Sponsor

Mostrando postagens com marcador A Esperança. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Esperança. Mostrar todas as postagens
novembro 24, 2014

A Esperança por Suzanne Collins

ISBN: 9788579800863
Editora: Rocco
Ano de Lançamento: 2011
Número de páginas: 424
Classificação: Regular
Onde Comprar: Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Submarino - Compare os Preços.





Sinopse: Jogos Vorazes - Livro 3
Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?

Em fim conclui a trilogia Jogos Vorazes, e talvez nesse momento em que meus sentimentos estão ainda conflitantes, o que mais se sobressai é o de decepção.  Sim admito que nunca fiz o tipo fã de carteirinha da série, mas isso não significa que eu não estava esperando um final digamos, - épico.  Porém como vocês podem perceber, ao mesmo em meu ponto de vista isso não aconteceu. Infelizmente (...).

Para quem tem medo de spoiler pode pular para o terceiro parágrafo. Embora eu acredite que todo mundo já deve conhecer em parte a história.

Katniss sobreviveu aos Jogos Vorazes pela segunda vez. Porém, como retaliação pelo o que ela fez na arena a Capital destruiu o Distrito 12. Refugiada com sua família no lendário e mais vivo do que nunca Distrito 13, ela luta para não sucumbir à loucura que todo o sofrimento que a arena lhe causou. Mas, para desespero de Katniss o pesadelo ainda não acabou. Peeta é refém do presidente Snow na Capital e os rebeldes querem que ela seja o símbolo da revolução, - o Tordo.

Agora que o acerto de contas está próximo, Katniss entrará na arena mais uma vez para lutar por aqueles que ela ama e por desconhecidos que vem nela a sua ultima esperança. Porém, dessa vez não haverá vitoriosos e derrotados. Quando essa edição dos Jogos Vorazes acabar, restará apenas a sobreviventes e a sombra do que um dia foi Panem.

Assim como nos livros anteriores A Esperança é divido em partes e narrado pela protagonista o que deixou a primeira metade da história bem parada e até um pouco repetitiva. Vemos uma Katniss completamente transtornada tentando encontrar o sentido de viver e lutar novamente. Ok! Eu entendo que ir e sobreviver à arena duas vezes não deve ser fácil para ninguém, mas foi pouco desconcertante ver como a personagem “decaiu“ nesse ultimo livro.  Fiquei com a impressão que a personalidade dela foi completamente desconstruída.  Fato que esse deixou a trama mais lenta e sombria.

Em minha opinião a narrativa teria ficado mais interessante se a Suzanne Collins tivesse explorado outro lado da história, mostrando o que estava acontecendo com o Peeta na Capital. Não sei, mas eu ao menos esperava encontrar mais ação em A Esperança. Uma explicação, por menor que fosse dos vários pontos que ficaram vagos durante o desenvolvimento da série. Na verdade agora que conclui a trilogia, me parece que ela foi escrita apenas com o intuito de descrever o martírio da Katniss e o egoísmo das pessoas.

Durante toda a leitura e passei por cima de muitas “licenças poéticas”, como o fato de que em meio a uma guerra, os lideres da revolução estão mais preocupados em como a Katniss vai aparecer na televisão do que com a vida do seu povo. Só eu achei isso sem sentido e mesquinho? Porém o que mais me irritou e decepcionou, foi o desfecho que a autora deu para alguns personagens. Enquanto eu lia, fique pensando que se era para eles terem um fim tão “ridículo”, por que a autora não “eliminou” eles antes. Foi uma verdadeira falta de respeito dela para com os personagens e seus fãs a forma como as coisas aconteceram.

A sensação que eu tenho é que a Suzanne Collins, já estava cansada de escrever a saga de sofrimento da Katniss. A Esperança foi o final mais frustrante e descuidado que li em minha vida. E não digo isso apenas por causa das mortes e a meu ver foram totalmente desnecessárias.  Já estou acostumada com isso nos livros. O problema é que o final em si não fez sentindo. Pareceu que toda a luta e todas as perdas foram em vão, e que durante o tempo todo a Katniss só era uma peça descartável em um jogo político cruel.

“Há coisas às quais é impossível sobreviver.”

A Esperança é um enceramento um tanto deprimente para uma trilogia que tinha tudo para ser fantástica. Ao final não houve heróis e nem vilões, apenas a incerteza se tantas perdas e sofrimento eram realmente necessários (...).

Veja também:

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in