26/12/2018

05 coisas que aprendi em 2018.

| Arquivado em: DIVAGANDO.

Olhando em retrocesso posso respirar aliviada e dizer com toda certeza que 2018 foi um ano de desafios é verdade, mas sem sombra de dúvidas foi um ano de muita aprendizagem. Acho que finalmente concluí meu retorno de Saturno e apesar de precisar melhorar em muitos aspectos, afinal a nossa evolução como ser humano é contínua, sinto que aos poucos estou me tornando a pessoa que quero ser.

Alguém mais segura de si mesma e que até nos dias mais complicados encontra um motivo para sorrir e agradecer. Alguém que aceitou o vitiligo e não tem mais vergonha de suas manchas e principalmente que percebeu que a única pessoa responsável pela sua felicidade é ela mesma.

imagem: Shutterstock
Por isso no post de hoje, quero compartilhar como vocês as cinco coisas mais importantes que aprendi em 2018.

05 Nada é mais importante do que a sua saúde emocional:

Essa frase praticamente se transformou no meu mantra em 2018, porque nada, absolutamente nada é mais importante do que paz de espírito. Nenhum trabalho ou relacionamento é bom quando te submete a situações que te deixam emocionalmente exausto, triste e com crises de ansiedade.

Nada é mais importante do que a sua saúde emocional, por isso não tenham medo de jogar tudo para o alto. No começo pode até ser assustador, mas com o tempo a paz que toma conta do seu coração e a melhora significativa que você tem na sua qualidade de vida faz com que a decisão valha a pena.

Não se esqueça jamais disso: Nada é mais importante do que a sua saúde emocional.

04 Desapegue-se.

Por mais difícil que seja muitas vezes precisamos deixar pessoas partirem de nossas vidas. Nem sempre aquela amizade que tanto valorizamos agora será para vida toda, pois algumas pessoas são colocadas em nossas caminhos por um tempo determinado para nos ensinar e aprender algo conosco.

Não force a sua presença na vida de quem não quer mais fazer parte da sua. Desapegue-se! O mundo está cheio de pessoas buscando novas amizades.

03 Aceite as mudanças.

Mudança por menor que seja é sempre algo complicado, porque mexe com a nossa zona de conforto. 2018 foi um ano de grandes mudanças em minha vida, tanto pessoal como profissionalmente. Eu ainda estou me adaptando a essas mudanças, especialmente porque algumas foram bem dolorosas. Mas agora depois que a tempestade passou, consigo ver o quanto eu precisava dessas mudanças para amadurecer e me tornar um ser humano melhor.

02 Agradeça sempre.

Vou confessar que por um longo tempo eu não entendia e não “confiava” muito nas pessoas que falam gratidão. Porém, depois que ouvi a frase: “Reclamar é clamar duas vezes ao Universo.”, uma chavinha girou em minha mente, porque sim, - eu era uma pessoa que reclamava demais.

E foi incrível perceber como uma “simples” mudança de postura deixou a minha vida mais leve. Claro que tem dias que fico chateada com algumas coisas e acabo dando aquela “reclamadinha“, só que logo me lembro que reclamar não vai fazer com que as coisas melhorem, e sim pelo contrário, só vai amplificar os meus sentimentos negativos em relação aquela situação.

A verdade é que o Universo nos devolve exatamente aquilo que nós damos para ele, então quanto mais grato somos pela vida que temos e pelas bênçãos que recebemos, mais o Universo vai devolver coisas boas para nós.

01 Se perdoe.

Essa foi sem dúvida a maior e mais dolorosa lição que aprendi em 2018. Sempre me cobrei demais. Em algum momento entre o final da infância e o começo da adolescência, eu coloquei em minha cabeça que tinha que ser o retrato da perfeição. Por isso toda vez que eu errava ou achava que tinha decepcionado alguém, eu me culpava tanto, mas tanto que com o passar dos anos isso gerou acúmulo de mágoas e ressentimentos enorme em meu coração.

Então aprendi a pedir perdão não só para os outros, mas para mim mesma. Olhei com carinho a Ariane de vinte um anos atrás e a perdoei porque foi a imperfeição dela que me transformou na pessoa forte que sou hoje.

Me perdoei e parei de ficar me perguntando como teria sido a minha vida se em um determinado momento eu tivesse ido pela esquerda e não pela direita. Me perdoei porque finalmente entendi que ficar remoendo o passado e me culpando não vai fazer com que as coisas sejam diferentes, e às vezes por mais difícil que o caminho escolhido tenha sido o outro podia ter sido pior.

Me perdoei por que o excesso de mágoa estava pesando demais na minha bagagem e quero ser leve para realizar meus sonhos e ser uma pessoa melhor a cada dia. Me perdoei por que finalmente entendi que não importa o caos do lado de fora no mundo, eu só posso resolver o caos que vive dentro de mim.

