Resenha - O Nome do Vento por Patrick Rothfuss.

17/03/2013

O Nome do Vento por Patrick Rothfuss.

• ISBN: 9788599296493
• Editora: Sextante
• Ano: 2009
• Número de páginas: 656
• Classificação: 3 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, Submarino - Compare os Preços


Sinopse: A Crônica do Matador do Rei - Primeiro Dia.

Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso. Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado

Pensei que esse momento ia tardar um pouco para acontecer em 2013, mas em fim a primeira resenha “complicada” do ano chegou. Não é segredo para ninguém que um dos meus gêneros literários favoritos é fantasia, motivo pelo qual O Nome de Vento deveria estar na lista dos meus livros favoritos, só que infelizmente ele não está. O livro não é todo ruim, porém deixou muito a desejar quando comparado a tudo que li e ouvi sobre ele.  Sinto em informar que essa não será mais uma resenha apaixonada tecendo inúmeros elogios ao autor e sua obra, mas será uma resenha sincera, onde procurarei passar o meu ponto de vista em relação ao que li.

O personagem central da história é Kvothe, o dono da hospedaria Marco do Percurso que esconde através de sua personalidade enigmática um passado sombrio e cheio de sofrimentos.  Vamos desvendando sua história através da narrativa que ele mesmo faz de sua vida a Devan Lochees, o Cronista e ao seu aprendiz Bast, que em minha opinião é um dos melhores personagens do livro. Em um primeiro momento, Kvothe tinha tudo para ser um personagem emocionante que me cativaria a cada página, mas não foi bem assim. Claro que eu me emocionei com todo o sofrimento e obstáculos pelo qual ele passa. Cheguei a torcer para que ele superasse tudo isso, porém em um determinado ponto da história algumas situações ficaram tão forçadas e sem lógica que sinceramente eu ficava sem entender por que ele agia daquela forma.

O autor reforçar tanto a “perfeição” de Kvothe que alguns trechos me pareceram incoerentes e totalmente fora de contexto. Um exemplo, desse exagero em criar essa imagem de herói para Kvothe por parte do autor é que mesmo o próprio personagem reforçando várias vezes que era um garoto órfão e sem nada, o comportamento dele demonstra uma arrogância que não coincide com o estigma de “pobre menino” excessivamente repetido ao longo de todo o livro.

Para começar Kvothe, mal chega à Universidade e faz questão de criar inimizade não apenas com um dos professores, mas como também com o aluno mais influente e perigoso do local. E tudo isso para quê? Porque Kvothe é simplesmente bom demais para baixar a cabeça para eles.  Além do mais esse “brilhantismo” todo e a forma como que o protagonista resolvia e se safava de algumas situações eram “milagrosas” e heroicas demais se levarmos em conta que no período em que a sua história está sendo narrada, ele só tem quinze anos.

O Nome do Vento é um bom livro para quem busca uma história com um pouco de aventura e mistério. É visível e louvável o esforço de Patrick Rothfuss ao criar todo um cenário fantástico com costumes, línguas e simbologias específicas. O livro é riquíssimo em descrições tanto dos cenários como dos personagens, o grande problema disso é que me pareceu que o autor preocupou-se mais em descrever o ambiente e seus elementos do que com o desenvolvimento da história em si.

A narrativa tem diversas paradas e mudanças bruscas o que fez com que o meu ritmo de leitura oscila-se entre o devagar quase parando e tão rápido quando a velocidade da luz.  Confesso que o me segurou e fez como que eu lesse o livro até o fim, foi a minha curiosidade em relação ao Chandriano e os Amyrs, porém mesmo eles sendo o que fato sustentam toda essa a aura de mistério e fantasia da história, pelo menos nesse primeiro livro não passaram de citações ocasionais que tem como intenção prender a atenção do leitor. Algo que pelo menos comigo deu certo.

Sinceramente eu não estou tão animada para ler a continuação da trilogia como eu esperava ficar após ler esse livro. Na verdade eu estou triste por não ter conseguido gostar tanto da história como todo mundo gosta. Talvez em outro momento eu possa até reler O Nome do Vento como uma forma de tentar mudar minha opinião sobre a obra e acabar me apaixonando pelo livro, porém agora a sensação que eu tenho é que foi um pouco de enrolação demais para desenvolvimento de menos.

Possui uma premissa boa com uma trama bem estruturada e interessante, porém como livro de fantasia é fraco e pouco convincente.

