08/09/2020

Florescer

 | Arquivado em: DIVAGANDO

Setembro Amarelo
imagem: Luizclas no Pexels.

Depois de todo esse tempo, estabelecemos alguns limites em nossa relação. Há meses você não ousa atravessar a distância que impus entre nós, mesmo que eu ainda ouça seus sussurros por baixo da porta fechada.


Sussurros que ameaçam desestabilizar, a minha ainda frágil autoconfiança nos dias ruins. Você usa esses dias para tentar lançar suas garras sobre mim novamente, ao me dizer que estou perdendo meu tempo. Que devo desistir, e que nem vale a pena tentar.

Vergonhosamente admito, que em alguns dias fico tentada a acreditar em você. Que apesar de ter todas as ferramentas em minhas mãos, às vezes passo horas deitada na cama olhando para o teto. A autossabotagem como descobri, é uma das suas melhores amigas.

Mas querida ansiedade, gosto de pensar que aprendi a reconhecer os sinais de que você está monopolizando o meu presente, me levando a crer que não há nada para mim fora da redoma de autocrítica e perfeccionismo que infelizmente eu, a ajudei a construir.  Só que conforme as estações se passam e a nossa rotina agridoce é estabelecida, percebo que você não define quem sou.

Por mais incômoda que seja a sensação, de compartilharmos as manhãs inquietas e os exaustivos finais de tarde, sua presença não me sufoca como antes. O mais irônico de toda a nossa situação, é que foi você mesma, querida ansiedade, que me ajudou a descobrir a pessoa incrível e forte que existia dentro de mim. Que me ensinou que posso florescer, mesmo nos meus dias mais sombrios.

texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

Comentários via Facebook

15 comentários:

  1. querida, suas palavras falaram diretamente comigo!

    que coisa mais linda, amei.

    bjs

    https://www.mulherconectada.com.br/perigo-de-nao-higienizar-a-vassoura/

    ResponderExcluir
  2. Que texto incrível, eu simplesmente amei.
    Também sou ansiosa e a cada batalha vencida podemos ver o quão forte somos.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo. É muito complicado viver com com as vozes incessantes que querem tirar nosso valor e confiança. AA autossabotagem chega a ser tão recorrente que nem percebemos mais o que estamos fazendo.
    Saber transformar tudo em eco e perseverar em cima disso é incrível.
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ane.
    Mais um texto incrível. Eu que sofro de ansiedade não tenho como não me identificar. E esses dias de pandemia está dificil, mas vamos vencendo ela hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane,

    Mais um texto lindo e tocante que você escreve.
    Ansiedade é algo tão complexo e complicado, e para muitos é uma luta diária. Espero que essas palavras cheguem para muitas pessoas ♥

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Mais um texto maravilhoso!
    Eu sofro de ansiedade, mas até que ela anda bem controlada ainda bem...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane,
    Mais um texto maravilhoso que me identifico.
    A autosabotagem é uma grande companhia por aqui, e conviver com a ansiedade, acabou me ensinando umas lições como essa. Acabou abrindo meus olhos pra muita coisa.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Oi
    muito bom o texto, tive que aprender a viver com a ansiedade, mas o que me ajuda mais é tomar remédio, esses dias a minha ultrapassou o limite porque fiquei sem remédio, que foi complicado.
    Só li verdade no seu texto.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ane!

    Que texto mais lindo <3 ansiedade não é nada fácil, meu namorado às vezes tem crises e é terrível se sentir impotente, sem conseguir ajudar direito, por infelizmente ser algo que não se dá pra controlar muito. Espero que você fique bem!!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane,
    Incrível como a gente aprende a conversar com a ansiedade, né? Vê os sinais, sabe quando ela está próxima e aquela angustia vem.
    Eu quero não apenas te parabenizar pelo texto, como também pela sua verdade, pela sua transparência com o tema. Isso é muito importante, faz a gente se identificar.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ane

    Me identifiquei tanto com o texto...
    Fui ler os comentários e apertou meu coração ver quantas pessoas sofrem de ansiedade. Por um lado é um "alívio" ver que não estamos sozinhas, mas por outro dói meu coração ao ver que é um mal infelizmente tão comum. É difícil fazer nossa cabeça parar de pensar, é difícil deixa a negatividade e a autossabotagem de lado, mas aos pouquinhos vamos caminhando e vendo que ela, a tal da ansiedade, não nos define.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  12. Que texto mais lindo esse! Eu me identifiquei bastante com ele, especialmente porque esse ano eu percebi a ansiedade é minha companheira, que me sabota. Mas também, por mais irônico que pareça, foi a responsável por me fazer enxergar a mulher forte que sou. Seu texto traduziu tudo! S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane, tudo bem?
    Adorei o tema do texto e o desfecho dele.
    Eu mesma preciso fazer as pazes com esses meus momentos e, aos poucos, vejo que também estou florescendo apesar deles.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  14. Que texto lindo, também estou aprendendo a lidar com a minha ansiedade e a cada dia me compreendo um pouco mais, a ansiedade faz parte de mim mas não me define, tudo tem uma medida certa e acredito que chegar nesse ponto é o que queremos!!
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  15. Não é fácil ser uma pessoa ansiosa. Pior é quando a gente não sabe que a gente tem a ansiedade, né? Depois de identificar e saber que temos, as coisas ficam um pouco mais fáceis. Adorei o post! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in