Gigantes por Pedro Henrique Neschling.

03/03/2016

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788584390120
Editora: Paralela
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 232
Classificação: Bom
Sinopse: Tudo começa numa festa de formatura de ensino médio. Cinco amigos comemoram juntos o tão aguardado fim da vida escolar. Apesar de bem diferentes entre si, têm algo em comum: enxergam o futuro como um mar de possibilidades a ser descoberto e explorado. Sonham em ser gigantes, tão grandes quanto suas ambições. Mas para nenhum deles o futuro será conforme o previsto. À medida que os anos passam, os jovens deparam com as complexidades trazidas pelo chamado da vida adulta. Desilusões amorosas, questões familiares, conflitos na carreira, dúvidas e mais dúvidas… É inevitável: ao chegar perto dos trinta, todos nos tornamos um pouco mais desencantados e - por que não? - sábios. Mas e os sonhos da juventude, onde vão parar?

Q
uem não tem uma história inesquecível dos tempos de escola ou aquela amizade que com o passar dos anos ficou ainda mais forte? Ao começar a leitura de Gigantes do autor Pedro Henrique Neschling, esperava encontrar uma história leve, divertida e emocionante, no melhor estilo Sessão da Tarde. Porém, apesar de uma narrativa bem construída, e que em certos momentos me deixou com uma deliciosa sensação de nostalgia, ao final senti que ficou faltando alguma coisa.

A formatura do ensino médio é um marco na vida de todo adolescente.  O mundo se apresenta com um mar de possibilidades e de sonhos a realizar. E Fernando, Duda, Camila, Zidane e Lipe estão ansiosos para começar essa nova etapa de suas vidas. Durante a festa de formatura esses cinco amigos tão diferentes entre si, compartilham o sentimento de liberdade e a certeza que o futuro será repleto de conquistas. Conforme o tempo passa cada um deles percebe que junto com a vida adulta chegam também as responsabilidades, as primeiras decepções e a inevitável  verdade, que a vida é um pouco mais "complicada" do que eles imaginavam.

Duda tem sua cota de desilusões e se fecha para o amor. Fernando se forma na profissão de seus sonhos, mas descobre que no mundo que escolheu viver nem tudo é fama e glamour. Lipe passa uma vida em busca de aceitação. Camila tenta encontrar o seu lugar no mundo, mesmo não sabendo direito o que fará quando chegar lá. Já Zidane insiste em não crescer, e se mantém firme até quando tudo dá errado, aos seus sonhos de adolescência.

Cinco amigos que seguiram em direções diferentes e que em determinados momentos do trajeto acabam se reencontrando, compartilhando suas perdas e conquistas. Afinal independente, das escolhas que feitas e da distancia que elas impõem, - alguns laços são para sempre.

Gigantes possui uma narrativa franca, onde o autor Pedro Henrique Neschling mostra de uma forma bem direta todos os altos e baixos pelos quais os protagonistas passam até chegarem à vida adulta. Gostei muito do fato do autor não “romantizar” a história.  Ao contrário, ele criou um enredo que mostra a vida com ela é, onde experiências ruins podem nos destruir por dentro, ou nos fazer mudar de ideia jogando para o alto tudo em busca de um novo começo.

Porém, os que assim como eu são fãs de um enredo bem trabalhado vão sentir falta de uma narrativa com mais detalhes e principalmente, de criar uma conexão com os personagens. É perceptível que a intenção do autor era mesmo de escrever uma trama despretensiosa, mas ausência de informações me deixou com a impressão que alguns fatos ficavam suspensos no ar e que tudo acontecia meio que rápido demais. 

Outro ponto que a principio me causou certa estranheza, mas que ao final se tornou um dos grandes diferenciais na leitura são as passagens de tempo. Aqui embora elas não sejam definidas com datas, as mesmas foram bem representadas por referencias a filmes, músicas e eventos da época.  A cada capitulo conforme os anos vão passando para os personagens o autor nos leva a uma viagem no tempo pela cultura pop da década de 90 até os dias atuais.

Gigantes é uma leitura agradável, embora confesse que esperava um pouco mais da história em si. De um modo geral gostei bastante do que encontrei, porém realmente sou aquele tipo de leitora que prefere quando o autor “peca” pelo excesso de detalhes do que pela falta deles.  Em suma Gigantes nos faz refletir sobre nossas escolhas, ao mesmo tempo em que nos deixa com saudades de um período em que tudo parecia mais simples e por que não mais feliz. 

“A beleza da vida está no que há de mais de simples. Está em se permitir sem medo.”

Com uma história simples e personagens comuns, Gigantes é aquele tipo de livro nos lembra o quanto a vida é uma verdadeira caixinha de surpresas. Em que quase sempre precisamos decidir os planos que vamos levar em frente e principalmente por quais sonhos se vale a pena lutar. 

Comentários via Facebook

23 comentários:

  1. Conhecendo esse livro agora, gostei da capa e pela resenha acho que irei gostar da leitura ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane!

    Às vezes os detalhes importam né? E poxa, a vida adulta é um porre, parece que o livro nos lembra isso rsrsrsrsrs

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Ane. Percebi que a narrativa do livro soa bem mecânica, mas achei as referências a década de 90 bem bacanas. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Quase comprei esse livro uma vez e minhas expectativas pra ele são relativamente altas. Espero gostar do livro quando tiver a oportunidade de ler...

