23/07/2018

Em Outra Vida, Talvez? por Taylor Jenkins Reid.

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.



ISBN: 9788501109705
Editora: Record
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 322
Classificação: Ótimo
Onde Comprar
Sinopse: Hannah está perdida. Aos 29 anos, ainda não decidiu que rumo dar à sua vida. Depois de uma decepção amorosa, ela volta para Los Angeles, sua cidade natal, pois acha que, com o apoio de Gabby, sua melhor amiga, finalmente vai conseguir colocar a vida nos trilhos. Para comemorar a mudança, nada melhor do que reunir velhos amigos num bar. E lá Hannah reencontra Ethan, seu ex-namorado da adolescência. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Será que é melhor ir embora com a amiga? Ou ficar até mais tarde com Ethan e aproveitar o restante da noite? Em realidades alternativas, Hannah vive as duas decisões. E, no desenrolar desses universos paralelos, sua vida segue rumos completamente diferentes. Será que tudo o que vivemos está predestinado a acontecer? O quanto disso é apenas sorte? E, o mais importante: será que almas gêmeas realmente existem? Hannah acredita que sim. E, nos dois mundos, ela acha que encontrou a sua.

Assim que li a sinopse de Em Outra Vida, Talvez? da autora Taylor Jenkins Reid fiquei curiosa com a premissa da história. Afinal quem nunca se perguntou como sua vida estaria se tivesse feito outras escolhas? Confesso que eu estava esperando uma comédia clichê totalmente previsível do começo ao fim, porém para minha felicidade fui surpreendida não apenas como uma narrativa deliciosa mas com uma história que podia acontecer com qualquer um de nós de tão dolorosa, divertida e real.

Hannah Martin vive pulando de cidade em cidade tentando se encaixar e encontrar o seu lugar no mundo. Mas, após sofrer a maior decepção amoroso de sua vida, ela resolve voltar para sua cidade natal, Los Angeles. Hannah acredita que com a sua melhor amiga Gabby ao seu lado, ela finalmente vai conseguir encontrar um sentido para vida e colocá-la nos trilhos. E nada melhor do que uma festa de boas-vindas para fazer com que a gente se sinta em casa, não é mesmo?

Então Gabby tem a ideia de reunir os velhos amigos dos tempos de colégio em um bar, incluindo Ethan o ex-namorado de Hannah. Só que no meio da festa Gabby e seu marido Mark precisam voltar para casa mais cedo e Hannah precisa escolher se volta com eles, ou se fica um pouco mais com Ethan. E como tudo na vida tem dois lados, a escolha que Hannah fizer vai mudar a sua vida para sempre.

Não vou dar mais detalhes sobre o enredo por que não quero correr o risco de dar spoilers e estragar a surpresa que vocês terão durante a leitura. Taylor Jenkins Reid construiu uma história leve, mas que ao mesmo tempo aborda um tema que muitas vezes nos assusta por, - escolhas. Adorei o modo como a autora construiu a história mostrando através duas realidades alternativas como cada escolha por menor que seja acaba gerando situações e trazendo pessoas as nossas vidas com o poder de mudá-la para sempre.

A narrativa de Taylor Jenkins Reid é leve e fluida e seus personagens são tão cativantes que é praticamente impossível não se conectar com eles. Confesso que em muitos momentos me identifiquei com a história, especialmente por que às vezes eu fico divagando sobre onde e como estaria se tivesse ido para esquerda ao invés da direita em um determinado momento de minha vida.

Hannah é uma personagem divertida que depois de tantos anos trabalhando em algo que não gosta e pulando de cidade em cidade sem nunca ter encontrado o seu lugar no mundo. Por isso, quando Hannah volta para Los Angeles, é como se ela tivesse uma tela em branco, uma nova chance para recomeçar. E é surpreendente como a autora conduz não somente a história de Hannah, mas de todos os personagens levando em conta as decisões que eles tomam e a forma como elas influenciam o nosso futuro.

Outro ponto que me conquistou na narrativa é a amizade de Hannah e Gabby. É uma tão linda, tão forte que de verdade é impossível ler sem querer se tornar a melhor amiga delas. As duas a sua forma estão passando por momentos complicados na vida, momentos em que tudo parece estar desmoronando e mesmo assim elas permanecem unidades se apoiando em todas as situações. Eu simplesmente adorei a Gabby! Sério ela é uma melhor amiga incrível!

Gostei muito também do Ethan e do Henry (), pois embora ambos possuam personalidades diferentes é visível o quanto eles se importam com a Hannah e desejam que ela seja feliz. Eu sei que a primeira vista parece que é mais um triângulo amoroso, mas posso garantir para vocês que a autora nos surpreende novamente no modo como ela conduz os relacionamentos de Hannah.

