Sponsor

Mostrando postagens com marcador poesias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador poesias. Mostrar todas as postagens
julho 18, 2021

Amor

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

Crônica sobre o Amor escrita por Ariane Gisele Reis
imagem: Shutterstock

Há rascunhos por toda parte, folhas que o vento espalhou. Frases soltas de minhas tentativas de escrever uma carta de amor. É como se as palavras certas escapassem de minhas mãos, quando aproximo a caneta do papel. Como se eu não conseguisse mais transformar meus sentimentos em palavras, ficando presa entre a inspiração e o silêncio.

Sinto o calor do sol em meu rosto, tão leve e tímido como nosso primeiro beijo. Aquele momento mágico e único que tentamos capturar, mas que por ironia nossa memória costuma esquecer. Gostaria de poder colocar todos os nossos momentos felizes nessas folhas. Tudo o que já vivemos e aquilo que imagino que ainda vamos viver.

Queria ver sua tentativa de esconder o sorriso de meus sonhos bobos e palavras piegas, - meu terrível clichê. Vejo você se perguntando como em meio a tantas diferenças entre nós, conseguimos fazer com que a sua ordem e meu caos coexistam em harmonia.

O amanhã chega me despertando de um sonho tão vivido, que me pareceu real.
Sinto seus braços me envolvendo e me aconchego ainda mais neles. De longe vejo a minha pasta velha e surrada com meu caderno e todos os papéis que deixei espalhados no dia anterior, agora protegidos e perfeitamente arrumados.

Esse é o seu modo prático, metódico e ao mesmo tempo, doce e carinhoso de dizer que se importa e que me ama. Enquanto eu sigo buscando formas de traduzir em palavras perfeitas, que tudo o que sinto e que está presente em cada canto bagunçado e confuso de minha mente e coração.

Também amo você ...

 

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

Em meu livro, Eu Apenas Sinto, reúno versos e crônicas escritos em 2005 até os dias atuais. Disponível na Amazon.

abril 11, 2021

Desliguei a wi-fi

 | Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

Sentimentos durante a pandemia
imagem: Thiszun no Pexels.

Desliguei a wi-fi
para me reconectar comigo.
Depois de um ano escutando apenas o eco de minha voz ressoando nessas paredes, sinto que não sei mais quem sou. Sinto que várias partes de mim se perderam e não sei, se e quando as encontrar, elas se encaixaram novamente.

Desliguei a wi-fi e coloquei meus fones de ouvido no mudo.
Talvez dessa forma, eu consiga silenciar a voz que todos os dias me traz notícias que hoje foi pior que ontem, me tirando o chão já frágil sobe meus pés. Não que ignorar os fatos façam com que eles desapareçam, mas a alienação faz com que a verdade doa menos.

Desliguei a wi-fi para passar um tempo com as minhas lembranças.
Agora que todos os dias parecem iguais passando com um borrão em minha janela, elas me trazem um afago. A doce sensação de que não estou totalmente só e que, de alguma forma tudo vai ficar bem, apesar de eu ainda não saber quando.

Desliguei a wi-fi e fui abraçar a vida.
Precisava sentir a grama debaixo dos meus pés, o sol aquecendo meu rosto e o vento bagunçando meu cabelo. Me sentir livre, mesmo nesse espaço pequeno de alguns metros quadrados. E encontrar em meio a todo esse caos um pouco de conforto e paz.

Desliguei a wi-fi ...

 texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

agosto 25, 2020

Estrela mais linda

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

Divagando
imagem: Eberhard Grossgasteiger no Pexels.

Quando tudo ficar sombrio demais
Quando o medo de seguir em frente causar falta de ar
Quando encontrar uma saída parecer impossível
Olhe para o céu ...

Busque a Estrela mais linda
Essa estrela, todas as estrelas
O Universo inteiro vive dentro de você.

Silencie o ruído que vem de fora
Ouça a voz do seu coração
Deixe que a luz que habita em você afaste as sombras do medo
Olhe para o céu ...

Para Estrela mais linda
Você é essa estrela
O Universo inteiro vive dentro de você.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

julho 07, 2020

Como será ... o que será...

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS


Poesias em tempos de pandemia
imagem: Pexels

Como será ...

A volta dos beijos, abraços e apertos de mão.
Das reuniões em família, os eventos e as grandes comemorações.
O retorno à normalidade, quando o normal que conhecíamos for somente uma doce lembrança.

