Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter por Sarah MacLean.

17/11/2016

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788580415292
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2016
Número de páginas: 352
Classificação: Bom
Sinopse: Os Números do Amor – Livro 02.
Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família. Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade. Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Quem leu a resenha de Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar deve se lembrar de que essa que vos escreve terminou a leitura levemente “decepcionada”. Mas, como sempre procuro dar uma segunda chance a autores que não me encantaram tanto assim a primeira vista, resolvi dar uma nova oportunidade para a escrita Sarah MacLean me conquistar. Porém embora a leitura de Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter, segundo livro da trilogia Os Números do Amor tenha se mostrada satisfatória, ele ainda sim, me deixou com a sensação de que faltou alguma coisa.

Lady Isabel Townsend está longe de ser o que se espera de uma dama e principalmente da filha de um conde. Apesar da aparência delicada, Isabel desde muito jovem aprendeu a se virar sozinha administrando a propriedade, consertando telhados, cuidando do irmão pequeno e acolhendo mulheres que assim como ela estão completamente sozinhas.  Por muito tempo Isabel conseguiu esconder o fato que na casa em que mora não há uma figura masculina para cuidar de tudo, porém agora com a morte de seu pai, o Conde Perdulário, seu segredo pode vir à tona a qualquer momento com a chegada de um tutor designado para cuidar do futuro do jovem conde e da propriedade por ele herdada.

A vida de Lorde Nicholas St. John, irmão gêmeo do marquês de Ralston se torna um inferno quando a revista Pérolas e Peliças divulga uma nota apontando que ele era o melhor partido disponível na temporada. Em todos os lugares que Nick vai, jovens moças em idade de casar e suas mães fazem de tudo para chamar a sua atenção. Por esse motivo a ideia de se afastar de Londres para fazer um favor a um amigo lhe parece a fuga perfeita e claro a mais honrosa possível.

Durante a parada em uma pequena vila em Yorkshire, Nick e Isabel se conhecem em uma situação no mínimo inusitada. Só que St. John não pode imaginar que ele é exatamente a pessoa que Isabel procura. Desesperada para proteger aquelas que dependem dela, cuidar do irmão e manter seu segredo a salvo, Isabel decide  vender sua coleção de estátuas de mármore, a única coisa de valor que tem. E Lorde Nicholas St. John, além de ser um ótimo partido também é um renomado especialista em antiguidades.

Desse encontro inesperado uma forte atração surge colocando em risco as defesas que ambos levaram anos para construir em volta de seus corações. Será que Isabel deixará de lado todas as suas convicções sobre o amor para se permitir amar? E St. John  finalmente entregará o seu coração a uma jovem dama? Nesse duelo de vontades e segredos tudo pode acontecer, o problema é saber se tanto Isabel como Nicholas estão preparados para lidar com as consequências.

Novamente Sarah MacLean nos apresenta uma história com uma premissa interessante, mas que conforme a leitura foi avançando apresentou os mesmos pontos que me incomodaram no livro anterior. Além disso, em muitos momentos eu tive a impressão de que a história não saía do lugar. Sabe quando você lê, lê e lê, mas não sente que a narrativa está evoluindo? Foi exatamente isso que senti aqui.

E tenho que confessar que estou começando a achar que a autora tem algum “problema” para desenvolver suas protagonistas.  Ao ler a sinopse somos levados a acreditar que a Isabel será protagonista forte, determinada e independente. Porém no decorrer da trama essa mesma personagem se mostra autodepreciativa, insegura e completamente irritante. Mas como ando em uma leva de protagonistas pouco carismáticas, esse foi um ponto que consegui relevar. Na verdade o que mais me incomodou foi à falta de química do casal e principalmente a rapidez como tudo aconteceu.

Tudo bem que em romances do gênero, os relacionamentos costumam ser "relâmpagos", só que você não descobre que ama uma pessoa em poucos dias de convivência especialmente quando você é uma pessoa que foge de relacionamento como o diabo foge da cruz. Por isso me desculpe a sinceridade tia Sarah, mas você forçou a barra aqui.  Gostei do Nick, mas não nego que esperava mais do personagem já que sua participação no livro anterior tinha me deixando bem curiosa em relação ao passado misterioso dele. E quando esse passado foi revelado, bem fiquei meio desapontada.

Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter foi aquele típico livro “morno”, em que a cada capítulo eu ficava esperando algo emocionante acontecer. Mas como vocês podem imaginar se passaram capítulos o livro acabou e em nenhum momento a narrativa conseguiu me envolver por completo.  É com dor no meu coração que admito que mais uma vez terminei um livro da Sarah MacLean levemente decepcionada por não ter encontrado a escrita cativante e maravilhosa de que tanto ouço falar. Talvez o problema seja comigo e minha "chatice literária". Mas vou continuar tentando (...).

 “- Não sei do que está se escondendo, Isabel, mas vou descobrir. E, se estiver em meu poder mudar isso, vou mudar. ”

Mesmo com um ritmo lento e personagens não tão carismáticos, Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter é uma leitura agradável indicada para quem procurara algo leve e despretensioso para ler. 