Acredito que isso foi justamente o grande diferencial e Em Outra Vida, Talvez?, durante a leitura para essa autora que vos escreve. Pois mesmo que Taylor Jenkins Reid tenha usado alguns elemento presentes na comédias românticas e livros do estilo chick-lit, a autora nos presenteia com uma história que além de divertida nos faz refletir sobre nossa vida e nossas próprias decisões. Sobre as coisas que almejamos e o que de fato fazemos para conquistá-las. Sobre o amor e as várias formas de encontrarmos a pessoa “certa”. Ao final mesmo com os clichês, me vi com um sorriso bobo no rosto e feliz por que cada personagem a sua maneira encontrou o seu, o caminho para a felicidade.

“A diferença entre a vida e a morte pode ser tão simples e desconfortavelmente pequena quanto um passo dado em qualquer uma das duas direções.”

Em Outra Vida, Talvez?, foi uma leitura que me surpreendeu em vários sentidos e me arrisco a dizer que de uma maneira muito simples, foi uma das minhas melhores leituras do ano até o momento. Leve, divertido e cativante! Espero ter oportunidade ler outras obras de Taylor Jenkins Reid.

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Oi Ane! A história parece ser deliciosa e inteligente, eu achei que fosse em bobinha e após ler sua resenha fiquei surpresa por ser tão interessante. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Ane, adorei o enredo da trama, alguma possibilidade de eu não querer? ainda mais depois dos seus elogios?
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ari, tudo bem? esse já está na minha lista de leituras! Gosto de livros assim, com personagens divertidos e que a história vai além, com reflexão! Eu acho que vou curtir rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ariane! Tudo bom?
    Eu tenho esse livro na lista de leituras, mas ainda não consegui adquirir. A protagonista parece do tipo que eu me identificaria MUITO fácil, pelo que tu disse. Sou bem dessas que adora pensar no 'e se' :P
    Como a lista da Bienal tá gigante, sempre vale adicionar mais um pra caçar por lá!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiiii, Ane

    Até agora não consegui ler esse livro. O recebi na época do TCC e não tive tempo, dei prioridade pros que eu recebi depois. Eu acho que vou adorar essa história e gostei de saber que mesmo sendo divertida ela nos leva a refletir, acho que vou me identificar muito com a protagonista, viu?!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ariane.
    Ainda não conhecia o livro e nem mesmo a autora, e fiquei muito interessada depois de ler sua resenha. Parece ser o tipo de livro que além de nos entreter, nos deixa com algumas boas reflexões sobre nossas vidas. Já vou colocar na lista e assim que tiver oportunidade irei comprar. Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane,

    Não conhecia o livro, mas adorei o tema da história ser escolhas.
    Parece ser uma história encantadora. Vou colocar na lista de leitura.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Esses dias eu li uma resenha sobre esse livro e fiquei morrendo de vontade de ler.
    Agora com a sua mais ainda.
    Infelizmente, ao contrário da sua resenha, a pessoa deu spoilers.
    :(
    E eu sei porque não é um triângulo amoroso comum, hehe.
    Mas, enfim, eu continuo muito querendo ler.
    E só pela sinopse já quero ser amiga da Hannah e da Gaby. <3

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Ane.
    Eu já tinha lido uma resenha desse livro e ela foi bem positiva também. Eu gosto quando a gente pega um livro assim achando que será uma coisa e acaba sendo outra completamente diferente. E quem nunca se perguntou como seria se a escolha fosse outra. Por isso que não acredito em destino. Cada ação nossa pode mudar tudo lá na frente. O tempo todo. Vou querer ler ele sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ane!

    Eu adorei esse livro também, me fez refletir bastante sobre como apenas uma decisão pode mudar tudo. É uma obra leve mas repleta de significado. Ficou ótima a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ane!
    Menina, eu também sou dessas que fico divagando nas decisões da vida. Acontece pelo menos uma vez no dia algo do tipo "e se eu tivesse feito isso?"
    Eu sou apaixonada pela capa desse livro. Acho muito fofa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Gostei da resenha Ane. Parece ser um romance cativante e confesso que fiquei bastante interessada no livro. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane,
    Parece ser um livro bem delícia e com mensagens bem bacanas.
    A capa é super fofa e eu adoro quando focam em amizades, principalmente as femininas.
    Espero ler futuramente.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  14. Oi Ane
    Eu adorei o título e a capa do livro, e agora, com sua resenha, quero ele. Diversas vezes eu paro e fico me perguntando como minha vida estaria se tivesse tudo saído como eu planejei. Engraçado como uma única decisão pode mudar o rumo da vida toda.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2018 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in