Minha Estrela.

23/02/2017

| Arquivado em: DIVAGANDO.

imagem: Shutterstock
Perdi a noção do tempo deixando meus passos me guiarem em direção a qualquer lugar, ou talvez para lugar nenhum. Meus pensamentos se vão com a última luz do dia.

Caminho sem destino e sem olhar para trás deixando apenas pegadas na areia. É quando percebo o brilho solitário de uma estrela.

Tão solitária como eu.

Sentada na areia observo as ondas do mar, um o vento frio toca o meu rosto me lembrando de que preciso continuar em frente. Levanto e sigo meu caminho, algumas lágrimas teimosas insistem em cair. Agora não me sinto tão sozinha, a estrela brilha iluminando meu caminho.

Iluminando meu caminho.

Mas ao olhar para o céu vejo que não é apenas uma estrela que brilha para me guiar e sim o Universo inteiro.

Fecho mais o casaco para afastar o frio, um sorriso surgir em meu rosto. Pois sei que enquanto tiver a Minha Estrela nunca estarei sozinha. Só preciso ter fé e acreditar.

Que a estrela em mim vai sempre brilhar.

texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

A Livraria Mágica de Paris por Nina George.

20/02/2017

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788501107619
Editora: Record
Ano de Lançamento: 2016
Número de páginas: 308
Classificação: Bom
Compare os Preços:
Sinopse: O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco-livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta — que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão — o verão que muda tudo e que leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rue Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos. Sucesso de público e crítica, repleto de momentos deliciosos e salpicado com uma boa dose de aventura, A livraria mágica de Paris é uma carta de amor aos livros — perfeito para quem acredita no poder que as histórias têm de influenciar nossas vidas.

A Livraria Mágica de Paris da autora Nina George é um daqueles livros que nos encanta assim que lemos sua sinopse. Afinal, um livro sobre o poder dos livros que tem a França como plano de fundo é sem sombra de dúvidas uma combinação perfeita. E em partes a autora consegue entregar a história que promete, porém infelizmente ela acaba “derrapando” um pouco em detalhes desnecessários que deixa a narrativa em muitos momentos cansativa.

Aos cinquenta anos Jean Perdu é conhecido em toda Paris, como o livreiro que consegue amenizar o sofrimento da alma daqueles que buscam em seu barco-livraria uma boa história para acalmar o coração. Mas por uma ironia do destino Monsieur Perdu não consegue curar seu próprio coração. Há vinte e um anos ele sofre pela partida repentina da bela Manon, seu único e grande amor. Perdu se fechou para o mundo e nunca mais se permitiu amar novamente. Ao longo desses anos Perdu manteve seu coração trancado a sete chaves, assim como a carta que Manon deixou quando partiu e que ele nunca teve coragem de abrir.

Agora duas décadas depois, Perdu se vê forçado a descobrir quais foram às últimas palavras de Manon para ele. E essas palavras causam tamanho impacto em Perdu, que o livreiro abandona a sua vida tranquila em Paris e parte para o sul da França em direção a Provence e de  sua amada Manon. Só que ele não está sozinho nessa jornada. Jordan um jovem escritor a quem aparentemente a musa da inspiração abandonou embarca junto com Perdu no barco-livraria. E unidos por razões diferentes Jordan e Perdu partem rumo a uma aventura que vai mudar suas vidas para sempre.

Gosto de um bom drama e não nego isso. Adoro quando um livro me leva as lágrimas e deixa meu coração em pedaços. E era exatamente isso que eu estava esperando quando comecei a leitura de A Livraria Mágica de Paris. Como uma leitora que também acredita no poder curativo dos livros, eu esperava que esse fosse um daqueles livros que entraria no seleto grupo dos “livros que mudaram a minha vida”. Só que isso não aconteceu (...).