Comentários via Facebook

18 comentários:

  1. Ane eu adorei a trama exatamente por conta dessa gama diversificada de personagens que seria considerados de segunda classe para a sociedade londrina da época, a autora aposta nesse empoderamento feminino, em estar a frente de seu tempo, de defender ideais que me atraiu
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ane,
    Você não é a primeira a comentar desse e do livro anterior que foi meio "morno". Eu ainda não peguei a série para ler, mas tenho interesse em conhecer a escrita da autora.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane

    Eu amei o primeiro livro e achei a Callie maravilhosa, mas neste tive vontade de dar umas sacudida na protagonista pra ver se a Isabel acordava pra vida hehehehhee mas de modo geral gostei do livro, o Nick é super herói/mocinho rsrsrrss

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Ane! Estou ansiosa para ler Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar e Dez Formas de fazer Um Coração se Derreter e espero não me decepcionar. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane,
    Tão ruim quando a gente não consegue se envolver com a estória, né?
    As vezes, tem autores que todo mundo elogia e que simplesmente não vemos nada de mais.
    Ahh, e nem sabia que existia o termo "chatice literária" rsrs.
    Como não curto literatura de época, não pretendo conferir essa série.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ane!
    Realmente a tia Sarah forçou a barra nesse relacionamento relâmpago, mas como gostei da história, resolvi ignorar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ane.
    Recentemente descobri o prazer nesse tipo de leitura e estou anotando livros para 2017 e sim já anotei esse, mas talvez não leia a trilogia já de inicio até porque ela não te encantou tanto.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi Ane!

    Acabei de ele a resenha desse livro em outros blog e percebi que a opinião de vocês não é muito diferente! Hoje em dia eu não tenho paciência para romances de época, e sempre a mesma coisa no meu ponto de vista, alguns me despertam interesse, este pelo visto deixou muito a desejar infelismente, eu acredito que quando a protagonista não consegue nos fisgar a leitura se perde por que este personagem é o ponto principal, enfim não atingiu duas expectativas mas percebi que você gostou leitura. Adorei a resenha :)

    Beijinhos

    https://resenhaatual.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  9. Concordo totalmente com você, Ane! O primeiro volume ainda me cativou, mas o segundo, olha... a leitura não fluía, a personagem é irritante e teimosa ao extremo, o casal não tem química nenhuma, de forma que até o Nick perdeu a graça, sendo que eu gostava bastante dele no primeiro volume. No final eu já passava as páginas com pressa, imaginando tudo o que aconteceria, e afim de terminar logo kkk mas também não vou desistir da série. Oremos pra que o próximo recompensa esses dois!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ane!
    Me decepcionei bastante com o livro, tinha altas expectativas, pois gostei muito do primeiro. Esse não me conquistou, também senti que faltou algo na história.
    Mas gostei muito do Nick.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Pelo que escreveu o que te incomodou na história foi a contradição da autora, que fez uma protagonista que não queria casar, mudar rapidamente para uma mulher apaixonada. O que também gera uma contradição é o fato do casal não ter química. Amo narrativas de casais que você sente e parece ver na sua frente que realmente se amam e gera um toque de realidade. Agora fiquei na dúvida se leio ou não a trilogia. Beijos!

    Click Literário

    ResponderExcluir
  12. Ane!
    Sério que não gostou da Isabel? Eu adorei!
    Gosto muito da Sarah, ela sempre me passa fortes emoções e essa questão da abnegação da personagem me conquistou. Ela foi mais que uma mocinha de romances de época (mesmo sendo um pouco chatinha, devo confessar, rs).
    Acho tão incrível como duas pessoas veem a mesma personagem de maneiras diferentes! Eu fico: NOSSA, COMO A LEITURA É MÁGICA! hahahahaha
    Beijo grande
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, Ane.
    Como é legal ver as opiniões diferente de uma mesma história. Eu já amei o primeiro livro e gostei bastante desse também, quase tanto quanto do outro. Só me irritei um pouco com a protagonista. Mas fora isso a Sarah se tornou uma das minhas autoras favoritas do gênero hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ane! Tudo bem??
    Tenho pavor desses romances que vão muito direto assim, sem um curso, quando acontecem as coisas como que em um passe de mágica. Tem que ter aquele gostinho de conquista, sabe? Bom, esse livro eu descartaria, mas estou ansiosíssima para ler outras obras da autora, porque tomei um gosto por romances épicos... rsrs Enfim, adorei seu espaço! É a minha primeira visita! Parabéns pelo blog! Beijão,

    Lu, www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane! Eu gostei muito do primeiro e estou ansiosa para ler este aqui, uma pena não funcionar para você. Eu até hoje, entre os romances de época que li, só tive dificuldades com o quarto volume dos Bedwyns.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Nossa, como vc é corajosa! Quando o primeiro livro de uma série me decepciona eu nem corro mais atrás, pq sei que depois só vou me irritar! Parece a premissa legal e por ser livro de época, a leitura agradável parece valer apesar da decepção. Mas romances que sao rapidos demais e sem curso, blergh. aksdhdkda poxa, tem que ser lindo

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  17. Eu preferi MUITO MAIS o primeiro livro do que esse, e só espero que o terceiro seja melhor, porque a irma deles tem muito mais determinação do que as outras duas personagens :D
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

My Dear Library • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2010 - 2017 • Powered by Blogger • Design por Ariane Reis • Desenvolvimento por