    Beijos! | ape56.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane!
    Gente, outro dia que eu liguei cara ao nome desse menino hahahha
    Eu já muitas resenhas por aí e, apesar de alguns aspectos negativos, eu ainda quero ler esse livro.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  6. Que capa mais linda! a editora paralela arrasou. Só discordo no fato da falta de detalhes, kkkk, prefiro quando falta do que excesso. Mas me pareceu ser um livro bem dinâmico, fiquei muito curioso, de vdd. Vou tentar compra-lo pela internet.
    Beijos!
    http://jeremiasoliveira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Esse livre nem li mas considero pakas <3 ueheuhuheueheh Tenho muita vontade de o ler.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Esse livro está sempre sendo indicado com bons elogios. Me faz pensar se eu iria gostar de ler. Porque tem algumas estória que me prendem com correntes de ferro, mas tem outras que nem tanto...
    Mas ainda assim eu leria para descobrir em que alternativa esse livro se encaixa.

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro e depois de ler a sua resenha fiquei com vontade de ler. A diagramação do livro parece ser muito boa e a história também - pena que não foi como vocÊ esperava. Assim que eu ler ai volto para contar o que achei! Bjos
    Luana Agra - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ane a proposta é boa, como você disse há pontos que ainda precisam ser trabalhados na escrita do autor mais maior profundidade, mas enfim é uma trama muito boa, de certa forma eu criei ja uma conexão com o enredo!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane!
    Confesso que um livro 'bom' não me chama a atenção por agora. Acho super válida sua opinião sincera e ter uma reposta desse tipo sobre a leitura é sempre importante para escolher a próxima leitura. Mas olha... você me viciou em Outlander, então confio no seu gosto, HAHAHHA.
    E por falar em Outlander, estou lendo "A Libélula no Âmbar" e estava achando tão lerdo, mas o Randall voltou. Isso quer dizer que melhora né? *-*
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que seria um tipo de livro que eu precisaria ler, mas não é nada do gênero que eu gostaria de ler gora. Gostei muito da sua resenha, bem sincera. No momento só tô com meus livros do tcc e os meus de psicopatas <33333

    bjs,
    Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  13. É sempre bem clichê esse tipo de história né?Mas bem nostálgico, como disse.Adoro livros assim..é tão bom e divertido,rs.

    Beeijão :)
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Essa capa é linda né? Eu já vi muuuitos elogios desse livro, mas não consegui encontrar pra baixar :( Ultimamente eu to lendo só livro no meu leitor digital pq o frete pra cá é muito caro e só tem uma lviraria aqui na minha cidade e geralmente é só livro de auto ajuda o livros antigos best sellers que já li kkkk A resenha ficou muito boa, eu sou louca pra ler esse livro!
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Ane.
    É muito interessante ver como cada blogueiro vê um livro de forma diferente. Eu li uma outra resenha desse livro e a pessoa teve uma opinião bem diferente. É um livro que me atrai, mas que não vou ler no momento.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Olá, Ane! Tudo bem?
    Quero muito ler Gigantes, parece uma obra simples e envolvente. Ainda não li nenhum livro nacional esse ano, mas estou com bastante vontade de começar por esse ou por, Quem me roubou de mim do Pr. Fábio de Melo. Gostei bastante do seu ponto do seu ponto de vista.

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Ane,
    Já tinha visto esse livro mas nunca vi do que se tratava.
    Tambem prefiro que os autores escrevam em excesso os detalhes do que faltem.
    Confesso que não me chamou tanta a atenção, eu leria, mas no momento não.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Ane!
    Pela sinopse, o livro me soa "mais do mesmo", sabe? Mas já vi muitas resenhas positivas sobre ele e essa coisa de o autor não querer romantizar a história, como você disse, me atrai muito. Por outro lado, essa falta de conexão com os personagens é algo que me incomoda. Ainda assim, se tiver uma oportunidade, darei uma chance. Me parece que no geral foi uma boa leitura para você, né?
    Beijos :)
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Ane te entendo perfeitamente bem! Eu fico chateada quando começo uma leitura que tem tudo para dar certo, ter aquela 5 estrelinhas, mas sentir falta de uma alguma coisas rs
    Mesmo assim, não perdi o meu interesse na leitura <3
    Quero conhecer a história

    ResponderExcluir
  20. Oi Ane! Eu vi opiniões diversas sobre o livro, mas até agora não me vejo fazendo esta leitura. Acho que falta algo aí para me prender e esta ausência de detalhes que você cita, com certeza é algo que para mim faz muita diferença.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  21. Oi, Ane!
    Eu até me interessei pelo livro ao ler a sinopse, mas após ler sua resenha meio que deixei de lado. Gosto de livros que sejam mais descritivos com relação aos acontecimentos, e que não passem aquela sensação de vazio, algo suspenso como você citou.
    Adorei a resenha.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Esse livro parece ser ótimo, ja tinha visto outra resenha sobre ele, e agora venod a sua fiquei com mais vontade!

    Beijos,
    Blog Não Vivo Sem Livros

    ResponderExcluir
  23. Oi Ane, tudo bem?
    Gostei e achei peculiar a forma como o autor retratou a passagem do tempo. Esses dramas sobre crescer me lembram muito Friends, minha série favorita. =) Acho que seria uma leitura da qual eu gostaria.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por