23/01/2019

O Amante da Princesa por Larissa Siriani.

| Arquivado em: RESENHAS.


Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.




ISBN: 9788576866800
Editora: Verus
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 224
Classificação: Muito Bom
Sinopse: Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes... E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

Para primeira leitura do ano, estava em busca de algo mais leve e por isso acabei escolhendo um dos romances de época da minha meta dos 12 livros para ler em 2019. O Amante da Princesa da autora nacional, Larissa Siriani acabou se revelando uma grata surpresa. Uma narrativa fluida e doce que conseguiu me cativar no primeiro capítulo e deixou meu coração mais quentinho.

Maria Amélia de Bragança, sabe que pessoas na realeza nunca se casam por amor. Por esse motivo, a princesa do Brasil não está nem um pouco ansiosa para o seu casamento como Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Afinal, como podem imaginar que ela esteja feliz em se casar com alguém não conhece. Por isso enquanto espera a chegada de seu noivo no Palácio das Janelas Verdes, Maria Amélia não está com o melhor dos humores, porém o que a princesa não imaginava é que o arquiduque não chegaria sozinho.

Klaus Brachmann é o melhor amigo de Maximiliano, e bastou apenas uma olhada para a princesa para que o jovem e charmoso marques decidisse a seduzir Maria Amélia só pelo prazer da conquista. A princípio Maria Amélia acha as investidas da Klaus um tanto quanto impertinentes, mas uma viagem inesperada de seu noivo, acaba tornando a relação da princesa com o marquês mais íntima por assim dizer.

E quanto mais tempo passa ao lado de Klaus, mais Maria Amélia tem certeza que não será feliz em um casamento sem amor. Do mesmo modo que o marquês vai percebendo que aquilo que começou com um simples desafio, acabou se tornando um sentimento maior e muito mais forte do que ele jamais imaginou sentir.

Será que Maria Amélia deixará de lado suas obrigações para com o seu país e a sua família por conta de um grande amor? E como o arquiduque da Áustria vai reagir quando descobrir que seu melhor amigo se apaixonou por sua noiva prometida. Entre beijos roubados na calada da noite e reviravoltas do destino, Maria Amélia e Klaus vão descobrir que o amor surge quando menos se espera por ele.

O Amante da Princesa seria um típico romance de época se não fosse as “licenças poéticas” utilizadas pela autora e seu final nada clichê. Larissa Siriani usou de uma forma bem concisa fatos e personagens reais para construir uma bonita história de amor, com personagens cativantes e uma narrativa envolvente. 

Não nego que achei as atitudes de Klaus a princípio um tanto mesquinhas, do mesmo modo que a “bênção” de Maximiliano para que o melhor amigo “cuidasse” de sua noiva me pareceu não somente absurda, mas um desrespeito com a própria Maria Amélia. Sei lá, isso me deixou com a sensação que para Max, a princesa era uma “propriedade” valiosa que precisava ser cuidada. Ok! Sei que posso estar problematizando algo que provavelmente era comum na época, mas isso não torna o comportamento do arquiduque aceitável de qualquer forma.

Gostei muito da Maria Amélia, e verdade seja dita ao começar a leitura o meu maior medo era que ela fosse daquelas protagonistas mimadas e cheia de futilidades. Só que para a minha surpresa, Maria Amélia é uma personagem forte que sabe o que quer. E mesmo com todos os seus ideais românticos e gentileza, sabe se impor e usar de sua mente rápida e língua afiada quando necessário. A química entre ela e Klaus é incrível, o que torna praticamente uma missão impossível não torcer pelo casal, apesar das atitudes nada “cavalheirescas” de Klaus no princípio.

Essa foi a minha primeira experiência com uma obra da autora Larissa Siriani e gostei muito do que encontrei. Com capítulos curtos, O Amante da Princesa possui um ritmo fluido e gostoso de se acompanhar. Embora seja um livro relativamente curto e com o enredo bastante focado nos protagonistas, a autora soube como trabalhar os personagens secundários dando a eles um peso importante no desfecho final da trama.

Porém não posso deixar de citar dois pontos que me incomodaram um pouco: O primeiro as frases em alemão presentes em alguns diálogos sem as notas de rodapé. E o segundo o desenvolvimento e andamento “instantâneo” da narrativa. Tipo as coisas acontecem “rápido demais” e alguns elementos acabam ficando perdidos na narrativa.

