Sponsor

Mostrando postagens com marcador A Menina da Neve. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Menina da Neve. Mostrar todas as postagens
novembro 19, 2015

A Menina da Neve por Eowyn Ivey

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788581638010
Editora: Novo Conceito
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 352
Classificação: Muito Bom
Onde Comprar: Submarino.
Sinopse: Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

A
Menina da Neve
da autora Eowyn Ivey possui aquele tipo de premissa que logo de cara já nos deixa com aquela pontinha de curiosidade para saber mais. A história se apresenta de forma “fantasiosa” e ao mesmo tempo intrigante, e até certo ponto me vi bastante envolvida nessa aura de magia e mistério que a autora criou. Porém, devo confessar que até o momento enquanto começo a escrever essa resenha, ainda não sei direito como me sinto em relação a tudo que li.

Mabel e Jack são um casal de meia idade sem filhos, que cansados dos olhares de piedades e fofocas sussurradas resolvem deixar todo o conforto que tinham na Pensilvânia e partir para uma nova vida na região fria e isolada do Alasca. A intenção é que ali entre a natureza selvagem e a neve os dois tenham um recomeço uma nova chance de ser feliz, longe dos olhares de pena dos familiares e amigos. Enquanto Jack trabalha duro na plantação, Mabel passa os dias fazendo o trabalho doméstico. Cada um tentando do seu jeito sobreviver ao vazio e a melancolia que sente.

Durante uma noite, na primeira nevasca daquele inverno Mabel e Jack fazem uma menina de neve. Foi um dos pequenos momentos de felicidade na vida do casal que ao longo dos anos vinha se afastando cada vez mais. Porém ao amanhecer a menina de neve tinha sumido e pouco tempo depois uma misteriosa criança sempre acompanhada por uma raposa vermelha passa a visitar a propriedade dos dois. A principio a menininha é arisca e sempre se afasta quando eles tentam se aproximar, até que com paciência e um amor guardado em seus corações durante anos, Mabel e Jack finalmente conseguem a conquistar a confiança da pequena Faina.

Todos os anos durante o inverno Faina vem visita-los partindo com o primeiro degelo da primavera. Porém aparentemente ninguém mais da cidade e nem mesmo os Bensons que tem na família o jovem e experiente caçador Garret, algum dia encontram na neve pegadas de uma criança ou viram menininha pela floresta. Será Faina uma ilusão criada por dois velhos consumidos pela tristeza e frustração de não ter tido filhos? Ou aquele lugar longínquo e remoto, tem alguma espécie de magia capaz de transformar desejos em realidade?

Não sei se foi o fato de ter vindo de duas leituras relativamente “rápidas”, mas narrativa de A Menina da Neve demorou um pouco para me conquistar. O ritmo dela é lento e o que praticamente sustenta todo o enredo é o mistério que cerca a existência da Faina. Ou seja, por mais que a narrativa não seja tão empolgante e em muitos momentos seja um pouco monótona e repetitiva com longas descrições de caçadas (se você tem estômago fraco é bom pular essas partes), tentar descobrir quem é a menina da neve faz com que você se sinta motivado a avançar na leitura.

Baseado no livro do autor Arthur Ransome, Little Daughter of the Snow, A Menina da Neve possui uma narrativa poética e tocante, em que os personagens são simples e incrivelmente humanos. Através dos olhos de Mabel e Jack somos apresentados a um Alasca belo, cruel e selvagem e a um amor que sobreviveu a todas as dificuldades que os longos anos de casamento trazem a vida de qualquer casal. Eowyn Ivey conseguiu criar uma história que é ao mesmo tempo mágica e triste.

O único ponto negativo, ao menos em minha opinião foi que a autora não deu uma resposta muito convincente sobre a origem da Faina. O final é muito vago e um tanto abrupto, deixando aquela sensação “chatinha” de que ficou faltando alguma coisa.

“Podemos fazer isso, não, Mabel? Inventar nossos finais e optar pela felicidade em vez da dor?”

A Menina da Neve é um daqueles livros que chega de mansinho e consegue conquistar um lugar em nossos corações. Singelo e com um toque de melancolia, mas de uma beleza mística e única.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in