Sponsor

Mostrando postagens com marcador isolamento social. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador isolamento social. Mostrar todas as postagens
março 21, 2021

#naplaylist - Em Casa

| Arquivado em: MÚSICAS


De todas as playlist que compartilhei aqui no blog, essa é com certeza a mais aleatória de todos elas. Ela é composta praticamente por músicas que conheci, no decorrer desse último e longo ano de isolamento social em que estou em casa. Às vezes parece inacreditável, que faz um ano desde a última vez que encontrei com meus amigos presencialmente, ou que saí de casa a passeio.

Mas esse post, não é para falar de tristeza e sim para dividir com você, coisas boas e as minhas últimas descobertas musicais. E é engraçado que a forma como conheci a maioria das músicas do #naplaylist de hoje, me recordou muito a Ane adolescente que dormia e acordava com o rádio ligado e que todo dia, descobria uma nova música maravilhosa para fazer parte da trilha sonora da sua vida.

Músicas que conhecia durante a pandemia
Getty Imagens
A contrário das playlists que normalmente trago aqui no blog, que são planejadas para que as melodias conversem entre si e com isso, proporcionem uma melhor experiência sensorial, a playlist de hoje não tem planejamento nenhum. Simplesmente fiz um apanhado das músicas que conheci e mais gostei durante esse período de isolamento social e criei uma playlist nova.

Só que quando se é uma pessoa metódica, até a “aparente bagunça” fica organizada. De alguma forma por mais aleatória que as minhas escolhas tenham sido, o resultado ficou muito harmonioso.  Tanto que essa é aquela playlist que você pode escutar para acordar, para trabalhar, organizar a casa ou apenas ficar no sofá aproveitando aquele finalzinho de tarde preguiçoso.  Ou seja, a seleção musical perfeita para todos os momentos do seu dia.

| naplaylist

Músicas para deixar o isolamemto social menos triste


Confesso que uma das minhas coisas favoritas de fazer ao longo dessa prolongada quarentena, é ficar deitada na minha cama ouvindo música. Sério, fico até mais leve após essas sessões de musicoterapia. Inclusive esse foi um hábito que adquiri enquanto lia, O Caminho do Artista da autora Julia Cameron.

Então meu convite para você é dar play agora e pela próxima 1h tentar deixar um pouco de lado todas as suas preocupações. Sei que nem sempre isso é fácil, mas lembre-se que todos nós precisamos de pequenos momentos diários em nossa própria companhia para recarregar a nossa energia.

dezembro 15, 2020

Um bom dia

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

Crônica
imagem: Shutterstock

Está tudo igual e ao mesmo tempo diferente…

Este é o primeiro pensamento que tenho, quando a claridade toca meu rosto me despertando. Conforme os dias passaram a ser semanas e meses, me vi apegada aos pequenos detalhes do dia, como a suavidade dos tons de azul que o céu tem nas primeiras horas da manhã.

Chega ser um tanto agridoce perceber, que só depois que os limites do meu mundo passaram a ser as paredes dessa casa, é que de fato comecei a prestar atenção nas sutilezas da vida. Na beleza daqueles momentos tão rotineiros e passam despercebidos, ofuscados por nossa corrida constante em busca daquilo que esperamos ser o sucesso e felicidade.

Sei que há um outro mundo do lado de fora. Um lugar que agora, me é tão familiar quanto estranho. Já me questionei inúmeras vezes se quando tudo voltar ao “normal”, vou conseguir me adaptar. Porque a sensação que tenho enquanto tomo meu café e observo os raios de sol que entram na cozinha, é que uma parte de mim se acostumou com a solidão.

Quando vejo as atualizações nas redes sociais daqueles que ainda chamo de amigos, me pego pensando em como vou me encaixar em um mundo que aparentemente seguiu sem mim. Em como será voltar a conviver com pessoas que amo, mas que de certo modo passaram a ser estranhas para mim e eu para elas.

