Sponsor

25/04/2021

Brave por Tammara Webber

| Arquivado em: RESENHAS

Brave é o quarto e último livro da série Contornos do Coração, escrita pela autora Tammara Webber. Foi um livro que demorou um tempinho para ser lançado no Brasil e que, por enquanto, só está disponível em e-book. Quem acompanha o blog há mais tempo, sabe que essa série tem um lugar especial em meu coração, porém dessa vez não consegui me envolver tanto com a narrativa e seus personagens.

Acredito que um dos fatores que influenciaram isso, foi o grande intervalo entre a leitura do livro anterior e Brave. Li Sweet há cinco anos e querendo ou não, por mais que eu tenha um carinho especial pela série é “natural”, depois de tanto tempo sentir-se um pouco distante de um universo que até então era familiar.




ISBN: B08VCFKMDS
Editora: Verus
Ano de Lançamento: 2021
Número de páginas: 307
Classificação: Bom
Compre Aqui

Sinopse: Contornos do Coração – Livro 04
Coragem significa se levantar para defender seus ideais... Ou, pelo menos, ter coragem para questioná-los. Em Brave, Erin McIntyre é cativante, mas proibida, já que no trabalho ela é a personificação do privilégio imerecido, pois é filha do dono da construtora. Por conta de todos esses fatores, Erin não imagina o que a espera quando começa a trabalhar na empresa do pai. Ao que parece, seu novo chefe, Isaac, não dá a mínima para ela. E isso pode deixar a garota com mais vontade de se aproximar dele. Isaac Maat é impossível de ser decifrado. Inteligente, ambicioso, emocionalmente imparcial, mais quente do que o chefe de alguém deveria ser e dono de uma personalidade sombria e silenciosa, ele já mostra de cara que não está nem um pouco a fim de se aproximar de Erin. Além disso, seu comportamento e suas atitudes levam a crer que ele tem um segredo muito bem escondido. Issac disse a si mesmo que conhecer Erin o ajudaria a derrubar o pai dela. Erin disse a si mesma que provocá-lo iria distrair seu coração despedaçado. E, por conta de todas essas diferenças, nenhum dos dois previu que travariam uma batalha íntima em que o vencedor seria o primeiro a renunciar. Em Brave, Tammara Webber apresenta um romance inter-racial protagonizado por personagens cativantes e verossímeis que vão deixar o leitor louco para conhecer o verdadeiro vencedor desse embate.


Após finalizar a faculdade e não saber ao certo que direção seguir, Erin McIntyre acaba aceitando a única opção que enxerga no momento, ir trabalhar na construtora do pai. Ela já imaginava que muitos iam se “ressentir” com a sua presença na empresa, afinal ao contrário dela muitos lutaram para conquistar uma vaga na famosa construtora JMCH, mas Erin não estava preparada para ser recebida pelo desprezo e antipatia mal disfarçada de seu diretor, Isaac Maat.

Quase tudo em Isaac é um mistério, menos o fato de não querer Erin por perto. Isaac trata Erin com frieza e um leve toque de impaciência que não passa despercebido por ela. Mas ao tentar decifrar o que está por de trás das atitudes de Isaac, Erin acaba se deparando com um grande enigma, e conforme o tempo passa sua curiosidade em relação seu chefe, acaba se tornando algo mais.

O maior problema com Brave em minha opinião, foi o fato da história ser narrada apenas pelo ponto de vista Erin. A narrativa tem uma construção lenta e ao centraliza-la apenas na protagonista tornou o desenvolvimento da histórica como um todo, menos “fluída”.  A sensação que tive, é que a autora tinha uma excelente ideia em mente, mas na hora de passa-la para o papel, ela acabou se “perdendo” um pouco.

Melhor amiga de amiga da Jacqueline, protagonista de Easy e Breakable, Erin sempre foi uma personagem carismática e é justamente, desse carisma que senti falta aqui. A Erin de Brave é um tanto apática, bem diferente da líder valente que conhecemos nos outros livros. Em partes essa mudança na personalidade da personagem é “explicada”, afinal a jovem está atormentada pelo peso da culpa e com dúvidas sobre qual caminho profissional seguir. Mas não há como negar, que foi uma mudança de personalidade um tanto "drástica".

Confesso que em nenhum momento senti que realmente existia química entre Isaac e Erin. Talvez isso tenha acontecido pelo modo como a narrativa é estruturada, mas de verdade não consegui me sentir conectada com o Isaac durante a leitura. De todos os romances que já li, não me recordo de um protagonista tão frio e distante. A narrativa não dá detalhes sobre ele, pois tudo nos é apresentado pela perceptiva da Erin.

São longos capítulos e só na reta final, a autora dá mais destaque para o Isaac na história. E tipo, personagens secundários que não acrescentam em nada na narrativa, tem mais espaço que o próprio protagonista. Gostaria muito de ter conhecido melhor o Isaac, seus sentimentos e sonhos. De ter visto algumas situações por seus olhos, pois até mesmo a “grande revelação” da trama acabou não sendo tão impactante. 

“— A coisa mais difícil para se fazer depois de perceber que se desviou do curso é tomar a decisão de voltar atrás. “

Tammara Webber buscou trazer para narrativa temas atuais, só que infelizmente ela acaba pecando pela superficialidade. Afinal, uma obra tem como base um romance inter-racial e que pretende, debater temas como racismo e privilégios da classe mais alta precisa que os dois lados da história sejam ouvidos e mostrados e isso, é algo que não acontece aqui.

