14/02/2019

As criativas e divertidas ilustrações do Studio Susto.

| Arquivado em: ARTE 

Quem é fã de super-heróis, animes, mangás e da cultura pop em geral, sempre quer declarar ao mundo o seu amor por aquele personagem ou série especial. E de uns tempos para cá para a nossa felicidade, está cada vez mais fácil encontrar camisetas, canecas, almofadas, entre outros itens feitos especialmente para nós. ()

Groot Night
Logo no começo da coluna Arte aqui no blog apresentei para vocês o trabalho de uma das minhas melhores amigas, a Sukanne. E hoje estou muito feliz, não somente em ver a evolução dela como artista, mas de ver que ela conseguiu transformar o que ela tanto ama em um trabalho divertido.

A Sukanne uniu os lápis de cor com outro ilustrador talentosíssimo, o Augusto e juntos eles criaram o Studio Susto.

Sobre o Studio:
Studio Susto é uma colaboração dos ilustradores Sukanne e Ilustragus, apaixonados por filmes, séries e desenhos, há um ano decidiram transformar suas artes em produtos.

A ideia, que surgiu despretensiosamente, já se tornou internacional e é cada vez mais prazerosa. Sempre focados em seus gostos pessoais, formam um catálogo bem misto e divertido.

Sei que sou suspeita para falar, mas eu simplesmente adoro os trabalho dos dois! As ilustrações possuem um traço e uma paleta de cores fortes que em minha opinião, diferencia os trabalhos deles de outros ilustradores que eu acompanho. Além disso, todas as obras do estúdio são divertidas, fofas e o mais importante, você percebe que é de fã para fã. ()

Algumas Obras:
Salem
Doctor Who
Cyndaquil
Spiderpool
Pixel Avengers
As obras são uma graça, não é mesmo? Agora imagine você com uma camiseta, caneca ou uma almofada com alguma ilustração dessas? Eu confesso que já pedi de aniversário para a Sukanne o quadro Draco com Gato, disponível na lojinha deles no site da Soupop. Ou a camiseta do Groot Night, talvez.()

No final do post e aqui na lateral do blog, vocês vão encontrar o link direto para loja deles, assim como os links das redes sociais do Studio. E fica a dica  de onde comprar aquele presente especial para aquele seu amigo nerd/geek ou para você se auto presentar.

Até o próximo post!

+ Studio Susto.
Loja | Instagram | Facebook

ps: Esse post não é publieditorial. Fiz de coração, porque amo meus amigos e vou panfletá-los sempre.  ()

11/02/2019

#naplaylist – Xô Ansiedade!

| Arquivado em: MÚSICAS.

Uma nova semana começando e mesmo que todos nós sejamos seres de luz, alguns dias infelizmente podem ser um pouco mais complicados que outros.  Graças a Deus e ao Universo, venho conseguindo manter a dona ansiedade sobre controle sem ajuda de florais.

Useis florais por orientação médica por mais de dois anos, até que decide dar um tempo porque comecei a perceber que estava ficando dependente dos florais para manter a ansiedade sobre controle. Foi uma decisão bem difícil, porque como tenho vitiligo qualquer episódio de ansiedade é prejudicial ao tratamento. Então quando eu decidi parar com os florais, precisei encontrar outras formas de manter a ansiedade o mais distante possível.

imagem: Shutterstock
Uma das coisas que me ajudou bastante foi a prática do Ho’oponopono aliado com a meditação. Além disso, voltei a fazer atividade física cinco vezes por semana e o mais importante, foquei minha energia em coisas que me fazem felizes: escrever, ler e claro na música.

Mas como comentei no começo do post, alguns dias são mais pesados que outros e acabo ficando chateada com coisas pequenas que acontecem e com isso aquele sentimento de angustia, que eu não me esforcei o suficiente, começa a me rondar. E sei que isso não acontece só comigo. Por isso, se isso acontece com você que nesse momento está lendo esse post, sinta-se abraçado (a), porque sei como é lidar com um caos que só nós vemos e sentimos. ()

E para me ajudar a lidar com esse caos interno nos momentos em que não posso pegar um papel e uma caneta e transferir para eles os meus sentimentos, recorro a música. E conforme me concentrando no ritmo e na melodia, vou me acalmando.

A minha playlist original lá no Spotify, têm alguns mantras, mas como sei que mantras possuem um sonoridade muito “peculiar“,  selecionei algumas músicas que me ajudam a manter a minha ansiedade longe para compartilhar com vocês hoje.

Respire fundo e dá o play aí!

