Por isso estou escrevendo para você.

26/09/2016

| Arquivado em: DIVAGANDO.
imagem: Ariane Reis.
Me decepcionei com a nossa amizade, e isso é tudo o que sinto nesse no momento. Por isso estou escrevendo para você, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha. Totalmente minha, por mais uma vez esperar que alguém tenha as mesmas atitudes que eu teria. A mesma consideração, essa tal coisa chamada empatia que tanto se fala, mas que pouco se vê por ai.

Sei que ando afasta e distante.  Sei também que não sou uma pessoa fácil de lidar e que assim como você, como todo mundo, tenho os meus dias bons e ruins. Nos últimos tempos foram mais dias ruins e sim, você não notou. Aliás, o que mais me magoou em nossa relação foi perceber que ela é uma via de mão única. Que enquanto nos seus piores momentos você sempre pode contar comigo, quando eu estava no fundo do poço você não percebeu, o quanto eu precisava da sua ajuda.

Você que dizia me amar, que dizia se importar comigo nunca percebeu que por traz do meu sorriso tinha uma lágrima escondida. Não percebeu que minha ausência era mais do que uma mera falta de tempo.  Na verdade o que eu mais tinha era tempo, e às vezes ter tempo demais para pensar é perigoso.

Você vai se defender dizendo que eu poderia ter ligado, pedido ajuda e que fui eu que me isolei. Mas tive vergonha. Vergonha de você me julgar. Medo de você achar que estava me fazendo de vitima. Afinal, para você e todo mundo minha vida é perfeita e não tenho motivos para ficar triste e muito menos para querer morrer. Mas eu fico triste com uma frequência que deixaria qualquer um impressionado.

É incrível a capacidade que temos de julgar os outros por aquilo que se publica nas redes sociais, não é mesmo? É incrível o quanto nos deixamos enganar por personagens que nós mesmos criamos, - aquela foto linda. Uma dica: Eu compartilho apenas o melhor da minha vida, os dias menos sombrios.  Pensei que você soubesse disso, e me enganei. Agora vejo você compartilhar coisas sobre o Setembro Amarelo, quando o meu Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto (...), foram totalmente sem cor. Vejo você se preocupar com o fim do relacionamento de uma celebridade quando eu cheguei perto do fim várias vezes ao seu lado...

Peço desculpas antecipadamente, por cancelar algum compromisso que tínhamos. Embora eu agora esteja bem, ainda tenho meus dias ruins. Dias em que estou com medo de sair de casa, dias que fico esperando o pior acontecer. Dias em que a única coisa que me parece segura é dormir. Espero que nunca se sinta assim, invisível para aqueles que você ama como eu me senti para você.

Acho que no final das contas fiz certo em não te pedir ajuda, implicitamente.  Pois é você não entendeu meus sinais.  Mas hoje percebo que você também não entenderia o caos que se passava e às vezes de passa em minha mente. Posso ver você comentando com os outros que só estou querendo chamar a atenção, fazendo pirraça que tudo não passa de frescura da minha parte.

Desculpa se meus problemas são um incomodo para você. De verdade nunca quis que meus medos e paranoias atrapalhassem a nossa relação. Só pensei que pelo tempo que nossa amizade existe, você tivesse percebido o quanto eu finjo bem. Que quando eu digo tudo bem, esse bem às vezes quer dizer, - me ajude estou desmoronando.

Por isso estou escrevendo para você. Para dizer que sinto muito por tudo, para dizer que a culpa não é sua, ela é minha...

texto escrito por: Ariane Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


* Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

ps: Essa blogueira aqui está com o E-mail, Twitter, Facebook e Instagram abertos para quem quiser conversar e receber abraços quentinhos. Você não está sozinho ().

Comentários via Facebook

19 comentários:

  1. Gêmulaaaa, um abraço quentinho bem apertado, saiba que sempre estarei ao seu lado, e não, não quero que vc chegue ao fim, não sei o que seria do mundo sem suas arianices. Sou egoísta a ponto de querer que vc fique. Fique bem, fique aqui com a gente q te ama. Saiba que pode me ligar, conversar, quando só quiser sair bater perna, me chame, se quiser ficar sentada sem falar nada, me chame, sento do seu lado.

    Sei que por vezes não escutei esse chamado silencioso, mas é q sou cabeçuda e meio lerda, às vezes.

    Realmente não sei como é estar desse lado, como é estar em um mundo sem cor, repetidas vezes como vc, mas as vezes eu visito esse lado sombrio, e sei que não é frescura.

    Te amo, Gêmula. Fique bem e grite, não tenha vergonha comigo... Seja sem vergonha .... Haha ... Desculpe não consegui não falar isso.

    Beijooooooossss enoooormeeesss na bochecha 😘

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane!

