Mostrando postagens com marcador Retrospectiva Literária 2015. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Retrospectiva Literária 2015. Mostrar todas as postagens
31/12/2015

Retrospectiva Literária 2015

| Arquivado em: CAFÉ LITERÁRIO.

Bom dia leitores =)

E chegamos ao final de mais um ano em que muita coisa aconteceu. Umas boas e outras nem tanto, mas o que vale na vida é tudo o que aprendemos com ela, não é mesmo? Quem acompanha o blog há mais tempo já está habituado a Retrospectiva Literária, afinal esse é o sexto ano consecutivo que o My Dear Library participa dessa iniciativa linda criada pela Angélica do Pensamento Tangencial.

A parte mais divertida em se fazer a Retrospectiva Literária é recordar das leituras que ganharam aquele lugar especial em nossos corações. E em 2015 apesar de ter lido menos, foi um ano em que fui surpreendida várias vezes com histórias que começaram despretensiosas, e que ao final me conquistaram por completo.

Espero não ter sido “injusta” com ninguém, mas esse ano foi muito difícil fazer essa seleção, eu fiquei na dúvida em várias categorias tanto que acabei precisando reler algumas resenhas para tomar uma decisão final. Decisão essa que vocês conferem agora!

1 O romance que me fez suspirar:
- 2015 foi sem sombra de dúvidas o ano do Romance de Época aqui no blog. Li muitos livros do gênero, mas se tem um que merece um lugar especial na minha estante e em meu coração é, O Príncipe dos Canalhas da Loretta Chase. Esse foi um dos poucos livros que favoritei no ano, e gente (...) é muito amor em um livro só ()!

2 A saga que me conquistou:
- A saga que me conquistou foi uma que após ter “desistido” duas vezes da leitura no passado, esse ano acabei levando ela até o fim e me apaixonando tanto pelo livro como pela série de TV. Já descobriram de qual saga estou falando?  É Outlander da Diana Gabaldon. Sério, estou muito ansiosa para ler o terceiro livro e assistir a segunda temporada. 

3 O livro que me fez refletir:
- Essa foi uma escolha simples e ao mesmo tempo difícil, por que li muitos livros que de uma forma sutil me fizeram refletir. Livros esses que vou carregar um bom tempo comigo, mas por tudo que essa pessoa representa hoje no mundo, eu não poderia escolher outro livro senão Eu Sou Malala, da Malala Yousafzai. Esse livro é mais que uma lição de vida é uma centelha de esperança.

4 O livro que me fez rir:
- Sempre tenho enorme dificuldade de responder esse item já que normalmente acabo dando preferência para livros mais “dramáticos”, por assim dizer.  E por esse motivo a autora Caroline Carlson vai levar o “prêmio” pelo segundo ano consecutivo com O Terror das Terras do Sul, a continuação da série A Quase Honrosa Liga de Piratas. Essa série é muito divertida, quem ainda não leu, não sabe o que está perdendo viu.

5 O livro que me fez chorar:
- Como tenho uma quedinha por drama li alguns livros que me levaram as lágrimas, mas nenhum foi tão marcante como Por Lugares Incríveis da Jennifer Niven. #heartbreak

6 O melhor livro de fantasia:
- Eu li bem poucos livros de fantasia esse ano, mais uma prova que o Romance de Época dominou o My Dear Library em 2015. Mas, por ser parte de uma das minhas sagas favoritas e ter fechado esplendidamente bem ela, o prêmio vai para Mago: As Trevas de Sethanon do meu querido Raymond E. Feist. Quem acompanha o blog sabe o quanto eu sou apegada a essa saga. É muito amor envolvido ().

7 O livro que me decepcionou:
- Esse foi o primeiro livro que li no ano, e muito de vocês já devem estar pensando:
“Poxa a Ane já começou o ano com o pé esquerdo.” Mas, a leitura não foi assim de todo o ruim. O problema aqui foi o excesso de expectativa, pois como eu tinha amado o livro anterior da autora eu meio que esperava amar esse mais ainda. E infelizmente isso não aconteceu com Paixão da Nicole Jordan. #chatiada.

8 O livro que me surpreendeu:
-  Tive boas surpresas esse ano, só que depois de quebrar a cabeça tentando decidir qual foi a maior delas acredito que nada mais justo do que esse posto ficar com duas autoras que por conta de uma experiência ruim eu meio que tinha pegado certa “birra” com elas. São a Cecelia Ahern com o seu Simplesmente Acontece e a Colleen Hoover com O Lado Feio do Amor.

9 O (a) personagem do ano:
- Apenas um nome me veio a mente e foi o de Theodore Finch de Por Lugares Incríveis.

10 A frase que não saiu da minha cabeça:
 – “Na verdade, só desabamos diante de quem sabemos que podem nos reconstruir.” - Os Bons Segredos (Sarah Dessen).

11 O casal perfeito:
- Perdoem-me Sebastian Ballister e Jessica Trent, eu amo vocês também, só que o prêmio de casal perfeito 2015 vai para Claire e Jaime Fraser de A Viajante do Tempo ().

12 O (a) autor (a) revelação:
- Conheci ótimos autores esse ano, mas a Ryan Graudin de A Cidade Murada foi a que mais me surpreendeu.  O livro possui ótimos personagens e a narrativa foi muito bem construída. A Cidade Murada é outro livro que recomendo bastante para quem gosta de histórias cheias de ação e mistério.

13 O melhor livro nacional:
- Momento shame on da Retrospectiva.  Essa que vos escreve leu apenas um livro nacional esse ano. Gente eu me sinto profundamente envergonhada, por que não é a primeira vez que isso acontece. Eu prometo que em 2016 vou tentar ao máximo me redimir dessa enorme falha minha.  Então não é surpresa nenhuma esse posto ser ocupado por Perdida da Carina Rissi.

14 O melhor livro que li em 2015:
- Sei que muitos dos livros maravilhosos que li em 2015 mereciam receber esse “prêmio”, porém por ainda ser uma história que mexe comigo e que sempre terá um lugar mais que especial em meu coração, mesmo tendo deixado ele partido em mil pedacinhos. O melhor livro que li em 2015 foi Por Lugares Incríveis da Jennifer Niven.

15 Li em 2015:
- Minha meta era de 50 livros, mas acabei lendo 49. Porém somando todos os mangás e HQs que li esse ano o total dá 59 ;).

16 A minha meta literária para 2016 é:
- No geral minha meta para 2016 é não ter metas, pelo menos não a longo prazo. Mas, levando em conta o meu ritmo de leitura e outros fatores, vou estipular a mesma meta de 2015, ou seja, 50 livros

E antes de finalizar a Retrospectiva Literária 2015 preciso fazer duas menções honrosas de livros que li, mas que acabei não resenhando aqui no blog. São eles A Vida do Livreiro A.J. Fikry da Gabrielle Zevin e Como Eu Era Antes de Você da Jojo Moyes. Essas foram duas leituras muito especiais e emocionantes e eu não podia deixar de menciona-las nesse post.

E por esse ano é só gente, lembrando que até a meia noite ainda dá tempo de participar da Retrospectiva Literária 2015. Muito obrigada a todos que me acompanharam durante esse ano. Vocês não tem noção de como cada um de vocês teve um papel importante na minha vida em 2015. Meu muito obrigada de !

Vejo vocês em 2016 e desejo que esse ano novo que se inicia venha com muita saúde, trabalho e paz para todos nós !

Beijos e até o próximo post;***

Instagram

© 2010 - 2020 Ariane Gisele Reis | My Dear Library • Livros, divagações e outras histórias. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in