#naplaylist


Espero de coração que essa playlist possa ajudar você que sofre de ansiedade como eu. Ou que de alguma forma consiga melhorar o seu dia, caso ele não esteja assim tão legal. E lembre-se, que por mais complicado e sem solução que as coisas possam parecer, a felicidade está e sempre estará dentro de você.

Uma ótima semana para todos vocês! ()

06/02/2019

Your Name por Makoto Shinkai.

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.




ISBN: 9788576867227
Editora: Verus
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas:
Classificação: favorito
Onde Comprar: Livro | Mangás
Sinopse:  Sinopse:  Mitsuha é uma estudante que vive em uma pequena cidade nas montanhas. Apesar de sua vida tranquila, ela sempre se sentiu atraída pelo cotidiano das grandes cidades. Um dia, Mitsuha tem um sonho estranho em que se torna um garoto. No sonho, ela acorda em um quarto que não é dela, tem amigos que nunca viu e passeia por Tóquio. E assim aproveita ao máximo seu dia na cidade grande, onde ela adoraria viver. Curiosamente, um estudante chamado Taki, que mora em Tóquio, também tem um sonho estranho: ele é uma garota que mora em uma cidadezinha nas montanhas. Qual é o segredo por trás desses sonhos tão vívidos?  Assim começa a fascinante história de dois jovens cujos caminhos nunca deveriam ter se cruzado. Compartilhando corpos, relacionamentos e vidas, eles se tornam inextricavelmente ligados ― mas há conexões verdadeiramente indestrutíveis na grande tapeçaria do destino? A um só tempo divertido e emocionante, Your name. É uma leitura inspiradora, capaz de dançar sobre o tênue fio entre a realidade, o sonho e o sobrenatural, conforme acompanha as inquietações de uma garota e um garoto determinados a se agarrar um ao outro.

Não é segredo para ninguém que é leitor mais antigo do blog, que essa blogueira que vos escreve é completamente apaixonada por animes e mangás. Eu já tinha assistido a animação de Your Name disponível na Netflix, como também algum tempo atrás li os mangás lançados pela editora JBC aqui no Brasil. Porém, quando soube que a editora Verus ia lançar uma das minhas animações japonesas favoritas no formato romance pensei: “Eu preciso ter esse livro!”.

Dirigido e escrito pelo meu quebrador de corações favoritos, Makoto Shinkai, Your Name conta a história de dois jovens que vivem uma realidade totalmente distinta um do outro. Mitsuha é uma garota do interior que deseja um dia deixar a vida pacata e se mudar para uma grande cidade como Tóquio. Um dia ela tem um sonho estranho. Mitsuha sonha que é um garoto morando em Tóquio. Durante o sonho ela passa o dia como amigos que na verdade para ela são completos desconhecidos e passei pela cidade que um dia pretende chamar de seu lar.

Só que por uma coincidência estranha do destino Taki, que mora em Tóquio tem o mesmo sonho que Mitsuha, só que no caso dele, ele é uma garota que mora em uma pequena cidade construída em volta de um lago no interior. Para Mitsuha e Taki aquilo não passa de uma sonho bastante vivido, só que o problema é que esses sonhos tornam-se frequentes. É como se de alguma forma inexplicável eles trocassem de corpos durante o sono e passassem a fazer parte da vida um do outro, mesmo sem nunca ter se conhecido pessoalmente.

E conforme o tempo passada uma conexão muito forte surge entre eles, até que do mesmo modo repentino como tudo começou, tudo acaba. Será que tudo foi realmente não passou de um sonho muito lúcido? Entre os fios entrelaçados de destino Mitsuha e Taki vão descobrir que algumas ligações são inquebráveis e que há sempre um modo de reescrever o futuro.

Uma coisa que você precisa ter bem em mente antes de assistir ou ler qualquer obra do Makoto Shinkai é que muito provavelmente essa não será uma história com um final feliz. E por incrível que pareça essa é justamente a característica que eu mais gosto nas obras do Shinkai. Porque elas não são "óbvias" e clichês, e sim tão puramente humanas que faz você refletir ao mesmo tempo que se emociona com a história que está sendo contada.

De todas as obras do Makoto Shinkai com quais eu tive contato, Your Name é a minha favorita. Aqui temos uma história de amor tão delicada, bonita e verdadeira que não tem como você ler ou assistir a animação sem se emocionar, nem que seja um pouco. Shinkai construiu com maestria uma narrativa com toques de mistério, comédia, drama e romance. Sem falar que tanto Mitsuha como o Taki são personagens cativantes, que faz com que você torça e sofra por eles durante toda a leitura ou enquanto assisti a animação.

Os personagens secundários também são muito bem trabalhados e aqui é interessante ver como o autor consegue criar dois núcleos tão distintos que ao mesmo tempo conseguem conversar um com o outro harmoniosamente.

