19/11/2018

SoSeLit #11 – Porque me desapeguei das metas de leitura.

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO.

Quantos livros você estipulou que ia ler em 2018? Trinta, cinquenta ou cem? Fomos criados ouvindo que estipular metas é importante e que ter listas com o que precisamos fazer é fundamental. Porém, até que ponto estamos lendo por prazer ou para atingir uma meta? No SoSeLit desse mês, vou compartilhar com vocês como funciona ou não funciona minha meta de leitura, até porque para ser bem sincera estou em uma fase de desapego.

imagem: Shutterstock
Pode parecer ironia, mas sou uma pessoa que gosta de metas. Gosto de começar uma coisa sabendo quais serão os passos que vou precisar dar e qual ou quais objetivos vão precisar ser atendidos no final do processo. Faço listas para não esquecer o que preciso fazer e procuro seguir fielmente o meu planejamento. Porém comecei a perceber que o que funcionava bem para meu dia a dia no trabalho, não funcionava tão bem assim quando o assunto eram as minhas leituras.

Ler como escrever sempre funcionou como uma terapia, para essa blogueira que vos escreve. Livros são meus melhores amigos, mas para que uma amizade como qualquer relacionamento funcione as duas partes precisam querer estar juntas.

Houve uma época em que se tinha feriado prolongado eu me comprometi a ler um livro por dia. E não nego que adoro ler uma livro em uma sentada quando a gente diz, mas não porque me auto impus isso, e sim porque eu quis passar o dia inteiro vivendo aquela história. Antes a minha meta de leitura era de quatro a cinco livros por mês. Atualmente ando lendo de um a dois. E por mais que isso possa significar uma mudança drástica no meu ritmo de leitura, está sendo tão gostoso ler sem pressa e pressão.

Aos poucos estou redescobrindo o prazer que a companhia de um livro traz, algo que com as metas preestabelecidas e prazos para publicar resenhas tinham me tirado. Não nego que eu marco alguns livros como meta de leitura no Skoob, mas não por que de fato me sinto na “obrigação de ler eles” e sim para quando estou em dúvida sobre o que ler lembrar que aqueles livros estão esperando por mim.

Ler voltou a ser um hobby, algo que faço depois da minha prática diária de piano, já terminei meu trabalho, ou ainda não estou com sono o suficiente para dormir. Voltei amar passar finais de semana preguiçosos no sofá curtindo a companhia de um amigo e vivendo com ele histórias fantásticas, às vezes um pouco dramáticas também. Mas amigo que é amigo ri e chora junto, não é mesmo?

Admiro de verdade quem estipula metas de leitura e cumpre a risca. Quem consegue ler mais de cem livros no ano e quem participa dessas maratonas doidas de tantas horas sem dormir para ler. Eu infelizmente não consigo. Eu quero ler no meu tempo, nem que esse tempo signifique que vou ficar lendo um livro de poucas páginas em um mês.

Há muito tempo decidi que ia medir o sucesso de minha leituras pela qualidade delas e não pela quantidade de livros lidos no mês.  E vou contar uma coisa para vocês, - está sendo uma experiência maravilhosa!


A Sociedade Secreta Literária é formada pelos blogs: Barba Literária , Diário de uma Leitora CompulsivaEu Insisto, La Oliphant, LivrosLab, Macchiato, Pétalas de Liberdade, Um metro e meio de Livros e o My Dear Library. A nossa intenção ao criar o grupo é falar de assuntos bons e “ruins”, e que normalmente as pessoas não falam abertamente na blogosfera.  

Comentários via Facebook

23 comentários:

