Resenha - A Lista Negra por Jennifer Brown.

18/08/2014

ISBN: 9788565383110
Editora: Gutenberg
Ano de Lançamento: 2012
Número de páginas: 272
Classificação: Ótimo
Onde Comprar: Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Submarino - Compare os Preços.






Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre autoconhecimento e o perdão.

Alguns livros são mais difíceis de resenhar do que outros, em especial quando possuem uma história tão densa e perturbadora como A Lista Negra. Embora eu já meio que soubesse do que se tratava à narrativa, confesso que não estava totalmente preparada para as emoções que tomariam conta de mim no decorrer da leitura. Na verdade enquanto me preparo para “tentar” escrever essa resenha estou revivendo todas elas novamente.

Valerie Leftman sempre sofreu com o bullying no colégio em que estudava, e por um bom tempo ela suportou todas as piadas e brincadeiras sem graça calada.  Era um fardo pesado demais para alguém carregar sozinha, então era resolveu escrever em um caderno tudo e todos e a incomodavam como uma forma de desabafar o que sentia. Mas, um dia Valerie conheceu um menino que ia mudar a sua vida de uma maneira que ela jamais poderia imaginar. Quando o seu caminho cruzou com o jovem problemático Nick Levil, ela sentiu que finalmente ela tinha encontrado alguém que a entendia de verdade.

Ao começarem a namorar Valerie e Nick passam a dividir não apenas os bons momentos, mas seus problemas, como também o caderno de Valerie que era chamado pelos dois de a Lista Negra.  Porém, no dia 2 de maio de 2008, o caderno deixa de ser apenas uma brincadeira isolada de um casal de namorados que se sentem deslocados no colégio.  Nick entra armado no colégio com um único objetivo, - eliminar todos que estão com o nome na Lista Negra.

Mesmo sem entender direito o que estava acontecendo, Valerie sentiu que tinha que fazer com que Nick parasse com aquilo. Agindo por instinto ela salva a vida de Jessica Campbell, uma das garotas que ela mais odiava ao mesmo tempo em que leva um tiro. Nick acaba tirando a própria a vida e deixando Valerie sozinha, tendo de lidar com toda a desconfiança dos que assim como ela sobreviveram a tragédia. Alguns acreditavam que ela também era culpada pelo atentado, afinal a Lista Negra foi a principio criação dela. Sua família, seus antigos amigos, todos a olham com se ela fosse de alguma forma responsável pelos disparos, apesar de ter sido mais uma das vitimas daquele dia fatídico. Mas, até que ponto Valerie é inocente ou culpada pelo o que aconteceu?

Esta é a pergunta que me faço até agora toda vez que penso no livro. O bullying infelizmente é uma realidade seja na escola, no trabalho, nas redes sociais e muitas vezes aquilo que vemos como um apelido “inocente”, ou brincadeira “boba” acaba fazendo a outra pessoa sofrer muito. A verdade é que nem sempre conseguimos medir a “maldade” por trás de algumas palavras e atitudes que tomamos todos os dias. Sempre acho complicado demais você julgar uma pessoa, e de verdade não me sinto no direito de fazer isso, e por isso em muitos momentos enquanto lia o livro, me vi perdida sem saber como “olhar” para Valerie.

Apesar de ser uma obra de ficção, já assistimos inúmeras histórias parecidas nos telejornais, e a maneira com a autora Jennifer Brown construiu a narrativa deixou tudo muito próximo e real. Os personagens são tão “comuns” que em muitos momentos me peguei imaginando como eu lidaria com esse tipo de tragédia. Imaginei-me com cada personagem da história e em todos os casos eu ficava, triste, revoltada, desolada (...), bem não sei expressar direito como me senti e me sinto de fato em relação a esse livro (...).

“As pessoas fazem isso o tempo todo, - acham que ‘sabem’ o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar a sua vida”.

A Lista Negra possui um daqueles enredos dolorosos, em que tanto a história e seus personagens nos acompanham um bom tempo ainda após a leitura. Um livro que nos leva a refletir nossas atitudes e principalmente, o quanto estamos dispostos a perdoar os outros e a nós mesmos.

