Sponsor

Mostrando postagens com marcador Editora Vermelho Marinho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Editora Vermelho Marinho. Mostrar todas as postagens
maio 13, 2012

Até eu te Encontrar por Graciela Mayrink


Editora: Vermelho Marinho
Ano: 2011
Número de páginas: 312
Classificação: 5 estrelas
Onde Comprar: Site Oficial da Autora.


Sinopse:

Como você se sentiria se descobrisse que não gosta da sua alma gêmea?
O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares". Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta.


Até eu te Encontrar foi um daqueles livros que chegou de mansinho e acabou se revelando uma maravilhosa surpresa para mim. Logo nos primeiros capítulos a história foi me conquistando, e à medida que o livro ia chegando ao final eu já comecei a sentir saudade dos personagens e ficando com uma vontade enorme de ler o livro novamente.

A história é tão leve, divertida e romântica que você nem sente a hora passar. Os personagens são bem construídos, e cada um tem um traço marcante. Você pode de apaixonar pelo sorriso lindo de Felipe, ou pelo jeito fofo de Gustavo, talvez pela personalidade mais séria e Mauro ou pelos belos olhos verdes de Luigi. Se identificar com a determinação de Flávia, romantismo de Lauren ou com serenidade de Sônia. Durante a leitura é como se você criasse um laço com os personagens. Você sorri, sofre, passa raiva e vibra com eles.

Flávia é nova na cidade e se prepara para o seu primeiro ano na faculdade de Agronomia. Logo no primeiro dia ela conhece Felipe e Gustavo que em pouco tempo se tornam seus melhores amigos. Flávia perdeu os pais quando tinha cinco anos em um acidente de carro. Criada pelos tios paternos ela nunca soube muito sobre a sua mãe e seus parentes pelo lado materno.

Porém o primeiro ano de faculdade promete não só o inicio de uma nova etapa na vida de Flávia, mas a descoberta do seu passado e principalmente sobre si mesma. Além do tudo isso, Flávia acaba aprendendo da maneira mais difícil que o amor não é tão doce como ela sempre sonhou, e como muitas vezes o grande amor da sua vida pode ser justamente a pessoa que você mais detesta.

Flávia ainda teve que aprender a lidar com a Carla, namorada do Luigi, e que criou uma antipatia natural por ela. Carla é daquele tipo de pessoa histérica, que não tem capacidade de lutar pela vida e fica atrapalhando a vida dos outros.  E quantas “Carlas”, não existem por ai não é mesmo? Ela até tem uns momentos engraçados no livro, poucos mais têm.

Em um ano que parece que toda a sua vida vira de ponta cabeça, Flávia conta com o apoio de Sônia sua vizinha e amiga de sua mãe, além de Lauren sua melhor amiga. Flávia percebe que quanto mais se tenta evitar o destino, mas forte ele se mostra.

Até eu te Encontrar é um livro romântico no estilo que eu adoro! Eu me identifiquei em muitas partes com a história. O livro me deu certa sensação de nostalgia dos tempos de faculdade e de como é bom ter os amigos sempre por perto. Muitas coisas vividas pela Flávia e a “Máfia” no livro foram situações pelas quais eu passei com meus amigos, e foi muito bom poder reviver um pouco isso através do livro.

Quero dar os parabéns pelo trabalho de pesquisa feito pela autora Graciela Mayrink! É muito difícil você ler um livro que fale de bruxas sem apelar para o lado fantasioso e sobrenatural da coisa. Graciela escreveu de um modo muito simplificado, e realmente se atentado aos fatos sobre o que é conceito o Wicca, e isso foi algo que eu só tinha visto em O Livro perdido das Bruxas de Salem.

A forma com que a autora colocou esse conceito no livro é tão natural que mesmo ele sendo o plano de fundo da história, ele é apenas um detalhe e não o mais importante. Para mim durante toda a leitura o que realmente me prendeu foi à convivência e a amizade dos personagens, e não o fato do livro falar sobre bruxas. Acredito que isso se dê ao fato de que a forma como que a autora escreveu fez com que o enredo flui-se bem, sem precisar apelar para o sobrenatural como método de prender a atenção do leitor.

Só achei que a autora podia ter sido um pouco mais detalhista no final. Acho que a conclusão foi um pouco rápida demais. Não sei, mas não gosto muito quando um capítulo termina e vem o outro com uma longa passagem de tempo e fim. Isso me incomodou em vários livros já, e foi um detalhe que me incomodou neste também.

Porém mesmo com esse pequeno detalhe, devo confessar que simplesmente amei o livro! Até eu te Encontrar entrou para minha lista de livros favoritos pelo conjunto da obra em si, mas principalmente por me permitir matar um pouquinho as saudades de uma das melhores fases da minha vida.  O livro é realmente uma graça, e mesmo para quem não gosta muito de livros que falem de bruxas, ele tem várias partes engraçadas e vão fazer você rir muito.

Super recomendado!




Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in