Todos os Nossos Ontens por Cristin Terrill.

28/01/2016

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788581637983
Editora: Novo Conceito
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 352
Classificação: Muito Bom
Sinopse: O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo? Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse? Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem? Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...



F
azia um bom tempo que não lia distopias, por isso quando li a sinopse de Todos os Nossos Ontens da Cristin Terril, fiquei bastante curiosa. Afinal nada mais interessante do que uma premissa em que narrativa mescla elementos distópicos com viagens no tempo. Porém, tem alguns livros em que durante a leitura eu desenvolvo uma verdadeira relação de amor e ódio. E bem, Todos os Nossos Ontens foi um deles.

Momento Presente: Marina Marchetti é uma menina de dezesseis anos, insegura e completamente apaixonada pelo seu  vizinho e melhor amigo, o jovem prodígio James Shaw. James é o melhor amigo de Sr. Abbott, algo que Marina tenta entender como é possível, já que Sr. Abbott, não tem nada haver com ela e James. Tudo parecia bem, até que a vida de James começa a ruir e um lado mais sombrio da personalidade do pequeno gênio começa a vir à tona. Marina e Sr. Abbott, então unem forças, para salvar o seu melhor amigo e  a si mesmos.

Quatro Anos Depois: Em suas celas Em e Finn tentam sobreviver a cada dia a tirania do Doutor. O mundo que conhecemos mudou, graças à criação de uma máquina que permite viagens no tempo, a Cassandra. Em e Finn tem a missão de voltar ao passado e impedir que a máquina seja construída. Porém eles falharam em todas as tentativas anteriores, voltando sempre para o mesmo lugar, - suas celas. Depois de tantos fracassos, Em finalmente descobre uma forma de destruir Cassandra impedindo não somente que a sua vida e a de Finn sejam arruinadas, mas também salvando o mundo do caos que ele se tornou. Mas, ela estará disposta a certos sacrifícios por um bem maior?

No momento em que os caminhos de Marina e Em, Sr. Abbott e Finn e James se cruzam os fatos começam a se encaixar o tempo passa a andar mais rápido e cada segundo perdido pode ser fatal.

Todos os Nossos Ontens possui uma história que nos tira o fôlego em que cada personagem é como uma peça que compõem a engrenagem de um relógio. Cristin Terril conseguiu trabalhar bem todos os elementos de sua história, fazendo com que passado e futuro se encontrassem deixando o presente “aberto” em que qualquer passo dado certo ou errado mudava tudo. Aqui temos uma história cheia de contradições e decisões difíceis que precisam ser tomadas, em que você sofre com os personagens criando planos, justificando ações e tentando evitar o inevitável. E mesmo assim quando ele chega você fica se perguntado se tudo não poderia ter sido diferente.

Os personagens foram bem construídos, porém tenho que abrir o meu coração (...). Quem acompanha o blog há mais tempo sabe o quanto essa que vos escreve tem verdadeiros “ataques de nervos” com personagens que fazem drama por tudo.  Por isso em muitos momentos eu queria entrar no livro e dar um “sacode” para ver se a Marina acordava para vida. Sério muitas vezes eu tive que parar a leitura, respirar fundo e contar até dez de tanto que a Marina me irritava com sua paixão cega pelo James. Algumas atitudes dela eram justificáveis? Sim até certo ponto eram, mas meu lado prático é daquela opinião de que primeiro você resolve as coisas e depois você senta e chora. Acho que já deu para entender a parte do ”ódio” que senti pelo livro.

Falando do James ele é aquele tipo de personagem que você quer odiar e não consegue.  Tipo quando se olha para o quadro geral da vida dele, percebesse que cada pequeno ou grande acontecimento contribuiu para formar a personalidade enigmática e um tanto sombria dele. Ao contrário do Finn que desde o inicio foi aquele personagem chave para dar a narrativa um toque mais leve, pois apesar de ter uma personalidade mais racional, forte e decidida, quando a situação pedia ele sabia ser compreensível, doce e carinhoso. Apenas muito amor pelo Finn, minha gente ().

Todos os Nossos Ontens possui um ritmo rápido em a cada capítulo você se vê mais conectado com o enredo e seus personagens.  Teve momentos em que amei e odiei tudo, mas não há duvidas que Cristin Terril soube criar um enredo envolvente com maestria. O único ponto negativo, ao menos em minha opinião é que a narrativa "peca" por ser em muitos momentos um pouco “óbvia” demais.  Não que isso prejudique o desenvolvimento da história como todo, mas de certo modo diminuiu um pouco “brilho” dela, - infelizmente.

“- Desculpe, cara, mas ela não está ajudando você fingindo que há uma solução perfeita para tudo isso. A verdade é que as vezes o mundo simplesmente é uma merda.”

Com uma boa mistura de distopia, ficção científica, ação, suspense e romance, Todos os Nossos Ontens nos faz questionar, o quando as circunstâncias da vida nos transformam e o peso que nossas decisões e atitudes podem ter na vida do outros. Uma narrativa intrigante, intensa e cheia de reviravoltas que vai deixar você com o coração na mão e a mente a mil. Recomendo!

