Sponsor

Mostrando postagens com marcador Confese. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Confese. Mostrar todas as postagens
janeiro 28, 2018

Confesse por Colleen Hoover

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.

ISBN: 9788501109323
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2017
Número de páginas: 320
Classificação:
Sinopse: Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

Colleen Hoover foi àquela autora que literalmente me provou que sempre vale a pena dar uma segunda chance a um autor. Depois de um primeiro encontro "desastroso" com Métrica e um segundo encontro cheio de amor, com O Lado Feio do Amor, os livros da Colleen se tornaram uma presença frequente na minha lista de desejados. E na real, não sei nem por onde começar a falar sobre Confesse, porque de verdade acredito que nada que eu diga nessa resenha fará jus ao quanto esse livro é maravilhoso ().

Ainda na adolescência, Auburn Reed aprende da forma mais dolorosa possível, que nada é para sempre. Anos depois, ela busca reconstruir sua vida e sabe que para alcançar o seu maior objetivo, não pode cometer nenhum erro. Auburn se fechou para qualquer tipo de relacionamento, mas isso começa a mudar no dia que ao voltar do trabalho para casa, ela se depara com o ateliê Confesse e seu enigmático dono Owen Gentry.

Owen é um talentoso artista que se inspira nas confissões deixadas anonimamente em seu ateliê para compor suas telas. Ele é gentil, sensível, engraçado e logo sentimentos que Auburn pensou que jamais sentira novamente começam a surgir. Mas, o que ela não sabe é que Owen guarda um segredo. Algo que ele pensou que ficaria no passado para sempre, mas que volta à assombra-lo no instante que Arburn entra em seu ateliê. 

Porém, por mais que ambos tentem se afastar e negar o que sentem um pelo outro, o destino insiste em deixa-los cada vez mais próximos. A atração entre eles é intensa, mas será que vale a pena colocar tudo aquilo pelo qual Arburn vem lutando, por romance rápido? E o que de tão grave Owen está escondendo? Entre a paixão e a confissão Owen e Arburn vão descobrir que para ser feliz, muitas vezes é preciso correr risco. E principalmente que nada liberta mais do que fazer as pazes consigo mesmo e com o próprio passado.

Preciso começar dizendo que, Confesse é um livro não para ser somente "lido". Sua narrativa precisa ser sentida de uma maneira muito mais profunda. Colleen Hoover nos apresenta aqui uma história de uma riqueza e sentimentos única, em que a cada capítulo vamos criando uma conexão com seus personagens e torcendo para que eles tenham um final feliz. Sim, - eu sei que falando assim essa parece ser somente mais uma história clichê, mas acreditem quando falo que ela é muito mais que isso.

Através dos dilemas de Arburn e Owen vamos percebendo o quanto algumas escolhas em nossas vidas moldam não apenas o nosso futuro, mas daqueles que amamos ou por ventura vamos amar. E, além disso, de um modo muito verdadeiro e doloroso a autora nos mostra a importância da sinceridade em nossos relacionamentos. A importância de sermos sinceros com o outro e principalmente com nós mesmos.

Arburn foi uma personagem que ganhou minha empatia logo nas primeiras páginas. Sofri, por ela e com ela, do mesmo modo que senti sua felicidade nas pequenas vitórias que tinha. O Owen () conquistou meu coração não somente pela sua sensibilidade como artista, mas pelo garoto que se culpou por anos por um erro e que encontrou finalmente em uma confissão a sua paz de espírito. Ambos foram do inferno ao céu, por razões parecidas e ao mesmo tempo diferentes, e justamente por isso é que mereciam o seu feliz para sempre.

Outro ponto, é que fazia um bom tempo que um personagem não me deixava com tanta raiva como o Trey, (aquela típica pessoa que não percebe que está sobrando) me deixou. Sério! Que cara insuportável! E se não bastasse ele, ainda tinha a mãe dele, a Lydia. Acho que esse foi o primeiro livro que li da Colleen que ao mesmo tempo em que ficava com o meu coração quentinho, sentia raiva por essas duas pessoas mesquinhas infligirem tanto sofrimento na vida dos outros. E se pararmos para pensar, quantos Treys e Lydias existem por ai (...).

Em suma, Confesse se revelou uma leitura maravilhosa de muitas formas. Colleen Hoover nos leva novamente a sentir um misto de emoções. Chorei, sorri e ao final fiquei com aquele gostinho de quero mais.

“– Acho que o amor é a palavra mais difícil de definir – digo para ela. – É possível amar várias coisas numa pessoa sem amar a pessoa em si.”

Em Confesse, Colleen Hoover nos presenteia com uma narrativa na medida certa, entre o romance encantador e o drama de quebra nossos corações em pedaços. O típico livro que a primeira vista parece clichê, mas que nos deixa com um sorriso bobo no rosto enquanto enxugamos as lágrimas.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in