Sponsor

Mostrando postagens com marcador A Herdeira. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Herdeira. Mostrar todas as postagens
junho 15, 2015

A Herdeira por Kiera Cass

| Arquivado em: Resenhas.


Este livro foi enviado como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788565765657
Editora: Seguinte
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 390
Classificação: Muito Bom
Onde Comprar: Submarino.
Sinopse: The Selection - Livro 04.
Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.




S
abe quando você fica com receio de ler um livro por medo de acabar se decepcionado?  Foi justamente assim que comecei a leitura de A Herdeira da autora Kiera Cass. Por que mesmo que o final de A Escolha não seja um dos melhores, em minha opinião a autora tinha fechado bem a história ali. Mas para minha felicidade apesar das minhas “baixas expectativas”, acabei me surpreendo e gostando muito com o que encontrei aqui.

A própria sinopse já dá um “pequeno” spoiler para quem ainda não leu os livros anteriores, então vamos direto aos fatos.

Antes de qualquer coisa, é importante ter em mente a autora não está retomando a história do ponto em que parou. Por esse motivo esperar que a Eadlyn, ou qualquer um dos filhos que o Maxon e a America tiveram sejam como os pais é um erro enorme. E logo no inicio já é visível que eles possuem personalidades bem definidas e diferentes de seus pais. 

Não sei dizer até que ponto foi positivo ou negativo a Kiera Cass investir na continuação de uma série que estava "finalizada". Em especial uma com tantos fãs pelo mundo. Só que o fato é que ela deixou bem claro que, por mais que tenhamos de volta em nossas vidas literárias o Maxon, a America entre outros personagens marcantes, essa é uma nova história. Essa é a história da Eadlyn, a seleção dela. E bem, - ela não está muito preocupada no momento em ser uma pessoa acessível e amável.

Confesso que estava preparada para odiar a Eadlyn com todas as minhas forças.  Sério, li tantas críticas negativas da personagem falando o quanto ela é egoísta, fria, prepotente e todo um blá, blá, blá que me parecia impossível ao menos “simpatizar” com ela. Porém, ao contrário de muitos, não consegui odiar a Eadlyn. Por mais que em muitos momentos eu não concordasse com a postura dela e até tivesse vontade de falar, “menos querida Eadlyn, você não é a ultima bolacha do pacote”, eu conseguia “entender” o porquê dela agir daquela forma.

Ela cresceu no luxo, em um mundinho protegido e particular sabendo que cedo ou tarde um dia a responsabilidade de manter o legado de seus pais vai recair em suas mãos.  Pensa na pressão que isso pode significar na vida de uma pessoa quando ela só tem dezoito anos? A Eadlyn é sim mimada e arrogante, pelo simples motivo que ela foi criada para ser assim. Claro que isso não justifica o fato de ela ser grossa com quase todo mundo o tempo todo, mas acredito que ao longo da história isso pode vir a mudar um pouco. Pessoas mudam, não é mesmo?

A escrita da Kiera Cass continua fluida, e a forma como ela constrói toda a narrativa deixa o enredo mais envolvente. Outro detalhe é que a autora consegue sempre inserir personagens cativantes na história, mesmo quando eles não são os grandes “protagonistas”. Gostei muito dos pequenos príncipes Kaden e Osten.  E entre os selecionados os que mais me chamaram a atenção foram o Kile e o Henry embora o meu personagem queridinho até aqui seja o Erik (). 

Só que o ponto mais legal é que trama aqui está mais dinâmica quando comparada aos livros anteriores.  E mesmo que hoje a série nem seja mais vista como uma distopia, eu ainda espero muito que a autora dessa vez trabalhe melhor a parte política dando um foco maior aos conflitos que acontecem fora dos muros protegidos do castelo. Afinal, Kiera Cass já mostrou que é ótima em escrever romances no estilo “conto de fadas”, então por que não colocar um pouco mais de ação na história? E em A Herdeira ela tem tudo para conseguir isso.

“Há coisas sobre nós mesmo que só aprendemos quando deixamos alguém se aproximar de verdade”.

A Herdeira é um bom livro e funciona bem como introdução para o que está por vir. A leitura é rápida que mesmo com algumas falhas a narrativa consegue se agradável deixando aquele clima de suspense no ar. Mas, tenha em mente aquilo que comentei logo no inicio da resenha. A Eadlyn não é como os pais dela, por isso é melhor não começar a leitura indo como muita sede ao pote. Fica a dica!

•  Veja também

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in