Acho que não preciso dizer que eu chorei muito nos meu três contatos com a obra. E sei que para muitas pessoas o modo como Makoto Shinkai trabalha os elementos em suas histórias pode parecer confuso a princípio. Mas eu garanto para vocês, que muito uma questão de interpretação e principalmente entender que Your Name é uma história que acima de tudo precisa ser sentida.

“Assim que nos virmos, vamos perceber logo. Pois você está em mim. E eu estou em você...”.

Vou deixar aqui no final da resenha o trailer da animação (me perdoem, mas não encontrei legendado) e a playlist da trilha sonora que é fantástica!

E se você está buscando uma leitura rápida e emocionante, ou está de bobeira e não sabe o que assistir no final de semana? Leia e/ou assista Your Name! Makoto Shinkai vai quebrar o seu coração em mil pedacinhos, mas estranhamente você vai ficar feliz por isso.

Trailer:

Trilha Sonora:

03/02/2019

Pare de se cobrar tanto.

| Arquivado em: DIVAGANDO.

imagem: Shutterstock

O que você quer ser quando crescer? Todo mundo já ouvi essa frase pelo menos uma vez na vida quando era criança. Mas, embora essa pergunta possa parecer bem inocente à primeira vista, porém se refletirmos um pouco sobre ela, vamos perceber que somos desde muito cedo condicionados a pensar no futuro. A fazer escolhas definitivas. Escolhas essas que muitas vezes acabamos fazendo para não frustrar as expectativas que os outros têm em nós.

É cada vez mais comum ver pessoas bem sucedidas em suas carreiras, do nada largando tudo para adotar um estilo de vida mais simples. Afinal, quantas vezes eu ou você não nos perguntamos se é tarde demais para tentar algo novo. Começar do zero.

A sociedade nos diz que precisamos ser bem sucedidos. Nos cobra o sucesso tanto profissional como pessoal. Precisamos ter a família do comercial de margarina e uma carreira que nos renda milhões na conta bancária. E nós acabamos permitindo que essas cobranças façam parte de nossas vidas. Permitimos, que o sucesso alheio se torne nossa frustração, afinal porque o outro consegue e eu não?

E esse excesso de cobrança, essa frustração acaba nos impedindo de ver que na verdade nós temos tudo o que precisamos para ser feliz. Nos impede de aproveitar os pequenos momentos, aquelas preciosidades que a vida nos reserva todos os dias.

Corremos tanto atrás dessa vida bem sucedida que desde criança nos é vendida, que quando algo sai fora do rumo do caminho que planejamos começamos a nos culpar pelas escolhas que fizemos. O que não percebemos é que essas mudanças de rumo ou paradas não planejadas são a forma que a vida encontra para nos mostrar que estamos olhando muito para fora e pouco para dentro. Que estamos tentando atender as expectativas dos outros, colocando a nossa felicidade nas mãos e na aprovação dos outros. Quando o tempo todo ela está dentro de nós.

De crianças inocentes que simplesmente sonhavam, nos tornamos adultos ansiosos e estressados que esqueceram de sonhar e querem apenas ter. Por que para o mundo quanto mais se tem, mais feliz e bem sucedido você é. Que mero engano. A felicidade nunca se constituiu em ter e sim em ser.

Então se você sentir que precisa começar do zero, comece. Se você sentir que esse é o momento de mudanças em sua vida, se abrace e aceite esse momento. Nem sempre as coisas são como queremos, mas se a gente ao invés de se lamentar e se culpar quando uma coisa dá errado enxergar nisso uma possibilidade de fazer melhor as coisas se tornam melhor. Porque tudo começa dentro e a partir de nós mesmo.

Pare de cobrar uma perfeição que não existe. Pare de comparar a sua vida com a do outro, pois você é uma pessoa preciosa e única. A sua vida é preciosa e única. Você é mais do que as escolhas que fez, e muito mais do que as expectativas que os outros colocam em você.

Não tenha medo de novos começos. E sempre que a sombra do desânimo ou da culpa aparecerem, lembre-se que ser feliz e bem sucedido só depende de você.

30/01/2019

Astrologia e autoconhecimento.

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO.

Quem leu último post do projeto da Sociedade Secreta Literária aqui no blog, deve se lembrar que um dos objetivos que tracei para o My Dear Library em 2019 é trazer conteúdos mais pessoais.  E como esse é primeiro post dessa nova fase do blog, essa blogueira que vos escreve achou que seria interessante compartilhar com vocês o papel que a Astrologia tem em sua vida.