Sou a única responsável pela minha felicidade.

E vocês, quais foram as lições que 2018 vai deixar?

Até o próximo post!

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Oi Ane! Pelo visto 2018 foi um ano bem marcante para você, que trouxe muitas mudanças. Que 2019 venha cheio de alegrias e realizações. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane, tudo bem?
    Essa lista é tão verdadeira que nem sei por onde começar a elogiar.
    Tenho dificuldades em aceitar mudanças e me perdoar. Ambas as coisas foram necessárias esse ano, e pretendo treinar ainda mais para o próximo. A dica 5 eu trabalhei muuuito em 2018, investi em terapia e foi ótimo.
    Que 2019 nos traga mais vivências incríveis e muito aprendizado. <3
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Ari!! Que lista maravilhosa essa sua! Eu tenho dificuldade em me desapegar e com mudanças, mas estou trabalhando constantemente nisso! Que 2019 seja um bom ano para melhorar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oie!!
    Queria te parabenizar pelo post, achei lindo as mensagens e super necessárias. Concordo com você sobre tudo, principalmente sobre a saúde emocional. Se ela não estiver bem, nada mais vai estar.
    Feliz 2019 e que seja um ano incrível!
    Beijos
    Our Constellations

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane,
    Eu acho que ainda não consegui atingir todos os meus objetivos, sabe? Eu ainda sofro muito por antecipação e sofro com os meus erros. Preciso lidar melhor com isso em 2019.
    Mas em relação ao seu desabafo, confesso que fiquei emocionada. Você abre seu coração e com certeza é uma pessoa admirável. Desejo que seu 2019 seja ainda mais lindo, iluminado e feliz.
    Um grande beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ane!
    Menina, pois só o que fiz foi desapegar! É uma ótima sensação!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ane.
    Que importante lições você aprendeu nesse ano. Das citadas acho que a saúde em geral é o mais importante de tudo. O resto a gente corre atrás. Eu tenho muito dificuldades com mudanças, por minimas que seja. Como sofro de ansiedade uma coisinha de nada já me deixa fora de mim. Mas estou tratando isso e sei que vou melhorar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!

    Que lindo o seu post! As cinco lições que você contemplou esse ano são super importantes e difíceis de se aprender, aliás. Desapegar sempre dói e desde o ano passado tenho lidado com isso, mas no fim vemos que valeu a pena pela nossa própria saúde. Somos mesmos os únicos responsáveis pela nossa própria felicidade, e devemos lembrar com frequência disso pra seguir em frente em paz

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Ane, chorei, pura e simples assim, cada um dos pontos que você elencou tocaram no meu coração, pois 2018 foi um ano muito conturbado pra mim, mas o ponto central é agradecer mesmo pelas tempestades que nos tornam mais fortes
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie Ane
    Uau, que post lindo e reflexivo. Me fez pensar em tudo que vivi este ano, os altos e baixos, e sim me cobro muito, não me perdoo e é complicado as mudanças. E tudo isso pesa muito. Acho que esta última frase diz tudo, nós somos responsáveis pela nossa felicidade e só nos podemos decidir como viver.

    Um Feliz Ano Novo.
    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane,
    Meu Retorno concluiu também, amém \\o
    Achei 2018 um ano transformador emocionalmente, principalmente sobre as questões que você mencionou. Meio que senti que era um fim de ciclo, já que vou para os 30, em 2019 haha

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  12. A minha meta pra esse ano novo é parar de ser tão reclamona porque eu sei que não ajuda em nada :( Mas aos poucos eu chego lá né?

    Feliz ano novo e até 2019!
    Rivière du Souvenir

    ResponderExcluir
  13. Pra ler e aplaudir de pe Ane! Que linda essa sua retrospectiva em forma de aprendizados, principalmente nao ficar se questionando sobre o passado. Eu sempre costumo dizer que para aquele determinado momento, sempre tomamos a melhor decisao possivel, nao conheco ninguem que diga: essa e a melhor opcao, mas eu vou fazer outra coisa kkkkkkk entao aceitar o que passou, aprender e seguir em frente e sempre o melhor caminho :-) que 2019 seja de colheita farta, pois certamente a sua semeadura foi linda. Beijinhos e Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  14. Oi Ari
    Que ano em, garota. Aqui também foi um ano cheio de aprendizados. Um dos principais é que eu não preciso me sentir a pior mãe do mundo. Meu filho é uma pessoa boa, está se saindo bem como ser humano, devo ter algum crédito nisso. Aprendi também que algumas pessoas vão falar coisas pra você que diz mais sobre elas do que sobre você e a gente só tem que saber identificar o que diz respeito a nós ou não. Enfim, um ano cheio. Que 2019 seja incrível pra você Ari.
    Um beijo

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2019 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in