Sponsor

Mostrando postagens com marcador P.S Eu te Amo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador P.S Eu te Amo. Mostrar todas as postagens
outubro 07, 2012

P.S Eu te Amo por Cecelia Ahern


P.S Eu te Amo por Cecelia Ahern.

ISBN: 9788581630625
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Número de páginas: 368
Classificação: 3/5 estrelas
Onde Comprar: FNAC, Livraria Cultura, Livraria Saraiva, Livraria da Travessa, Submarino - Compare os Preços

Sinopse:

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.





Assim como todo mundo que assistiu ao filme, quando soube do lançamento de P.S Eu te Amo pela editora Novo Conceito fiquei ansiosíssima para ler o livro, me emocionar e encantar novamente com a linda história de Gerry e Holly. Porém, infelizmente vou ter que admitir que, o filme funcionou muito melhor comigo. Sim vocês acabaram de ler exatamente isso: “o filme funcionou muito melhor comigo”.

Eu sempre acabo achando ao contrário que os livros são melhores que os filmes e tudo mais. Só que mesmo P.S Eu te Amo sendo um livro realmente lindo, eu não consegui me emocionar tanto com a sua leitura, como me emocionei assistindo o filme. Acredito que grande parte disso se de pelo fato dê que não consegui me identificar em momento algum com a Holly, mas antes que alguns de vocês me joguem pedras deixe-me explicar minhas razões.

Já perdi alguém que amava muito e nem por isso eu fique em casa sentindo pena de mim mesma. Tudo bem, Gerry era o grande amor da vida dela e claro que dói, mas em meu ponto de vista é muito egoísmo da parte dela desistir de viver, enquanto ele lutou até o final. E se não bastasse isso, ele ainda se preocupou em deixar uma espécie de “10 mandamentos” para que ela conseguisse viver sem ele. Sim realmente muito romântico e bonito, porém mesmo essa atitude protetora de Gerry me fez gostar da Holly. Não consigo aceitar o fato de uma pessoa ser tão dependente de outra para tomar decisões simples na vida. Desculpe-me, mas simplesmente não consigo.

Gente não que eu seja insensível, quem me conhece sabe que eu choro vendo comercial de TV, só que o livro não me convenceu como romance. Na verdade ele me passou a sensação de ser um livro mais sobre o valor da família e da amizade do que romance em si. Não que eu não tenha me emocionado claro que me emocionei, porém, por mais que houvesse momentos em que meus olhos ficassem marejados, eu simplesmente não consigo suportar pessoas que ficam inventando desculpas e se lamentando o tempo todo para não enfrentar os problemas.  E a Holly de encaixa bem nesta descrição.

A parte boa é que o livro não fica focado apenas em Holly e sua viuvez. A narrativa conta com momentos engraçados e divertidos, que ficam por conta da grande e barulhenta família de Holly. Não sei, mas pelo menos para mim o livro teria funcionado melhor se a autora tivesse dado uma importância maior a esses momentos e para alguns personagens com Jack, irmão mais velho de Holly, ou para o próprio pai dela. A participação destes personagens me soou vaga demais. O mesmo não posso falar da irmã caçula de Holly, Ciara uma das melhores personagens do livro, em minha opinião.

As melhores amigas de Holly também se destacam bastante. Sharon merece o "prêmio Nobel da paciência", por que dificilmente algumas pessoas teriam a paciência que ela teve com a Holly em certas ocasiões. Já para Denise a vida era uma constante festa, só que por mais que ela parecesse uma pessoa egoísta e superficial, em muitos momentos era a sua personalidade mais “controlada” que mantinha o clima e o ritmo de leitura agradável.

Eu gostei bastante do livro em si, porém eu esperava algo a mais e, essa expectativa infelizmente não foi atingida. A história no geral é bonita, leve, meiga e descontraída, só que no requisito romance e emoção ele deixou muito, mas muito a desejar. Um fator bem positivo, é que o final não é muito clichê e isso me surpreendeu bastante. Não me arrisco a dizer que é visível o amadurecimento da personagem principal, mas você consegue perceber que ela está caminhando para isso.

Embora não tenha chorado rios durante a leitura como chorei assistindo ao filme, P.S Eu te Amo foi uma leitura agradável, e consegui fazer com que ao longo de todo o livro eu de certa forma me envolvesse com a história e me senti-se próxima dos personagens. O que é mais um ponto positivo para a autora Cecelia Ahern.

O livro pode não ter entrado para os meus favoritos, mas é uma leitura que eu indico para quem está à procura de um livro doce na medida certa. Vale apena!


Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in