Sponsor

Mostrando postagens com marcador Um Homem de Sorte. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Um Homem de Sorte. Mostrar todas as postagens
março 25, 2012

Um Homem de Sorte por Nicholas Sparks.


Um Homem de Sorte por Nicholas Sparks.                                                                                        

Ficha Técnica.

Editora: Novo Conceito
Autor: Nicholas Sparks
ISBN: 9788563219138
Ano: 2011
Edição: 1
Número de páginas: 349
Classificação: 5 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, SubmarinoCompare os Preços.


Sinopse:                                                                                              

 “Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.”

Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

Resenha:                                                                                                                                                   


É difícil resenhar um livro que parecia tão óbvio, mas que no final acabou por me conquistar por completo. Quando comecei a ler Um Homem de Sorte não tinha grandes expectativas em relação ao livro principalmente por que os primeiro capítulos são um pouco cansativos. Porém no decorrer da leitura me vi envolvida por algo tão real e simples que quando dei por mim já estava encantada pela história.

Logan Thibault é um ex-fuzileiro naval que durante toda a guerra do Iraque inconscientemente acreditou que uma fotografia encontrada nos areais daquele país o manteve vivo. Embora ele não admiti-se isso para si mesmo, a fotografia de uma certa jovem se tornou seu talismã durante aqueles anos tão conturbados.

 Elizabeth ou simplesmente Beth é uma mulher forte e excelente mãe para Ben, fruto do seu casamento com o policial Keith Clayton com que procura manter um relacionamento amigável por causa do filho. Beth mora com a sua avó Nana a dona do canil da cidade e uma pessoa muito sábia.

Mesmo ignorando o real motivo de ter atravessado a pé o país ao lado do seu cachorro Zeus, Thibault sempre soube que estava fazendo isso por causa dela e das palavras muitas vezes repetidas pelo seu melhor amigo dos tempos de guerra Victor; Thibault andou por cinco meses para encontrar seu destino, para encontrar Beth.

O livro traz uma mensagem um tanto quanto mística, pelo menos no meu ponto vista. Acredito realmente que algumas pessoas não cruzam o nosso caminho por acaso e que as coisas acontecem quando realmente tem que acontecer. Todos nós somos de certa forma, apegados a algo ou algum objeto, santo ou talismã que acreditamos que além de nos proteger nos dá sorte. E é esse regaste da fé nas coisas simples e o valor dado por cada momento da vida que tornam o livro tão cativante.

Os personagens podem até parecer um pouco mais frios, distantes e até um pouco impessoais quando comparados com os outros livros do autor. Mas só que já sofreu grandes perdas na vida, vai entender a “frieza” dos personagens.  Thibault e Beth formam um casal maduro, que respeita o espaço um do outro e, principalmente as imperfeições e cicatrizes que cada um tem.

Não vejo Clayton como o vilão da história, mesmo sabendo que muitas pessoas que leram o livro pensam nele desta maneira. No meu ponto de vista acho que também não era à intenção do autor passar a imagem dele como vilão. Clayton está mais para o típico caso de pessoa que possui familiares importantes em uma cidade pequena. Ele era infeliz e hipócrita, não conhecia limites e por conta disso se achava acima do bem e do mal, em outras palavras uma pessoa mimada. Se ele realmente fosse um vilão não teria feito o que fez para salvar a vida de alguém.

Falar que a narrativa de Nicholas Sparks é envolvente se torna redundante até, mas em Um Homem de Sorte o autor usou de uma simplicidade tão grande para compor os personagens e o enredo que é fácil você se imaginar vivendo as situações descritas no livro.

Embora não goste muito da capa, a diagramação do livro ficou muito boa.  O fato dos capítulos serem divididos não por números mais por personagem facilitou bastante o entendimento da história, já que você consegue saber realmente o que cada um pensa e como se sente.

Depois que terminei de ler Um Homem de Sorte acreditem, fique meia hora sentada no sofá chorando. Não esperava que o livro mexesse tanto comigo. Com uma história simples e personagens tão comuns Nicholas Sparks criou uma bela história, que começou sem pretensão alguma, mas que no meio do caminho me surpreendeu de uma forma emocionante. 

Simplesmente lindo!



Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in