01/09/2020

Tarde Demais por Colleen Hoover

| Arquivado em: RESENHAS

Ao iniciar a leitura de Tarde Demais da Colleen Hoover, eu já sabia que não seria uma leitura fácil. Afinal, todas as resenhas que li sobre este livro e até mesmo a contracapa dele, deixam bem claro que os temas abordados pela autora são pesados. Segundo a Colleen, Tarde Demais era um projeto no qual ela trabalhava durante seus bloqueios criativo e que a sua intenção a princípio, não era publicá-lo.

Talvez, justamente por ser um livro que ela escreveu por “diversão” é perceptível a diferença na linha estrutural da história aqui para as outras obras da autora. E apesar de já ter se passado um tempinho desde que finalizei a leitura, confesso que ainda tenho sentimentos muito conflitantes com tudo que encontrei aqui. Tipo, do meu ponto de vista é tanta coisa “errada” que tem nesse livro que fica até difícil definir ele com uma leitura boa ou ruim.

Resenha
ISBN: 9788501115003
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 384
Classificação: Não sei o que pensar, só o que sentir...
Sinopse: Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida. Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida.  A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável. Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde Demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.

Não vou entrar em detalhes sobre a história em si, porque acredito que a sinopse já resume bem o que encontramos aqui. Vou tentar compartilhar com vocês mais o que eu senti, durante a leitura. E sem sombra de dúvidas, foi uma leitura densa que em muitos momentos tive que fechar o livro, respirar fundo para conseguir continuar.

A escrita da Colleen Hoover é fantástica, a narrativa é fluida e por mais “doentio” que todo o cenário descrito seja, somos compelidos pela a autora a seguir em frente com a esperança que no próximo capítulo as coisas vão melhorar. Só que elas não melhoram, ao contrário vão ficando cada vez pior.

Tarde Demais não é aquele livro em que podemos separar os mocinhos dos vilões, porque todos, - digo todos em alguma situação agem de forma horrível, mesquinha e imperdoável. Em vários momentos, a pergunta que me vinha a mente era: “Colleen, amiga o que você tomou enquanto escrevia esse livro?”. É sério gente, não dá para defender ou culpar ninguém porque até mesmo a Sloan e o Carter, vulgo os mocinhos tiveram ações extremamente baixas.

“Mas Ane, o Asa bem que mereceu.”. Não gente! Independente do Asa, ser uma pessoa desprezível, pelo menos em minha opinião essa determinada atitude do Carter e da Sloan, não foi somente desnecessária como também, os rebaixou para o mesmo nível do Asa.

Além disso a forma como a história evolui é rápida demais. A sensação que tive, é que tudo acontece em um intervalo de quinze dias, ou menos até. Agora me respondam como toda a sinceridade: Como uma pessoa que está presa em um relacionamento abusivo com um traficante perigoso, do dia para noite passa a amar um desconhecido que surgiu do nada? Não tem coerência nenhuma nisso. É como se a autora tivesse tirado a Sloan dos braços do Asa e jogado nos braços do Carter, com a simples justificativa que o Carter é o “salvador” dela. 

Entendam, não estou criticando o romance entre a Sloan e o Carter e sim, a forma como ele foi mal desenvolvido. Uma pessoa que passa pelas as experiências retratadas no livro precisa de ajuda séria, e o modo como a Colleen coloca, é que bastou ela conhecer um cara legal que o problema está resolvido. Claro que o amor tem seu poder curativo, mas isso não diminui a importância de um acompanhamento psicológico sério para a superação dos traumas.

Acredito que se a linha temporal da história fosse maior, isso teria deixado a narrativa mais coerente. Só que infelizmente nesse sentindo, Tarde Demais é um show de incoerência, principalmente quando levamos em conta que a história em si acaba na página 251 e temos uma sequência de epílogos do epílogo que parecem intermináveis. 

Para um livro que foi escrito como forma de lidar com um bloqueio criativo, Tarde Demais apresenta temas reais e que realmente nos incomodam durante a leitura. Não concordei em muitas situações e com a postura dos personagens, mas sei que o mundo está cheio de homens asquerosos como o Asas e mulheres que não conseguem sair desses relacionamentos abusivos como a Sloan.

Minha maior “queixa”, se é que posso chamá-la assim é o fato de a Colleen não ter trabalhado a superação da protagonista de outra forma. Gostaria de ter visto a personagem superando as dificuldades de um jeito diferente, e não embarcando em um outro relacionamento com alguém que ela mal conhecia. Quem sabe um dia, eu deixe de me incomodar com as relações fast dos livros do gênero. Quem sabe (...).