Sei que tem muita gente que não acredita em Astrologia, algumas por motivos religiosos e outros por que acham bobagem, charlatanismo ou perda de tempo. E de verdade, eu respeito a opinião de todos e espero que se você for esse tipo de pessoa leia e entenda esse post da forma como eu me propus a escrever ele. Que é compartilhar uma experiência, uma parte da minha vida com vocês. ()

imagem: Shutterstock
Mencionei várias vezes aqui no blog que entre 2016 a 2018 passei por muitos momentos conturbados. Tanto no campo pessoal como no profissional. E essas situações acabaram se refletindo na minha saúde física e emocional prejudicando inclusive os meus relacionamentos.

E um dia lá em 2016 quando desabafava com o meu melhor amigo que aquela típica pessoa esotérica e zen, ele me falou que tudo aquilo estava acontecendo em minha vida porque eu estava passando pelo meu primeiro retorno de Saturno.  Eu fiquei tipo: “What?”. E ele me explicou por cima o que era o tal retorno de Saturno, citando inclusive a música Vinte Nove do Legião Urbana. Sempre gostei de astrologia, pois elementos esotéricos essa aura de paz, amor e harmonia desde criança são traços muito fortes de minha personalidade. O que nunca tinha me passado pela cabeça é que eu entendia e usava a astrologia de forma “errada”.

Depois dessa conversa com meu amigo fui pesquisar o que era o bendito retorno de Saturno e acabei descobrindo o canal do Encontros Astrológicos da maravilhosa Débora Mechica. () E lá eu não encontrei só uma explicação concisa do que se tratava o retorno do Senhor do Tempo como Saturnão é conhecido, mais um curso completo de Astrologia. E foi aí que a minha visão sobre o tema mudou completamente. Afinal, como dizem: “Conhecimento é poder”.

Eu, Ariane fui descobrindo que não tenho só as características de Touro, o signo de nascimento. Então não adiantava nada eu ir lá nas revistinhas de horóscopo e ler só as “previsões” do meu signo. Até porque, quantas pessoas de Touro tem no mundo? É um pouco óbvio que aquela previsão não pode se aplicar para todos os taurinos do planeta. É tão óbvio que a gente nem se dá conta disso, não é mesmo? E conforme eu fui estudando, porque sim eu me tornei uma estudante de astrologia nas horas vagas, fui me autoconhecendo também. E o mais importante, percebendo o quanto eu me auto sabotava me colocando sempre em uma posição de personagem de apoio em minha própria vida.

Por isso, hoje quando eu assisto vídeos sobre o céu da semana, ou as previsões para o novo ano astrológico e para os eclipses, a minha leitura é diferente. Não vejo mais: “O que vai acontecer para o nativos de Touro” e sim, quais os aspectos os planetas e as estrelas estão formando juntos no céu e fico mais atenta aos sinais que o Universo dá. Porque mesmo que você não seja, a (o) louca (o) dos signos como eu, e não acredite em nada disso. Deus, Alá, Jeová, Buda, Krishna a divindade na qual você crê, sempre encontra meios de se comunicar com você. De mandar exatamente a mensagem que você está precisando no momento, e cada um tem sua forma de interpretar essas mensagens.

Sou muito grata pela mensagem que recebi do Universo através do meu amigo em 2016, pois foi a partir dela que comecei a minha caminhada para me tornar a pessoa que quero ser. Uma pessoa mais serena, disciplinada e de bem consigo mesma e com o mundo a sua volta. E a Astrologia aliada com as minhas aulas de piano, terapia e principalmente o amor que recebo da minha mãe e dos meus amigos, está me ajudando durante todo esse processo de transformação.

A Astrologia me ajudou a enxergar os pontos fortes e fracos da minha personalidade, além de perceber que não adiantava eu fugir de certos problemas/traumas. Eles só iam se resolver quando eu os encarasse de frente e os enfrentasse. Passei a valorizar o que tinha de bom na minha personalidade vendo esses traços como qualidades que me destacam, e aquilo que não é tão legal (como a minha falta de filtro) como algo que precisa ser trabalhado e melhorado.

Por isso se me perguntam hoje se eu acredito em signos a minha resposta é não. Mas se me perguntam se eu acredito em Astrologia a resposta é sim. Pois hoje sei que não sou signo x como ascendente no signo y. Hoje eu sei que trago dentro de mim constelações inteiras e que de forma indireta uma parte do sistema solar vive em mim.

Reencontrei com uma parte de mim que passou anos adormecida e com o despertar dela me reconectei com a minha fé. E se a Astrologia foi o meio com que Deus e o Universo encontraram de conversar comigo e de fazer com que eu entenda mensagem, sou infinitamente grata pela bagunça que Saturno fez em minha vida.

Instagram

© 2010 - 2019 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in