Sponsor

Mostrando postagens com marcador A Vida dos Elfos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Vida dos Elfos. Mostrar todas as postagens
janeiro 21, 2016

A Vida dos Elfos por Muriel Barbery

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788535926477
Editora: Companhia da Letras
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 288
Classificação: Bom
Sinopse: Maria e Clara são jovens órfãs ligadas por dons secretos. A chegada de Maria traz prosperidade à granja francesa onde é criada, enquanto Clara, crescida em uma aldeia do sul da Itália, é enviada a Roma para desenvolver sua veia musical prodigiosa. Cada uma à sua maneira, as duas garotas se comunicam com um mundo misterioso, que garante profundidade e beleza à vida humana, mas, ao mesmo tempo, oferece uma ameaça grave contra a nossa espécie. Só Maria e Clara poderão combatê-la.


Existem livros que assim que lemos a sua sinopse pensamos: “Eu preciso ler esse livro!”, não é mesmo? A Vida dos Elfos de Muriel Barbery foi esse tipo de livro para mim. Logo que li sua sinopse fiquei encantada e claro, curiosíssima para conhecer essa história que se apresentava tão fantástica e intrigante ao mesmo tempo. Porém, apesar de ter gostado de muitos elementos apresentados em sua narrativa, terminei a leitura com aquela sensação “chatinha” de que infelizmente ficou faltando alguma coisa.

A origem de Maria e Clara é um verdadeiro mistério para todos aqueles que convivem com as duas jovens. A única certeza que se tem é que elas são órfãs e nada mais. Clara cresce em uma aldeia entre as montanhas no sul da Itália, enquanto Maria vive em uma pequena granja no interior da França. Ambas possuem um talento, algo de especial que as tornam únicas. Clara é uma musicista prodigiosa, e desde a chegada de Maria na granja a propriedade que a acolheu prosperou.

Na granja Maria encontrou uma família e amigos que a receberam com muito amor e vive em pleno contato com a natureza. Já Clara com seu talento nato para o piano deixa a sua aldeia para trás para morar em Roma, onde passa estudar com determinação para ser uma musicista ainda melhor. Só que com o passar do tempo e com a ajuda de fiéis amigos, Clara também começa a desvendar pouco a pouco a seu passado. Separadas pelas fronteiras criadas pelos homens, Clara e Maria desconhecem a existência uma da outra, porém elas nem imaginam o quão estão profundamente ligadas. E que somente elas são capazes de combater, um terrível mal que ameaça tudo aquilo que amam.

Sempre gostei de literatura francesa e essa foi a minha primeira experiência com a autora Muriel Barbery.  A Vida dos Elfos não é aquele tipo de leitura que nos prende logo em suas primeiras páginas. Sua narrativa é lenta um tanto rebusca e a autora não “economizou” no uso de termos “arcaicos”.  Confesso que a principio achei que não conseguiria me envolver com a história e seus personagens. Porém conforme a narrativa foi se desenvolvendo me vi encantada com o mundo que a autora criou. É como se você estivesse lendo um livro clássico, mas com pequenos toques de contemporaneidade, algo que não é muito visto na literatura fantástica.

A Vida dos Elfos possui aquele enredo que lembra um “quebra-cabeças” em que a cada capítulo são nos dadas as peças que forma o quadro todo. Os personagens são divididos entre humanos e elfos, e todos possuem um tipo beleza complexa, em que suas personalidades assim como tudo na trama são reveladas aos poucos. Gostei bastante de Clara e Maria e a forma como a autora desenvolveu a ligação entre elas é bem surpreendente, além de ser visível a evolução que cada uma tem no decorrer da história.  Outro ponto interessante é que Muriel também abre espaço para que os personagens secundários desempenhem um papel importante no enredo, e é aqui que se destaca a participação de Alessandro e Pietro na obra.

A escrita de Muriel se difere também pela sua exaltação a natureza e o fato da autora em diversos momentos focar mais no desenvolvimento da escrita clássica do que na trama em si. Outro detalhe é que você não consegue se situar em qual época a narrativa se passa, o que dificulta um pouco na hora de se transportar totalmente para a história. Admito que o livro me chamou a atenção pela critica ter comparado a escrita de Muriel com a de J.K Rowling e Jules Verne, e por esse motivo esperava que a história fosse mais “mágica” por assim dizer.

Por isso, quando comentei logo no começo da resenha que mesmo tendo gostado da história como todo, senti que faltou alguma coisa eu estava me referindo a essa magia. Não que isso chegue a atrapalhar a leitura, porém para quem busca uma história mais “fantasia” assim como eu, corre o risco de sair um pouco desapontado.

- Você não sabe o que não vê. Mas hoje vou te contar minha parte invisível e você acreditará em mim porque os poetas sempre sabem o que é verdade.”

Com uma narrativa poética e personagens interessantes, A Vida dos Elfos é uma leitura que conquista tantos os amantes dos bons e velhos clássicos, como também aqueles que buscam uma narrativa diferenciada e cheia de mistérios. Fica a dica!

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in