Resenha - A Escolha por Kiera Cass.

26/05/2014


ISBN: 9788565765374
Editora: Seguinte
Ano de Lançamento: 2014
Número de páginas: 352
Classificação: Muito Bom
Este livro foi enviado como
cortesia para resenha.
Onde Comprar: Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Submarino - Compare os Preços.








Sinopse: The Selection - Livro 03. A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer.

Que A Escolha era um dos livros mais esperados por mim esse ano, acredito que não é nenhum segredo para vocês. Confesso que às vezes, até eu mesma fico surpresa ao perceber o quanto eu me encantei por uma trilogia que relutei tanto em começar a ler, por acreditar que não passava de mais uma “modinha literária”. Sim, - mordi a língua novamente e isso não foi nem um pouco legal, mas posso garantir a vocês que aprendi a lição.

Cheguei a comentar na minha resenha de Contos da Seleção (O Guarda), que eu estava um pouco receosa com o desfecho que a autora Kiera Cass daria para história, e durante a leitura de A Escolha passei por uma enorme contradição de sentimentos. Mas embora nem tudo tenha sido “perfeito”, acredito que o final foi bem condizente com o que a autora se propôs a escrever.

Se você ainda não leu os livros da série pule quatro parágrafos. Risco de spoiler.

America Singer finalmente parece saber quais são os seus verdadeiros sentimentos em relação ao príncipe Maxon, mas o problema é que a Seleção ainda não terminou e o rei Clarkson está mais do que empenhado em não deixar que ela se torne próxima princesa de Illéia.  Enquanto ela se esforça ao máximo para ficar longe da tirania do rei e mostrar que ela é a escolha certa para Maxon, os conflitos entre os rebeldes e o governo aumentam.

Os rebeldes estão cada vez mais próximos dos salões do palácio, ameaçando a vida de todos aqueles que se colocam em seu caminho. Em meio à tensão que cresce a cada dia, Maxon e America estão dispostos a descobrir a verdade do que está acontecendo fora dos holofotes de a Seleção. Mas, como toda escolha seguir seus corações pode ser a decisão mais arriscada que ambos já tomaram em suas vidas. O tempo está acabando e apenas uma garota ficará com a coroa e com o coração do príncipe.

Quem já leu os livros anteriores vai concordar comigo que em partes, toda a história gira em torno das “crises sentimentais” da America. É desesperador o dom que ela tem de por os pés pelas mãos nas situações mais decisivas. Em alguns momentos o comportamento dela é tão infantil e egoísta que eu ficava: “Não, America você não fez isso”. Sério! Cheguei a quase chorar de raiva dela às vezes. Eu esperava que em A Escolha, a America se comportasse de uma maneira mais madura e houve várias ocasiões que as atitudes dela foram nobres, ao ponto de me deixar orgulhosa dela. Porém, em outras ela complicava tanto o que era simples, que quase colocava tudo a perder. 

É triste constatar que justo a personagem que tinha tudo para crescer durante a história não amadureceu. A verdade é senti que todos os demais personagens da trama, até mesmo a Celeste passaram por algum tipo de mudança significativa, menos a America (...). O Maxon, durante o desenvolvimento da história foi deixando a imagem superficial de “príncipe encantado”, se revelando por completo como uma pessoa “comum”. Admito que após a leitura de A Elite a minha visão dele já vinha sofrendo uma pequena mudança. Só que foi durante a leitura do ultimo livro, é que eu acabei percebendo como ele é um personagem especial para mim. Gosto do Aspen também, e acredito que ele tinha tudo para ser um personagem mais decisivo, se tanto ele como todo potencial da história tivessem sido mais bem explorados.

No meu ponto de vista a grande falha da trilogia A Seleção foi ser “vendida” como uma distopia. Mesmo ela possuindo alguns poucos elementos do estilo, infelizmente ela está muito longe de ser de fato uma distopia. Durante todo o desenvolvimento da trilogia eu fiquei esperando que a autora deixasse um pouco de lado o romance de “conto de fadas” e se aprofundasse mais na questão política da história. Em seus primeiros capítulos, A Escolha realmente prometia que isso iria acontecer, pois comparando este com os livros anteriores ele possui um ritmo muito mais rápido e dinâmico. Houve muitos momentos de ação e tensão que me deixaram com o coração na mão e ansiosa pelo capítulo seguinte.

