Mostrando postagens com marcador Graça e Maldição. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Graça e Maldição. Mostrar todas as postagens
15/10/2017

Graça e Maldição por Laure Eve

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.

ISBN: 9788501109408
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2017
Número de páginas: 350
Classificação: Regular
Livraria Saraiva | Compare os Preços
Sinopse: Os Grace – Livro 01.
Como todos os outros na pequena cidade, River é obcecada pelos Grace. Fenrin, Thalia e Summer Grace são carismáticos, charmosos e ricos — e há boatos de que sua influência se estende aos mais altos degraus da política mundial. Se você não ama um deles, quer ser exatamente como um deles. Especialmente River, a nova aluna da escola local... Que de repente é acolhida pela família que todos reverenciam e temem em igual medida. Ela é diferente. Mas o que os Grace não sabem é que a garota não está na cidade por acaso; ela sabe exatamente o que está fazendo. Ou não?


Estou alguns minutos olhando para a tela do meu notebook sem saber ao certo como começar a escrever essa resenha. Meus sentimentos em relação a Graça e Maldição só podem ser descritos como conflitantes. Pois se em partes a história conseguiu me manter entretida até o final, ao mesmo tempo a narrativa da autora  Laure Eve acaba caindo em uma espécie de clichê repetitivo. Deixando no ar uma sensação incômoda que já vi isso em algum lugar (...).

River acaba de se mudar com a mãe para pequena cidade costeira e assim como qualquer pessoa estranha em um ambiente que todos se conhecem, ela está se sentindo totalmente perdida e deslocada na nova escola. Porém precisou de poucas semanas ali, para que River também se veja encantada pelos irmãos Grace. Afinal Fenrin, Thalia e Summer Grace são praticamente as realezas do colégio, ou melhor, dizendo da cidade.

A garota então passa a tecer um plano para se aproximar dos irmãos, ganhar a confiança deles e quem sabe o coração de Fenrin, por quem secretamente está apaixonada. O plano começa a dar certo quando Summer a caçula dos Grace se aproxima de River. Logo as duas passam a ser amigas inseparáveis e aos poucos a garota acaba sendo acolhida pela família mais poderosa e temida da cidade. Porém o que River não sabe é que existe uma suposta maldição sobre os Grace. Maldição essa que faz com que todos aqueles que se aproximam deles sofram ao ponto de enlouquecer.

Será que a aparente obsessão que a jovem tem pela família e por querer ser um deles já é reflexo da maldição? Ou ela mesma possui segredos que não quer que sejam revelados?  Quando coisas estranhas começam a acontecer à teia de mentiras passa a se dissolver e tudo o que era para permanecer escondido ameaça a vir à tona. E dessa vez nenhum feitiço poderá ocultar a verdade.

Graça e Maldição tinha tudo para ser aquele tipo de livro que simplesmente não conseguimos parar de ler.  E em partes a narrativa consegue ser envolvente e prender a atenção do leitor. Porém, a autora Laure Eve “pecou” ao apresentar uma protagonista clichê e sem carisma. Acho que ficou bem claro que a River foi o motivo principal para que essa blogueira que vos escreve, não ter se conectado tanto com a história como ela gostaria.

E não, eu não estou chata.  Só que de verdade, o comportamento obsessivo da River em relação aos Grace chega a ser assustador em alguns momentos.  A vida dela passa a girar em torno da família e nada mais importa para a River, há não ser o “amor” e a felicidade dos Grace. Porém o que mais me incomodou fora à baixa autoestima da personagem, foi o fato que tudo acontece de uma maneira tão repentina que deixou tudo muito superficial.  E quando falo isso me refiro tanto a protagonista como aos diálogos e a construção da história como o todo.

Gostei dos Grace, em especial da Summer, pois a Thaila em algumas situações consegue ser tão ou mais insuportável que a River. Já o Fenrin acabou sofrendo da síndrome do personagem estereotipado demais. Ele é lindo, divertido, cativante e todo o mesmo blá, blá, blá de sempre. E isso foi uma verdadeira judiação com ele, por que o Fenrin tinha um potencial enorme que acabou sendo pouquíssimo aproveitado na narrativa. Tipo em minha opinião, se autora tivesse focado mais nos segredos da família e menos da River, a história teria ficado mais interessante.

Infelizmente senti falta de uma narrativa mais madura que não fosse tão centralizada nos dramas da protagonista. Pois assim como o trio Grace, outros personagens como o Marcus e o Wolf possuem uma personalidade mais marcante do que a River e mesmo com pouca participação, ajudaram a narrativa a ter um pouco de ação e suspense. 

Não nego que me peguei várias vezes comparando Graça e Maldição com outros livros juvenis que li. A fórmula que a autora usou é basicamente a mesma de outras obras do gênero, e acredito que isso também foi um dos fatores que acabou me incomodando durante a leitura.  Sem falar que o final é pouco conclusivo deixando inúmeras pontas soltas e perguntas sem respostas. Ok! Tem continuação e ela já foi lançada lá fora, só que o problema é que sinceramente não sei se estou disposta a reencontrar com a River novamente (...).

“O que uma pessoa escolhia manter segredo dizia tudo que você precisava saber a respeito dela. O que ela mostrava era quem queria ser. O que escondia, o que era de verdade.”

Em suma Graça e Maldição é um bom livro, desde que você não esteja esperando nada de “novo”. Claro que a história tem seus méritos, pois a autora consegue criar uma boa aura de mistério que se sustenta até o final. Porém, para quem está em busca de uma narrativa com personagens mais maduros e diálogos relevantes, corre o risco de ficar com a sensação que leu o mais do mesmo. Minha sugestão aqui é começar a leitura sem expectativas.

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in