Sponsor

Mostrando postagens com marcador @mor. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador @mor. Mostrar todas as postagens
julho 29, 2012

@mor por Daniel Glattauer



@mor por Daniel Glattauer.

ISBN: 9788581050669
Editora: Suma de Letras
Ano: 2012
Número de páginas: 184
Classificação: 4/5 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, Submarino.


Sinopse:

Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. A expectativa é uma faca de dois gumes e a realidade pode não estar à altura.


Eis um livro que surge do nada e que de repente se tornou necessário na minha estante. Ouvi e li tantas coisas positivas a respeito de @mor que me vi obrigada a adquirir o livro e, principalmente passar ele a frente de todos os livros que estão me esperando em minha fila de leitura. Mas não me arrependo de forma alguma, pois esse foi um dos romances mais inteligentes e divertidos que li nos últimos tempos.

Primeiro tenho que destacar a forma com que o autor Daniel Glattauer criou e desenvolveu toda a narrativa da história. Sei que normalmente eu deixo essa parte para o final, mas desta fez não vejo com começar a resenha sem mencionar a forma com que o livro foi estruturado. A princípio quando comecei a leitura eu pensei que ela fosse um pouco enfadonha, por que o livro é basicamente uma caixa de e-mail e você só vislumbra a vida dos personagens através do que eles descrevem nos e-mails que são trocados.

É uma leitura muito incomum por que você não tem como saber como os personagens são fisicamente, a rotina de vida real de cada um, nem a cidade ou país que a história se passada é dita no livro, fica tudo meio que a cargo da sua imaginação. Eu mesma tenho a sensação que a história se passa na Alemanha ou Áustria por causa dos sobrenomes, mas é apenas uma suposição pessoal. Porém toda essa aparente falta de detalhes e informações que muitas vezes fazem toda diferença em um livro, em @mor não fazem diferença alguma, pois justamente o grande diferencial da história é aguçar a curiosidade e a imaginação do leitor.

A leitura flui de forma divertida e rápida, e a cada novo e-mail que chega você começa a perceber alguns traços da personalidade dos personagens e consegue vislumbrar o momento que cada um escreveu aquela mensagem. Eu não sei como são a Emmi e o Leo segundo o autor, mas eu consegui criar uma imagem própria de cada um para mim mesma, e isso foi muito legal, por que eu não me senti presa a descrição do autor e pude criar a Emmi e o Leo de acordo com as minhas percepções pessoais durante toda a leitura.

Mais que um romance leve e engraçado, @mor possui uma narrativa inteligente que faz com que o leitor se envolva com a história sem perceber, e acabe se afeiçoando e torcendo pelos personagens. Confesso que em alguns momentos a Emmi me irritou por sempre exigir respostas que Leo não tinha obrigação de dar, afinal eles mantinham um relacionamento que na vida real não existia. Ela é casada e segundo suas próprias palavras isso a faz muito feliz, então as “ceninhas” de ciúmes e cobranças bobas me pareceram um pouco exageradas da parte dela.

Já Leo é um personagem enigmático que possui uma ironia contida e um péssimo senso de humor, mas essas características que normalmente temos como negativas em uma pessoa fazem dele uma pessoa carismática e de certa forma até engraçada. Leo é faz o tipo que se revela mais “nas entre linhas” do que em frases propriamente ditas.

Gostei muito do livro, principalmente por que estava sentindo falta de uma leitura que conseguisse ser agradável e ao mesmo tempo inteligente e romântica. O único ponto negativo é que o livro vai ter uma continuação; sim admito que não gostei muito desta parte. Sabe quando você termina de ler um livro e pensa: “Esse livro é maravilhoso, único por que ter continuação?” Fique com essa sensação quando terminei @mor, pois achei o final tão perfeito, que não vejo como uma história que começou por “engano” pode terminar melhor.

Porém o jeito é esperar o próximo capítulo da história de Emmi e Leo para saber se esse romance virtual vai ganhar os tons e cores da vida real, ou vai ser mais uma daquelas amizades virtuais eternas que muitos de nós hoje em dia temos. Eu estou muito curiosa e espero que a continuação mantenha a narrativa maravilhosa e o humor inteligente do primeiro livro.

Para que anda querendo ler um romance nada clichê, com pitadas de ironia e muito bom humor eu recomendo @mor.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in