O Coração da Esfinge por Colleen Houck.

06/10/2016

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788580416060
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 368
Número de páginas:  2016
Classificação: Muito Bom
Sinopse: Deuses do Egito – Livro 02.
Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar. Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez. Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos. Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso. Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

Essa que vos escreve precisa admitir que estava morrendo de medo de que O Coração da Esfinge sofresse da terrível “maldição do segundo livro”. Além disso, o fato de ter lido algumas resenhas não muito animadoras, fizeram com que o meu receio ficasse ainda maior. Por isso, confesso que comecei a leitura sem grandes expectativas, mas para minha surpresa me vi envolvida pela narrativa da Colleen Houck logo nos primeiros capítulos. O que claro, não significa que tudo foram flores nessa sequência da série Deuses do Egito.

Pode conter spoilers do livro anterior. Para quem não quiser correr o risco, pulando dois parágrafos agora.

A separação da jovem Lily Young e Amon foi uma experiência dolorosa para os dois. E por mais que ela se esforce, voltar a levar uma vida normal depois de tudo que aconteceu é praticamente impossível. Para fugir dos olhares vigilantes de seus pais e tentar de algum modo curar o seu coração partido, Lily decide se refugiar na casa da avó por um tempo. Só que para surpresa dela de alguma forma ela e Amon continuam ligados um ao outro. Lily sonha constantemente com o seu príncipe, porém em seus sonhos Amon parece estar passando por um sofrimento terrível e isso a deixa ainda mais angustia.

Quando Lily recebe a visita do deus Anúbis suas suspeitas são confirmadas. Algo de errado está acontecendo com Amon, e somente ela pode salvá-lo.  Antes de partir para o outro mundo, Amon tinha deixado um amuleto com Lily e graças a esse objeto a ligação entre os dois é forte o suficiente para guia-la através do mundo dos mortos para resgatar o príncipe perdido. Só que para salvar aquele que ama Lily terá que trilhar um caminho perigoso. Uma jornada cheia de sacrifícios da qual ela pode não sair com vida. O coração e os sentimentos de Lily serão testados e ela precisará ser forte se quiser salvar Amon e a si mesma.

Para quem leu a série anterior da Colleen Houck, a Saga do Tigre algumas coisas aqui vão parecer “repetitivas”, em especial a forma como a autora compôs a personalidade dos personagens nesse segundo livro.  Em O Despertar do Príncipe as pequenas semelhanças já tinha me incomodado um pouco, porém dessa vez elas me incomodaram muito. Principalmente por que conforme a narrativa avança a personalidade da Lily sofre uma mudança muito brusca, e de verdade isso não é legal.

Tudo bem que dentro contexto da trama essa mudança tem uma "lógica", porém a sensação que tive é que a Colleen se perdeu demais em detalhes que não agregaram em nada na história e deixando de explorar elementos e personagens mais interessantes.  Outro ponto que me incomodou foi outra repetição de padrão na narrativa da autora, - todo mundo se sente atraído aka apaixonado pela Lily. Sério não tinha necessidade disso, como não tinha necessidade da história girar em torno das inseguranças e faniquitos da protagonista. Eu realmente esperava que o enredo fosse mais focado na busca pelo Amon e não é bem isso o que acontece, infelizmente.

Tipo, fiquei com a impressão a Colleen quis escrever mais um romance do que uma aventura, que é o que a premissa do livro nos apresenta. E é justamente o romance que não combinou aqui. Não por que ele é forçado e pouco convincente, embora em alguns momentos ele realmente seja isso. O problema é o modo como ele foi inserido, o que me deixa intrigada e ao mesmo tempo muito apreensiva, para saber como a tia Colleen vai arrumar a bagunça que criou aqui.

Mas apesar de ter achado O Coração de Esfinge um pouco “inferior” em relação ao enredo quando comprado com o livro anterior uma coisa eu não posso negar. Colleen Houck é aquele tipo de autora que consegue literalmente transportar o leitor para sua história. Ela é mestre em moldar mitologias criando algo novo, empolgante e envolvente.  Outro ponto que me deixou bastante feliz foi a participação mais ativa do Asten () e do Ahmose no desenvolvimento da história. Para ser bem sincera em minha opinião os dois são personagens mais atraentes do que o Amon, e me entristece saber que o papel deles só foi maior por que dessa vez o “grande” protagonista da trama ficou em segundo plano.