O que será ...
De todos os nossos sonhos.
De todos os objetivos que tínhamos e que agora nos parecem tão distantes e até mesmo sem importância diante do caos lá fora.

Como será, o que será ...
De hoje nunca imaginado.
De um amanhã que não planejamos.
De um recomeço um tanto agridoce em que mais do que nunca vamos precisar estar presentes, para celebrar com toda a nossa alegria essa beleza que se chama Vida.


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


setembro 11, 2019

Enigma

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Shutterstock

Você diz não entender como se apaixonou por alguém que vive tão fora da realidade. Com a mente que está sempre nas nuvens, ou em algum lugar acima delas.

E enquanto o vejo andando de um lado para o outro, enumerando todas as razões porque não combinamos me pergunto: Como você não percebe...

Que a minha alma é poesia.
Que meus passos seguem seu ritmo próprio, minha melodia.
Que não preciso de dados, ou fatos para explicar meus sentimentos. Eu apenas sinto.
Eu apenas sinto ...

Você tenta encontrar uma explicação racional para tudo. Eu apenas vejo a beleza da vida em cada pequeno detalhe que você ignora, pois seus passos são sempre apressados.

Em sua corrida contra o tempo, você não percebe...

Como fica lindo ao sorrir.
Que seus olhos brilham quando não está tentando entender, os seus e os meus sentimentos.
Quando abaixa todas as suas defesas e apenas sente.

Apenas sinta meu coração bater no mesmo ritmo do seu coração.
Sem razões, explicações, porquês ou enigmas para serem decifrados.
Apenas sinta.

E deixe que a minha poesia o abrace.
Sinta em cada toque o meu ritmo e minha melodia.
E perceba que, amor é um belo enigma que a sua lógica perfeita nunca vai conseguir decifrar. 

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

novembro 15, 2018

Coração-Granada por João Doederlein

 | Arquivado em: RESENHAS.

Este livro foi recebido como
cortesia para resenha.



ISBN: 9788584391219
Editora: Paralela
Ano de Lançamento: 2018
Número de páginas: 198
Classificação:
Onde Comprar
Sinopse: Combinando novos ressignificados e poemas, @akapoeta apresenta textos de sensibilidade e poesia. Segundo o autor, o amor (correspondido ou não) mexe com nossa alma e nosso corpo. A ansiedade, quando nos toma de assalto, também. Outro ponto em comum: os dois fizeram e continuam fazendo artistas de todos os tipos produzirem criações capazes de gerar reflexão e também de dar sentido ao que, muitas vezes, parecia já não ter. É o caso de @akapoeta, pseudônimo de João Doederlein, neste seu segundo livro. Nele, o escritor fala de paixões e crises de ansiedade e da relação entre ambas, com a mesma delicadeza que transformou a sua obra de estreia, 'O livro dos ressignificados'.

Não sei vocês, mas essa blogueira que vos escreve tem o hábito de folhear os livros antes de começar a leitura propriamente dita. Sim, sei dos riscos de pegar spoilers, porém às vezes é um risco que vale a pena como foi o caso de Coração-Granada do autor João Doederlein. Sinceramente eu não conhecia o trabalho dele e por conta disso não fazia a menor ideia do que se tratava a obra. Só ao folhear o livro acabei me deparando com uma poesia sobre a ansiedade e aquelas palavras me tocaram tanto que eu pausei a leitura de A Nuvem para ler Coração-Granada.

Eu particularmente sempre amei poesias. Gosto como alguns autores conseguem de uma forma simples e ao mesmo tempo profunda colocar muitas vezes em poucas palavras uma imensidão de emoções e sentimentos.  Porque eu de alguma forma não apenas me identifico com suas palavras, mas principalmente em muitos momentos só consigo expressar meus sentimentos em toda sua confusão e totalidade através da escrita.

“Tenho tantas cicatrizes em minha alma que ela mais parece um quadro pintado por Pablo Picasso em um dia de chuva e muita tristeza.  Você não imagina a bagunça. É bonita, mas assusta.”

Conforme lia Coração-Granada a sensação que eu tinha era de ser abraçada. Sabe quando um desconhecido parece conseguir te entender melhor do que seus amigos e as pessoas que convivem diariamente com você? Foi assim que eu me senti durante a leitura. Afinal, quantas vezes já ouvi que não tenho motivos para ter ansiedade ou que preciso deixar de ser ansiosa, como seu fosse uma chave que eu pudesse ligar e desligar em minha mente.