Comentários via Facebook

27 comentários:

  1. Oi Ane.
    Como assim o cara no livro entra armado na escola pra matar todo mundo e eu ainda não li? UASHAUHS Brincadeiras a parte, esse livro parece ser bem tenso e cheio de emoções diversas. Espero poder ler em breve. Adorei sua resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii,

    Parece loucura, mas eu adoro livros com esses enredos tensos assim. Que nos prende, nos traz diversas sensações.
    Gostei muito da sua resenha :))

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  3. Fiz a resenha deste livro recentemente e eu adoro-o, se quiseres ver aqui está
    http://diariosdeumadesconhecidacomilona.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. o livro trabalha questões interessantes a até mesmo atuais! sim, eu gostaria de ler!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler esse livro, parece ser um "dos bons"

    Tudo Que Motiva

    ResponderExcluir
  6. Gosto de livros que mexam com realidade vigente - realidade palpável, realidade real, mesmo. E acho que a realidade é quase 100% bem retratada quando autores se debruçam sobre problemas fatídicos em nosso dia a dia. Passou um filme pela minha cabeça dos desastres de pessoas perturbadas por seus fantasmas despejados pela crueldade de outros enquanto eu lia sua resenha. Já conhecia um tanto esse livro - outras pessoas que conheço leram, outros blogueiros também, e eu confesso que nunca dei muito atenção por ter um preconceito... absurdo contra essa capa. A acho horrorosa. Mas o conteúdo é pela primeira vez, com a sua resenha, que me impacta tanto. Acho que devo dar uma chance pr'uma leitura perturbadora e "tapa na cara", por assim dizer.
    Adorei mesmo a resenha! Ótima! Beijão!


    Achou O Quê?:
    http://achouoque.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. esse livro me lembra muito Precisamos falar sobre o Kevin, embora o livro da diva Lionel traga a visão da mãe, sobre seu filho problemático que promove uma chacina na escola.
    Eu comprei A lista negra assim que lançou por conta disso, mas até hoje não li. Grande erro. Preciso ler o quanto antes.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. Já li muitos comentários sobre esse livro, e agora procuro um exemplar para ler. Acho interessante ler sobre bulliyng para entender melhor o que é e ter uma noção do que fazer ao passar por isso ou presenciar.

    Beijos! || ap56.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Já ouvi falar desse livro, tenho muita vontade de ler.
    Beeijos
    http://cookierobsten.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Pelo que consegui entender em sua resenha, achei que o livro mexeu bastante com você e de certa forma eu admiro autores que conseguem causar esse efeito.
    Adorei sua resenha!!

    Ah, achei lindíssimo seu blog e amei conhecê-lo. Beijos.
    sckittyworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Fernanda =)

      Obrigada pela visita! Sim, realmente a leitura de A Lista Negra me marcou bastante e com certeza ele será um livro que vou indicar para todos.

      Beijos;***

      Ane Reis.
      mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
      @mydearlibrary


      Excluir
  11. Olá, tudo bem?
    Sempre li muitas críticas positivas sobre este livro, mas algo nele não me despertava interesse. Quando li a sua resenha mudei totalmente de opinião e ele já está na minha lista de desejos!

    Beijinhos,
    Rafa Mello-Eu + Livros
    www.eumaislivros.com.br

    ResponderExcluir
  12. Gostei da resenha Ane. Parece ser uma trama realmente bem complexa e densa. Aprecio bastante esse tipo de temática, que remete ao bullying, e se tiver a oportunidade pretendo lê-lo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Ariane