    Amei o texto, achei incrível e me identifiquei em muitas partes. Essa campanha está sendo ótima e estou sempre aprendendo algo sobre o tema. Parabéns pelo post!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Que belo texto Ane, meus parabéns! Acho essa iniciativa do Setembro Amarelo belíssima e me identifiquei bastante com as suas palavras, principalmente com as analogias contidas nelas. E novamente meus parabéns por abraçar a causa! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. oi Ane, que texto lindo! acredite são as pessoas ao nosso redor que menos nos percebem! eu ja vivi isso na pele! setembro é o mês do discurso e tal, mas essa questão deve ser tratada com relevância todos os dias!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ane.
    Gostei muito do seu texto. Ainda mais sendo do ponto de vista de quem está passando pela situação. Mas vendo pelo lado de fora, é bem difícil de reconhecer os sinais. Minha prima passou por isso e quase se matou, e confesso que não percebi nada até quase ser tarde demais. tá certo que eu não convivia com ela o tempo todo, mas ainda assim, ela parecia estar bem. Mas serve de alerta para ficarmos mais atentos.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ane! :)
    Parabéns pelas palavras, tenho certeza que muitas pessoas também se identificaram com o que você escreveu.
    Acho essa campanha de conscientização muito importante, é uma bela iniciativa. Precisamos prevenir o suicídio e sempre ajudar as pessoas que precisam de uma palavra, um carinho, ou um gesto de conforto.

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. *abraço quentinho* Você é muito linda mds. Essa campanha está sendo ótima, mas deveria ser todos os dias, porque realmente não é fácil se sentir um erro e mal como várias dessas pessoas. Eu amei muito seu texto, me fez até lembrar de uma situação que já vivi.
    Amei

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto, de uma sensibilidade incrível e muito cheio de sentimentos, que transbordam. Parabéns Ariane pelas palavras que tocam nosso coração.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que texto maravilhoso, consegui sentir todo o sentimento por trás dele por me identificar com diversas partes. Eu não conhecia direto essa campanha e esse ano resolvi pesquisar um pouco mais e achei muito interessante, gostei muito da sua iniciativa no blog.
    Acredite, eu consegui sentir seu abraço só por você ter se importado em divulgar um texto tão bom e por ter se oferecido a ajudar. Espero que sinta meu abraço de volta!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  10. Aiii, que texto lindo!!!
    Muitas vezes alguém do nosso lado está passando por algo assim, se sentindo desse jeito, e a gente nem percebe. Esse campanha é show, apoio total!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  11. Oi, Taurina!
    Eu realmente amei o fato de que você abraçou a causa. De verdade. Precisamos de conscientização. É bem difícil perceber que a falta de empatia é tão comum nos dias atuais e pior ainda, é notar que as pessoas pouco se importam com a depressão. O suicídio é algo MUITO sério.
    Obrigado pelo abraço. Sinta-se abraçada também.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi
    muito lindo o texto e gostei da iniciativa do poste, suicídio é um tema tão série, mas tão pouco comentado.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane,
    Que texto incrível, acho que Setembro amarelo foi (é) uma grande campanha para um tema tão pouco abordado nos dias de hoje.
    Abraços para você <3
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  14. Essa campanha é realmente muito bonita e necessária, como forma de conscientização, além de levar apoio a quem passa pelo problema. Tenho vários exemplos na família e sim, é preciso ficar atento pois nem sempre quem passa pelo problema demonstra isso de maneira clara, interpretar alguns sinais é importante ... Belo texto Ane! Beijos!

    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  15. Oii Ane

    Que campanha lida, ainda não conhecia,achei super importante, parabéns pela iniciativa. Seu texto é lindo e emotivo, cheio de passagens em que em algum momento nos identificamos.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  16. Queria que essa campanha durasse o ano inteiro...
    =/
    adorei o seu texto e me emocionei pelo fato de ter me identificado ^^
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Ane, não há palavras pra descrever o quão incrível, sensível e tocante ficou o seu texto. Acho que cada um de nós se identificou um pouquinho. O setembro amarelo é uma iniciativa maravilhosa, mas a mensagem principal que todos deveriam captar é que não é só setembro. É se preocupar e estar presente pra pessoa em outubro, novembro, dezembro, o ano inteiro. É um assunto tão complexo, as pessoas que se encontram nessa situação estão tão fragilizadas, mas nós nos doarmos um pouquinho... isso já ajuda tanto que nem fazemos ideia.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Ane!
    Que lindo esse texto! Me identifiquei demais... Essa mania de achar que todas as pessoas vão retribuir a amizade, sentimentos, cumplicidade, etc... Já sofri muito por isso.
    Foi lindo vc falar do Setembro amarelo dessa forma!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=N0EZo0RVD3Y

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por