Mostrando postagens com marcador Novembro 9. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Novembro 9. Mostrar todas as postagens
11/12/2016

Novembro, 9 por Colleen Hoover

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788501076250
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2016
Número de páginas: 352
Classificação: Ótimo
Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

S
empre que vejo um novo livro da Colleen Hoover sinto um misto de ansiedade para começar logo a leitura e receio de me decepcionar com o que vou encontrar. Acredito que seja “normal” se sentir assim quando o livro em questão é de um autor de quem gostamos muito. E por esse motivo, Novembro, 9 foi aquela leitura que comecei de mansinho e sem "grandes" expectativas, mas que a cada capítulo foi conquistando o meu coração.

9 de Novembro tem sido uma das piores datas do ano para a jovem Fallon  O’Neil.  Esse é o dia que a recordação de tudo o que ela perdeu se torna ainda mais dolorosa, porém isso está prestes a mudar. Benton Kessler entra na vida de Fallon de forma intempestiva, mas foi preciso apenas alguns minutos de conversa com o aspirante a escritor para ela perceber que quer passar seu último dia em Los Angeles com ele. Como a mudança da jovem é inevitável e nenhum dos dois pretende abrir mão do relacionamento que começaram, eles fazem um acordo. Eles prometem se encontrar todos os anos no mesmo dia, - 9 de Novembro.

Conforme os anos se passam e eles seguem com suas vidas em separado, Ben começa a escrever um romance que tem Fallon como protagonista. Já Fallon do outro lado do país, tenta retomar a sua vida do ponto em que ela parou.  Mas um ano é tempo demais para ficar longe de alguém e muita coisa pode mudar nesse período.  Quando mais fortes e profundos os sentimentos se tornam mais perto de uma dolorosa verdade Fallon se aproxima.  Afinal diferente dos livros, os romances na vida real nem sempre terminam com um, “E eles viveram felizes para sempre”.

Confesso que assim que li a sinopse de Novembro, 9 me recordei do livro Um Dia do autor David Nicholls. E me perdoem a sinceridade, mas infelizmente esse livro foi uma das minhas maiores decepções literárias. Então sim, essa que vos escreve estava morrendo de medo de se decepcionar aqui.  Porém Colleen Hoover soube pegar uma fórmula totalmente clichê e até mesmo previsível e transformá-la em uma história intrigante.

Novembro, 9  possui uma narrativa bem amarrada e cheia de reviravoltas, daquelas que nos deixam com o coração na mão. Senti que ao contrário dos livros anteriores em que o romance era o ponto central da história, nesse a autora optou em focar mais a história no drama e nos segredos dos personagens. Embora a Collen tenha abordado suas vidas em apenas uma data especifica do ano, a Fallon é uma personagem que “desvendamos” mais rápido. Já o Ben é nos capítulos finais que conhecemos sua verdadeira história e descobrindo suas reais motivações. E apesar  do relacionamento deles ser “indefinido” ainda sim ele consegue aquecer o nosso coração e nos faz ficar na torcida para que tudo acabe bem.

É visível também o quanto os personagens amadurecem durante a narrativa. Como mesmo sem se ver durante um ano todo eles conseguem manter a conexão que criaram um com o outro. Porém o que mais cativou durante a leitura foi o fato dos personagens não serem perfeitos. Tanto Fallon como Ben possuem cicatrizes, umas visíveis e outras, as mais dolorosas, escondidas para que ninguém as veja. Em muitas situações me identifiquei com os dois, o que tornou a leitura envolvente e emocionante. 

Gostei da forma como a Colleen desenvolveu Novembro, 9 no todo, mas não nego que senti  falta de alguns detalhes e achei o final um pouco corrido também. Claro que em muitos momentos meus olhos se encheram de lágrimas, mas ainda sim senti falta de alguma coisa aqui. Não sei se foi da intensidade de O Lado Feio do Amor ou da suavidade de Talvez um Dia. Novembro, 9   é uma boa mescla dos livros anteriores que li da autora, só que mesmo terminando a leitura satisfeita e até surpresa com o que encontrei, admito que esperava aquele "algo a mais" que deixa tudo ainda mais especial.

“- Amar alguém não inclui só a pessoa, Ben. Amar alguém significa aceitar todas as coisas e pessoas que este alguém também ama.”

Novembro, 9  não é apenas mais um romance clichê. Essa é uma história que fala de perdas e como elas nos ferem e nos transformam. É uma história que nos lembra de que todos nós cometemos erros e que é preciso saber perdoar os outros e a si mesmo. E principalmente que um dia é sim, capaz de mudar a nossa vida para sempre.

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in