Ligeiramente Maliciosos por Mary Baloch.

08/07/2015

| Arquivado em: Resenhas.

ISBN: 9788580413939
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 288
Classificação: Muito Bom.
Onde Comprar: Submarino.
Sinopse: Os Bedwyns - Livro 02. Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?

Como vocês podem perceber ando lendo muitos romances de época, e na verdade venho dando preferência a esse tipo de história do que aos romances contemporâneos. Por isso, quando me perguntaram que livro eu queria ganhar de aniversário pensei imediatamente em Ligeiramente Maliciosos da autora Mary Baloch. A escolha desse livro em especial, dentre tantos livros que quero se deu não apenas pelo fato da narrativa da autora ter me cativado bastante no primeiro, e sim mais pela minha curiosidade de conhecer um pouco mais da enigmática família Bedwyn. E posso garantir a vocês que acertei no presente viu.

A jovem Judith Law passou a vida toda desejando viver uma grande aventura.  Filha de um pároco conservador para ela o futuro sempre se apresentou de forma nebulosa. Afinal como a filha do meio, sem nenhum “atributo” que lhe garantisse um bom casamento, ela não tinha muita serventia na casa da família. Por esse motivo seu pai a manda morar com Lady Effingham, sua tia distante de modo que não apenas as despesas da casa diminuam como também para ela livrar Lady Effingham do incomodo de cuidar da própria mãe, avó de Judith.

No caminho para Harewood Grange a diligencia em que ela viaja sofre um pequeno acidente, deixando a viagem que já não estava sendo nada agradável ainda mais terrível. Porém quando Judith pensa que não tem como as coisas ficarem piores, um misterioso cavaleiro aparece. Ralf Bedard ao se deparar com a jovem em um cenário caótico se oferece para leva-la até a próxima estalagem em segurança.

Por um minuto Judith pensa em recusar a oferta, mas ela percebe que essa pode ser sua ultima oportunidade de viver uma grande aventura.  Agora no papel da sedutora e independente atriz, Claire Campbell ela tem a oportunidade de ser livre como nunca sonhou em ser. Ao mesmo tempo em que espera que as lembranças dessa noite inesquecível tornem seus longos e entediantes dias na casa de Lady Effingham suportáveis. E assim depois de viver o seu sonho por uma noite, Judith foge conformada para encarar de uma vez por todas o seu destino.

Só que Judith não imagina que o “nobre” Sr. Bedard é na verdade Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle. Rannulf estava a caminho da imponente Grandmaison Park, a pedido de sua avó para que ele conheça e faça a corte a uma donzela em potencial quando encontrou Judith na estrada. Porém o que nenhum dos dois espera, é que a jovem dama que Rannulf deve cortejar é a Srta. Julianne Effingham, a prima de Judith. No instante em que os amantes se reencontram, não apenas as suas verdadeiras identidades são descobertas. Mas algo que eles jamais imaginaram um dia sentir, - uma paixão avassaladora.

A característica que mais gosto na narrativa da Mary Baloch é a maturidade dos personagens e da história em si. Tudo bem que suas tramas não possuem aqueles momentos leves de humor e que diferente de muitos livros do gênero suas obras não podem ser classificadas como “romance gracinha”. Só que esse toque um pouco mais “sério” tão marcante na escrita da autora é o que justamente torna as seus personagens interessantes e o enredo envolvente. 

Também gosto muito do fato da autora não criar personagens maravilhosamente “belos”. Todos eles são bem “comuns” sem aquele tipo de “endeusamento” que muitas vezes encontramos em algumas histórias, e isso faz com que durante a leitura você se sinta mais próximo deles. A narrativa é rápida, repleta de clichês e em certos momentos até óbvia demais. Porém mesmo que você já “imagine” o final, é impossível não sentir aquele sentimento de contentamento à medida que a história avança.