Minhas metas já não são as mesmas e às vezes me sinto criança novamente, sem saber o que quer ser quando crescer. É como se do dia para noite, eu tivesse mil possibilidades e nenhuma escolha. Olhando um capítulo em branco de uma história que parei de escrever.

À medida que o tempo passa seguindo seu ritmo: horas rápido, horas devagar vou aprendendo a não criar expectativas e seguir a minha intuição e meu coração. Nem sempre o meu ritmo está em sincronia com o do tempo, ou com o que acontece do lado de fora.

Mas faço o que está ao meu alcance para que cada manhã seja o começo, de Um bom dia.


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

novembro 09, 2020

#naplaylist - Aproveite o Sol

 | Arquivado em: MÚSICAS


Você já tomou sua dose de vitamina D hoje? Abra as cortinas ou vá para um lugar aberto e aproveite, nem que seja por alguns minutinhos a luz do sol.  Pode até parecer um gesto simples, mas capaz de fazer uma diferença enorme na qualidade do seu dia e no seu humor. Porém se estiver chovendo onde você mora, não tem problema, afinal dizem que um bom banho de chuva é ótimo para lavar a alma.

Uma das coisas que aprendi ao longo dos últimos dois anos, é aproveitar o meu dia da melhor forma possível, independente da previsão do tempo. Acho que essa, foi o modo que encontrei para deixar a minha vida mais equilibrada. 
 

A playlist perfeita para dias ruins
imagem: Alan Kardek no Pexels.

Mas confesso que nem sempre é fácil manter o pensamento positivo, ainda mais com tantas coisas não tão legais acontecendo a nossa volta o tempo todo. Sinto que durante esse logo período de isolamento social devido a pandemia, todos os dias estou passando por um tipo de prova de fogo, pois bastam poucos minutos olhando meu feed nas redes sociais para que eu comece a questionar a minha fé na humanidade.

Nesses momentos em que percebo, que minha mente está seguindo por um caminho um tanto nebuloso, busco mudar a rota fazendo algo que traga de volta a minha paz de espírito e preencha aquele momento com energias boas. Seja assistir filme com a minha mãe, ficar uns minutinhos no sol com o meu cão idoso, ler algo que me inspire, mudar algum elemento na decoração, escrever, fazer atividade física ou simplesmente ficar deitada da minha cama ouvindo música.

A playlist de hoje nasceu em um desses momentos, mais exatamente num sábado à noite. Lembro que estava bem chateada com algumas coisas e resolvi, deixar o Spotify no modo aleatório em nenhuma playlist específica, apenas tocando as músicas que tenho salvas na biblioteca da plataforma. Conforme as músicas foram tocando fui sentindo como se a minha energia estivesse voltando aos poucos.  A sensação foi como se os primeiros raios de sol, estivessem aquecendo uma manhã fria.

O mais engraçado é que apesar de, gostar bastante das músicas em questão eu não tinha o hábito de ouvi-las com frequência. Mas a forma aleatória, como elas se completaram foi tão mágica, que resolvi juntá-las em uma única playlist e desde então sempre que acontece algo no meu dia que me deixa triste coloco ela para tocar.

Fecho meus olhos, respiro fundo e me imagino em um campo florido ou com os pés na areia da praia tendo o sol como companhia. O sentimento é tão bom que começo a cantar, dançar e sorrir que nem boba. Por isso, a minha intenção ao compartilhar essa playlist com vocês, é que ela também deixe o dia de cada um que está lendo esse post mais leve, alegre e iluminado como os dias do sol.


 | naplaylist

Músicas leves para dias ruins


Assim como sol tira folga em seus dias ruins, todo nós precisamos recarregar as nossas energias de vez enquanto. Não há nada de errado em se sentir desanimado, triste ou chateado ainda mais com tudo que está acontecendo. O importante é não deixar com que esses sentimentos cresçam e nos impeçam, de ver as coisas boas que também acontecem.

Encontre a sua forma de recarregar as energias e aproveite o seu dia da melhor forma possível, mesmo que ele esteja um pouco nublado ou chuvoso. Afinal, a luz mais forte que temos, é aquela que brilha dentro de cada um de nós.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in