Resenha - A Linguagem das Flores por Vanessa Diffenbaugh.

22/07/2012



A Linguagem das Flores por Vanessa Diffenbaugh.


ISBN: 9788580410174
Editora: Arqueiro
Ano: 2011
Número de páginas: 304
Classificação: 4 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa - Compare os Preços




Sinopse:

Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio.


Acredito que todos que leram ou irão ler este livro, jamais vão olhar as flores do mesmo jeito. A Linguagem das Flores é um livro delicado e, ao mesmo tempo de uma simplicidade tão grande que nos leva a refletir sobre nossa própria vida e as escolhas que fazemos. Talvez por esse motivo ele não seja daqueles livros que você se encanta logo no começo e fica com aquela empolgação; “nossa esse livro vai ser muito bom”, ao contrário ele vai te conquistando aos poucos.

Victoria não é uma personagem fácil de se gostar, em alguns momentos ela me levou a sentir tanta raiva dela, que eu acabei ficando com raiva de mim mesma. Sabe quando você para e pensa; “Eu devia ser mais compreensiva”, pois era assim que me sentia. Por mais que não concordasse com algumas decisões e atitudes precipitadas dela eu sabia que no fundo ela agia daquela maneira para se defender. Victoria cresceu acreditando que a melhor defesa é o ataque, e que ela não tinha nascido para ser amada.

O livro é intercalado entre o passado e presente, através de fatos narrados e relembrados pela própria Victoria vamos desvendando a sua história e, descobrindo os motivos que levaram ela a se tornar a jovem  arredia e desconfiada de tudo e todos. Você pode até terminar a leitura não gostando muito dela, mas ao menos você consegue entende - lá melhor.

O livro nos apresenta uma história sem grandes personagens, já que ele narra o dia a dia de pessoas comuns, com problemas comuns que fazem de tudo para sobreviver a essa loucura que chamamos de vida.  Pessoas que trabalham duro em busca do seu sustento, enfrentando seus medos e descobrindo que acima de todas as dificuldades que passam podem ser felizes. A Linguagem das Flores, fala principalmente da importância da família em nossas vidas e nos mostra de uma forma delicada que todos têm direito a uma segunda chance.

Vanessa Diffenbaugh escreve de uma forma muito “humana”, coerente e sensível. Creio que escrever um romance que tem como plano de fundo temas como abandono, sentimento de culpa, vergonha, dor e medo deva ter sido mínimo complicado, porém a autora abordou isso de forma tão singela, que por mais pesado que o enredo se apresente, ele consegue ser doce e sutil ao mesmo tempo.

Confesso que o meu interesse por ler este livro foi mais por curiosidade, já que normalmente fujo de leituras que abordam temas emocionalmente fortes, pois sempre acabo ficando um pouco depressiva durante ou depois da leitura. Porém por mais "melancólica" que a história de Victoria seja, a luta dela pela sua sobrevivência e o amadurecimento da personagem no decorrer do livro, nos surpreende com uma bela história de perdão, gratidão e amor.

A Linguagem das Flores é um livro que nos leva a refletir sobre o verdadeiro valor da família e como esses laços que muitas vezes em nossos momentos de "rebeldia" desprezamos são os mais importantes que temos em nossas vidas. Tudo o que Victoria sempre quis era ter uma família e ser amada, mas ela precisou perder as oportunidades que a vida lhe deu de presente, para saber a dar valor a isso.

Uma história que vale apena ser lida, com calma e com muito carinho, pois assim com uma flor que desabrocha da primavera, ela vai revelando a sua beleza a cada capítulo.
Recomendo!


Comentários via Facebook

15 comentários:

  1. Parece ser o tipo de livro que no final ele lhe da muitas lições a vida. Adorei, parece ser muito bom. Talvez um dia eu leia.
    Xxx

    ResponderExcluir
  2. Essa é a terceira resenha que leio do livro e dentre as três a sua foi a que mais gostei.