Comentários via Facebook

18 comentários:

  1. Oi Ane! Que pena que não foi o que você esperava, é muito ruim criar expectativas em relação ao livro e estas não serem alcançadas. Acho que a quantidade de descrições não me incomodaria, eu até gosto de livros bem detalhados, sinto falta quando o autor não nos ambienta bem. Enfim, pretendo ler em breve, mas preparada para o que irei encontrar.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Em geral a estória do livro é boa, mas o que não gostei muito foi o personagem principal, pela sua resenha pude perceber que ele é um tanto arrogante.

    http://blogversoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A minha opinião do livro é diferente da sua. Gostei muito desse livro e da continuação também. O livro é meio complicado algumas horas mesmo. Tanto que na parte da morte dos pais dele eu tive que reler, pois não havia entendido. Mas o que me chamou a atenção nele foi ele ser diferente dos mesmos livros que são lançados aos montes pelas editoras. Eu não consegui fazer resenha dele, é muito complicado mesmo.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou doido para ler esse livro, você foi a primeira pessoa que vejo que não amou esse livro, espero gostar bastante ^^

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane!
    Não lembro de já ter lido alguma resenha, mas conheço pessoas que AMAM esse livro, então estava interessada em ler, mas após sua opinião estou cogitando em deixar para um futuro - não tão breve a leitura, já que é o livro é tão caro e ultimamente, não estou numa fase muito fantasia - e se tiver que ler uma Fantasia não vou querer uma história, er..., fraca.

    Beigos,
    Maura - Blog da /mauraparvatis.

    ResponderExcluir
  6. eu já vi gente falando que é bom, mas a grande maioria que eu vi foi gente falando que não gostou muito.
    entao to querendo passar longe desse livro

    ResponderExcluir
  7. Confesso que nada nesse livro me atraiu. Nem a capa, nome, sinopse, gênero... Nada! Se existia qualquer minima vontade de ler, a sua resenha matou haha

    Beijão
    Sun Rises Here

    ResponderExcluir
  8. Oie
    é chata ler algo que não corresponde as expectativas,
    depois da sua resenha não me animei pra ler, mas quem sabe um dia eu o leia só pra matar a curiosidade.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oii Ane, fantasia não é um dos meus gêneros favoritos, mas leio alguns, esse livro nunca me interessou, mas apesar de sua resenhar um tanto "complicada" eu me interessei, queria ver se realmente o protagonista é tudo "isso" rsrs.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane,

    Sempre que falam desse livro, todos são só elogios. Eu ficava com receio de ler, porque pela sinopse ele não me agrada em nada. Confio muito na sua opinão, e como você foi super sincera,acho que vou demorar um tempo para ler. E se eu ler, será só para satisfazer minha curiosidade.

    Bjinhuxxxx
    Eu li e Divulgo
    http://euliedivulgo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu confesso que estou muito curiosa para ler esse livro, ja vi muita gente elogia=lo de uma forma que ele parece ser capaz de criar fãs apaixonados.
    Eu as vezes acho que existem momentos para ler um livro, talvez se vc pegar para le-lo em outro momento ele flua mais fácil,mas isso é só "um achismo! mesmo. Eu ainda quero muito lê-lo.
    Abraços
    Melissa
    decoisasporai.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Sempre achei a capa desse livro linda, mas nunca tinha lido uma resenha!
    Adorei a sua, realmente é um tipo de livro que eu gosto!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro porque já li muitas resenhas falando bem dele e também adoro essa capa..

    Beijos, Giovanna Milanez
    sonhando-com-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Ane, que pena que o livro não te conquistou, as expectativas são mesmo grandes quando a gente lê tantos comentários positivos sobre uma história. Eu mesma acho que é a primeira resenha menos positiva que leio, e fiquei um pouco triste por não ser um daqueles poucos livros que conquistam a todos. Ainda assim, um dia quero ter a oportunidade de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Que pena que não te agradou. :/
    Será uma das minhas próximas leituras. Espero curtir muito a leitura, porque como você bem sabe, é um livro bem elogiado.
    Espero também que a leitura não oscile comigo. Detesto quando isso acontece.
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  16. Ah, que pena que você não gostou :/ Minha irmã adora, diz que é uma série fantástica e com uma das melhores construções do mundo que ela já viu. Mas as vezes realmente tem livro que simplesmente não "orna"...
    Então, tá rolando sorteio e um booktour do livro nacional Os segredos de Landara lá no blog, caso tenha interesse, corre para dar uma conferida :)

    ResponderExcluir
  17. O protagonista me pareceu um tanto soberbo, rsrs, no quesito humildade e heroísmo. Enfim, realmente, pra que tudo isso?
    Adorei sua resenha. Como você mesma disse, o livro é ótima pra quem gosta desse tipo de hisrória, eu não leria.

    Beijos *-*
    Clicando Livros

    ResponderExcluir
  18. Eu já não me interessada por esse livro antes, depois de ler sua resenha piorou :B Haha. Não é meu estilo sabe?! Não gostei da capa, nem do título, nem da sinopse... Enfim, rs.


    Beeijos, Flá. { http://pequenascoisaas.blogspot.com.br/ }

    Ah, e só pra avisar, lembra do livro Até Eu Te Encontrar? Acho que com certeza né?! Rs. É que eu fiz uma entrevista com a Graciela, e tem uma das perguntinhas que é sobre o final do livro que ela respondeu, sabe aquele final que todo mundo achou que poderia rolar uma continuação? Então, ela esclareceu isso pra gente. Tá em off pra quem ainda não leu não pegar spoiler, mas pra quem já leu o livro achei interessante a resposta dela. Se quiser vai lá conferir ^^

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por