  1. Oi Ane! Eu sou a pior com metas, mudo várias vezes durante o ano. Na verdade para mim funciona melhor ver o que vou ler no período de duas ou três semanas, mas muda muito por conta de eu muitas vezes não estar com vontade de ler um gênero e aí vou lá e refaço. Antes eu também queria feriado para ler, agora é quando menos leio. Gostei do tema. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ane! Tudo bom?
    Acho bastante natural se adaptar ao que te fazer melhor; eu gosto muito de seguir metas, mas ao mesmo tempo também adoro jogar tudo pro alto e pegar um livro aleatório e começar no meio da TBR. O que funciona pra ti é uma espécie de meta, independente de seguir listas ou títulos pré-determinados. O importante é se sentir confortável <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gostei do post Ane. Já fui bastante regrada nas minhas metas de leitura mas, nos últimos tempos e por "n" motivos, minha meta de leitura caiu consideravelmente. Estou retomando, mas no meu ritmo e sem a pressão habitual. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ane.
    Eu já fui de estipular metas e principalmente de participar de desafios literários. Mas hoje em dia desencanei. Minha meta é ler os livros parados a muito tempo na estante. E também se der vontade de ler, se não vão continuar por lá hehe. Eu coloco o livro como meta no skoob apenas no momento que começo a ler ele para ter um controle, mas meta mesmo não faz mais parte da minha vida hehe. Até porque vai do quanto o livro me prende. Tem livros de 500 páginas que leio em 1 dia e tem outros de 200 que demoro 3.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Anne, tudo bem?
    Me identifiquei super com seu post, eu já nem coloco meta porque sei que não conseguirei ler, ai fico irritado. Então apenas leio, o que der ok!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  6. Oi Anne.
    Eu coloco livros nas metas mas só leio se realmente estiver afim. Não tenho problema em flopar, por assim dizer.
    Acho que se não for para ler o que gosto, a leitura perde o sentido.
    Engraçado que tenho lido bem mais, do que quando estipulei metas.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane,
    Eu tento colocar um número para sempre me manter motivada. Porque tem algumas épocas que o desanimo chega e se instala. Mas não sou desses que consegue colocar títulos de livro como metas, porque eu ODEIO ler por obrigação. Não funciona para mim. E como a meta que uso é anual, eu sempre consigo dar uma adiada quando preciso, rs.
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Eu também não sou de me apegar a metas. Acho que a única que faço mesmo é a de possíveis livros a ler no ano e é só a quantidade. Se eu conseguir, ótimo; se não, vida que segue.
    Esse ano já consegui bater a minha de 100 livros, mas se não batesse, também não ia ter problemas.
    Agora assim.. eu acho um absurdo essas metas e maratonas literárias. Você não aproveita tanto o livro com a pressão.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ane!

    Como o nosso pensamento muda com o passar do tempo né? Antigamente eu também estipulava metas, participava de desafios, e era sim super legal, mas hoje em dia isso já não funciona mais pra mim. Tenho o trabalho e outras prioridades, e quando sobra um tempo, eu leio e é algo extremamente prazeroso, mas como você mesma falou, se fosse ler por obrigação de cumprir a meta, já não seria tão legal. É como se nosso cérebro reconhecesse isso, não curtisse e até mesmo a leitura não acaba sendo tão boa, o que não significa que seja por culpa do livro ou da história, e sim por nós mesmos. Adorei o texto e a reflexão!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Ariane, tudo bem??
    Eu estipulo um número na minha mente no inicio do ano. Mas apesar de falar sobre a quantidade de livros que já li no decorrer dele, não me faz aquela louca que precisa chegar lá. Eu este ano aprendi, que a leitura ela precisa ser um prazer, uma distração pra mim, como sempre foi, mas que em algum tempo não estava sendo e eu passei uns tempos sem ler. Então geralmente leio o que gosto, que nem sempre são lançamentos, faço a minha TBR que são sorteios esporádicos no mês, para que eu possa ler outros livros da estante que já estão lá a muito tempo e enquanto vou preenchendo o skoob, vou colocando como meta. Eu uso bem o skoob como organização e gosto de interagir por lá. Mas ler sem pressão é o melhor. Mesmo com as parcerias que faço, sempre estão dentro daquilo que gosto de ler ou me chama atenção, nada mais forçado. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Eu acho que as metas são importantes para nos mantermos motivados e provar que somos capazes de fazer algo que não acreditamos ser possível. Porém, como vc disse, tem que ser algo que dá prazer e se virar frustração não é algo legal.
    Esse ano eu não estabeleci nenhuma meta literária. Fui adicionando os livros que fui lendo na minha lista do skoob e quando dei por mim, li mais do que ano passado (onde tivesa estipulado uma).

