Mostrando postagens com marcador John Green. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador John Green. Mostrar todas as postagens
18/09/2012

A Culpa é das Estrelas por John Green

A Culpa é das Estrelas por John Green.

ISBN: 9788580572261
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Número de páginas: 283
Classificação: 5 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, Submarino - Compare os Preços

Sinopse:

Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.



Não se serei capaz de descrever através de uma simples resenha tudo o que este livro me passou. Lágrimas me vêm aos olhos e sinto um aperto em meu coração. Sei que nada que eu vá escrever aqui estará à altura de algo tão dramaticamente belo.  Por isso me perdoem se algo parecer desconexo nesta resenha. Estou brigando com as minhas próprias emoções enquanto a escrevo.

A Culpa é das Estrelas não é um livro que encanta logo de cara. Assim como os seus personagens a história vai encantando aos poucos, e quando você se dá conta é tarde demais, você já foi completamente conquistado.  O autor John Green conseguiu trabalhar o drama de uma forma leve, delicada e ao mesmo tempo divertida. A sutileza que o autor usou durante toda a narrativa é de uma beleza gigantesca que me envolveu em um turbilhão de emoções que simplesmente é impossível eu conseguir traduzir este sentimento em palavras.

Hazel Grace é uma pessoa fantástica! Não só por ser uma verdadeira guerreira e lidar com a sua doença de uma forma tão lúcida e madura, chegando muitas vezes a ser mais madura que seus próprios pais. É o seu senso de humor inteligente e irônico aliado a urgência de se viver o hoje que a tornam tão especial. Por mais que ela seja “apenas” uma personagem de um livro de ficção, Hazel é o tipo de pessoa que passa pelas nossas vidas e deixa um pouco da sua força, da sua maturidade, de seu sendo de humor peculiar e por que não, da sua esperança.

Augustus, (...) como vai ser difícil falar deste menino gente, mas vamos lá. Eu quero muito um dia conhecer de verdade alguém com uma alma tão boa, tão desprendida de egoísmo e com tanto amor, carinho e fé para doar aos outros. Pense em um menino lindo, como uma enorme vontade de viver e ao mesmo tempo com um medo enorme de ser esquecido.  Imagine uma pessoa capaz de abrir mão de seu único desejo por amor. Capaz de sacrificar suas conquistas para consolar um amigo, alguém capaz de enfrentar seus maiores medos e toda dor com um sorriso estampado no rosto. Esta pessoa é o Augustus.

Agora junte esses dois seres especiais; Hazel e Augustus, o que você tem a uma linda história de amizade, companheirismo, entrega, perseverança e claro Amor. Junto estes dois jovens nos ensinam a importância de vários sentimentos e valores que hoje parecem esquecidos.  Eles nos mostram o quão precioso é um único momento em nossas vidas.

Isaac completa o time sendo mais um daqueles personagens secundários que conquista nosso coração meio que sem querer e se torna especial. Não por tudo que passa no decorrer da história, mas por não perder sua essência e se deixar abater por tudo que a doença lhe tirou.

A Culpa é das Estrelas “destruiu” com minha vida. Tanto que hoje fazendo mais de uma semana que eu terminei a sua leitura, me sinto triste por que a dor que eu senti em meu coração enquanto eu lia o livro continua aqui. E dói gente só quem leu sabe como as últimas páginas deste livro doem.  Hazel, Augustus e Isaac são personagens surpreendentes, apaixonantes e tão vivos, que a minha vontade era de poder torná-los reais para abraçar um a um, e dizer o quanto eu os admiro e me orgulho deles.

Por favor, leiam A Culpa é das Estrelas! Sei que a afirmação que fiz ai em cima pode assustar um pouco, mas muitas na vida muitas vezes é preciso destruir o que existe para reconstruir algo mais forte no lugar. A Culpa é das Estrelas é fantástico, dolorosamente triste, mas de uma pureza e beleza tão grande que todo mundo deveria ler este livro pelo menos uma vez na vida.

De todo meu coração eu espero ter conseguido passar senão tudo, mas ao menos um pouco de tudo o que senti durante a leitura deste livro. Espero que pelo menos uma parte da emoção que estou sentido agora consiga chegar até vocês através destas palavras.

Por favor, leiam A Culpa é das Estrelas!

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in