 “- Não é o tempo que determina o amor. Há pessoas que se apaixonam em poucas horas, outras que passam décadas sob o mesmo teto sem nunca se amarem.”

Para quem busca uma leitura rápida e envolvente, O Amante da Princesa é um romance leve e garante horas agradáveis de leitura. Além disso, mesmo com todos os clichês presentes na construção da história, Larissa Siriani escreveu uma história que me cativou, surpreendeu e ao final me deixou com lágrimas nos olhos e o coração quentinho. Ou seja, posso garantir a vocês que comecei meu ano literário com o pé direito.

Nota: A princesa Maria Amélia e o arquiduque Maximiliano realmente existiram. Mas, ao contrário do romance, O Amante da Princesa os registros históricos contam que os dois se apaixonaram perdidamente um pelo outro. Infelizmente Maria Amélia faleceu precocemente, antes de seu casamento. Já Klaus Brachmann é apenas um personagem fictício.

Comentários via Facebook

18 comentários:

  1. Oie
    Desde que lançou este livro eu quero ler, ainda mais que é Nacional e romance de época.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane,
    Já tinha visto alguns blogueiros comentarem sobre esse final nada clichê, e foi o que me deixou mais curiosa em relação ao livro.
    Espero ler em breve, ainda não li nada da autora.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane,

    Já tinha visto a capa desse livro, mas não tinha parado para ver mais da história.
    Gostei muito da premissa da autora, e já gostei por ser nacional.
    Vou colocá-lo na lista.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane! As resenha desse livro tem opiniões diversas e você uma das pouca pessoas que falou com tanto carinho da obra. No momento eu não pretendo ler, quem sabe outra hora. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane! Tudo bom?
    Como futura historiadora eu tenho muitos probleminhas com livros que usam figuras históricas e mudam coisas do passado delas - vide Reign que é um dos maiores pesadelos da minha vida. Vi algumas críticas ao livro da Siriani a respeito disso e preferi deixar passar, já que se ler o santo não vai bater UASUHASUHASUHASUHASUHAS

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane, tudo bem?
    Parece ser um livro super bom, curti a sua resenha, já quero ler com certeza!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha, logo no começo da resenha já fiquei querendo ler o livro e quando vi que os personagens existiram (mesmo que não seja a história que teve) dá mais vontade de ler
    beijos
    lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ane!
    Também odiei Klaus e Max tratando Amélia como propriedade. De resto, gostei muito da história e o final foi bem diferente mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Oi Ane, tudo bem?
    Também não curto acontecimentos rápidos demais, mas com o livro é curtinho, talvez a autora tenha querido otimizar.
    Achei bem legal saber que a obra é boa. Li um conto da Larissa Siriani e adorei o estilo narrativo dela. Super leria esse livro!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Oi Ati, não sei pq mas achei que a trama foi mais densa do que vc falou. O fato de ter capítulos curtos super me agrada e atenta nesse final!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Amo histórias óbvias mas que surpreendem no final. Nem preciso dizer que já estou doida para conhecer essa, né?

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ane.
    Quando vi esse livro sendo lançado eu quis muito ler ele. Tanto pela capa, como pela autora que já li outros livros dela e gostei bastante. Mas então comecei a ler as resenhas e não sei se vou gostar do livro tanto assim. Não sou muito fã desse negócio de pegar pessoas reais e criar algo fictício. Mas vamos ver, quem sabe eu mudo de ideia.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi Ane,
    Eu sou fã da Larissa Siriani, adoro os livros dela, mas confesso que prefiro Amor Plus Size a este, rs.
    Talvez por ser de época, e eu não estar muito no clima de livros assim, só sei que chorei horrores na carta do final! HAHAHAHAHA
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá Ariene,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, achei bem interessante e a capa é muito bonita, parabéns pela resenha....bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane, tudo bem?
    A trama parece interessante, gosto quando autores utilizam personagens reais para contar suas histórias. Dica anotada!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ane, eu tenho muita curiosidade com essa história, depois de seus excelentes comentários quero muito ler
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ane!

    Faz tempo que não leio romances de época e esse parece ser perfeito para voltar ao embalo do gênero. Uma história bem leve e que certamente prende bastante. Já desejo muito sucesso pra autora!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Eu gosto muito de ler um bom romance de época. E olha que já tem um tempinho que li algum.
    Gostei da dica, não conhecia ainda esse livro.
    Beijos
    https://recolhendopalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2019 My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in