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ane

    Eu faço o mesmo que você, coloco os livros na meta do Skoob para lembrar deles e eu sempre estou incluindo e retirando livros de lá. Eu estipulo metas de quantidade mínima de livros, depois o que vier é lucro. Eu graças aos céus nunca senti pressão na hora de ler, até mesmo porque se eu não tiver vontade de ler, eu não leio. Antes eu ficava meio "aiii, mas esse é de parceria, tenho que ler agora", mas agora felizmente eu leio só se eu estiver com vontade real. Esse mês mesmo eu só li um livro e estou aqui super de boas! Hahha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Ariane,
    Te entendo perfeitamente. Atualmente tem sido difícil para eu ler, já que estou num ritmo de estudo muito intenso. Mas nunca se quer pensei em seguir uma meta de leitura pq isso não funciona para mim. Gosto de ler por prazer, e realmente é assim que tem que ser ^^
    Creio que está fazendo a escolha certa ;)
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi
    Já fui de fazer essas metas gigantes, hoje em dia, faço uma meta pequena e depois durante o ano vou acrescentando. Os que eu não quero esquecer de ler, eu marco "Vou ler" no Skoob.
    Mas não fico me prendendo as metas, de maneira nenhuma.
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane!
    Acho que isso varia muito de leitor para leitor. Esse ano coloquei a meta de 80 livros, comecei bem, mas tive uns bloqueios literários muito grandes (dois meses seguidos) que fez com que eu perdesse totalmente o ritmo.

    No começo isso me desanimou justamente por causa da meta. Mas eu passei então a encarar a meta apenas como uma parte para me motivar a ler, não uma obrigação. Mantive a meta mesmo assim e em Setembro tive uma surpresa bem desagradavel que teria que passar o mês de outubro fora e ainda trancar a faculdade. Nem preciso dizer que novamente tive problemas para ler, né?

    Agora estou bem de boa com meta, vou tentar ano que vem de novo, mas se não der tudo bem também, afinal o mais importante é ler.

    Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  16. Oi Ane, tudo bem?
    Adorei a reflexão!
    Eu vou colocando livros na meta conforme começo a ler. Mas não me obrigo a ler x livros por ano, sabe? Ainda mais pelo status de leitora voraz. Já passei da idade de me preocupar com esse "status".
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  17. Oi Ane tudo bem?
    Eu particulamente amo estipular metas principalmente no começo do ano, goato de ter um direcionamente, mas não fico frustada quando não consigo alcançar durante o ano, leio se tenho vontade, estou em um momento que não me forço a nada, principalmente a leitura, que algo que faço inteiramente por prazer.
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Ari
    Menina, me identifiquei muito. Eu cansei de ficar me cobrando pra ler, de ler aquilo porque tenho que ler. Gosto muito mais de ler o que tenho vontade, ler por prazer.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  19. Oi Ariane!
    Eu também faço lista pra tudo e não consigo viver sem uma meta! Já tentei ler mais solta, sem programar nada, mas pra mim não funciona. Gosto e acabo rendendo muito mais quando faço metas de leitura, sobretudo agora que comecei a ler mais de um livro por vez.
    Adorei o papo e adorei conhecer sua visão sobre o assunto!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  20. Eu também acabei me desapegando de metas de leituras esse ano, e olha que tinha feito apenas a de 12 livros para 2018. E me senti mal no começo por não ter conseguido cumprir, mas agora vejo que eu não tinha tempo muito menos disposição. É claro que quero continuar lendo, até porque esse ano li pouco, mas não quero ler como se fosse uma obrigação.
    Por isso estou me adaptando a minha nova rotina e voltei a desfrutar da gostosa sensação de ler por prazer.
    Beijos
    https://recolhendopalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. antes qualidade que quantidade! é bem interessante seguir essa linha de pensamento, afinal ler deve ser um prazer, não uma obrigação
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Eu também me desapeguei de metas este ano, não li 10% do que li ano passado, eu me comprometi a ler por prazer, pra curtir o livro e a história e não pela meta em si. Eu gostaria de ter lido mais, muito mais, mais antes qualidade do que quantidade

    Um beijo e Boas Festas 🎄 ♥
    Blog da Kitbox

    ResponderExcluir
  23. Nossa você traduziu o que eu pensei durante esse ano, li muito menos do que os anos anteriores e foram leituras melhores justamente por falta da pressão que eu me colocava anteriormente.
    É até irônico falar isso depois de ter gravado recentemente um video de tbr pra 2019, mas como eu tentei deixar claro, são mais intenções de leituras, livros que quero dar prioridade quando surgir aquela dúvida do que ler a seguir e não necessariamente uma meta que preciso cumprir a risca! O importante é ler por prazer, encarando assim fica tudo bem!
    Um beijo!
    http://colorindonuvens.com

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2018 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in