O único ponto que não me agradou foi que a Judith nos capítulos finais começou a “exagerar” um pouco no drama. Não que eu não tenha entendido as razões dela e tudo mais. Só que como vocês já sabem que essa que vos escreve tem uma certa “birra” com mocinhas dramáticas demais. Já o Rannulf é um bom personagem embora ele acabe um tanto ofuscado pela presença marcante de seus irmãos o duque de Bewcastle e o Alleyne (). Talvez tenha faltado um pouco mais de carisma para Rannulf me conquistar.  Ou eu só esteja sendo chata para variar mesmo. O que não é nenhuma novidade(...).

“Insegurança, duvida e ansiedade eram emoções totalmente novas para um homem que cultivara o tédio e o cinismo por toda a vida adulta.”

Ligeiramente Maliciosos é uma leitora deliciosa com uma história delicada e ao mesmo tempo sedutora, do tipo que deixa os românticos de plantão completamente encantados.Recomendo!


Veja Também.
Ligeiramente Casados.

Comentários via Facebook

29 comentários:

  1. Oi Ane,

    Romances de época também me fascinam! E como você mesmo disse, não é por ter um final um pouco mais previsível que deixamos de nos apaixonar por um livro. Pelo contrário, às vezes é exatamente o que o leitor deseja hehe.
    Beijos,
    Moara

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane, tenho visto mesmo muitos romances de época por aqui. rsrs
    Eu gosto do gênero também, mas faz MUITO tempo que não leio algo assim. Acho uma graça que a arqueiro tenha investido em títulos nesse estilo, mas não me animei ainda de investir neles.
    Gostei do que você ressaltou da obra e também acho que mesmo um texto mais sério tem vantagens e atrativos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane.
    Tenho muita vontade de ler essa série mais eu não sei porque ainda não comecei; adoro livros de romances de época.

    Milhoes de Beijos!

    Marina Lima.
    Meu Doce Apartamento | Literatura, Culinária, Caseirices & muito amor ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane!
    Adorei a resenha, gosto muito de romances históricos. Nunca li nada desta autora e fiquei curiosa, o enredo é ótimo. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com | Participe do sorteio

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ane :)
    Nunca li um romance histórico (me julguem, rs). Mas esse parece ser diferente, com um enredo marcante. Adorei a resenha, deu vontade de ler *-*

    Bjs :)

    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Bem legal a resenha! Beijoos!

    www.ataquedamodaa.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane,
    Acho ótimo quando autor sabe criar personagens e uma estória mais maduro, dando um tom mais serio. Romances mto açucarados me tiram do sério.
    Eu tbm nao tenho paciencia para "mocinhas dramaticas" rsrs
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Ane! A Jude tinha um complexo bem grande e foi teimosa até o fim, outro no lugar do Ralf teria desistido. Eu adorei o livro, mesmo não sendo gracinha como os da Julia Quinn, este toque mais dramático e realista me conquistam e esta autora tem o poder de sempre me emocionar nos seus finais, são marcantes. Estou ansiosa pelo livro de Alleyne.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Oi Ane, este livro é uma delícia mesmo, me diverti, e quando terminei já estava com saudades dos protagonistas
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ane!

    Também estou apaixonada por romances de época, rs. Li este li e gostei bastante, foi uma história mais "séria" e dramática - como você mencionou -, mas também soube intercalar com momentos mais leves.
    Eu também não vejo a hora de ler os livros sobre o duque e Alleyne, apesar de que a história de Freyja promete boas risadas.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiee
    Amo livros de época *o* São meu fraco, por mais que eu tente fugir eu não consigo.
    Quero começar a ler a serie, amo drama kk
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Ane,
    Acho que é coisa de histórico mesmo, a gente começa com esses romances e daí não rola ler outra coisa, por um tempo haha são apaixonantes.
    Eu leio uma vez ou outra da Harlequin, já li um da Arqueiro..adorei.

    Uma pena que o protagonista não conquiste tanto e a moça deixe um pouco a desejar por causa do drama, mas certeza que os próximos da autora devem te conquistar mais.

