Sponsor

Mostrando postagens com marcador A Força que nos Atrai. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A Força que nos Atrai. Mostrar todas as postagens
maio 24, 2018

A Força que nos Atrai por Brittainy C. Cherry

| Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.


ISBN: 9788501301529
Editora: Record
Ano de Lançamento: 2017
Número de páginas: 308
Classificação:
Sinopse: Série Elementos – Livro 04.
Graham e Lucy não foram feitos um para o outro. Mas é impossível resistir à atração que os une. Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder.

Estou há alguns minutos olhando para a tela de meu notebook sem saber ao certo como começar essa resenha. A série Elementos da autora Brittainy C. Cherry terá sempre um lugar especial em meu coração, pois cada uma de suas história me tocou e emocionou de uma forma diferente. E ouso fizer que a autora deixou o melhor para o final, por que A Força que nos Atrai é sem dúvidas, um dos romances mais doces e lindos que já li em minha vida.

Graham Russell é um escritor de inúmeros best-sellers de terror, e assim como as histórias que escreve tem um alma atormentada pelos fantasmas de um passado sombrio. Para o mundo exterior a vida de Graham é perfeita, mas a verdade é que quase tudo em sua vida é uma fraude incluindo que seu casamento por conveniência com Jane.  Quando a bebê do casal, Talon nasce prematura e fica entre a vida e a morte, Jane abandona a família deixando Graham desesperado.

Porém é nesse momento tão conturbado que Lucille, ou Lucy a irmã que Jane sempre fez questão de manter longe de sua vida aparece. Lucy é o extremo oposto da irmã e de Graham, pois enquanto os dois são frios e fechados para o mundo, ela é um espírito livre e vive cada minuto de forma apaixonada. A princípio Graham faz de tudo para mantê-la distante, mas ela não se deixa abalar pelo modo rude dele, ao contrário sem ele perceber Lucy começar a fazer parte do seu dia a dia.

Conforme o tempo passa, o amor por Talon e a convivência faz com que surja uma amizade e um companheirismo até então improvável para alguém como Graham. Afinal, ele é a pessoa que não se permiti a sentir nada, enquanto Lucy sente tudo. E aos poucos a hippie esquisita acaba preenchendo todos os espaços vazios de sua vida e principalmente de seu coração.

E mesmo sabendo que estão apaixonados um pelo outro, tanto Graham como Lucy tem medo de assumirem esse sentimento, pois embora Jane tenha partido a presença dela ainda está entre eles. Mas, será que eles vão conseguir negar o que sentem um pelo outro por muito tempo? Graham e Lucy vão descobrir a força que o verdadeiro amor tem, e que quando ele surgi ninguém consegue nega-lo e fugir dele.

Confesso que ao escolher A Força que nos Atraí para ler em uma noite de sábado, esperava encontrar um romance com uma boa carga dramática e clichê que encontrei nos livros anteriores da autora. Em partes a narrativa possui todos esses elementos, porém o que torna esse livro tão incrível e emocionante é o modo como Brittainy C. Cherry construiu toda a história.

O romance entre Graham e Lucy não é fast, não é aquela paixão rompante que surgiu do dia para noite, e sim um relacionamento que foi construído aos poucos. E acompanhar a trajetória deles e ver como os sentimentos deles se transformam da “necessidade” de ter um apoio por conta da Talon para o amor é lindo. E toda a carga dramática é desenvolvida com muita leveza e suavidade o que nos torna ainda mais próximos dos personagens.

Além disso, Brittainy conseguiu trabalhar muito bem os personagens secundários. Aqui eles não são meros coadjuvantes, mas peças fundamentais para torna a narrativa ainda mais fluida e envolvente. Adorei o Ollie e a Mary, do mesmo modo que fiquei com muita raiva da Mari e principalmente da Jane em alguns momentos. Tudo bem que algumas atitudes egoístas delas são “compreensíveis”, mas no caso da Jane isso não justifica abandonar a filha (...).

As últimas cem páginas li com lágrimas nos olhos, e ao final fiquei com um sorriso bobo no rosto e com o coração mais quentinho. De todos os livros da série, O Ar que Ele Respira até então era o meu favorito, porém depois de ler A Força que nos Atrai isso mudou um pouquinho. É impossível não se apaixonar perdidamente pela história de Graham e Lucy e não desejar para si um relacionamento construído através de uma amizade, que é forte o suficiente para passar por todos os obstáculos que tanto a vida como nós mesmo colocamos em nosso caminho.

“Chegará um momento em que vou decepcioná-la. Não quero que isso aconteça, mas acho que, quando as pessoas se amam, às vezes elas decepcionam umas as outras.”

Fechando a série com chave de ouro, Brittainy C. Cherry ao longo de quatro belas narrativas, nos presenteou com personagens fortes e cativantes que nos encantam com suas histórias de superação e amor. Mas posso esperar para ler o próximo livro da autora ().

Veja Também:

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in