    Fiquei com muita contade de ler esse livro e mal posso esperar para poder lê-lo *-*

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    blogkimygabrielli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ane!
    Tive que comentar dessa vez. haha Eu AMEI A linguagem das flores. Com certeza é um livro que nunca vou esquecer e, apesar de ser "forte", quero reler em breve! A história é tão linda... O modo como as flores são inseridas na trama, como forma de comunicação, é lindo e tão diferente!
    Confesso que fiquei bem chocada já lá pelo finalzinho depois que a Victoria passa por tudo o que passou, mas eu achei o desfecho perfeito!

    Beijão ;*

    ResponderExcluir
  4. Só vejo ótimos comentários sobre esse livro, mas mesmo assim ele não despertou meu interesse. Li Nove plantas do desejo e a flor de estufa que não tem nada a ver com A Linguagem das flores, a não ser a inserção das plantinhas na história e foi uma leitura que não me agradou e pode ter me traumatizado KKKKKK Quem sabe um dia eu dê uma chance?

    Beijos,
    whosthanny.com

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li este livro e, apesar de ter uma vontade, nunca encontro a oportunidade para comprá-lo. Até porque não é um dos livros que estou priorizando, infelizmente.

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane!
    Quando li esse livro, eu não achei lá tão bom assim. Achei a Victoria chatinha, sabe? Por isso pra mim o livro não foi lá aquelas coisas, sabe? Mas como você disse, nunca mais vi as flores do mesmo jeito.
    E aquele dicionário lindo no final?

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Sério, já tem um tempinho que quero ler esse livro. Parece ser lindo. E a sua resenha me deixou ainda mais curioso.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Ane, eu li esse livro e me apaixonei pela história, realmente a gente passa a enxergar as flores de uma outra maneira, tbm tive momentos em que senti raiva de Vitoria, mas o abandono pra ela não foi fácil, por isso essa rebeldia toda dela...
    Adorei sua resenha...

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Ane :)
    Eu já vi ótimas resenhas para esse livro, mas eu não tenho taaanta vontade assim de ler, sabe? Sei lá, algo nele não me atrai muito D: Não sei o que é, mas enfim UASHAUSHAU Ótima resenha querida, que bom que gostou.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  10. noossa eu tbm fujo desse tipo de leitura pois eu sempre fico traumatizada. Adorei a resenha.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane, adorei o que você citou sobre a narrativa. Também fujo um pouco das histórias melancólicas, já que fico bem abalada também, mas acho que algumas parecem valer a exceção.
    Esse livro não tinha me deixado muito curiosa a princípio, mas sua resenha despertou algo diferente, talvez eu leia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Quero tanto ler esse livro... O pior é que já faz tempo e eu nunca arrumo espaço pra ele na minha agenda, rs.
    Sou o contrário de você, pois adoro livros melancólicos. Gosto de livros que têm certa carga, por isso agora estou ainda mais interessada em A Linguagem das Flores. Talvez meu problema seja com Victoria e suas tentativas de me irritar. Espero conseguir lidar com ela, rs.
    Beijos!

    http://www.ultimoromance.com/

    ResponderExcluir
  13. Ah, confesso que acho a capa desse livro linda, mas como você também fujo de leituras que abordam temas emocionalmente fortes. Pela sua resenha a história aparenta ser linda e emocionante, porém não sei se leria o livro, não ando em um momento muito bom. Enfim, adorei a sua resenha:)

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
  14. Ah! Estou apaixonada por essa capa,tão linda!
    Gostei muito da sua resenha, o que me deixo mais curiosa ainda para ler este livro.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  15. ei Ane,
    sou doida para ler esse livro, parece ser uma história muito fofa.
    Sua resenha me deixou bem animada e em breve comprarei meu exemplar. por enquanto, vou dar uma olhada ao virtual a ver que acho ^^

    http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Linguagem-das-Flores pra quem quiser galera!

    beijos!

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por