Resenha - A Felicidade por Richard Paul Evans.

26/05/2013


ISBN: 9788580446555
Editora: Lua de Papel
Ano de Lançamento: 2013
Número de páginas: 256
Classificação: Muito Bom


Este livro foi enviado como
cortesia para resenha.


O Caminho – Livro 3.

Sinopse:
Ainda cambaleante pela perda súbita da esposa, da casa e da empresa, Alan Christoffersen, um ex-publicitário de sucesso, deixou tudo que conhecia para trás e partiu numa extraordinária travessia pelo país. Levando somente sua mochila, saiu de Seattle em direção a Key West, ponto mais distante em seu mapa. Agora, já quase na metade de sua trilha, Alan segue caminhando quase 160 km, entre o Dakota do Sul e St. Louis, mas são as pessoas que ele conhece ao longo do caminho que dão o verdadeiro sentido de sua jornada: Uma mulher misteriosa que segue Alan por quase dois quilômetros, o caçador de fantasmas que percorre túmulos à procura da esposa, o idoso polonês que dá uma carona a ele e compartilha uma história que Alan jamais esquecerá.


Acho que de todos os livros da Série Walk, A Felicidade é o mais melancólico de todos. Talvez até mesmo o título dado a ele soe como uma grande ironia, já que “a felicidade” passou bem longe do protagonista durante toda a história. Não que eu não tenha gostado do livro, na verdade eu gostei e muito. Só estou começando a ficar um pouco “desesperada” com o fato de Alan Christoffersen passar por tantos momentos difíceis.

Em A Felicidade, Alan continua seguindo sua longa jornada em direção a Key West na Flórida, e mesmo com toda a distância já percorrida a dor pela perda da sua amada esposa McKale ainda é muito presente, como um ferimento grave que insiste em não cicatrizar. Porém, o que parecia ser o recomeço de uma caminhada tranquila acaba trazendo alguns fantasmas do passado e pessoas muito especiais que farão Alan entender de inúmeras maneiras, que para se alcançar a paz de espírito e tentar encontrar a felicidade, ele precisa aprender a perdoar.

Cada pessoa que cruza o caminho de Alan traz consigo uma história emocionante e uma lição de vida para o nosso protagonista.  Ele começa a perceber que apesar da sua dor cedo ou tarde ele terá que recomeçar e que ao final de sua caminhada ele precisará decidir qual será o próximo passo. Porém o destino ainda tem mais uma peça cruel para pregar na vida de Alan, e talvez ele esteja muito próximo do fim, - ou seria de um novo começo?

Eu gosto muito da forma com que o autor, Richard Paul Evans trabalha várias histórias paralelas para compor um enredo simples e ao mesmo tempo riquíssimo em detalhes. Mesmo que o plano de fundo da história seja um tanto dramático e em alguns momentos até angustiante, o autor consegue dar um toque de delicadeza o que deixa tudo um pouco mais suave. Não que você não sofra com o personagem. Você sofre e sofre muito! Mas aquela luzinha de esperança está lá firme e forte no final do túnel, fazendo você acreditar que no final tudo vai dar certo. E eu espero de verdade que Alan reencontre com a “dona felicidade”, afinal ele já tem sofrido tanto (...).

É sério gente! Eu fique sem chão com o final de A Felicidade. Sabe quando você fica com aquele nó na garganta e não consegue chorar de tão inconformada que ficou? Pois é eu fique assim. Eu li e reli o ultimo parágrafo e pensei: “Não pode ser (...) ele não merecia mais isso.” Mesmo o autor tendo deixado um ótimo gancho para continuação, que óbvio eu já estou doida para ler, não curti o final. Não é justo, simples assim.

A leitura seguiu o mesmo ritmo dos livros anteriores, rápida e leve só que bem menos “emocionante” do que O Encontro e O Caminho. Tipo, o livro traz toda aquela carga emocional fortíssima presente nos demais livros, mas aqui o enredo ganhou um aspecto mais voltado à “espiritualidade” mesmo, e com isso a emoção propriamente dita não chegou a ser o ponto central da história estando presente de uma forma mais sutil. Eu ainda não sei se gostei dessa mudança, mas acredito que ela é necessária para os momentos pelos quais o protagonista vai passar.

“Não sei de vou chegar a Key West ou não. Mas uma coisa eu sei: quer eu aceite a jornada ou não, a estrada virá. A estrada sempre vem. A única pergunta a que qualquer um de nós pode responder é como escolheremos encará-la.”

A série Walk possui traços de um belo romance, porém de uma forma muito mais realista e madura quando a comparamos com outros livros do gênero.  Para quem busca histórias delicadas, que nos levam a refletir e querer aproveitar a vida ao máximo fica a dica de uma série linda que nos ensina que o importante é seguir em frente, - sempre.

