10/12/2018

A Nuvem por Neal Shusterman.

| Arquivado em: RESENHAS.





ISBN: 9788555340543
Editora: Seguinte
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 496
Classificação: Ótimo
Sinopse: Scythe – Livro 02.
No segundo volume da série Scythe, a Ceifa está mais corrompida do que nunca, e cabe a Citra e Rowan descobrir como impedir que os ceifadores que não seguem os mandamentos da instituição acabem com o futuro da humanidade. Em um mundo perfeito em que a humanidade venceu a morte, tudo é regulado pela incorruptível Nimbo Cúmulo, uma evolução da nuvem de dados. Mas a perfeição não se aplica aos ceifadores, os humanos responsáveis por controlar o crescimento populacional. Quem é morto por eles não pode ser revivido, e seus critérios para matar parecem cada vez mais imorais. Até a chegada do ceifador Lúcifer, que promete eliminar todos os que não seguem os mandamentos da Ceifa. E como a Nimbo Cúmulo não pode interferir nas questões dos ceifadores, resta a ela observar. Enquanto isso, Citra e Rowan também estão preocupados com o destino da Ceifa. Um ano depois de terem sido escolhidos como aprendizes, os dois acreditam que podem melhorar a instituição de maneiras diferentes. Citra pretende inspirar jovens ceifadores ao matar com compaixão e piedade, enquanto Rowan assume uma nova identidade e passa a investigar ceifadores corruptos. Mas talvez as mudanças da Ceifa dependam mais da Nimbo Cúmulo do que deles. Será que a nuvem irá quebrar suas regras e intervir, ou apenas verá seu mundo perfeito desmoronar?

Sempre que me perguntam qual foi o melhor livro que li em 2017, a minha resposta é: O Ceifador, primeiro livro da trilogia Scythe do autor Neal Shusterman. O Ceifador foi uma leitura marcante de várias formas, desde a sua narrativa inteligente e instigante com várias críticas a nossa sociedade. Por conta disso essa blogueira que vos escreve estava ao mesmo tempo ansiosa e receosa com A Nuvem, segundo livro da trilogia. Para minha felicidade embora não tenha me “impactado” tanto como a leitura do primeiro livro, A Nuvem se revelou uma leitura deliciosa e ao mesmo tempo cheia de boas surpresas.

Para quem não quiser correr o risco de spoilers pular quatro parágrafos.

Meses após o último Conclave da Ceifa os acontecimentos daquele dia ainda repercutem entre os Ceifadores. Citra Terranova não é mais uma aprendiz e sim a Honorável Ceifadora Anastássia, enquanto Rowan Damisch trabalha nas sombras com seu manto negro eliminando com a próprias mãos a corrupção que ele viu tão de perto correr os preceitos da Ceifa.

Observando tudo e a todos está a Nimbo Cúmulo, a inteligência artificial que governa o planeta, garantindo que toda a população viva em paz e tendo o necessário para sua sobrevivência. Só que a Nimbo Cúmulo não está feliz com que anda vendo acontecer dentro da Ceifa, porém por conta das leis que ela mesma criou não pode interferir diretamente na organização. Mas se ela, agir por meio de outra pessoa?

Greyson Tolliver é um adolescente solitário que vê a Nimbo Cúmulo como a sua única família. Ao ser recrutado para uma missão especial de forma indireta pela Nimbo, o jovem tem a sua pacata rotina virada de ponta cabeça. Marcado como infrator e fiel aos seus laços com a inteligência que governa o planeta, Greyson mergulha cada vez mais fundo no mar de intrigas e conspirações da Ceifa e com isso, colocando a sua própria vida em risco. Mas os planos de quem a Nimbo Cúmulo está tentando frustrar?

Enquanto o jovem Greyson trabalha nas sombras fazendo o que pode para impedir o pior, o retorno de um velho inimigo fará com que Citra e Rowan unam forças para salvar não apenas a Ceifa mais toda humanidade. Porém, será que a jovem ceifadora e um criminoso foragido vão ser capazes de destruir os terríveis planos que estão em andamento? Tinham os fundadores da Ceifa criado um plano de emergência para quando tudo estivesse ruindo? Em meio a intrigas políticas e jogos de poder, o mundo pacífico que a humanidade conquistou pode estar prestes a entrar em declínio outra vez.
 
Confesso que uma parte de mim esperava mais de A Nuvem. Embora a leitura ao final tenha causado o impacto desejado pelo autor e me deixado bem curiosa para saber o rumo que a história irá tomar no terceiro e último livro, não nego que eu esperava “um pouco mais”. Afinal, apesar A Nuvem sendo um ótimo livro, sua narrativa infelizmente não conseguiu manter o mesmo fôlego de O Ceifador.

Aqui vários elementos que funcionaram brilhantemente no primeiro livro acabaram não funcionando tão bem. Em muitos momentos tive a sensação que a narrativa meio que se “arrastava” fazendo com que o desenvolvimento da história ficasse mais lento. Outro ponto é que senti no caso do Rowan o personagem prometeu muito, mas entregou muito pouco tendo até, ao mesmo em minha opinião uma participação um tanto quanto apática.

