Sponsor

Mostrando postagens com marcador Ligeiramente Escandalosos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ligeiramente Escandalosos. Mostrar todas as postagens
outubro 23, 2015

Ligeiramente Escandalosos por Mary Balogh

| Arquivado em: Resenhas.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.
ISBN: 9788580414547
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2015
Número de páginas: 288
Classificação: Ótimo
Onde Comprar: Submarino.
Sinopse: Os Bedwyn: Livro – 03.
Freyja Bedwyn é uma mulher diferente das outras damas da alta sociedade: impetuosa e decidida, ela preza a independência e a liberdade acima de qualquer coisa – até mesmo do amor. Até que o destino lhe apresenta Joshua Moore, o marquês de Hallmare, um homem cheio de charme e mistério, dono de uma beleza estonteante e de uma reputação terrível. Quando ambos se encontram a caminho da pacata cidade de Bath, a química entre os dois é imediata. Entre encontros e desencontros, conflitos e provocações, Joshua faz uma proposta inusitada: pede que Freyja finja ser sua noiva, para evitar que uma artimanha de sua tia o leve a se casar com a própria prima. Para uma dupla que acha graça das convenções sociais, esta parece ser a oportunidade perfeita para se divertir. Mas a brincadeira acaba trazendo consequências inesperadas. Aos poucos, suas máscaras vão caindo e ambos se revelam pessoas bem diferentes do que aparentam.

Que sou uma apaixonada por romances históricos, não é segredo para ninguém que acompanha o blog há mais tempo. E se tem uma autora que está conquistando um espaço especial nesse meu coração de leitora a cada novo livro é a Mary Balogh. Ligeiramente Escandalosos é uma daquelas histórias que chegam de mansinho e quando nos damos conta, estamos completamente apaixonados por ela.

Lady Freyja Bedwyn está longe de ser uma dama convencional. A irmã do poderoso Wulfric Bedwyn, duque de Bewcastle preza acima de tudo a sua independência e liberdade, e desde que teve o seu coração partido se fechou para o amor. Joshua Moore, o marquês de Hallmare não está em busca relacionamento sério e gosta do estilo de vida descompromissado que leva. Ao se conhecerem pela primeira vez em uma hospedaria de beira de estrada, a atração entre os dois a imediata. Porém sendo uma moça de personalidade forte e um tanto arrogante como todo Bedwyn, Freyja não está disposta a se render tão facilmente ao charme de qualquer um, - mesmo ele sendo um belo homem.

Com encontros explosivos que logo se tornam o principal assunto da pacata cidade de Bath, Freyja e Joshua começam uma “estranha” amizade até que por uma manobra ardilosa do destino, ou melhor, dizendo de sua tia, ele se vê obrigado a fazer um pedido inusitado a Freyja. Josh pede que ela finja ser sua noiva, dessa forma frustrando os planos da megera de casa-lo com sua prima. Mas, a divertida “brincadeira” acaba tendo desdobramentos inesperados, e agora Freyja e Josh correm o sério risco de terem de subir ao altar de verdade.  Poderá um relacionamento que começou com tanto tumulto e mentiras, transformar- se em algo sereno, como o amor?

Confesso que desde Ligeiramente Casados, primeiro livro da série Os Bedwyn, a Freyja sempre foi aquela personagem que me deixava intrigada. Longe de ser o estereótipo da mocinha frágil e indefesa, Freyja sempre demonstrou o quanto é "mal-humorada" e determina. Ela foi criada sabendo qual é o seu lugar no mundo, afinal ela é uma Bedwyn e só isso é capaz de fazer com que muitas pessoas a temam.  Por outro lado Joshua Moore, o novo marquês de Hallmare teve uma infância sem tantos luxos e solitária, que fizeram dele um homem leal e integro. Enquanto Freyja está acostumada a desfilar com toda a sua altivez pelos nobres salões de baile, Josh não perdeu sua simplicidade vem adiando o máximo possível assumir o título que herdou com a morte do tio.

Os dois possuem personalidades totalmente diferentes e esse embate de temperamentos, é o que torna a história tão interessante. A evolução do relacionamento dos dois é ao mesmo tempo encantadora e divertida. A troca de fartas e ironias entre Freyja e Josh, foi a responsável por dar a narrativa o toque de humor, que até então não tinha aparecido nos livros da Mary Balogh. Embora aqui mais uma vez encontramos uma história e personagens maduros, a inserção desse novo elemento entre os diálogos deixou a narrativa mais leve e com os contornos dos tradicionais “romances gracinhas”.

Uma das coisas que mais gosto da escrita da Mary Balogh é  forma como a autora constrói suas historias em especial como ela traça a personalidade dos personagens, transformando suas fraquezas e defeitos em suas melhores qualidades. E em Ligeiramente Escandalosos não foi diferente. Conforme a narrativa avança os personagens vão de despindo das muitas camadas que usam para encobrir suas verdadeiras personalidades, mostrando todos os medos e sonhos que mantinham escondidos por baixo de suas máscaras. A autora soube trabalhar com maestria os conflitos pessoais, como também os obstáculos pelos quais a relação deles passa.

A participação da família Bedwyn, aqui é mais expressiva quando comparada ao livro anterior, o que fez com que o ritmo da narrativa fosse fluido e não “exageradamente” tão focado no casal. E esse é mais um ponto a favor para a autora, já que mais uma vez ela conseguiu inserir pequenos detalhes que além de aguçar a curiosidade durante a leitura, colaboram para que a história fique ainda mais rica. Detalhes esses que em sua soma tornaram Ligeiramente Escandalosos o meu livro favorito da série até aqui.

“- Coração - disse ele, baixinho -, você é uma fraude. (...) Mas, não precisa temer. Seu segredo está seguro comigo.”

Com personagens cativantes e diálogos inteligentes, Ligeiramente Escandalosos nos traz uma história que mescla com perfeição, humor, grandes reviravoltas com um romance que aquece nossos corações. Mary Balogh me surpreendeu mais uma vez. Recomendo!

Veja também:

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in