    Falar sobre esse livro é bem complicado para mim porque diferente do que aconteceu com todo mundo eu não gostei tanto assim.
    Eu também preferi não julgar. Não julguei Valerie ou Nick, não é justo culpar ou absorver alguém quando não somos nós que estamos passando por aquela determinada situação.
    O meu problema com o livro foi a forma como os personagens foram retratados.
    Valerie tentava mostrar um Nick romântico e carinhoso e eu só conseguia enxergar um cara estranho e com pensamentos mórbidos. Quanto a própria Valerie, apesar de me irritar algumas vezes com suas atitudes, também desenvolvi uma certa empatia por sua situação.
    Apesar de ser um livro denso e com uma temática que sempre me envolve, acho que faltou alguma coisa, me arrisco até a dizer que faltou mais emoção.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Parabéns pela resenha! Gosto de histórias tensas, ainda mais quando há fatos que acontecem a todos.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Já ouvi e li muito sobre o quanto esse livro é assim, doloroso, mas muito bom. Esse tema acabou virando algo 'batido' de tanto que é falado, mas infelizmente, ainda acontece e muito nas escolas e vizinhanças por aí. Fiquei muito curiosa com a leitura dessa narrativa, a autora parece trazer esse assunto de uma forma lúcida e muito boa. Ótima resenha ><

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Esse é um livrinho que está há tempos na minha lista, mas não tive tempo ainda!
    Adorei ver ele aqui
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  17. Oi Ari, tudo bem?

    Imagino que o livro seja um pouco pesado mesmo. Falar de Bullying é sempre complicado. Mas tenho muita vontade de ler esse livro. Quem sabe não compro na Bienal? =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Esse livro é muito bom mesmo. Eu me peguei sentindo coisas que nem imaginava, como achar que eles mereceram o que aconteceu, mesmo sabendo que por pior que alguém faça, ninguém merece a morte. Eu nem resenhei ele, pois não sabia o que dizer.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  19. Oi, Ane!
    Eu realmente quero ler este livro.
    Já li inúmeras resenhas sobre ele e todas falam que realmente é uma leitura dolorosa e por vezes pesada. Acredito que gostarei. Já fui vítima do bullying e poucas pessoas têm noção de como isso prejudica alguém em vários aspectos.
    Ótima resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  20. Nossa!
    não conhecia o livro! e meu deus, já fiquei tensa ao ler a resenha... imagine ler o livro!
    Toda vez que leio sobre o assunto fico repensando todos meus atos quando era mais nova... se um dia eu fui tão perversa com alguém... Afinal falem o que quiser, mas as crianças são os seres mais malvados da face da Terra!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  21. Oi Ane! Eu amo este livro, eu peguei emprestado para ler e gostei tanto que a pessoa deixou comigo, é uma história triste e que mexe conosco, eu fechei e não consegua achar outro que pudesse preencher minhas leituras naquele momento, vivi uma ressaca após este livro. Já li outros que abordam tema semelhante, mas nenhum superou.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  22. Eu quase comprei esse livro uma vez. Quase. Me parece realmente "pesado" porém essa capa engana por passar a imagem de algo mais leve. Espero ter a oportunidade de o ler já que passei por bullying e gostaria de saber mais da história. De tentar entender Valerie

    Beijo,
    Larissa ♥
    Vitamina de Pimenta

    ResponderExcluir
  23. Interessante este livro.
    Bullying é coisa complicada. Não dá para prever quando a pessoa que sofre vai fazer quando chega no limite.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  24. Aproveitando...
    Estou na final do concurso da melhor poesia no Ostra da Poesia
    A minha é “Eu choro em silêncio”, se achar legal, vote nela.
    Precisa votar nos comentários e depois confirmar o voto no chat cujo banner está a direita da flecha piscante.

    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Oi Ane,

    Não tinha ouvido falar desse livro ainda, a história parecer ser bem "pesada" e intensa. Espero ter a oportunidade de ler. Adorei a resenha.

    Beijos =)

    http://reviewiing.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Ane, tudo bom?

    Eu até comecei a ler esse livro uma vez, por indicação da Amanda do Lendo & Comentando, mas a leitura acabou não fluindo para mim. Não sei... Ainda acho que estava de ressaca literária, mas a estória não me cativou naquele momento, sabe? Pretendo dar uma nova chance para ele em breve.

    Beijos!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por