Sponsor

Mostrando postagens com marcador Fantástico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Fantástico. Mostrar todas as postagens
agosto 03, 2017

Um lado triste e feio do Mundo Literário

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO.

Tudo começou com uma mensagem que recebi no Instagram. Uma menina me perguntou se eu dava livros. Respondi a ela que tenho o hábito de doar os livros que li e não gostei ou os que recebo, mas não tenho o interesse de ler para uma biblioteca comunitária aqui de Sorocaba. Até por que não vejo e nunca vi necessidade de ocupar espaço da minha estante com livros que não não tenho interesse em ler ou de reler.

imagem: Shutterstock
A menina me agradeceu e por mim a história tinha acabo ali. Porém, dias depois em um grupo literário que participo alguém publicou um print. A mesma menina entrou em contato com outra pessoa, e foi justamente à resposta que essa colega de grupo deu que me fez começar a repensar o blog e a imagem que passo para quem me segue.

Primeiro que achei errado expor a menina para o grupo, mas o que realmente me incomodou foi à resposta; “Não eu não dou livros, eu os coleciono”. Tipo quem coleciona conhecimento e histórias? Esses foram feitos para ser compartilhados, ainda mais em um país como o nosso em que o acesso à cultura é tão difícil.  Quem assistiu essa reportagem do Fantástico sabe como a grande maioria das pessoas em nosso país não tem acesso à leitura, por que os livros infelizmente ainda são muito caros. 

A verdade é que depois disso comecei a me questionar se eu e outros blogueiros literários realmente incentivamos a leitura, ou incentivamos o consumismo. O desejo de ter livros só para postar fotos bonitinhas no Instagram e conquistar números. Por que essa mesma pessoa que tem o Instagram Literário com um número considerável de seguidores, já confessou em uma conversa que não lê resenhas. Ou seja, ela publica resenhas em seu Instagram, mas não lê a resenha que os outros publicam. Isso sem falar àquelas pessoas que nem livros que recebem de parceira leem, só que a foto está lá bonitinha (...).

Sempre achei um desperdício de dinheiro quem compra todas as edições do mesmo livro. Exemplo, todas as edições já lançadas de Harry Potter. Gente para que? A história é a mesma. Se você quer uma edição mais recente sem problemas, mas por que não doar a sua antiga?

Nunca ostentei a quantidade de livros que tenho na estante. Nunca me senti uma pessoa “melhor” por ter um blog literário. O meu objetivo quando comecei o blog era compartilhar o meu amor pela leitura e nada me deixa mais feliz, quando recebo um e-mail em que a pessoa me diz que leu e amou um livro que indiquei no blog.

Nunca me importei com números ou em me tornar uma blogueira famosa. Só quero que mais e mais pessoas se apaixonem pelos mundos maravilhosos que a literatura pode nos levar. E se até hoje não desisti do My Dear Library é por que ainda tenho esse desejo. Porém fico arrasada quando vejo pessoas sendo tão mesquinhas e egocêntricas. Você ser famoso na internet não significa absolutamente nada, se no dia a dia você não é capaz de fazer a diferença na vida das pessoas que te rodeiam. 

Estamos vivendo em uma sociedade cada vez mais egoísta em que status e números se tornaram mais importantes do que o amor e a compaixão pelo próximo e isso me deixa profundamente entristecida. Me perdoem pelo textão. Acreditem que relutei muito em publica-lo no blog, mas se eu não puder desabafar aqui, no me cantinho especial, onde mais faria isso?

Fica meu apelo e meu questionamento aos meus amigos blogueiros literários. Estamos realmente incentivando a leitura ou apenas contribuindo para o consumismo? E principalmente, não colecione livros, histórias foram feitas para serem vividas e compartilhadas ().

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in