional mais “pesada” com histórias mais leves e bonitinhas. Por esse motivo A Letras do Amor da Paula Ottoni me pareceu à escolha perfeita para o momento. Porém logo nas primeiras páginas ficou evidente para essa que vos escreve, que a autora desenvolveria sua trama baseada em fórmulas antigas e que hoje em dia já não funcionam tão bem. O que infelizmente acabou resultando em uma narrativa que anda, mas que não sai do lugar.

Bianca está de malas prontas para passar seis meses em Roma com Miguel, seu namorado. A viagem veio em boa hora, afinal ela acabou de largar o curso de Pedagogia e o clima em sua casa com a separação eminente de seus pais está cada vez pior. A viagem começa como a promessa que Bianca ao lado de Miguel viverá um verdadeiro conto de fadas. Mas conforme o tempo passa e Miguel fica cada dia mais distante por conta das suas preocupações com o trabalho, Bianca encontra em Enzo, o melhor amigo dele a companhia perfeita com quem dividir e passar seus dias.

Os problemas começam quando o relacionamento entre Bianca e Miguel esfria, fazendo ela  se dar conta que seus sentimentos por Enzo são mais profundos do que uma simples amizade. Entre lugares deslumbrantes, tardes jogando vídeo game e empregos temporários, Bianca vai tentando descobrir qual é o melhor caminho a tomar. E embora ela não pretenda magoar ninguém durante o percurso, Bianca sabe que ela mesma corre o risco de terminar essa viagem mágica com seu coração partido.

As Letras do Amor chega com uma premissa de ser mais um típico “romance gracinha” e açucarado no melhor estilo Sessão da Tarde. Só que logo nas primeiras páginas Paula Ottoni “peca” deixando tudo óbvio demais, o que tornou toda a “enrolação” e principalmente o drama desnecessário. E vocês sabem que não ligo para clichê, mas acredito que mesmo em uma história previsível o “elemento surpresa” é bem vindo. Algo que não acontece aqui.

E de verdade a meu ver problema nem foi o “bendito” triângulo amoroso. O que me deixou realmente “frustrada” foi o fato dos personagens serem exageradamente estereotipados. Adoro acompanhar o crescimento emocional dos personagens nos livros que leio, e apesar da Bianca ter passado por algumas situações complicadas, em nenhum momento vi o amadurecimento da personagem. Ela termina exatamente do jeito que começou.

Outro ponto que me incomodou é à forma como a autora desenvolveu os personagens masculinos. Mesmo não gostando muito da ideia, não me “importo” com triângulos amorosos desde que esse recurso seja bem desenvolvido e os personagens em questão estejam em pé de igualdade. Só que aqui fiquei com a sensação que durante a narrativa somos meio que “induzidos” a gostar de um personagem por que ele é a caracterização perfeita de um príncipe encantado, enquanto o outro é a antítese de tudo isso.

Eles são tipo Yin e Yang, Capitão América e Homem de Ferro, Batman e Superman, - bem vocês me entenderam. E juro que em uma determinada situação o meu pensamento foi, “Fia porque você ainda está com ele?”. E tipo, por mais que o Enzo seja um fofo e tudo mais, ele tem algumas atitudes bem “infantis” e que me irritaram bastante. Já o Miguel, o moço fica meio que “sobrando” na trama o tempo todo (...). Triste, eu sei.

O detalhe que mais gostei do livro é que a narrativa da Paula Ottoni consegue nos transportar para Itália.  Ela foi impecável ao inserir os personagens em cenários reais, dando a história um toque agradável.  O grande problema mesmo em minha opinião foi que a autora não soube como desenvolver bem o que tinha em mente, criando uma trama que além de previsível não consegue de modo algum ser convincente.

“Os obstáculos não existem apenas para tornar as coisas mais difíceis ou interessantes, mas para mostrar que quando estes surgem, é também o momento em que a realidade se apresenta e surge a possibilidade de um recomeço.”

Apesar de As Letras do Amor possuir uma narrativa leve, não consegui me envolver com a história e seus personagens. Senti falta do romance propriamente dito, pois a história em si só dá voltas e mais voltas para retornar ao seu ponto de partida. Queria pelo menos ter sentido alguma empatia pelos personagens, mas isso também não aconteceu. Pode ser que eu tenha lido o livro em um momento “errado”, ou que a minha “chatice literária” esteja no seu nível máximo. Por isso sugiro que para quem tem interesse no livro leia ele sim, e tire suas próprias conclusões.

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2016 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por