Comentários via Facebook

22 comentários:

  1. Amei a resenha, como sempre hahaha
    Também não tenho paciência pra personagens dramáticos, porque de dramática já basta eu HAHAH, mas o livro parece ser ótimo mesmo!
    Te indiquei pra uma Tag no blog, dá uma olhadinha, se puder, por favor: http://www.somosvisiveiseinfinitos.com.br/2016/01/tag-liebster-award.html#more
    Obrigada!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Comprei esse livro e estou muito afim de ler. Me apaixonei pela sinopse, e agora que vi sua resenha estou com mais vontade ainda.

    Beijos.
    Blog Não Vivo Sem Livros

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro bem interessante e eu amo, simplesmente amo, distopias e viagens no tempo. Acho que eu iria gostar do mundo criado.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Que chato a personagem ser dramática, também não suporto, dá vontade de tacar pela janela hahaha nunca tinha me interessado muito por essa distopia em especial, mas apesar de tudo, até que parece bom!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog sobre filmes, vem conferir!

    ResponderExcluir
  5. Eu Gostei bastante desse livro, apesar do toque meio juvenil. Gosto do tema de viagem no tempo e acho que eles encaixaram bem os personagens.

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ane.
    Eu recebi esse livro de parceria com a editora e estava gostando muito. mas infelizmente chegou em um ponto do livro que veio com um erro e falta 30 páginas. Eu pedi a editora que enviasse outro livro, mas eles não enviaram e como agora não renovei a parceria, acho que vou ficar sem saber o final hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. oi Ane, tudo bem?
    Eu até tentei engatar a leitura, mas não rolou :/
    realmente esses universos distópicos caóticos pra mim não rolam!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Eu não gostei muito desse livro. E acho que o mais incômodo foi essa narrativa óbvia, como você falou, e as personagens em si; não consegui sentir empatia e carisma por nenhuma.
    Fico feliz que tenha gostado, de modo geral. Isso é bom.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho receio de ler distopias e parecerem todas iguais, mas me interessei muito por essa...

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane,
    Ahh nossa preciso demais desse livro, quando vi o livro sabia que ia dos bons e olha que não costumo errar rsrs.
    Parabéns pela resenha.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. OMGGG, Apaixonei nessa sua resenha. Alias, só a sinopse dela já é incrivel! Eu particularmente amo todos os livros da Novo conceito. Melhor editora ever <3 pena que nao consegui parceria

    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Tem cara de ser uma história meio crítica em relação á nossa sociedade né?Sei lá, é meio instigante.Gostei da premissa *_*


    beeijos :)
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gostei da resenha, Ane. Você é sempre sincera e isso é ótimo pra um resenhista.
    Eu não leio muitas distopias. Nada contra, mas é hábito de ler outros gêneros mesmo.
    Mas, caramba, esse lance de ter uma relação de amor e ódio com um livro eu sei bem como é. E eu tenho gostado cada vez menos de personagens muito dramáticos também. É cansativo, né?
    Enfim, fico contente que tenha sido uma leitura agradável, apesar de tudo.
    Beijo!

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Nossa, parabéns pela resenha! Tenho o livro, e confesso que ele não tinha me chamado muito à atenção, agora vou precisar lê-lo! kkk
    Curiosa demais com relação aos personagens, e amo esse gênero! <3

    Beijos
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pela resenha Ane! Estou ansiosa para ler Todos os Nossos Ontens! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  16. Oie,
    tenho este livro em casa, mas ainda não li.
    Estou bem curiosa e só vejo boas resenhas sobre ele.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ane! Tudo bem?

    Já comecei a leitura desse livro, mas acabei dando uma parada (não me pergunte o motivo...) Gostei do seu ponto de vista, as poucas páginas que li percebi que a escrita da autora é muito boa.

    PS: Adorei o novo layout, embora também adorasse o antigo.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie =)

      Eu também adorava o antigo, mas senti que precisava mudar.
      Fico feliz que você tenha gostado ;)

      Excluir
  18. Você é a quarta pessoa que vejo resenhando esse livro em menos de 7 dias. Lembrete constante para que eu leia. Adorei viagem no tempo então espero gostar. Adorei saber que apesar de ser do gênero juvenil que dá pra tirar refletir sobre as consequências das nossas decisões.
    Beijos
    Instante Efêmero

    ResponderExcluir
  19. Oi, Ariane, tudo bem? :)

    Estou louca pra ler esse livro e a sua resenha me deixou com ainda mais vontade.
    Não gosto também quando os personagems fazem drama, mas se o livro for tão bom quanto eu imagino posso até relevar!
    Consegui parceria com a editora e se esse livro estiver disponível vou solicitar!!!
    Parabéns pela resenha, ficou otima!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  20. Oi, Ane!

    Não leio distopias desde Legend e estou sentindo falta delas, rs. Gostei da premissa deste livro, especialmente por envolver viagens no tempo e ter personagens bem construídos.
    Adorei a dica! Aposto que também terei um caso de amor e ódio com a história.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Eu comecei a leitura desse livro meio que sem saber muito o que esperar. Viagem no tempo é um assunto que para mim tem que ser tratado com atenção para não ter furo. No momento o livro está parado e pretendo voltar logo logo, até o meio não me prendeu, vamos ver se quando eu voltar a leitura engrena.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por