O Dr. Hassan também não aparece muito nesse segundo livro, mas em compensação temos um envolvimento maior dos deuses do Egito na narrativa. Praticamente todos os deuses mais importantes do Panteão Egípcio parecem, e sim isso quer dizer que Amon-rá, Hórus, Isis, Osíris e até mesmo o temível Seth dão o ar da graça.  E essa inserção mais efetiva dos deuses do Egito foi sem sombra de dúvidas o ponto mais alto da história. Por que a partir do momento que eles foram surgindo na trama, a sensação que fui tento é que eu realmente estava no Egito antigo, com todo seu mistério e magia. E isso foi simplesmente fantástico!

Houve detalhes que me incomodado bastante aqui é verdade. Porém não nego que no contexto geral gostei do modo como tudo foi se encaixando no final. Algumas partes poderiam ter sido mais bem desenvolvidas, mas como nem tudo é perfeito eu só posso esperar e torcer para que o próximo livro a autora  "entregue" a história que de propões a escrever. Afinal, mesmo a Saga do Tigre sendo uma das minhas séries favoritas, estou esperando algo novo e totalmente diferente daquilo que já li. Não me decepcione Colleen Houck, please!

“– Porque conhecê-los Lily, é amá-los. Se eu os amar, vou sentir dor ao perdê-los. É a maldição que acompanha a imortalidade. Entende?”

Colleen Houck novamente nos presenteia com uma narrativa que nos leva por uma viagem incrível pelo Egito e seus mistérios. Porém, infelizmente a autora “derrapou” um pouco ao focar mais no romance e em clichês que já estão saturados do que na aventura mágica que a premissa prometia. Mas mesmo com seus pontos negativos, O Coração da Esfinge consegue ser um livro que nos surpreende, cheio de reviravoltas e personagens cativantes.  

Veja Também:
O Despertar do Príncipe

Comentários via Facebook

20 comentários:

  1. Oi Ane, tudo bem?

    Eu não li o primeiro livro, mas tenho curiosidade! Que pena que nesse segundo a narrativa apresenta falhas, talvez seja a famosa maldição do segundo livro rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Ane! Estou ansiosa para ler O Despertar do Príncipe e O Coração da Esfinge! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    já ouvi falar muito deste livro e tenho bastante curiosidade para ler, mas ainda não consegui comprar.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz

    ResponderExcluir
  4. Oiii Ane

    Fico frustrada porque gostei bastante da Lily e do Amon no primeiro livro, mas os comentários à respeito dos personagens nessa sequencia desanimam. Nao sei porque os autores cismam em soltar triangulos amorosos e vamos né, essa coisa de todo mundo ama a Lily fica muito surreal. Espero que no próximo a autora saiba dosar mais, e encontre o rumo certo para a história.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  5. mesmo sem ter lido nenhum livro da autora uma coisa que acho muito bacana é ela trazer a tona a mitologia egípcia que não é muito usual na literatura

