Sponsor

Mostrando postagens com marcador redes sociais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador redes sociais. Mostrar todas as postagens
março 24, 2019

Nossas frágeis conexões

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO

imagem: Shutterstock

Vivemos tão conectados e nunca nos sentimos tão sozinhos. Acreditamos conviver em uma grande comunidade, mas desconhecemos as pessoas que moram na casa ao lado. Em um mundo onde tudo surge e acaba tão rápido, nossas relações se tornaram rasas.

Passamos a nos importar mais com a vida de uma celebridade do que com que anda acontecendo à nossa volta. Medimos o quanto somos amados pela quantidade de likes e comentários que recebemos em uma publicação. Deixamos de viver a vida real para nos contentar em ver a vida passar através de uma tela.

Comparamos nossas vidas e nos perguntamos o porquê coisas boas só acontecem com os outros e nunca com a gente. Trocamos relações por conexões, amizades por seguidores, relacionamentos por matchs.  Conversas por mensagens que nem sempre são respondidas.

Queremos tanto nos sentir parte de algo e na verdade sem perceber acabamos cada vez mais isolados em nossas bolhas virtuais. Competimos por atenção e popularidade, em um mundo feito de algoritmos e ações patrocinadas. Nos tornamos dependentes da opinião e aprovação alheia.

Quando vamos perceber o quanto isso tudo é frágil. Até quando vamos desejar viver uma realidade que não é a nossa. Aquele um por cento perfeito compartilhado em um dia ruim.

Quando vamos nos lembrar que não são os momentos publicados que nos marcam. E sim justamente aqueles que estamos tão envolvidos uns com os outros que esquecemos de fotografar.

Quando vamos entender que a vida é um sopro e a única coisa que deixamos e levamos ao partir não são números, e sim o bem que fazemos para o outro.

Tire um pouco os olhos da tela do seu celular e olhe para sua janela. Veja o dia lindo que está lá fora. Respire fundo e sinta o calor do sol e a brisa suave em seu rosto.

Deixe de curtir tanto a vida dos outros para curtir a sua. Perceba o quando ela é linda, plena, maravilhosa e frágil. Agarre-se a ela com toda força! Antes que ela passe por você rápido demais, como mais uma atualização no feed.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in