Me senti abraçada, porque mesmo que em alguns dias tudo seja um caos em minha vida, de alguma forma eu não estou nesse caos sozinha. De diferentes formas, modos, rostos e motivos outras pessoas se sentem como eu. Sozinhas entre amigos e muitas vezes vendo as pessoas que amam se afastar porque não sabem como lidar com a sombra que ansiedade lança sobre nós, ansiosos.

É perceber que não só sou eu que em alguns dias precisa de uma força extra para sair da cama e que esconde atrás de um sorriso contido uma tristeza que vem do nada, mas que significa tudo. Porque a verdade é que tudo fica menos complicado e pesado quando você aceita a ansiedade como parte de sua vida ao invés de tentar expulsá-la quando ela aparece.

“Ansiedade é imaginar diálogos que não vão acontecer. Ansiedade é imaginar o momento em que tudo dará errado toda vez que algo começa a dar certo.”

Coração-Granada foi um acalento para esse meu coração ansioso. Foi conversar com um velho amigo que por mais que não entenda como eu me sinto, não me julga, não me condena só escuta, me abraça e diz que vai ficar tudo bem.

novembro 05, 2018

Me afogando

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Shutterstock

Sinto que estou me afogando em um mar de palavras não ditas.
Sinto que estou sendo puxada pela correnteza de sonhos que deixei morrer.
Me pergunto em qual momento deixei de lutar pelo o que eu acreditava.
Quando permiti que a opinião do outros fosse mais importante que a minha fé.

...

Isso me desperta e emerjo às cegas das águas de minha tristeza e volto a respirar.
As estrelas acima de mim são tão lindas.


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

junho 07, 2018

Meus Erros...

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Shutterstock
Erro quando tento não errar e quando tento consertar meus erros.
Erro quando digo que te quero longe, mesmo querendo você perto de mim.
Erro quando falo que não sinto nada, quando a verdade é que sinto tudo.

Quero que você segure minha mão e diga que não preciso ser perfeita.
Que me abrace forte e fale que tudo vai ficar bem entre nós.

Entre nós ...

Erro quando digo, deixa para lá e finjo que não me importo. Quando na realidade o seu silêncio me entristece e assusta.
Erro quando machuco seus sentimentos para proteger os meus.

Não esqueça que nas entrelinhas de cada erro, você é o motivo do meu sorriso bobo todos os dias.

Todos os dias ...

Provavelmente vou continuar errando em tudo que se relacione a gente.
E sei que posso não ser a pessoa certa para você, mas sigo errando disposta a tentar ser.

Quero que você segure minha mão e diga que não preciso ser perfeita.
Que me abrace forte e fale que tudo vai ficar bem entre nós.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

outubro 29, 2017

O começo do recomeço ...

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Shutterstock

Deixo frases soltas na areia, mesmo sabendo que logo o vento e as ondas vão apagá-las.
Fecho os olhos e recebo a chuva de braços abertos, as suas gotas frias se misturam com as lágrimas quentes que eu nem senti cair.

Páginas completas que não escrevi,
Figuras coloridas que perderão a cor,
Pedaços fragmentados de sonhos.

Pequenos fragmentos de sonhos.

Olho fotos antigas que não reconheço.
O reflexo no espelho revela várias histórias inacabadas à espera de um final feliz.
Um caos colorido que perdeu sua cor, se tornando frio e cinzento com um dia de inverno.

Meus pés correm sem sair do lugar,
Tropeço em obstáculos que criei,
Pedaços fragmentados do medo.

Pequenos fragmentos do medo.

Mas aprendi a enfrentar meus medos.
Ao final de cada história inacabada ganho um presente.
Uma nova página em branco.
Um novo quadro para preencher de cor.
Um começo, para um novo começo do recomeço.

Deixo frases soltas na areia,
Sou um caos de cores e tons de cinza.
Como histórias inacabadas que sempre começam a partir de um novo começo do recomeço.

Novo começo.
Recomeço...


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

março 23, 2017

Perfeita Harmonia

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Shutterstock

Vejamos só como essa vida é confusa ...
Perdemos tempo procurando respostas bobas, para nossas perguntas tolas.
Por que correr se o tempo anda devagar?
Por que choramos de felicidade e às vezes sorrimos quando estamos tristes?

