Sponsor

Mostrando postagens com marcador Em Chamas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Em Chamas. Mostrar todas as postagens
novembro 28, 2013

Em Chamas por Suzanne Collins

ISBN: 9788579800641
Editora: Rocco
Ano de Lançamento: 2011
Número de páginas: 413
Classificação: Muito Bom


Sinopse: Jogos Vorazes - Livro 2.
Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado. A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos - transformados em verdadeiros ídolos nacionais - podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los sob controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente.



Tudo bem que eu não sou o que se pode chamar de “fã número um”, da trilogia Jogos Vorazes. Na verdade após ler o primeiro livro, não consegui entender o que tanta gente tinha visto nessa espécie de “BBB mortal literário”, porém após ler o segundo livro da trilogia talvez, - e digo talvez por que ainda não estou muito certa, acho que consegui entender a essência da história.

Para fugir de spoilers pulem para o antepenúltimo parágrafo. Como se muitos de vocês já não conhecessem a história toda, mas (...) é sempre bom avisar.

Depois de vencerem os ultimo Jogos Vorazes, Katniss e Peeta não podiam imaginavam que a sua vitória mudaria não apenas suas vidas. O fato dos dois terem desafiado o poder da Capital e dividido o primeiro lugar, no ponto de vista do presidente Snow foi um grande ato rebeldia e está causando o que ele mais temia; a população está começando a acordar. A vitória do miserável casal do Distrito 12 deu esperança para o povo finalmente começar revolta. 

Sem saber o que acontece nos demais distritos Katniss se vê perdida tanto entre seu relacionamento mal resolvido com Peeta, como pelos seus sentimentos, mais mal resolvidos ainda por Gale. Em meio a tudo isso a visita nada amigável do presidente Snow e a viagem durante a turnê da vitória deixam bem claro para ela, que algo está prestes a acontecer. Algo que ela indiretamente começou na arena.  Katniss presente que mais uma vez tanto a sua vida como daqueles que ela ama corre perigo.  Ao ter que enfrentar a arena dos jogos mais uma vez, ela só tem um ideal, - manter Peeta vivo.

O que mais me incomodou em Jogos Vorazes foi sentir que a história tinha mais potencial do que de fato foi abordado no livro. Se eu for bem sincera, e lógico vou ser tive a sensação que “era barulho demais, para livro de menos”.  Só que, Em Chamas a narrativa conseguiu me prender mais, despertar em mim aquela necessidade de saber o que vai acontecer na página, no capitulo seguinte.

Não sei se o meu problema com Jogos Vorazes, foi o fato de eu achar meio “mórbido” um bando de adolescentes presos em uma arena tendo que assassinar uns aos outros, por causa de uma tradição ridícula imposta por um governante que no mínimo sofre de algum distúrbio de comportamento muito sério. Mesmo que Em Chamas, os jogos ainda são uma realidade na história, mas de certa forma o fato do livro abordar mais a revolta da população e a sua vontade em acabar com os desmandos de um governo opressor e todo esse banho de sangue desnecessário, deu ao livro um ritmo.

Infelizmente a protagonista da série, Katniss ainda não conseguiu conquistar a minha simpatia. Na verdade nesse segundo livro ela conseguiu a façanha de me deixar em alguns momentos mais irritada com as atitudes dela do que no primeiro livro. Tudo bem, que passar pelos Jogos Vorazes é realmente uma situação traumatizante para qualquer pessoa, mas de certa forma toda aquela segurança que ela tinha em Jogos Vorazes, foi substituída por algo que eu não sei explicar direito. Não é insegurança propriamente dita, mas toda a confusão de sentimentos que ela passa por causa do Gale e do Peeta é bem (...) “chatinha”.

Gostei de conhecer mais sobre os demais distritos de Panem, como também conhecer os outros tributos, em especial o Finnick e a Mags do Distrito 4. A autora Suzanne Collins, ter dado essa abertura na história, explorando os demais personagens, revelando até mesmo um pouco mais sobre o Haymitch, deu a narrativa um pouco mais de emoção, o que de certa forma contribuiu para o meu envolvimento com a história.  Assim eu fiquei tão envolvida com durante a leitura, que confesso que em alguns momentos eu queria dar “uns tapas” na cara do presidente Snow.

A escrita da Suzanne Collins manteve o nível, inclusive na parte de colocar detalhes aparentemente desnecessários na história.Em Chamas não apresenta nada muito espetacular quando ao seu desenvolvimento, a grande diferença mesmo é que o enredo ganhou mais elementos de distopia o que acabou me cativando bastante. Na verdade eu fiquei surpresa ao perceber o quanto eu gostei de Em Chamas. Tanto que estou roendo as unhas para saber como a trilogia acaba, (apesar de já ter lido alguns spoilers).

“- Katniss, quando você estiver na arena...
- O quê? - pergunto, na defensiva.
- Basta se lembrar de quem é o inimigo.”

Depois desse quote, não preciso falar mais nada, não é?  Pode não ser o livro mais surpreendente da sua vida, mas que vai deixar você morrendo de curiosidade para saber o que vai acontecer a isso vai.


Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in