Por outro lado foi gratificante ver a evolução da Citra na história. Apesar de suas ações terem a transformando em alvo tanto de admiração como de maquinações políticas, a jovem Ceifadora desempenha seu papel com compaixão sendo fiel aos preceitos mais antigos da Ceifa. O mais interessante nessa evolução da Citra é perceber que mesmo assumindo com maestria o seu novo papel no mundo, a jovem não perdeu a sua essência questionadora e obstinada. Citra continua fazem o que acredita ser o certo, mesmo quando todas as circunstâncias estão contra ela.

Gostei muito da inserção do Greyson na narrativa, pois isso trouxe a narrativa uma perspectiva diferente e interessante. Se em O Ceifador só tínhamos uma visão no mundo controlado pela Nimbo Cúmulo do ponto vista dos ceifadores, em A Nuvem é possível conhecer essa nova realidade pelo ponto de vista de uma “pessoa comum”. Além disso, o Greyson é aquele tipo de personagem bastante enigmático não tanto por sua personalidade e sim por que não fica muito claro, o papel que ele tem ou terá na história.

Em A Nuvem, Neal Shusterman deu um foco mais político a narrativa e com isso tornando a participação da Nimbo Cúmulo bem mais expressiva. Se no primeiro livro ela desempenha um papel mais de narradora, aqui ela ganhou ares de protagonista. Admito que os meus sentimentos em relação a Nimbo são bem conflitantes, porque ao mesmo tempo que vejo muita compaixão e sabedoria nela, vejo algo obscuro e bem assustador.

“Um chefe de Estado arrogante permite todas as formas de ódio desde que alimentem a sua ambição. E a triste verdade é que as pessoas engolem isso. A sociedade se devora e apodrece. A permissividade é o cadáver inchado da liberdade.”

A Nuvem pode não ter me arrebatado tanto como O Ceifador, mas está longe de ter sido uma decepção. Neal Shusterman soube como surpreender nos momentos certos, tornando a leitura um misto de sentimentos que iam da descrença ao choque. Em várias situações eu me vi dizendo: “- *palavrão*! Não posso acreditar que isso está acontecendo!”. Foram momentos que me deixaram de queixo no chão e coração partido. Mal posso esperar para ver o que Neal Shusterman reservou para o final da trilogia. 

Veja Também:

Comentários via Facebook

13 comentários:

  1. Oi, Ane!

    Que pena que A Nuvem não seja tão bom quanto O Ceifador! Eu também tinha grandes expectativas com esse segundo volume por conta do primeiro, mas agora já vou lê-lo com menos sede ao pote pra não me decepcionar. Adorei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ari!! Eu não acompanho essa série, só outra do mesmo autor e gosto bastante da escrita dele. Só leio elogios desse livro e do bom desenvolvimento dos personagens, fico feliz que não tenha caído na maldição do segundo livro.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Amei seu post, Ari. Confesso que essa temática não me prende, mas bom saber que as suas leituras estão sendo boas!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ane!
    Posso dizer também que O Ceifador foi uma das melhores leitura - mas eu li esse ano.
    Achei incríveeeel e fiquei muito impactada.
    Fiquei pensando em como deve ser horrível viver naquele mundo, tão chato e ao mesmo tempo um pouco amedrontador.
    Todo mundo diz que gostou muito de A Nuvem também e espero amar.
    Deve ser minha próxima leitura. Está só me esperando na estante.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Achei bem interessante!

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ane!
    Eu amei demais esse livro! Foi uma das melhores leituras do ano e estou super ansiosa para o desfecho!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Natal Literário 2018: 5 kits, 10 ganhadores. Participe!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane! Eu gostei mais do primeiro, focado no trabalho dos Ceifadores, mas a sequencia também foi interessante e fiquei indignada com o desfecho.Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Gostei muito do estilo do livro!
    Beijos!
    littlelittlemoon.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ane

    Pena que para você esse livro não manteve o mesmo fôlego. Para mim foi infinitamente superior ao primeiro. Não senti esse "arrastar" nem essa lentidão em nenhum momento, foram vários surtos e eu nem resenhei o livro ainda porque achei tão maravilhoso e sensacional que não consigo me expressar com palavras! Hahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane, tudo bem?
    Já vi várias leituras positivas desse livro, mas ainda não me animei.
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  11. Olá, Ane.
    Eu preciso ler esse e o primeiro livro. Até tenho aqui na estante mas acho que vou esperar lançar o próximo e ler tudo de uma vez. Eu li as resenhas da Luiza e da Tamires sobre ele e as duas acharam ele bem melhor que o primeiro. Mas que bom que mesmo não achando tão bom quanto o primeiro, ainda assim foi uma ótima leitura.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Oi Ane, tudo bem?
    Particularmente, simpatizo com essa ideia de aprofundar os aspectos políticos de uma trama, sinto que dá ainda mais profundidade.
    Essa série parece muito boa e estou curiosa para conferir assim que possível. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane.
    O ceifador eu li em 2018 é assim como vc também amei, A nuvem eu recebi da seguinte mais ainda.nao consegui ler espero no máximo até fevereiro consegui fazer essa leitura.
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir

© 2010 - 2019 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in