Mas, depois de um determinado ponto eu senti que a autora preferiu seguir por um caminho mais ”confortável” focando no romance e em todo drama que cerca o triângulo amoroso Maxon,America e Aspen, não dando mais detalhes do que sem sombra de dúvidas seria o ponto mais alto e emocionante de toda a trilogia. O final embora fofo (sim é óbvio que eu chorei) foi apressado me deixando com aquela sensação inquietante que apesar de ser bom, ele poderia e deveria ter sido infinitamente melhor. 

“Você disse que, para acertar as coisas, um de nós teria que dar um salto de fé. Acho que encontrei o abismo que devo saltar, e espero encontrar você à minha espera do outro lado.”

Longe de ser o final perfeito, A Escolha fecha uma história que conquistou meu coração apesar de suas inúmeras falhas. Amei, odiei e amei de novo.  E sim Maxon, meu é todo seu.

Comentários via Facebook

24 comentários:

  1. Confesso que esse livro não me chama a atenção. Apesar de ler boas resenhas, como a sua, o enredo não consegue me cativar. Acho que não leria.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane, sua resenha ficou ótima, concordo com as falhas da história, isso porque você citou poucas falhas aqui, sim a trilogia não deveria ter sido vendida como distopia, afinal isso nem é explorado na história. O livro foca bem mais no triângulo amoroso e no conto de fadas, ainda não sei definir se fiquei feliz com o final =/

    Beijos!!!
    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. oi Ane, mesmo não lendo a trilogia li sua resenha inteirinha rsrsr amo um spolier!
    America parece ser aquela personagem que ora amamos ora odiamos, Aspen não me faz simpatia, ja que torço por Maxon desde já rsrsr
    não podemos negar que caracterizar como uma distopia é um pouco forçado, para mim é mais um conto de fadas moderninho!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane

    Eu nunca tive muita vontade de ler essa trilogia, principalmente por ser uma trilogia e ter uma triângulo amoroso, duas coisas que me fazem pensar duas vezes.
    Não encontrei ainda um leitor satisfeito com esse final. Parece que a autora tinha tudo na mão, mas não soube trabalhar bem.
    Enfim, talvez um dia eu leia, mas hoje minha única curiosidade em relação a história é saber com quem America ficou, rsrsrs.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  5. oi
    Eu concordo com algumas coisas que você falou. Realmente ele foi vendido como uma distopia mas o foco ficou no romance. No livro passado eu até achava que ela focaria nas questões politicas, mas acabou deixando elas de lado nesse último livro. Ela até parece que tentou inventar algo com aquela história da estrela mas ficou td meio perdido.
    America realmente mete os pés pelas mãos, mas gosto quando ela age com espontaneidade e é ela mesma, mesmo que só consiga aumentar a desaprovação do rei.
    Acho que poderia ter sido melhor no que se refere a parte política, melhores esclarecimentos, como será o futuro e talz... mas mesmo assim adorei o livro ;)

    tem postagem nova no meu blog
    espero sua visita
    bjs

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  6. Oie! Só li o primeiro livro, espero em breve ler os outros e não me decepcionar!
    bjs, comenta nessa resenha por favor ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/05/a-filha-do-sangue_26.html

    ResponderExcluir
  7. Essa trilogia está o maior sucesso. Parece que todo mundo está conseguindo se encantar pela historia. Eu já tenho os livros, vou começar a ler o mais rápido possível :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ariane! Você não faz ideia de como eu estou querendo ler esse livro, mesmo que ainda nem li A Seleção. Estou muito ansioso e parabéns pela resenha.