A história principal em si é bonita, afinal depois de vinte anos Perdu finalmente resolve fazer as pazes com seu passado. Só que em minha opinião o “grande problema” aqui foi o exagero em tentar prolongar a história. Nina George inseriu tantas histórias paralelas que não agregavam em nada, que em vários momentos eu tinha a sensação de ler, ler e ler, mas não sair do lugar.  Na verdade quando finalmente a história começa a ganhar ritmo o livro acaba, e confesso que isso me deixou bastante frustrada.

Os personagens embora não sejam tão carismáticos aos poucos nos conquistam, pois inevitavelmente torcemos para que tanto Perdu, como Jordan derrotem seus fantasmas e encontrem a felicidade. E admito que apesar de todo o drama envolvendo a Manon em momento algum senti empatia por ela. Aliás, sendo bem sincera, Manon nunca mereceu o amor e o tempo que Perdu dedicou a ela (#prontofalei). E mesmo que Nina George acabe passando a sensação que "forçou" um pouco a barra para criar uma história emocionante, A Livraria Mágica de Paris tem seus méritos.

Nina George realmente nos transporta ao lado de Perdu e Jordan para sul da França com suas belas paisagens e apetitosa gastronomia. O cenário descrito pela autora é maravilhoso, e nos deixa morrendo de vontade de conhecer esse lugar mágico que existe entre as montanhas e o mar Mediterrâneo. Além disso, esse é um livro que nos faz refletir e de certa forma cutuca e cura alguns machucados que temos em nossa alma. Talvez o problema aqui foi eu ter começado a leitura com muitas expectativas. Ou esse seja mais um caso clássico de livro lido na época errada. Quem sabe?

“Para amar, é preciso muito mais coragem e muito menos expectativa.”

No contexto geral, gostei de A Livraria Mágica de Paris. Ele nos mostra que precisamos enfrentar nossos medos, nos perdoar e seguir em frente. Porém não nego que esperava um pouco mais.

As artes e reflexões de Yuumei.

16/02/2017

| Arquivado em: ARTE 

Todo mundo, ou pelo menos a grande maioria sempre busca uma forma de expressar seus ideais e aquilo que sente. Alguns como essa blogueira que vos escreve faz isso através de textos, mas tem pessoas como a talentosa Wenqing Yanque usa a arte como forma de reflexão.
My Inner Sanctuary
Conhecia como Yuumei nas redes sociais e no deviantArt, Wenqing Yanque possui um traço muito peculiar em suas obras.  Ela mescla com perfeição as cores vibrantes com tons mais sombrios. A beleza do imaginário com a dor do mundo real.  Seus trabalhos possuem um toque de fantasia e surrealismo que nos encanta com a dramaticidade que nos leva a refletir sobre nossa própria solidão.

Confesso que conheço o trabalho da Yuumei desde o ano passado. A primeira ilustração que vi dela foi a What It Takes To Fly. E na época ao mesmo tempo em que fiquei maravilhada com a beleza da arte, fiquei triste pelo que ali estava representado. E a grande maioria, senão todos os trabalhos dela causam esse efeito em mim.  Além disso, o fato da ilustradora sempre usar o Universo com cenário de suas obras as tornam ainda mais incríveis de se admirar. Simplesmente maravilhosas ()
Algumas Obras:

Better Tomorrow
What It Takes To Fly
Don't Forget Me
With You
Boundless
The Sky Beneath My Feet
Não me peçam para escolher uma obra favorita. No caso desse post essa é uma missão praticamente impossível. Na verdade eu poderia escrever um post para cada arte, só para dizer o quanto cada uma tocou meu coração e me fez refletir sobre a fragilidade do mundo que vivemos.

No qual estamos conectados o tempo todo e cada vez mais sozinhos. O quanto ficamos pesados demais para voar em direção aos nossos sonhos. Ou a forma como fechamos os olhos para não ver o “feio“ que nos amedronta. Nem dá para acreditar que ilustrações tão “simples” consigam nos transmitir tanta coisa com apenas um pouco de cor, luz e sombra, não é mesmo?