O final também é um pouco corrido e a discussão em torno do preconceito em si, acaba meio que sendo “jogada” na narrativa. Acho que a autora podia ter se estendido uns dois ou três capítulos, até porque algumas pontas acabaram ficaram soltas.

Brave em si é um livro bom, mas que não conseguiu me cativar tanto como os livros anteriores da série. A minha maior “frustração” com esse livro é realmente perceber o quanto ele tinha potencial, mas que lamentavelmente os pontos que deviam ter tido uma atenção maior acabaram não tendo o espaço que mereciam.  

ps: Adorei me reencontrar um pouco com a Jacque e saber que, ela e meu Lucas () estão bem e felizes.

Veja Também:
Easy
Breakable
Sweet

Comentários via Facebook

18 comentários:

  1. Oi Ane! Eu amei os dois volumes do Lucas, mas depois acabei não lendo os demais. Uma pena este ser só em e-book, fica um espaço vazio na nossa estante. Eu quero retomar a leitura em breve e espero conseguir me conectar novamente com este universo.
    O Lucas é meu crush do universo literário.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ariane. Como vai? Adorei a capa deste livro. Que bom que gostou da obra, embora não por completo. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane,

    Eu também li os outros livros há um bom tempo, confesso que a história está bem esquecida na minha mente.
    Eu tenho curiosidade em ler esse livro, mas vou aguardar mais um pouco.
    Uma pena que teve pontos que não te agradaram igual os outros.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Socorro meu deus que eu lembro vagamente dessa série e realmente esse último demorou a chegar por aqui.
    Eu gosto mais dos romances quando tem os dois povs... acho que fica melhor pra visualizar a história dos dois pontos
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ariane! Tudo bom?
    Putz, que pena que o romance não foi tão impactante. O que eu amava nessa série eram os ships maravilhosos e bem construídos. Vou tentar ler esse sem tanta expectativa :/

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Lembro da época que Easy bombava nas resenhas pelos blogs, mas nem cheguei a ler. A verdade é que acabei esquecendo, então foi ótimo lembrar dessa série por aqui e quem sabe conhecê-la ainda esse ano, apesar das ressalvas deste volume.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ane.
    Eu só li Easy e apesar de ter gostado não é meu gênero preferido e acabei não lendo os outros. Eu quando fico assim muito tempo para ler uma série preciso reler porque a gente se conecta com tantos outros personagens ao longo do tempo que quando volta parece outro mundo hehe. E também tem a ver com o quanto a nosso opinião sobre algumas coisa vai mudando. É uma pena que o livro deixou a desejar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Ane, sua linda, tudo bem?
    Esse livro foi pouco divulgado, uma pena que só tenha sido publicado depois de tanto tempo. E principalmente que a personagem que você conheceu nos outros livros estava diferente aqui. Também prefiro quando os autores dão voz aos dois personagens. A gente acaba se envolvendo mais com o drama deles. Sua resenha ficou ótima!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Ariane,
    Nossa que surpresa! Eu achei que este seria um livro bom, na verdade tenho visto ele em todos os lugares em que vou e achava que era uma boa história, mas que bom que vc me alertou. Muito obrigada ^^
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Li Easy assim que lançou e na época gostei bastante da história e do casal. Não sabia da existência desse livro, mas a premissa parece ser interessante.

    Obs: Adorei saber que o Lucas e a Jacque estão juntos e felizes. Afinal eles merecem né.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ariane! tudo bem?
    Eu entendo completamente isso sobre sentir certo distanciamento quando demoro a ler um livro de uma série. E sim as vezes (na maioria delas) um livro perde muito por contar a história pelos olhos de um só personagem. Poxa, que pena que foi muito focado na Erin e deixou o Isaac sem muito espaço. Eu não li nenhum livro dessa série ainda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Ane,
    Eu gosto bastanteeeee da Tammara, só tive a oportunidade de ler um livro dela até hoje, mas ela foi uma querida comigo por e-mail e até fizemos uma entrevista na época.
    Fiquei de olho quando vi o lançamento desse livro, mas como preciso conferir os anteriores, acabei deixando de lado. Uma pena que foi uma experiência frustrante, agora desanimei um pouco, assumo.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Eu lembro dos primeiros volumes dessa série, mas ainda não li. Adoro acompanhar livros que me dão um carinho especial e é uma pena que esse volume não tenha suprido suas expectativas.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  14. hey o/

    Que pena que não foi tão satisfatória a leitura mas pelo menos vc reencontrou personagens que você gosta.

    Boas leituras,
    Karen Gabrieli | Apesar do Caos

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane, tudo bem?
    Nunca li nada da autora, mas passei por um desânimo parecido lendo Os Ravenels, da Lisa Kleypas. Tinha um gap muito grande entre os livros 3 e 4, então minha leitura do livro 4 foi um pouco prejudicada. Tomara que o próximo da série da Tammara Webber seja melhor!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Oie, tudo bem?
    Ainda não conheci e tbm não li nada da autora, curti a dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  17. Amei a resenha. Que pena que a leitura não foi como o esperado :( é horrível quando acontece isso
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu não conhecia essa série. Mas é uma pena que ela "desanda", já que a leitura desse livro não funcionou para você como o esperado... =/
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

Instagram

© 2010 - 2021 Ariane Gisele Reis | My Dear Library • Divagações, Livros e Música. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in