24/06/2018

Mais que Amigos por Lauren Layne.

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.



ISBN: 9788584391073
Editora: Paralela
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 224
Classificação: Bom
Sinopse: Love Unexpectedly - Livro 01.
Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.  Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Acredito que basta uma rápida lida na sinopse de Mais que Amigos da autora Lauren Layne é previsível do começo ao fim. Ou seja, ele possui todos os clichês que tornam as comédias românticas envolventes e irresistíveis.

Parker e Ben se conheceram no primeiro ano de faculdade e logo se tornaram inseparáveis. A ligação dos dois é tão forte, que muita gente duvida que eles são apenas bons amigos. Na verdade, eles se orgulham de ao longo de todos esses anos de amizade, não terem caído no clichê da “amizade colorida”. Afinal, Parker é completamente apaixonada por Lance, seu namorado perfeito e Ben está feliz com a sua vida de solteirão invicto.

Porém, quanto Lance pede um tempo deixando Parker com o coração partido é no melhor amigo que ela se apoia. Mas, Parker não está disposta a ficar em casa chorando e lamentando o fim do se relacionamento. Ela quer sair, conhecer pessoas novas e aproveitar o seu novo status de solteira e ninguém melhor que Ben, para ajudá-la. Só que Parker, ao contrário de Ben não se sente confortável com relacionamentos casuais.

Por isso, contrariando a tudo aquilo que sempre negou Parker sugere a Ben que a amizade deles ganhe alguns tons mais coloridos, por assim dizer. Há princípio, Ben se sente relutante só que não demora muito para ele perceber que a ideia de um relacionamento casual entre ele e Parker não é uma ideia tão absurda assim.

Conseguirá a amizade entre os dois a mesma, depois que a atração sexual fizer parte dela? Parker e Ben podem acabar descobrindo que é fácil do que ambos imaginam uma amizade se transformar em algo mais forte.  Mas, será que eles estão preparados para lidar com essa descoberta?

Quando comecei a leitura de Mais que Amigos já sabia o que ia encontrar, porém não nego que uma parte de mim estava na expectativa que de alguma forma o primeiro livro da série, Love Unexpectedly fosse me surpreender. Infelizmente isso não aconteceu, mas apesar da narrativa de Lauren Layne seguir uma fórmula já conhecia, gostei bastante do que encontrei aqui. Mais que Amigos é uma leitura leve, do tipo que logo em suas primeiras páginas já nos envolve com sua trama divertida, sexy e açucarada.

Parker e Ben são bons personagens, embora essa blogueira que vos escreve se sinta no dever de admitir que alguns pontos na construção dos personagens tenha lhe causado um certo “desconforto”. Sim, Ane sendo a chata para variar.

O primeiro ponto que me incomodou foi o fato de todos os personagens aqui serem top models lindos e perfeitos. Isso em meu ponto de vista deixou a narrativa superficial, ainda mais quando tanto se vem falando e lutando pela quebra dos estereótipos de beleza que há anos a mídia vem pregando que é o correto. Eu sei que é só uma obra de ficção e que personagens com corpos maravilhosos são meio que item obrigatório para livros no gênero new adult, porém acredito que já passou da hora das autoras desse estilo quebrar um pouco esse mundinho perfeito e inserir “personagens reais “em suas obras.

Outro ponto é que Lauren Layne se esforce para que alguns situações pareçam descontraídas, no meu ponto de vista elas soaram machistas e bem desnecessárias. Em muitos momentos fiquei irritada com as atitudes de Ben, pois é simplesmente ridículo o fato dele jogar a responsabilidade da organização e limpeza do apartamento com que divide com Parker em cima dela. Eu ficava tipo: “Sério que você não tem a capacidade de lavar suas próprias cuecas?”. E sim, eu sei que isso é uma obra de ficção, mas a mensagem que passa é tão errada que infelizmente fica bem difícil não se incomodar com ela.

Porém mesmo com esses pontos negativos que citei, Lauren Layne consegue apresentar uma narrativa que em nenhum momento parece forçada. A química que ela criou entre Parker e Ben é incrível, tanto que é praticamente impossível não esperar e torcer por um final diferente para a história.

Gostei como a narrativa foi estruturada, com o capítulos intercalando os pontos de vista de ambos os protagonista, pois isso sempre acaba nos aproximando mais dos personagens e de suas emoções. Mas, não sei se foi impressão minha só que algumas vezes tive a sensação que a narrativa sofria um corte. Como se autora tivesse no meio de uma ideia e do nada resolveu não seguir em frente com ela. E independente de sua previsibilidade, Mais que Amigos foi uma leitura gostosa e despretensiosa.