Quem tem coragem de dançar com o vento?
Ou de receber uma tempestade de braços abertos?
Quem realmente vive intensamente, sem se preocupar com perguntas e respostas.

Quem ...
Quem pode dizer que sua vida não é confusa?

Ninguém é feliz o tempo todo, mas não há infelicidade que dure para sempre.
Na verdade, nem sempre percebemos como a vida, é uma bela sinfonia que toca em perfeita harmonia.
Somos nós que muitas vezes estamos fora do ritmo.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

junho 25, 2015

E se surpreender ...

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Tumblr.
Por que será que continuo criando listas que nunca vou cumprir?
Todo o começo de ano é igual com metas e planos anotados em um papel bonito,
Para logo serem esquecidos...

Tudo pode mudar a qualquer momento,
E o que era importante passa a não ser mais
E listas de planos não são um mapa seguro para o futuro
Às vezes temos que caminhar as cegas.

E se surpreender...

Talvez a essa altura do caminho, fosse mais simples escolher entre a direita e esquerda,
Focar no que é preciso e não se deixar levar por sonhos ou divagações
Mas, as amarras que insistem em manter meus pés no chão estão apertadas demais.

É hora de me libertar...

Do que é ridiculamente fácil e seguro,
E correr em direção ao meu próprio destino.

E se surpreender...

As únicas metas que vou cumprir são,
Seguir meus sonhos
Nunca deixar de acreditar
Viver cada dia novo como se ele fosse meu maior presente
Correr cada vez mais rápido na direção que meu coração guiar.

De braços abertos para felicidade,
Livre como um pássaro
Sem amarras que me mantenha presa ao chão,
Nem listas de coisas que não vou cumprir.


Viver é surpreendente...

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

maio 04, 2015

Simplicidade

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

imagem: Tumblr.
Tenho paixão pela Simplicidade...

Pelo sabor do café com leite de manhã,
Pelo vento das tardes de outono e o amanhecer tímido dos dias de inverno,
A sensação de um trabalho bem feito e o aconchego de chegar em casa depois de um dia cansativo.

Gosto de conversas jogadas foras e risadas descompromissadas,
De dormir sem me preocupar com o despertador,
Gosto de observar o céu noturno e conversas com as estrelas.

De apreciar o silêncio e uma boa música com a mesma intensidade.
E passar longos minutos olhando para nada ...
Refletindo como em um único minuto tudo pode mudar.

Tenho paixão pela Simplicidade...

Dos romances que surgem com uma troca de olhar,
Da tristeza que se vai quando uma lágrima caí,
E da esperança que renasce quando surge o sorriso.

Do tempo que passa e que deixamos passar.
Dos momentos que vem e vão ...
Das lembranças que ficam.

Se pudesse fazer um único pedido,
Pediria mais leveza para vida,
Mais sorrisos e momentos mágicos ...
Pediria mais Simplicidade.

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

fevereiro 23, 2015

Reticências ...

| Arquivado em: CRÔNICAS & POESIAS

...
Tudo aquilo que não tem coragem de falar em voz alta,
Mas que mata por dentro.
Toda falta que sente de as vezes ser vista,
As lágrimas que caem de seus olhos são silenciosas.

Sufoca ...

Enquanto sentada em seu mundo vazio,
Observa os fragmentos frágeis e brilhantes de sua alma.
Cada pedaço que se partiu,
Cada sonho,
Cada momento que teve que deixar para trás.
Não há como reconstruir o caos.
...


Tudo ao seu redor é vazio,
Tudo parece dançar com o silencio.
Enquanto caminha por esse espaço caótico se pergunta, - "qual o limite de arrependimento que um ser humano pode sentir antes de sucumbir a próprio desespero?"

É nesse instante que se dá conta que não sente mais nada ...
Nada que a prenda ao passado.
Nada que a espere no futuro.

Apenas o agora ...

Um de nossos maiores equívocos sempre foi se preocupar demais com o amanhã.
Quando na verdade ele é apenas um segundo.
O que separa seus pensamentos entre o antes e o depois.

Nossa essência é feita de lembranças e esperanças,
Mas precisa do agora para existir.
Somos apenas fragmentos de algo muito maior...