    estou super entusiasmada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ane!
    Estou muito doida para ler O Coração da Esfinge!
    Eu li O Despertar do Príncipe tem pouco tempo e foi uma das melhores leituras do ano.
    Pena que você achou um pouco inferior, mas fico feliz de saber que a autora ainda consegue nos transportar para dentro do livro, do Egito.
    Pena que o Dr. Hassan aparece menos, mas gosto de ver que os irmãos e os deuses aparecem bastante.
    Eu não li A Maldição do Tigre, mas agora quero muito ler.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ane.
    Como sou apaixonada pelo Egito desde que e conheço por gente, é claro que esse livro me interessa. mas é uma pena que a autora pecou em algumas coisas. Eu tenho um ódio disso, não é exclusividade dela não, tem vários autores que fazem isso, parece que só tem a protagonista de mulher no mundo, todos os homens em volta tem que se apaixonar por ela. Isso cansa. Mas ainda assim eu quero ler, logo que lançar todos hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Ane, os pontos negativos que você destaca nas resenhas do livro da Colleen me deixam completamente desanimada de ler a história, sinceramente. Sei que também tem pontos positivos, mas eu ficaria muito irritada com o livro e nem dá vontade de começar. Já foi assim com a série do Tigre, e parece o mesmo com essa. rsrs Acho que não será dessa vez que eu vou conhecer algo da autora.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Sempre que eu vejo resenha de Coração da Esfinge, eu penso "lá vem treta" hahahaha. Acho que devíamos fazer uma petição pra Colleen parar de enfiar triângulos amorosos aleatórios nos seus livros. A mocinha poderia ser freira, por exemplo. Mas não tá dando, não. Também gosto muito da escrita dela, da mitologia, acabo sempre envolvida, mas o romance...... Deixando muito a desejar. Adorei a sua resenha! Você andou vendo algumas no skoob? Se não, lá tá maior polêmica quanto a esse livro. É gente dando 5 estrelas, gente dando 2, o livro polêmico do ano hahahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane, sua linda, tudo bem?
    Eu li algumas resenhas desse livro negativas, por isso confesso que estou com receio em começar essa série. Eu não li a anterior, por isso acho que não perceberia as semelhanças no enredo. Uma pena mesmo, pois sou fascinada por mitologia e o Egito tem tanto a ser explorado, poderia ser um livro fantástico. Pelo menos nessa parte ela agradou você, então, ela tem potencial para virar o jogo, vamos torcer. Gostei muito da sua sinceridade como sempre, a resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Puxa, nem sabia que a Coleen tinha essa série com temática egípcia! Fiquei muito curiosa para conhecer o primeiro livro e depois esse né, mesmo não sendo tão bom quanto o primeiro hehehe Muito legal a resenha!
    Abraço! :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  12. A mitologia egípcia é a minha favorita e fiquei muito curiosa pra ler esta série, mesmo que o segundo livro não seja tão bom quanto o primeiro!

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  13. Oi, o segundo livro nos deixa sempre apreensiva. Alguns autores decepcionam demais nas continuações. Já vi resenhas desse livro, Infelizme não me atraiu. Beijos ♥️

    BLOG LITERÁRIO 2

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ane!
    Já estamos tão traumatizados com a maldição do segundo livro hahhahahha
    Apesar de alguns detalhes que você comentou, deu pra perceber que você ainda sim gostou a história.
    Eu fico de cara é com os títulos BR dessa série.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe da promoção Halloween Literário

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane,
    Foi aquilo que conversamos no whats, eu meio que me decepcionei com a Colleen. O livro é rico em lendas e a premissa é incrível, a história em si muito boa, mas a protagonista fraca. Gostei tanto do final do 1 que tenho medo de pegar o 2. Eu acabei solicitando para a Arqueiro, mas fico com o pé atrás, rs.
    Tomara que eu goste!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ooi! Bom, eu não li o primeiro livro (ainda) mas essa é uma série (vai ser série ou trilogia?) que eu quero ler. Preciso muito conhecer a autora, já que tantas pessoas falam tão bem, e até acho interessante mitologia egípcia apesar de nunca ter, de fato, lido sobre o assunto.
    Ainda bem que o segundo livro continuou bacana.
    Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  17. Achei o livro bastante interessante, já tinha lido sinopse dele, mas essa foi a primeira resenha. Bom, não li os dois primeiros parágrafos por causa da spoiler que você falou. É tão ruim quando um autor se perde na própria história, a gente acabar criando expectativas demais e depois vai e nós decepcionar. Fico feliz que teve partes que você gostou... Gostei muito da sua resenha bem sincera, me deixou ainda com mais vontade de ser aventura nessa série <33
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, Ane!
    Gostou dos pontos que você traçou sobre o livro, mas, infelizmente, não tenho interesse em lê-lo. Já tive muitos problemas com a autora e não consigo terminar um livro dela.
    Abraço!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br/2016/10/5-motivos-para-ler-o-heroi-improvavel.html

    ResponderExcluir
  19. Oi Ane! Eu estava com receio do romance ser mais forte que a parte da aventura, na Saga do tigre o primeiro livro foi cheio de ação e depois só tivemos as idas e vindas da garota entre os irmãos. A autora realmente é mestra em mitologias, pena que se perca na evolução os personagens. Quero ler, mas sem expectativas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Sou louca pra ler esse livro <3 notei tbm que vc ta lendo o livro da samanta, vc vai amar a leitura <3 Virei fã dessa escritora :3
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por