Espero que vocês tenham gostando da coluna Arte de Fevereiro, e que os trabalhos da Yuumei tenham encantado vocês como me encantaram.

Beijos e até o próximo post!

O Bosque Subterrâneo por Colin Meloy.

13/02/2017

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788501095077
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2016
Número de páginas: 432
Classificação: Muito Bom
Sinopse: Crônicas de Wildwood - Livro 02.
Um clássico para o século XXI, O bosque selvagem só poderia ter nascido da imaginação de Colin Meloy, celebrado vocalista da banda Decemberists. Vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.

O Bosque Subterrâneo foi um daqueles livros que me chamou atenção primeiro pela capa. Afinal como fã de ilustrações foi praticamente impossível, não ficar apaixonada por um trabalho tão lindo como esse. Mas depois de ler a sinopse tive a certeza que precisa ler esse livro. Claro que fiquei um pouco preocupada de me sentir perdida na narrativa por pegar o “bonde andando”. Só que esse receio logo foi deixado de lado, pois bastaram somente algumas páginas para que essa que vos escreve se visse envolvida por uma história cheia de aventuras fantásticas.

Depois de ter resgatado seu irmão e conseguido o que até então era considerado impossível, retornar da Floresta Impassável, Prue Mckeel tenta voltar a ter uma vida normal novamente. Só que isso não é tão fácil. Ela que antes era uma das melhores alunas da sala agora anda desatenta, pois por mais que Prue se esforce a sua mente continua a leva-la de volta para o Bosque Selvagem, e ao seu melhor amigo Curtis que continua morando por lá.

No Bosque Selvagem, Curtis segue com o seu treinamento para ser um habilidoso bandido. Enquanto isso suas irmãs, Elsie e Rachel Mehlberg são deixadas pelos pais temporariamente em um orfanato, para que eles possam partir em busca de uma suposta pista sobre o paradeiro do menino. Só que esse orfanato não é o que parece ser e seu dono tem terríveis planos tanto para os órfãos que abriga, como para a Floresta Impassável.

Quando o perigo se torna eminente, Prue volta para Bosque Selvagem, só que agora o desafio dela e de Curtis é ainda maior. Juntos eles vão ter que explorar o Bosque Subterrâneo, ao mesmo tempo em que precisam salvar seus amigos, a si mesmo e unir um povo dividido. Serão eles capazes de realizar tal feito? E as irmãs de Curtis, conseguiram escapar da tirania do Lar Unthank e reencontrar o irmão? Nessa história cheia de magia e fantasia tudo é possível, especialmente o impossível.

Confesso que a trama de o Bosque Subterrâneo me fez relembrar de As Crônicas de Nárnia. É perceptível em vários momentos que o clássico de C.S Lewis serviu um pouco de inspiração para a história de Colin Meloy. Essa inspiração está nos pequenos detalhes e na construção de alguns personagens e elementos, o que torna Bosque Subterrâneo uma mistura perfeita entre o clássico e o moderno.

Gostei bastante de como o autor desenvolveu os personagens. Mesmo com a pouca idade todos são corajosos e mesmo quando a situação fica ainda mais complicada, eles não perdem a esperança e seguem em frente. Outro ponto positivo, é que o modo como Colin Meloy descreve a floresta nos leva a realmente sentir que estamos nela . E o mais legal é que o autor não peca nem pelo exagero e nem pela falta de detalhes. A narrativa aqui é equilibrada o que torna tudo ainda mais empolgante.

Porém o que mais me chamou a atenção, é que Colin Meloy não é um autor óbvio. A verdade é que ele do tipo que deixa mais perguntas do que dá respostas, e isso faz com que se torne praticamente impossível largar o livro. O final, e que final, me deixou praticamente desesperada para ler logo o terceiro volume das Crônicas de Wildwood. Porém antes, é claro que vou voltar um pouquinho e ler o primeiro livro, por que O Bosque Subterrâneo só atiçou a minha curiosidade para descobrir como a jornada de Prue e Curtis começou. E sim, você pode ler um livro sem ter lido ou não o outro, pois embora as histórias estejam relacionadas, elas são independentes.