Resenha
© Ariane Reis. 

“– E este beijo é apenas o começo de um livro totalmente novo. Um livro em talvez milagres não sejam tão impossíveis assim.”

Mesmo com todo os problemas presentes na história, e olha que não são poucos, a autora Colleen Hoover consegue nos manter envolvidos em turbilhão de sentimentos e emoções conflituosas. Tarde Demais é sem dúvidas um livro pesado e até um pouco "mórbido", porém que traz uma realidade nua, crua e dolorosa e que precisa ser debatida com muita consciência por todos nós.

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Eu ODIEI esse livro com todas as forças! Pelo menos o Asa era psicopata (apesar de quererem dar aquela desculpa lá) mas Sloan e Carter eram péssimos por querer mesmo. Aquela cena deles dois na frente do Asa me deu tanto nojo...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Confesso que também iria odiar o desenrolar da história assim. É tão ruim ver os autores perdendo boas histórias.

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ane.
    Eu não sou fã dos livros da autora. Já encontrei vários problemas nos livros que li dela, até relacionamento abusivo romantizado. Por isso eu só leio mesmo se tiver certeza de que não tem nada do tipo. O ultimo que li dela foi Verity porque era de outro gênero e mesmo assim ainda encontrei algumas coisinhas hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha. Já tem um tempo que quero ler esse, mas uma vez haviam me dito que o livro era um desserviço e eu ainda estou esperando esquecer isso pra poder ler haha
    Eu não gosto muito dessas histórias que parecem correm muito, mas eu passo um pouquinho de pano pra Colleen.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane!

    Esse foi o livro que tive mais dificuldade pra ler da autora. Mesmo Verity, que possui várias cenas pesadas, eu consegui ler melhor. Só a cena inicial de Tarde demais é chocante e dá um embrulho no estômago, acho que precisei de umas três tentativas pra sair daquela cena 100% abusiva e basicamente um estupro pra conseguir prosseguir. Também não entrou pra minha lista de favoritos, apesar de não ser um livro totalmente ruim, e a escrita dela sempre ajudar bastante

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane,
    Nunca li nada da autora e confesso que as últimas resenhas de livros dela que tenho lido por aí tem me desanimado ainda mais para conhecer. Provavelmente vou escolher algum pra ler, mas ainda não sei qual.
    Gostei bastante da sua resenha, bem objetiva.
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ane

    Eu ainda não li esse livro. Não tenho problema com temas pesados e sei sob quais circunstâncias ele foi escritor, só não acho que chegou a hora ainda,sabe? Mas morro de curiosidade, não nego! Hahahah
    A Colleen arrasa muito, muito rainha sim.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada da Colleen Hoover e a cada dia sinto que tenho que conhecer a escrita dela, mas com certeza esse não seria o livro que pegaria de cara hahaha parece uma leitura incoerente com personagens pouco humanos :/ gosto de livros pesados e devastadores mas não gostei muito do que esse propõe
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  9. Oi Ane,
    Esse livro é do tipo para se ler uma vez só na vida. Eu sou fã da Colleen e até hoje não sei o que pensar sobre Tarde Demais. Eu até o considero um livro dark, porque por mais que não seja... certo, fácil, fluído, é um livro que tem seu mérito pelas emoções que nos traz. É um misto de sensações e não é para todo mundo.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu não sabia que esse livro tinha sido escrito durante os bloqueios criativos CoHo. Um livro escrito "por diversão" conseguiu ser mais mórbido do que nem sei o quê. Mas talvez pelo fato de ser algo escrito sem intenção de publicar, ele seja tão incoerente, já que ela não tinha a "obrigação" de amarrar ponta alguma. Só não entendi depois o motivo de ela mudar de ideia e acabar publicando, sem fazer as melhorias que precisavam ser feitas...
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane! Não curti esse livro, acho que foi o segundo da autora que me deixou com as expectativas não atingidas. Ela escreve bem e sabe envolver a gente, mas essa obra deixou a desejar.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Oi Ane, tudo bem?
    Esse é um dos livros que sei que não vou ler.
    Já vi tantas coisas bizarras sendo ditas (procurei spoilers) que eu acho que o modo que relacionamentos abusivos foi abordado é muito nocivo. Prefiro passar. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. Oi
    eu li poucos livros da autora, mas esse eu não tenho interesse de ler, porque como você falou tem muita coisa errada na história, sei que isso me deixaria irritada, só li resenhas negativas desse livro.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem?
    Está na minha lista de futuras leituras, mas confesso que não estou muito animado não
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in