Que caminha no vazio reunindo nossos cacos, sem precisa dizer uma única palavra,
E ao mesmo tempo nos matando por dentro.

É o nosso desejo de acreditar que a Felicidade existe...
Sem  suposições ...
Sem reticências ...
...

imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

junho 05, 2014

Siga em frente

"Caminhe sem se preocupar com as suas pegadas deixando marcas pelo chão.
Ou se, as gotas da Chuva forte que talvez caia no trajeto, se misture com as suas magoas.
E mesmo que caminhe em plena escuridão, tendo apenas a companhia fria e distante da luz da Lua para te guiar.

Siga em frente...

Caminhe sem se importar com o Vento forte e como a poeira que cega seus olhos.
Mesmo que suas pernas fraquejem em algum obstáculo, marcando seu corpo com cicatrizes.

Siga em frente...

Muitas vezes quando olhar para essas marcas vai se perguntar, se tudo valeu a pena.
E será nesses momentos que o Sol que brilha acima de você, te dará todas as razões para acreditar ...

Acreditar que única coisa que te impede de ser feliz, é seu próprio medo...

De ter fé
De sonhar
De viver

... e você sabe que não precisa ter medo.

Caminhe carregado suas cicatrizes e não se envergonhe de suas lágrimas.
E mesmo que em alguns momentos você queria desistir, sempre haverá um bom motivo para continuar a andar.

Siga em frente ..."

imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

abril 14, 2014

Voe pensamento

" Voe pensamento, voe ...
me deixe aqui em meu mundo vazio,
sobre os fragmentos dos meus dias perfeitos perdidos.

Voe pensamento, voe ...
para que eu possa sentir essa falsa sensação de paz.

Preciso de um toque de leveza em minha vida,
e você anda tornando tudo mais pesado.

Voe pensamento, voe ...
você me faz olhar demais para o passado e sonhar muito com o futuro,
quando tudo o que eu quero é apenas viver o presente.

Voe pensamento, voe ...
leve com você toda essa incerteza, essa tristeza e minhas doces ilusões.

Não preciso de nada disso,
já senti pena o suficiente de mim mesmo.

Voe pensamento, voe ...
cada vez mais rápido,
cada vez mais alto.

Leve para longe
os planos fracassados,
as metas que não cumpri,
os sonhos que não realizei,
os romances avassaladores que não vivi.

Não busco nada de muito certo ou absoluto
apenas a parcela de felicidade que mereço.

Voe pensamento, voe ...
me dê alguns minutos para lidar com o meu caos interno
para que eu possa chorar minha magoas e irar-me com a essa minha situação ridícula.

Voe pensamento, voe ...
só quero fechar meus olhos por um momento,
e me perder em lugar algum.

Voe pensamento, voe ...

Mas volte ...
volte rápido,
volte forte,
volte confiante.

É de uma pequena fração de tempo que necessito,
para despertar de meus loucos devaneios e
abraçar a vida."


imagem: Tumblr


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

março 12, 2014

Um Dia


" Um Dia ...

Você simplesmente passa a não se importar...

Com as palavras erradas ditas e com as pessoas que mudam quando lhes convém.
Com tudo que era importante, necessário e indispensável  e que de uma hora para outra perdeu todo o seu significado.

Das vezes que você não admitiu que a culpa era sua.
E com o tempo que você perdeu tentando fazer dar certo e com o vazio que ficou quando você não conseguiu.

Do tempo disperdiçado com as pessoas erradas, quando as certas sempre estiveram ao seu lado.
E das escolhas infelizes que você fez por teimosia e orgulho.
Por ter julgado o caráter pela aparência.
E por achar que precisava ser e agir como todo mundo para ser feliz e bem sucedido.

Um Dia...

Tudo isso perde a importância,
Chegamos a conclusão que passamos tempo demais perseguindo os sonhos alheios. E o que de fato nos completa e faz feliz são coisas pequenas como:

Uma risada descompromissada,
Um olhar de cumplicidade,
O céu azul,
A noite tranquila de sono.

É o simples e delicado toque de simplicidade da Vida...
Que nos faz perceber que tudo o que realmente importa e a felicidade está e sempre esteve ao nosso alcance.