    Que ótimo que acertou no presente \o
    Ótima resenha!

    bjs e tenha uma ótima quinta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  13. Já comentei aqui minha vontade de ler romances de época, não foi? Essa é uma ótima oportunidade de ler. Esses livros da arqueiro estão cada vez mais bem comentados. Vou entrar pro clube!

    Aguardo sua visita :)
    http://porredelivros.blogspot.com.br/2015/07/zoo-do-james-peterson-sera-o-novo_9.html

    ResponderExcluir
  14. Olá, Ane.
    Provavelmente esse drama na parte final do livro também iria me incomodar, não gosto muito de personagens que exageram nas dores. haha
    Contudo, de uma maneira geral, o livro parece proporcionar uma boa leitura. Acho que daria uma oportunidade.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  15. Também ganhei ele e anterior de aniversário hehe. E ultimamente também estou amando os romances de época. Ainda não li nada da autora mas gostei de saber que seus personagens são mais comuns. É tão bom quando vemos um personagem e conseguimos nos aproximar dele, porque tem uns que definitivamente são surreais demais hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. ja faz um tempo que acompanho o trabalho da Mary no face, com as multiplas divulgações! Estou conhecendo uma nova forma de escrever romance de época que esta me encantando! Mary tem um jeito especial de escrever
    ja apaixonada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu gostei mais deste livro porque ele não é tão romântico e cheio de bla bla blas. É mais direto e os personagens são mais exatos, mas não achei que no fim tenha sido mais dramático. Acho que na verdade a personagem devia dar na cara daquela tia dela, isso sim.. hahahahahahah
    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ane!
    Olha minha curiosidade entrando em ação novamente!
    Essa série parece ser realmente boa. Estou curiosa com a escrita da autora.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage

    ResponderExcluir
  19. Parece um bom livro. Com certeza iria me irritar com o final. Também não gosto de mocinhas desastradas kkkkkkkkkkkkkkkk Aii mais em cunho geral parece um obra maravilhosa. A capa é lindinha demais.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  20. Eu também estive lendo bastante romance de época, até que comecei a enjoar kkk e esse volume em especial não me agradou, preferi bem mais o primeiro, acho que a história não foi tão convincente :/

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Pronto, sua resenha despertou meu interesse para pegar esse livro de vez..sempre fiquei meio receosa.Culpa da capa, confesso..ahahahahaha. mas no mês passado peguei Despertar- A Bandeja e me surpreendi :P

    Gostei muuuuuuuuuuuuito :)

    beeijos ^^
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Ane!
    Depois que li meu primeiro romance de época, me apaixonei pelo gênero e agora quero ler todos! Adicionei essa série na minha lista.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  23. Faz muito tempo que não leio um romance histórico e quando retornar à ler algum, com certeza virei aqui ver por qual começo. haha' Achei interessante a autora trazer uma ar mais sério à narrativa, gosto disso em alguns livros.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Sempre vejo comentários positivos sobre o livro e a autora e não vejo a hora de ler!
    Abraço,
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
  25. Oi, Ane!
    Você realmente anda lendo muitos romances de época. shuahsauh...
    Eu quero MUITO iniciar essa série da Balogh. Parece ser muito boa e é bem provável que eu goste. Como você bem sabe, adoro esses romances do gênero.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura. Estou animado. :D
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Ane!
    Quero muito ler esse livro, adooooro romances históricos.
    E já vi muitos elogios sobre essa série.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi, Ane.
    Ainda não li Ligeiramente Casados, então confesso que li bem por cima esta resenha. Mas pelo que li, a escrita da autora continua admirável. Quero muito iniciar essa série.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Faz muito tempo que não leio um romance histórico, mas gosto muito.
    Essa capa é linda e achei a resenha muito interessante.
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  29. Olá Ane.

    Estou louca para começar a ler esta série.
    ótima resenha =D

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por