27/01/2019

100% presente.

| Arquivado em: DIVAGANDO.

imagem: Shutterstock
Quando eu tenha quinze anos ouvi que, o ser humano passa: quarenta e cinco por cento do tempo relembrando o passado, quarenta e cinco por cento planejando o futuro e apenas dez por cento vivendo o momento presente. Na época isso me assustou, afinal sempre tive a visão que a vida é curta e que devemos aproveitar ao máximo o momento presente. Pois, como o próprio termo diz, ele é um presente de Deus e o Universo para nós.

Anos mais tarde ouvi que: depressão é excesso de passado e ansiedade é excesso de futuro. Foi então que percebi que ignorei o aviso sutil que a vida e o Universo tinham me dado aos meus quinze anos. Me tornei uma pessoa que pensava demais no passado e planejava demais o futuro, quando tudo o que eu precisava fazer era e é focar no aqui e agora, - no presente.

Percebi que não adiantava ficar me culpando ou culpando os outros por decisões tomadas em uma época, que não tínhamos maturidade para entender o quanto aquilo deixaria marcas profundas em nós. Até por que agimos acreditando que estávamos fazendo o melhor pelo outro e por nós mesmos.

Além disso, vi que não tinha construir um futuro feliz e pleno se os meus alicerces eram fundamentados na areia movediça do passado. E me dar conta que eu tinha me tornado uma pessoa que nunca quis ser foi como levar um tapa na cara e ao mesmo tempo que necessário. Pois, a verdade é que no fundo sempre soube que aquilo que me limitava e fazia mal era eu mesma.

É engraçado como muitas vezes o nosso maior obstáculo é justamente o nosso próprio pensamento. E quando me dei conta disso, vi que acabei me tornando aquilo que na minha adolescência eu mais temia, - uma pessoa presa entre o passado e o futuro. Esquecendo de viver o momento, de estar de fato presente em minha própria vida.

Não nego que às vezes me pego pensando em como minha vida estaria se eu tivesse tomado outras decisões e tomado outros caminhos. E claro como todo ser humano tenho meus planos e objetivos para o futuro.  A diferença é que aprendi a ver no presente o lado positivo de todas as situações, mesmo aquelas que a princípio me deixam triste.

Aprendi que não há nada de errado em olhar com resignação e nostalgia o seu passado. Como não há nada de errado olhar com fé e esperança o futuro. Desde que tenhamos em mente que precisamos estar cem por cento presentes em todos os momentos da nossa vida. Afinal o que importa é o agora e todo momento é o Momento Certo para você ser feliz.

Comentários via Facebook

13 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido isso, é realmente assustador :0! Só 10%?
    Obrigada por este texto. Ando, neste momento, a batalhar contra a ansiedade e sinto mesmo isso, que o meu principal inimigo é o meu pensamento.
    Gostei muito do blog, vou seguir :).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane! Acho que a maioria de nós tende a pensar no passado e no futuro mais do que no presente, mas conforme vem a maturidade o presente, ao menos no eu caso, tem sido mais relevante. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ane.
    Me emocionei nesse ultimo paragrafo. Porque é bem isso que estou precisando no momento. Eu ouvi sobre essa porcentagem quando eu era criança e assustei. Mas eu sofro de ansiedade e vivo pensando mais no futuro do que vivendo o presente. Sei que é uma doença, mas estou me esforçando para me curar dela.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oii Ane!
    Uma reflexão muito importante a sua, realmente não é fácil lidar com o passado e o futuro a cada dia e saber até que ponto eles tem espaço na realidade (momento presente). Acaba sendo um exercício o de buscar prestar atenção ao presente e ir percebendo o quanto isso pode te fazer bem. Pois vai deixando de lado a angústia do que se foi ou do que pode vir a ser pra viver o que é. Num dado momento o passado se torna lições que nos tornam melhores hoje e o futuro planejamento, que é direção para o nosso crescimento.
    Ótima semana pra vc :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane, sua linda, tudo bem?
    Gosto tanto das suas reflexões sobre a vida, que também estão muito presentes nos seus argumentos das resenhas. Eu sempre usei como mantra e dá certo até hoje, pensar muito antes de tomar uma decisão, mas quando eu estiver certa, decidida de qual será, nunca olhar para trás. E nunca olhei mesmo. Se preciso refletir sobre algo que fiz, para tentar melhorar e fazer melhor da próxima vez, principalmente quando algo dá errado, não espero muito tempo, não deixo a questão se tornar passado muito antigo. E sempre faço planos para o futuro, aqui, algumas vezes, não tem como evitar os medos. A incerteza do futuro sempre nos pega de jeito. Por isso amei a conclusão do seu texto: estar 100% presente em todos os momentos.
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Excelente reflexão Ane. Perdemos muito tempo presos no passado e se preocupando com o dia de amanhã e esquecemos o principal: viver o hoje, o agora. E isso acarreta uma série de problemas emocionais, além de amputar uma parte primordial da nossa vida. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Eu vivo mais o futuro e isso me atrapalha, sou muito ansiosa e às vezes acabo não aproveitando o presente. Adorei sua reflexão.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Adorei o texto, parabéns pelo post
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  9. Amei sua reflexão, minha ansiedade me atrapalha muito quando o assunto é saber viver o presente sem pensar em nada e sem ter medo de nada, rs. Mas tenho tentado mudar, viver o agora, saber me acalmar, saber apreciar os bons momentos.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ane!
    Eu também já fui dessas de pensar muito no passado e futuro. Atualmente eu tento ao máximo viver o presente porque realmente a vida é muito curta.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Ane, você é sempre muito concisa em sua reflexão pois ela toca fundo na alma!, muito boa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Que reflexão maravilhosa! Nunca tinha ouvido esse negócio da porcentagem, mas é muito real, meu Deus. Pensar no passado e no futuro é inevitável, acontece, mas depende. Tudo em excesso é ruim, e isso pode ser aplicado facilmente nesse caso também. Ultimamente estou procurando viver um dia de cada vez e isso está sendo tão bom. Adorei demais esse texto, ele é muito necessário.
    Beijos
    http://our-constellations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane
    que texto ein. Eu sofro desses dois males terríveis. Eu sou uma pessoa que entra em espirais de pensamento muito facilmente, então basta pensar em algum detalhe do passado que isso vai levando a muitas outras coisas, em fazendo relembrar, principalmente, das decisões que considero erradas. E basta eu começar planejar meu dia seguinte pra me ver pensando daqui a um ano, cinco, dez, quinze e ai imagino o Miguel crescendo e indo embora de casa, e imagino se vou saber criar ele pra ser um humano decente e a crise de ansiedade chega.
    Todo dia é um desafio enorme lembrar minha mente que o único momento que eu posso realmente fazer é algo é o agora.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

© 2010 - 2019 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in