“- Tenho alguns erros que preciso corrigir, mestiça – disse o urso. – E percebi que me juntar a você seria meu primeiro passo. Não fazia sentido fugir.”

Com ilustrações de Carson Ellis que dão o livro um toque ainda mais mágico, O Bosque Subterrâneo é uma história que encanta tanto todos os públicos. Dos pequenos que vão querer recriar no jardim de casa as aventuras de Prue e Curtis, aos mais “velhos” que vão desejar fazer parte dessa história também. Recomendo!

Promoção - 6 Anos do Obsession Valley.

12/02/2017

| Arquivado em: PROMOÇÕES

Olá pessoas!
Hoje é o aniversário do blog Obsession Valley da minha querida amiga Nana! E para comemorar a data, o blog está organizando sua segunda promoção, com outros blogs amigos que de alguma forma fazem parte dessa jornada.

São NOVE blogs que cederam lindos prêmios para presentear os leitores do Obsession Valley. Para participar é fácil!

Regulamento:
- O participante deverá residir ou ter endereço de entrega no Brasil;
- Período de inscrição: 12 de fevereiro de 2017 até 12 de março de 2017;
- Resultado será liberado em até sete dias, depois de conferir se os ganhadores cumpriram as regras;
- Os ganhadores terão o prazo de 48 horas para responder o blog, após o contato. [via e-mail] Caso não haja retorno, um novo sorteio, para o colocado, será feito;
- Cada blog tem o prazo de 60 dias úteis para enviar os prêmios cedidos, após o recebimento dos dados dos ganhadores;
- Os livros chegarão separados, pois, o envio será de responsabilidade dos blogs que os cederam;
- Os blogs participantes não se responsabilizam por problemas usuais dos Correios, como extravios, danos ou atraso na entrega ou por erros do ganhador, como endereço errado. Os livros serão enviados apenas uma vez;
- O blog Obsession Valley pede aos ganhadores que enviem uma foto dos prêmios, para ser compartilhada nas redes.

*Onde está escrito 'Visit on Facebook:' O participante deverá curtir a página solicitada.

Blogs Participantes:
Meu Outro Lado:Passarinho + marcadores.
Conjunto da Obra: Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido.
Only The Strong Survive: Sonhei Que Amava Você.
Caverna Literária: Simplesmente Irresistível.
Canal Carissa Vieira : A Garota do Calendário: Abril.
Leituras & Fofuras: Um Livro da Série A Garota do Calendário à Sua Escolha.
My Dear Library: Eu Fico Loko 3.
Prefácio: Um Vale Presente Saraiva no Valor de Trinta Reais.
Devaneios Deslocados: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares (Ed. LeYa).
Obsession Valley: Floresta Encantada, Liberta-Me (Capa Antiga) e Vinte Marcadores.

Prêmios:
-
Kit 01:

Passarinho + Marcadores: Meu Outro Lado
Meu Amor, Meu Bem, Me Querido: Conjunto da Obra
Sonhei que Amava Você: Only The Strong Survive


- Kit 02:
Simplesmente Irresistível: Caverna Literária
A Garota do Calendário (Abril):  Canal Carissa Vieira
Um Livro da Série A Garota do Calendário à Sua Escolha: Leituras & Fofuras


- Kit 03:
Eu Fico Loko 3: My Dear Library
Floresta Encantada: Obsession Valley
Um Vale Presente Saraiva no Valor de Trinta Reais: Prefácio


- Kit 04:
O Orfanato da Srta. Peregrine.(edição LeYa): Devaneios Deslocados
Liberta-Me (Capa Antiga) + Vinte Marcadores: Obsession Valley


Boa sorte a todos os participantes!

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por