Mostrando postagens com marcador Marilyn Kaye. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marilyn Kaye. Mostrar todas as postagens
15/01/2012

Penelope por Marilyn Kaye


Penelope por Marilyn Kaye.                                                                                                         

Ficha Técnica:

Editora: Galera Record
Autor: Marilyn Kaye
ISBN: 9788501080097
Ano: 2008
Edição: 1
Número de páginas: 240
Classificação: 4 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, SubmarinoCompare os Preços.

Sinopse:                                                                                        

Em um conto de fadas moderno, nós conhecemos Penelope, uma jovem de 25 anos que passou a vida inteira presa em sua própria casa, vítima de uma antiga maldição. Para se livrar do focinho de porco que cresce no lugar do seu nariz, ela precisa encontrar alguém que a ame mesmo com esse "pequeno" problema.


Resenha:                                                                                                                                              

Fazia muito tempo que não lia um livro “fofo”, e acredito que não há forma melhor de definir Penelope do que sendo um livro fofo. Muito vão pensar; “é lógico ele é um conto de fadas”, mas mesmo assim para mim o adjetivo, casa perfeitamente com as 240 páginas do livro.

Penelope nasce com uma maldição. Maldição está que começou 150 anos antes do seu nascimento, quando seu tataravô Raph Wilhern se apaixonou por Clara uma de suas criadas. Os Wilhern desde aquela época já eram um família tradicional e muito rica, jamais permitiriam que o membro da família de casasse com uma emprega. Sem coragem para enfrentar a família Raph se casa com uma moça de sua própria classe social. Clara grávida e desolada se atira no poço, e com isso despertou a ira da sua mãe bruxa, que prometeu se vingar da família Wilhern. A bruxa rogou uma maldição; Que a próxima menina nascida na família teria cara de porco, e que a maldição só seria desfeita quando alguém de sua própria linhagem, ou seja, alguém de sangue azul se apaixona-se de verdade por ela.

Penelope foi à primeira Wilhern a nascer em 150 anos, para o desespero de sua mãe Jéssica que não mediu esforços para escondê-la do mundo na mansão da família. Penelope é criada como todo luxo e conforto que uma verdadeira princesa pode ter, mas sem noção de como era o mundo fora das paredes da mansão.

Com o passar do tempo Jéssica Wilhern desesperada por quebrar a maldição, contrata Wanda uma casamenteira profissional e juntas fazem de tudo para encontrar o príncipe encantado ideal que ira livrar Penelope de uma vez por todas de seu focinho de porco. Até certo momento elas acreditam ter encontrado o tal príncipe, Edward Vanderman um jovem bonito, de boa reputação e claro de sangue azul. Porém ao ver Penelope pela primeira vez ele sai correndo, gritando para quem quisesse ouvir que ele tinha sido atacado por um “monstro”.

Quando aparentemente não restavam mais esperanças para Penelope, eis que surge Max Campion. Mas na vida as coisas não são exatamente aquilo que aparentam ser.

Embora eu tenha achado os primeiros capítulos cansativos, a narrativa da autora foi me conquistando aos poucos. À medida que Penelope evoluía e se libertava a história ia ganhando mais ritmo, prendendo a minha atenção a cada capítulo.

O livro possui um humor sutil e umas pequenas doses de ironia. Romance é praticamente inexistente já que acredito, eu que a intenção da autora era passar as velha e sábias mensagens: “ Não julgue pelas aparências”, ou  “Aceite-se do jeito que é”.

O final é bem fraquinho, eu pelo menos esperava mais. Tive a sensação que talvez a autora não soubesse com continuar a história depois daquele ponto e por isso terminou ali. Apesar disso eu gostei muito do livro, que entrou para a minha lista de favoritos.

Leve, divertido e “fofo”, Penelope é um conto de fadas moderno, que deve ser lido por todas as pessoas em qualquer idade. Eu recomendo!



Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Gisele Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in