Quando enxergamos essa sutil verdade, as outras coisas deixam de ter importância."

imagem: Tumblr


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.


outubro 16, 2013

Sem arrependimentos


"Fecho meus olhos enquanto a chuva cai e se mistura com as minhas lágrimas.
Lágrimas que caem por tudo aquilo que sou, fui e por tudo aquilo que nunca serei.

Todos os sonhos,
Todos os planos,
Todas as metas anotadas em um papel que há muito se perdeu no caminho.

Um caminho feito à base de mentiras,
Um castelo de cartas sob a areia.
E veio à tempestade e o vento que levou (...)
Todos esses sonhos,
esses planos,
essas frágeis metas.

Posso parecer um fracassado, mas sou apenas um desiludido com o mundo.

Alguém que achou que era fácil alcançar as estrelas,
Alguém que se perdeu no caminho,
Alguém que acreditou em falsas promessas,
Alguém que escutou o conselho errado: [Que o amor nos torna fracos].

Hoje quero apenas chorar.
Quero me libertar de mal que fiz a mim mesmo.
Quero poder sentir que não vou virar cinzas quando a luz do sol brilhar novamente.

Eu preciso de forças para levantar,
Eu preciso de motivos para acreditar,
Me reconstruir do zero e assim construir um caminho concreto que a tempestade e o vento não podem levar.

Não vou mais me arrepender do que fiz e nem chorar pelo o que deixei de fazer.
Quero apenas sentir a brisa leve tocar meu rosto ao amanhecer.

Caminhar sem me preocupar com metas ou planos,
Não me iludir com os sonhos para os quais não tenho força para lutar, por que não são meus.

Ilusões e decepções são sentimentos que buscamos para a nossa vida,
Quando resolvemos esperar e ter mais fé nos outros do que em nós mesmos.

Viverei meus próprios sonhos, farei meus próprios planos e terei minhas próprias metas.
Ao fim quando olhar meu reflexo no espelho, poderei dizer que tive uma vida feliz,
E sem arrependimentos."
 
imagem: Tumblr

texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

setembro 18, 2013

Sonhador



"Caminhe através de minhas palavras esquecidas
Das frases que se perderam com o tempo
Meu pequeno coração partido.

Pise nos cacos frágeis que um dia formaram minha alma
Minhas pequenas centelhas de esperança,
talvez você encontre o que sobrou de minha fé.

Talvez entre as poucas folhas que o vento não carregou,
você consiga juntar meus pensamentos inacabados.
Aqueles que continham sonhos de um lugar mágico em que a paz reinava e as pessoas acreditavam em mim.
Sim, elas ainda acreditavam (...).

Descubra quem eu fui no passado,
apenas um poeta louco e solitário que tinha fé que com as suas palavras conseguiria transformar o mundo.

Mas o mundo veio,
e ele me mostrou que era preciso mais do que algumas palavras bonitas de um pobre sonhador para mudar tudo.

Veja como seus próprios olhos, o quanto eu fui fraco e covarde.
Sim eu desisti e me fechei
na loucura de minha mente.

Me julgue e me condene,
afinal sou apenas um velho louco e sonhador.

Mas antes tente juntar as minhas palavras esquecidas, eu preciso ouvi-las mais uma vez (...)
Preciso encontrar todas aquelas frases perdidas,
nem que para isso tenhamos que voar com o vento.

Se juntarmos todas as minhas folhas, mais uma vez – nem que seja uma ultima vez.
Uma parte de mim estará completa novamente.

Todos os cacos frágeis do meu ser e
O meu coração mesmo partido,
terá um motivo novo para o qual bater novamente.

Me ajude a reunir todos os meus sonhos
Terras encantadas de paz são possíveis
Não acredite em que diz que eu não existo.
Sonhe, apenas sonhe e caminhe comigo.

O tempo provará que sou mais que um poeta louco e solitário.
Se você me estender a sua mão e me salvar de toda essa minha amargura no qual afundei
conhecerá o meu verdadeiro eu.

Essa é a única maneira de você juntar todos os meus versos e rimas perdidas (...)

Eu me chamo AMOR e lhe estendo a minha mão, para que juntos possamos construir um mundo melhor.

O primeiro passo é acreditar que isso é possível."
imagem: Tumblr


texto escrito por: Ariane Gisele Reis.  ©  Todos os Direitos Reservados.

Instagram

© 2010 - 2021 Blog My Dear Library | Ariane Gisele Reis • Livros, Música, Arte, Poesias e Sonhos. Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in