“Porque me apaixonei por uma garota incrível no primeiro ano de faculdade. Só que não sabia o que era isso, então fiz a única coisa que podia para ficar perto dela: virei seu amigo. Seu melhor amigo (...).”

Como fã de clichês bem construídos, gostei do que encontrei em Mais que Amigos,  especialmente porque a história funcionou como um ótimo antídoto para minha ressaca literária, além de claro ter deixando um sorriso bobo em meu rosto.

Comentários via Facebook

15 comentários:

  1. Oi Ari! Eu tb curti mais que amigos, achei uma leitura gostosinha. Não tinha pensando na questão de personagens super bonitos, mas acho que vc tem toda razão.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha Ane. O enredo do livro me lembrou bastante aquelas comédias românticas açucaradas, mas fiquei com o pé atrás com esse lance de machismo que você citou. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane,
    Estou só esperando minha prima ler para pegar emprestado hehe.
    Parece ser divertido apesar das ressalvas. Principalmente essa das tarefas, ia me irritar tb.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Terminei de ler este livro sábado e será a próxima resenha no blog. Tive alguns probleminhas com a escrita da autora no inicio, mas depois curti a leitura. Concordo com você em relação ao machismo, achei meio nada a ver a Parker lavar as cuecas do Ben.
    Teve outras coisas que também não gostei, mas de modo geral o livro é bom.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Amei sua resenha, gostei muito da premissa do livro e mais ainda por ser bom contra ressaca literária hehe, dica anotada :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Porque romances são tão bons? Não posso ver um que já quero conhecer! Primeira vez que vejo esse livro e já amei!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  7. Oii Ane, Tudo bem?
    Muito boa sinopse, mostra que mesmo sendo aquele clichê desde o começo o livro foi bem estruturado. Uma pena ele não inovar em nada, inclusive no que se refere ao esforço de colocar personagens mais perto da realidade das pessoas. Não acho que só por ser ficção não deva ter uma certa carga de vida real, por assim dizer. Mas é claro que isso é escolha do autor, mas para mim só perde quem escreve sem levar isso em consideração.
    O ponto alto de tudo é que o livro te trouxe aquele sensação boa no coração e isso é o que mais vale :)
    Ótima semana pra vc!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ane.
    Eu não gosto muito de ler livros do gênero porque em todos eles sempre acho alguma coisa machista ou algo do gênero que como você disse tantos vem tentando combater. Mas acho que leria ele por ser uma história clichê. Tem horas que gosto de pegar um livro para ler que já sei exatamente como vai terminar hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Uma amiga minha leu esse livro e falou muito bem dele. Desde então, fiquei na curiosidade. Mas tenho certeza que as coisas que te incomodaram tb me incomodariam, e eu tenho um agravante de não gostar de histórias onde um dos protagonistas acaba de sair de um relacionamento e já sai com outra pessoa. Eu fico com aquela impressão de que o amor não é amor, fica meio superficial pra mim. Coisa minha, me incomoda, sei lá, rsrs... Costumo evitar pra não passar raiva, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane! Clichês não me incomodam, desde que bem desenvolvidos. Eu estou vendo muitos elogios para as obras da autora e acho que vou conhecer o trabalho dela por este livro. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ane!
    Menina, eu li esse livro tem uns dois anos. Na época, eu curti bastante, mas também me incomodei com alguns desses pontos. Sobre a galera ser top model e tals, menina eu ignoro porque meu cérebro não é normal. Tem vezes que a menina tem cabelo loiro e eu imagino ela de cabelo preto. Daí tu tira hahahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ane

    Eu encarei a situação da organização da casa uma coisa muito mais engraçada do que machista. Quando o Ben fazia algo mal feito a Parker ia lá e refazia, eu interpretei muito mais como sacanagem, já que a própria Parker admitia sua fixação por organização e gostava disso. Tenho certeza que se ela pedisse ajuda Ben prontamente a ajudaria.
    Gostei muito desse livro e não me incomodei com a beleza dos personagens, tenho lido livros com bastante representatividade, então pegar um onde isso não ocorre foi tranquilo.
    Não gostei foi de Em Pedaços, outro livro da autora. A romantização de homem escroto rola solta.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane.
    Esse livro será um dos próximos que vou ler, pela capa e título já imaginava que seria um clichê, mas como você disse quando um clichê é bem construído funciona, geralmente nos envolve; não sabia que faz parte de uma série (ai meu Deus), mas mesmo com esses defeitos também espero me envolver.
    Beijos!

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  14. Nossa!!! quero muito ler esse livro, já está na minha lista para breve!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane, tudo bem?
    Apesar das ressalvas a trama parece ser cativante. Fiquei curiosa para saber como desenrola a relação de Parker e Ben. Dica anotada!!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2018 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in