    Bjs,
    leemporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Estou louca para ler esse livro e nem sei porque ainda não comecei ele. Espero gostar do final tanto quanto gostei até agora. Nunca esperei nada mais do que o romance da história. Desde o começo percebi que a autora não ia aprofundar na dita distopia. Gostei de saber que o Maxon foi ficando ais comum ao longo da história porque afinal ninguém é perfeito mesmo nem os príncipes hehehhe. Eu deixo você ficar com ele pois não gosto muito dos loiros mesmo hehehe

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Essa série está na moda...rs
    E tenho a impressão de ser do tipo leve e que a autora realmente segue a linha "confortável" como você descreveu...
    Quem sabe leio qualquer dia... :)
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ariane! Ainda não li "A Escolha", mas estou quase pirando de ansiedade. Concordo com você, a trilogia não deveria ter sido vendida como distopia, por que isso fica (totalmente) em segundo plano, apesar de ser maravilhosa. Ain, o Maxon <3

    Beijão

    ResponderExcluir
  12. Mais uma resenha interessante.
    É importante termos quem fale de livros.
    Só sinopse a capa não dá para avaliar o todo.
    Bjs

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  13. Quero ler a trilogia, mas vou esperava a poeira baixar um pouco :)
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Ane, tudo bom?
    Eu também demorei a ler a trilogia, mas quando li fui arrebatada pela narrativa. Eu gostei bastante desse último livro e como você eu também tive meus momentos com a América. Apesar dos pesares, a Kiera soube unir as pontas e criou um final fofo (mesmo não sendo do jeito que a gente queria e nem o que seria o correto em alguns momentos). A América ainda é uma chata para mim, mas eu curti o final que ela teve.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane =)

    Olhaaaaa moça vou te falar que eu não gostei de A escolha não >< Eu amei a série como um todo, mas achei que a Kiera cagou com esse último livro, achei a história muito corrida e cheia de buracos. Ela deixou muitas pendências a resolver, não explicou o porque de muitas coisas e as mortes foram muito fracas, sem emoção. A única coisa que eu curti foi a escolha da america.

    Beijos,

    Lendo & Esmaltando

    ResponderExcluir
  16. Oi Ane, tudo bem?

    Nossa desde o clube que eu estava ansioso pra ler sua resenha rs.
    Confesso que apesar de todas as falhas, lacunas e o final corrido, eu gostei de A escolha e sim gostei do final. Fazia tempo que não favoritava uma série toda, e apesar de tudo eu favoritei os três livros, essa trilogia me pegou de jeito, me fazendo viciar na sua história e devorar suas páginas *-*

    Dizer que a sua resenha ta excelente é pouco, Parabéns ♥

    Beijos
    @rafaelcesar89

    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ane, não li os livros ainda, mas comprei o box da série em inglês para tentar lê-los logo. Eu adoro as capas, e o enredo parece ser ótimo, apesar de também ter a impressão de ser mais uma história bobinha e quase melosa. rsrs
    No entanto, espero ser surpreendida.

    Beijões.

    ResponderExcluir
  18. acabei de ler uma resenha desse livro, vcs estão me convencendo a ler essa série ahusauh

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pela resenha Ane! Já li A Seleção e A Elite e curti bastante, apesar de não ter me afeiçoado tanto o núcleo masculino da história no primeiro livro. Estou ansiosa para ler Contos da Seleção e A Escolha! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Ane! Eu vou sentir falta desta história, foi como viver um conto de fadas, ri, chorei e passe raiva com os momentos mimimi de America, mas mesmo assim eu amei cada momento. O final foi ótimo, teve falhas e situações que poderiam ter sido abordadas de forma diferente, mas ainda assim, foi mágico.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  21. Ultra curiosa para ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oii,

    A cada resenha desse livro eu tenho mais vontade de ler. *---*

    Adorei a sua resenha, pulei a parte dos spoilers HAHAHA (obrigada para avisar)
    Vou comprar o mais rapido possivel..

    Beijinhos,

    EC&M
    Ps: estou seguindo ;)

    ResponderExcluir
  23. Eu adorei o primeiro, gostei do segundo e achei esse terceiro fraco. A história tinha tudo pra encerrar bem, mas ficaram pontas soltas, fora algumas coisas meio sem noção.
    No geral, gostei da série, mas acho que a Kiera poderia ter caprichado mais nessa conclusão.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  24. Quero muito ler a triologia, vejo as pessoas assim como você comentar bastante sobre a série. O que me faz querer dá oportunidade a mesma, só fiquei um pouco desanimado, quando você diz que o final não foi um ótimo desfecho, mas a curiosidade fala mais alto, quero muito ler.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por