Recomendo!


Comentários via Facebook

17 comentários:

  1. Oi Ane! Eu li só o primeiro, não pensei que a série fosse tão longa, e nem posso acreditar que o autor seja tão cruel que faça o personagem sofrer mais a cada livro, e que titulo irônico este. Tomara que no final ele tenha algo de bom guardado para o Alan.

    Ps. O blog ficou lindo.

    Bom domingo, Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Nossa amei a resenha,gosot muito dos livros do Richard o primeiro que li foi Grace(super d+),estou louca para ler esta série mas falta tempo e cmo coloco tudo em ordem,falta muitos livros para chegar nele.
    Amo histórias assim,bem realista e reflexiva.Ficou inconformada com o fim?,da raiva mas lê o próximo livro quem sabe não fique melhor...boa sorte.
    Bjus
    Tamires C.

    ResponderExcluir
  3. Amei resenha! Acho que é um ponto de livros tocantes a capa ter duas cenas e no meio ser branco com o título ali. É algum tipo de dica "Esse livro é triste, aproveite e compra lencinhos". Nunca li nenhum livro o Richard Paul, mas ele parece ser incrível.
    Xxxx

    ResponderExcluir
  4. parte de uma série? >.<
    por qual começamos a ler?
    »»» Emilie Escreve Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O primeiro livro é "O encontro" e o segundo "O caminho". Ainda estou lendo o primeiro, mas muito ansiosa para comprar desde já o segundo :)

      Excluir
  5. Oi nossa,
    o que aconteceu no final???? Super curiosa, me parece ser um bom livro, mas agora já estou atenta, vou comprar pelo menos ele e a continuação antes de ler... Não quero morrer de curiosidade.

    P.S: Amei seu novo layout
    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ane, tudo bem? estou encantada por essa serie e espero poder logo em breve lê-la sempre recebo comentarios muito positivos sobre ela e que com certeza aumenta minha vontade de ler

    ResponderExcluir
  7. Eu me decepcionaria com o livro se fosse pra ler, pois eu iria esperar realmente que o título fizesse jus a estória, não conhecia a série e não sei se leria.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu li os dois anteriores e gostei muito. Quando vi o titulo desse, achei que as desgraças da vida dele iam acabar, mas pelo jeito não vai né? Eu estava achando que esse era o ultimo, mas vai ser serie e não trilogia.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sou louca pra ler essa série, tenho o primeiro livro, mas ainda não consegui um tempinho para ler.

    Gosto de romances que fazem refletir e gostei da premissa dos livros e como ainda não li nenhum livro doa autor, já é um ponto a mais para eu começar a ler! :)

    Como você disse, não sei se eu iria gostar dessa mudança que o autor fez no rumo da história, já que os dois primeiros focam numa coisa e agora no terceiro foca em outra, mas mesmo assim tenho vontade de ler e tirar minhas próprias conclusões sobre os livros!

    Parabéns pela resenha!
    Letícia Literature Diary

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li os outros volumes, ainda tenho que ler RSRrs
    Bjs
    eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Ane,
    Tenho a maior curiosidade em ler essa série, mas empre vou deixando pra depois, sabe?
    Acho que acompanho a série via resenhas, justamente pelo seu blog rs.

    E nem preciso dizer que fiquei super curiosa, ainda mais quando você disse que ao terminar de ler ficou com um nó na garganta.

    òtim resenha,Ane *_*

    bjinhuxxx
    Eu li e Divulgo
    http://euliedivulgo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Hum... Me lembrou Nicholas Sparks. Passo!
    Beijo,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou simplesmente apaixonada por Nicholas Sparks!! O último livro dele que eu li foi "O guardião" e gostei muito. Não consegui parar de ler, pois as últimas páginas são puro suspense. Vale a pena ler!

      Excluir
  13. Hey,
    Sabe, esses livros que tem esse tipo de final, que você fica completamente abalado e não consegue acreditar, pra mim são os melhores.

    Beijos
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  14. Oi Ane!
    Já li "A Promessa" do Richard e gostei da narrativa dele também.
    Eu tenho apenas curiosidade acerca dessa série. Acredito que há chances de me agradar, como também há chances de que eu não goste.
    Espero ler o primeiro livro brevemente e acima de tudo, gostar.
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  15. Oii Ane, já tenho os dois primeiros livros e os comprei pelas suas resenhas, mas agora to com medo de ler e sofrer rsrs, mas tenho que conhecer essa história, afinal vc gosta tanto néh, quantos livros a série terá, vc já sabe?

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por